1. Spirit Fanfics >
  2. O Javali e a Borboleta >
  3. Encontro com o passado

História O Javali e a Borboleta - Capítulo 52


Escrita por: Deusa_yuri

Notas do Autor


Vamos pro capítulo novo !!!
Alerta de capítulo(spoiler) :

⚠️Tenso!!!⚠️
Capítulo de hoje, apenas para quem consegue controlar a raiva.
Boa leitura!!!!

Capítulo 52 - Encontro com o passado


Fanfic / Fanfiction O Javali e a Borboleta - Capítulo 52 - Encontro com o passado

Aoi on 

Acordei pra mais um dia. Assim que abri os olhos me deparei com a minha pequenina. O Inosuke estava dormindo profundamente e nada o acordaria tão cedo. Levantei e peguei a Hana no colo. 

Aoi - Oi meu amor - apertei ela e a enchi de beijos. Ela começou a me empurrar e a rir 

Hana - Bom dia mamãe! - falou animada. Aqueles bons modos foi algo que o Inosuke ensinou bem a ela. Ele sempre contava histórias de quando ele era mais novo e não entendia nada sobre boa educação. Ele sempre lhe dizia que queria que ela não agisse igual a ele naquele aspecto. 

Aoi - Bom dia ! - falei sorrindo. 

Hana - O papai ainda está dormindo ? - apontou pra ele. 

Aoi - Sim está. E nós duas vamos aproveitar e tomar um banho quente! - falei. Ela começou a bater palmas animada - Deixa o mini Inosuke aqui 

Hana - Mas... - ela se apertou a ele 

Aoi - Não se preocupe, o papai vai ficar protegendo ele. Eu prometo - disse e levantei a mão pra ela né dar o bichinho de pelúcia. Ela me entregou ele hesitante. O coloquei do lado do Inosuke e depois saímos. 

Preparei nosso banho quente. Terminei de colocar a água na banheira e entrei junto da Hana que não parava quieta. Espirrando água, a a jogando pra cima e derramando água por todo o chão do banheiro. Começei a rir até que ela parou pra mexer em meu cabelo. 

Hana - Coelho - falou enquanto segurava meu cabelo um tanto em cada mão de cada lado da minha cabeça. Não prestei muita atenção naquilo. Deveria ser coisa de criança afinal. 

Terminamos e saímos enroladas na toalha  e chegamos no meu quarto. O Inosuke não estava lá quando entramos. 

Aoi - Hm?  - olhei de canto a canto e não o achei. 

Hana - Mamãe cadê o papai? Mini papai? - perguntou se soltando de mim e procurando pelo chão. 

Aoi - Calma está bem? O papai deve ter levado ele pra passear. - tranquilizei ela. - Então vamos nos vestir e depois eu vou te levar pra conhecer a cidade, tá bem? - sugeri 

Hana - Sim!!! 

Sorri dela se arrumando sozinha, colocando um vestitinho esverdeado e depois dois sapatinhos de boneca. Decidi me vestir também. Coloquei meu novo uniforme que havia chegado no nosso primeiro dia na nova casa. O Inosuke tinha escrito uma carta pro novo chefe do esquadrão falando da nossa decisão de voltarmos para a brigada dos caçadores. E logo obtivemos respostas junto com novos uniformes. O meu era parecido com o antigo, com a diferença de que tinha um decote eu não sabia porque e agora eu tinha um casaco branco com as bordas azuis.  

No dia seguinte a gente já começaria com as missões e a Hana iria pra escola enquanto isso. Eu não tirava aquilo da cabeça. Eu continuava preocupada com relação a Hana. 

Era difícil pra mim. Mas tanto eu quanto o Inosuke concordamos que usaríamos a primeira semana como testes. Se a Hana se acostumasse continuariamos trabalhando como caçadores, mas se cado p contrário acontecesse, iríamos parar imediatamente. Pelo bem da nossa filha e da nossa família. 

Hana - Mamãe, bonita !!! - disse admirada com os olhos verdes brilhando. Sorri 

Aoi - Hana também muito muito bonita ! - disse beijando sua bochecha. - Agora vamos atrás do seu...  

Inosuke - Hana?! Aoi ?! - ouvimos. Falando no diabo. 

Ela foi a primeira a correr ao encontro dele. Fui mais atrás e devagar. Quando cheguei na sala, fiquei ao lado da Hana que parou pra encarar o Inosuke. 

Pelo visto não fui a única a querer usar meu novo uniforme . 

