1. Spirit Fanfics >
  2. O jogador >
  3. Capítulo 43

História O jogador - Capítulo 43


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um...♥️

Capítulo 43 - Capítulo 43



PV Autora 

Semanas vieram e se foram, uma, duas, três ... Na quinta, Bonnie estava completamente de volta em suas rotinas antigas. Passar um tempo com Damon para levá-lo de volta aos trilhos, para que ele pudesse retornar à quadra, ajudando Luke a cuidar da equipe, saindo para jantar com Enzo e ficando abraçados no sofá e ... outras coisas ...

Ela estava de volta aos jogos, aproveitando a emoção de estar no estádio, assistindo Enzo jogar novamente. E como ele fez. Como se ele nunca tivesse saído.

Ela também teve que sair com as amigas novamente, todos conversando sobre os meninos de suas vidas, Klaus, Elijah, Enzo ... Todas as três em relacionamentos bastante diferentes.

Elena e Elijah ainda estavam indo cuidadosamente, fingindo que estavam apenas conversando sobre o hospital Hybrids em formação.

Bonnie e Enzo ... estavam ficando mais sérios todos os dias, mas ainda contornavam o assunto de se mudarem.

E Caroline e Klaus ... tinham uma coisa perigosa, algo envolvendo todo o sexo e praticamente nenhum abraço, para grande desgosto de Caroline. Ela também estava constantemente repreendendo a si mesma por se apaixonar por ele uma e outra vez. Como se ela fosse incapaz de resistir ao seu charme.

- Bem, você meio que já está..- Bonnie disse, fazendo sua amiga encará-la agora, onde todos estavam sentados nas arquibancadas, suas duas amigas mantendo sua companhia durante o intervalo, e ela teve que rir.

Todos eles iam tomar um café depois da sessão de treinos de hoje, Bonnie só precisava esperar o time terminar enquanto as três estavam sentadas assistindo os acontecimentos abaixo, conversando.

- Klaus, ele é apenas ... ugh. Eu não sei. Ele fica sob a minha pele.

- E você sempre se apaixona