Ele também estava com seu uniforme. Igual ao dos outros caçadores mas a diferença era o casaco de pele que usava...  Não duvidava nem um pouco que fosse de javali e sempre com a camisa aberta.  Quando percebeu nosso olhar, corou violentamente e desviou o olhar constrangido.

Inosuke - O-o que estão olhando ? - perguntou nervoso

Hana - Papai também bonito - pensou. E ele ficou mais vermelho. Comecei a rir da situação. Ela correu até ele e ele a pegou no colo - Quero roupa nova também 

Inosuke - Claro - sorriu - Onde estavam ? - perguntou e me olhou de cima a baixo. 

Aoi - Acordamos mais cedo e decidimos ir tomar banho sem acordar você - expliquei ficando perto dos dois. 

Hana - Papai? Cadê o Mini Papai ? - perguntou procurando pelo ursinho. 

Inosuke olhou pra mim e pra ela com um olhar como se tivesse acabado de ter uma grande ideia. 

Inosuke - E se eu fizer ele aparecer com mágica? - sugeriu. 

Hana - Aaahhh!!!!! Sim! Sim! - pediu entusiasmada. Comecei a rir. 

Inosuke - Tá bom. Mas pra isso, você precisa fechar os olhos e só abrir quando eu disser que pode abrir. Está bem bem ? - perguntou e ela fechou os olhos de imediato cobrindo com as mãos logo em seguida - Está vendo alguma coisa? 

Hana - Não ! 

Inosuke - Tá bem. Então eu vou começar a mágica - quando terminou de falar, ele me puxou pra perto sem me avisar e me beijou. 

Era um beijo intenso, necessitado e cheio de desejo e paixão. Eu adorava aquilo. Ele começou a me apertar e descer até minha bunda e apertá-la. Levantei sua mão de volta pra minha cintura e continuei o beijando. De olhos fechados ou não a Hana ainda estava ali. Ele mordeu meu lábio inferior e sua língua ivandiu minha boca. 

Hana - Já posso abrir? - perguntou 

Nós dois nos afastamos e sorrimos juntos. Ele me deu alguns selinhos e depois se afastou de vez. 

Inosuke - No três você pode abrir os olhos. - falou enquanto procurava algo nas suas costas. Nesse momento percebi que ele tinha um envelope e três embrulhos compridos em suas mãos  - Um dois... 

Hana - Três ! - abriu os olhos no mesmo instante. 

Ele mostrou o ursinho e entregou a ela que o pegou e apertou contra seu corpo impressionada. 

Aoi - O quê são essas coisas? - apontei pra usa mão. 

Inosuke - Ah sim! - a soltou e depois me entregou um dos embrulhos compridos - Chegaram hoje.

Aoi - Hum- tirei o papel que cobria e vi a nova katana. Me afastei pra manusear ela. Cortei o ar diversas vezes. Era leve e bem fácil de lutar com ela. Na empunhadura tinha uma borboleta. Sorri, com certeza era obra da Shinobu. Ele também tirou a suas katanas. Continuava com o mesmo visual serrilhado de sempre. Ele as girou algumas vezes e olhou pra mim. 

Inosuke - Respiração da água contra da besta? - perguntou animado. 

Revirei os olhos e guardei a espada na cintura assim como ele. 

Aoi - E isso aqui - peguei o envelope e comecei a ler. 

Inosuke - É a nossa classe e... Outras coisas. - explicou. Enquanto lia, meus olhos não puderam acreditar naquilo. 

Aoi - HASHIRAS? - gritei com a surpresa e o encarei incrédula. Vi quando a Hana se afastou com o susto. - Como assim? Você sabia disso ? 

Inosuke - N-não... Quer dizer sim... B-bem acabei de ler mas antes eu não sabia - ele ficou nervoso com minha reação. 

Aoi - Aqui vem explicando o porquê mas... Hashiras ? - perguntei. Eu já havia matado duas luas. Mas ainda sim, era outro nível. 

Inosuke - Aoi, - se aproximou - Pensa pelo lado bom, Hashiras nem sempre ganham missões logo, vamos aproveitar mais o tempo com nossa pequena - me acalmou. 

Assenti suspirando aliviada. Talvez ele estivesse com razão. Era melhor que ficar longe dela por muito tempo. 

Hana - Mamãe... - ela se agarrou a minha perna. 

Sorri e pus a mão na sua cabeça. 

Inosuke - Tudo bem. Quer treinar agora? - perguntou animado. 

Aoi - Não. - peguei a Hana - Prometi que iria mostrar a cidade pra ela. Que tal mais tarde ? - pisquei. 

Inosuke - Claro - ele ficou mais perto e beijou a testa dela e a minha - Quando voltarem, vamos treinar e eu e você pequenina- cutucou a barriga dela - Vamos conversar

Hana - Tá bem papai! 

...

Hashiras... 

Eu não conseguia me decidir se era boa ou má idéia. Shinobu era Hashira eu eu via de perto pelo que ela passava. 

Tinha que fazer de tudo pra chegar em casa pelo menos pra fazer a Hana dormir. E tentar não chegar tão ferida. Ser Hashira significava missões perigosas... Perigo... Eu tinha esquecido daquilo. Mesmo sem o Muzan Kibutsuji ainda existiam onnis muito fortes e bastante perigosos. 

Hana - Mamãe! Ali! Ali! Ali! - ela se debateu no meu colo.  Saí dos meus pensamentos e sorri indo em direção a barraquinha em que ela apontou

Aoi - Ali? - talvez por ora fosse melhor não pensar nessas coisas e me focar no meu tempo com a minha menina. 

Entramos na barraquinha que vendia enfeites de cabelo e ela começou a olhar de um lado pro outro. 

Hana - Esse aqui ! - pegou uma fita verde musgo e pois na minha mão - Essa aqui!!! - disse pegando um enfeite de borboleta azul - Esse esse esse!! - falou animada ao encontrar um enfeite de borboleta azul e verde. 

Aoi - Tudo bem então! 

Hana - Olha mamãe! Coelho ! - apontou animada segurando meus cabelos um tanto de cada lado formando uma maria-chiquinha. 

O coelho tinha as orelhas longas e pretas. Comecei a rir junto a ela quando entendi o porquê de ela ter falado coelho durante o banho.

Sorri e paguei pelos enfeites saindo logo em seguida e paramos em um banco pra colocar no seu cabelo. 

Aoi - Qual desses pequena ? - perguntei esperando. Ela sorriu pegando a borboleta azul e verde e se virou. Ajeitei seu cabelo com cuidado pra trás é coloquei a borboleta. - Prontinho. E os outros guardamos ? 

Hana - Esse é da mamãe... - apontou pra borboleta azul - E a fita é pro papai 

Aoi - Oh ! - tentei conter minha surpresa. Afinal ela era muito doce e sempre pensava no outros. - Quer colocar pra mim ? - sorri e virei pra deixar ela ajeutar o meu cabelo e pôr o enfeite 

Hana - Assim mamãe! 

Espero que ser Hashira não me tire esses momentos! 

Nos levantamos e voltamos a andar. A cidade estava bem agitada, cheia de pessoas, alguns mercadores montando barracas e outros enfeitando sua loja. Li uma faixa enorme onde falava sobre o festival.  Se desse eu traria a Hana no festival pra ela aproveitar os fogos. 

Hana - Mamãe... Me solta!!! Solta!!! - falou de repente a mexendo de um lado pro outro. 

Aoi - Hm? O que foi? - a soltei e quando fiz isso ela começou a correr. - Hana! E-ei volta aqui! Espera - levantei correndo atrás dela. 

Hana - Mamãe não me pega!! - cantarolou rindo e correndo. 

Sorri e andei mais rápido pela multidão tentando não perde-lá de vista. 

Hana - Vem mamãe! - provocou rindo. 

Sorri. Mas por algum motivo comecei a ficar nervosa e comecei a correr também. 

Aoi off


Autora on

 A pequena Hana continuava a correr rindo e se divertindo, vendo o esforço da mãe pra pegá-la, como qualquer criança afinal, ela também tinha alguns momentos de travessuras e nada melhor que aproveitar o terreno como seu pai ensinou. Ela sorriu e olhou pra trás.

Aoi - Hana! - chamou 

Ela riu alto e percebendo que ela estava quase se aproximando aproveitou a vantagem de se pequena e correu o mais rápido possível pra longe da sua mãe que diferente dela tinha mais dificuldade de correr pela multidão. Já que quando a viam, todos abriam espaço achando graça e rindo da situação. 

A Aoi tinha dificuldade mas continuava correndo pedindo licença e desculpa. 

Hana começou a cansar e então parou e olhou pra trás. Quando percebeu que sua mãe não estava mais atrás dela. Será que havia se perdido na multidão? 

Ela com certeza está me vendo . Pensou. É isso ela vai esperar eu parar e depois vai me pegar !

Pensando que tinha descoberto o plano da sua mãe ela decidiu voltar a correr. 

Papai vai ficar orgulhoso quando souber que despistei a mamãe

Pensou animada e correu olhando pra trás se certificando de que ninguém a seguia mas ao fazer isso, acabou esbarrando em alguém, caindo no chão e ainda por cima deixando o seu tão amado bichinho de pelúcia cair.  

Hana - Desculpa! - pediu depressa olhando pra cima. 

Ela viu um homem claro de cabelos pretos lisos e bagunçado com os olhos pretos e duas cicatriz. Ela se levantou. O homem continuou a olhando incrédulo, assustado e curioso. 

Hana - Perdão! - ela se curvou como o pai havia lhe ensinado e voltou a encarar o homem dando um sorriso de desculpas 

O homem se agachou até ficar ao lado dela. 

??? - Engraçado... Você me lembra alguém... - ele falou com uma voz muito estranha e chegava a assustar 

Hana - É ? - a pequena perguntou animada e contente - Prazer, sou a Hana Hashibira - disse sorrindo alegremente. 

??? - Hashibira? - ele perguntou parecendo assustando de olhos arregalados. 

Hana - Pode pegar meu ursinho por favor? - ela pediu sem jeito e olhou pro ursinho que estava ao lado dele. 

Ele se virou e olhou o urso abrindo a boca e ainda mais desacreditado. Ele o pegou e virou pra ela. Olhou do urso pra jovem Hana diversas vezes. A pequena começou a ficar preocupada.  Aquele senhor não parecia que estava bem. A bondosa Hana, preocupada com a saúde de um estranho, mal sabendo que aquele estranho não era boa companhia de jeito nenhum! 

??? - Inosuke Hashibira. - ele falou distante imerso em seus pensamentos, com uma voz de desprezo que a pequena era jovem demais pra perceber

Hana - Conhece meu papai ? - perguntou surpresa e empolgada com a nova descoberta. 

O desconhecido sorriu dessa vez. Um sorriso nem um pouco bondoso e sim duro, forçado e cheio de ódio. 

??? - Com certeza conheço seu papai...- disse passando a mão em uma de suas cicatrizes perto do olho. -  Prazer, eu sou Akira Asaguiri !


Autora off

Aoi on

Já estava ficando preocupada com a Hana. Tinha a perdido de vista e não conseguia encontar em lugar nenhum. Até que senti sua presença e desviei de várias pessoas até conseguir ver ela. 

Mas ela não estava sozinha. Tinha um homem conversando com ela agachado a sua frente com uma camisa preta juntamente com a calça. De longe ele me pareceu familiar mas não matei a minha mente me preocupando com aquilo, eu só queria segurar a Hana 

Aoi - Hana ! - chamei, ela virou e correu pra mim 

Hana - Mamãe!! - a peguei no colo e a apertei forte com meu coração acelerado. - Mamãe - ela se afastou - Ele conhece o papai! - disse animada 

Olhei para o homem que estava com ela e quase caí pra trás. Meu coração já acelerado começou a bater mais rápido a medida que ele ficava de pé sem tirar os olhos de mim. Comecei a suar e por instinto afastei um passo. 

Aoi - Akira Asaguiri. - disse e vi um sorriso falso em seus lábios enquanto ele me encarava surpreso 

Akira - Aoi Kanzaki... Quanto tempo - ele disse 

Hana - Vocês se conhecem também mamãe ? - ela olhou de mim pra ele sem entender que a situação não era amistosa.  

Akira - E como nos conhecemos... Não é Aoi-chanzinha ? - ele a respondeu. 

Aoi - Sim meu amor, nos conhecemos. - disse séria. 

De repente ele soltou um riso 

Akira - Então... - ele me olhou de cima a baixo - Ainda é uma caçadora... 

Hana - Minha mamãe é Hashira! - falou com orgulho. 

Pena que não era hora de eu agradecer pelo orgulho que ela demonstrava por mim, era hora de voltar pra casa. Rápido! 

Akira - É mesmo ? - perguntou como se estivesse interessado - É Hashira e teve uma filha com o Inosuke. - vi seus punhos se fecharem 

Aoi - Como pode ver, a Hana é a cara dele. Sim! Eu e o Inosuke nos casamos e tivemos uma filha. E sim, nós dois nos tornamos Hashiras. - forcei um sorriso. Enquanto meu coração palpitava 

Akira - Que bom ! - sorriu. Embora eu soubesse que aquele sorriso era tão falso quanto o meu - Sua vida deve estar do jeito que queria...! Até tiveram uma filha 

Hana sorriu em orgulho e se aconchegou no meu colo, olhei pra ela e vi sua feição mudar. Ela notou como meu coração estava acelerado e como estava nervosa. Ela olhou pros meus olhos, vi sua feição feliz mudar pra uma preocupada. 

Hana - Quero ir pra casa! - disse de repente, parecendo com medo - Quero o papai, mamãe! 

Akira - Mas já? Que pena. - ele suspirou - Quem sabe outra hora... 

Aoi - Você está com o urso da minha filha - lembrei. 

Akira - Ah! É claro - ele olhou pro ursinho e vi a raiva se formar em seus olhos. Ele lembrava daquele urso. - Mini Inosuke... - sussurrou e depois o devolveu nas mãos da Hana que o pegou rapidamente agradeceu e escondeu o rosto no meu pescoço - Tchau tchau Hana ! Até Aoi ! 

Me virei sem dizer uma única palavra e comecei a voltar pra casa mais rápido que um raio. 

Aoi off

Inosuke on

Levantei do chão do dojo assim que senti a presença da Aoi e da Hana. Elas nen estavam próximas de casa ainda, mas eu podia sentir a emoção de medo que vinha das duas. 

Fui pra sala e fiquei andando de um lado pro outro esperando elas entrarem e perguntar o porquê de elas estarem com medo. Estava começando a entrar em desespero quando as duas entraram apressadas fechando a porta com tudo. A Aoi caiu no chão sem forças. 

Inosuke - Aoi!! - corri pra perto me abaixando do seu lado desesperado com a Hana na sua frente. - O que aconteceu? Está machucada ? O que houve ? - a balancei nervoso. Ela não tinha reação alguma. 

Olhei pra Hana e ela começou a falar 

Hana - Akira Asaguiri... 

Quê? 

Inosuke - Onde ouviu esse nome ? 

Puxei a Aoi pro meu peito, a mesma enterrou o rosto no meu ombro. Ela olhou pra Aoi chagando a ficar pálida e parou de falar. 

Inosuke - Hana meu amor, eu vou precisar que se concentre ! 

Hana - A mamãe vai ficar bem ? - perguntou com voz de choro. 

Meu coração se apertou. Ela nunca chorou na vida e nunca tinha visto a Aoi daquele jeito. 

Inosuke - Claro que vai meu amor, ela vai ficar bem, mas só depois que você me contar o que aconteceu e se você não chorar - segurei sua mão e a puxei pra perto. - Fale. 

Depois de respirar ela começou a me contar o que houve enquanto elas passeavam. Sobre terem saído, e ela querer brincar e acabar se perdendo o que fez com que encontrasse com um homem que sabia meu nome. 

Hana - Aí eu percebi que a mamãe não tava bem e pedi pra vir pra casa... - terminou 

Akira... Aquele idiota que eu detestava com todas as minhas forças. Meu pior inimigo. Eu o odiava tanto, mas tanto que me arrependi de não ter o matado naquele dia. 

A Aoi se afastou de mim e forçou um sorriso. 

Aoi - Eu já estou bem pequena! - mentiu -  Está cansada? Quer que eu coloque seu almoço? 

Hana - Dormir ... - pediu estendendo os braços. 

Ela a pegou e subiram. 

Fui direto pro meu quarto e esperei pela Aoi andando de um lado pro outro, quase subindo pelas paredes. Quando a porta abriu ela entrou e desabou no chão abafando o choro com a mão. 

Corri até ela e a peguei no colo e me sentei a aninhando em meus braços. 

Inosuke - Tudo bem... Tudo bem... - tentei a acalmar. 

Aoi - Eu senti tudo de novo Inosuke... Todos os medos... Eu fiquei com muito medo! Eu sou tão fraca assim ? - chorou baixo 

Inosuke - Não Aoi! Você não é! - abracei ela mais forte. - Fica calma! Eu te protegi uma vez, eu vou te proteger de novo eu prometo! Vou te proteger com minha vida! - falei, ela assentiu. 

Ótimo... Minha vida estava boa demais pra ser verdade! 











.


Notas Finais


... 😰😱 Akira... O pesadelo de muitos leitores, da própria autora e da Aoi... E agora?

Se eu conseguir posto o outro capítulo.
Obrigada por lerem até aqui !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...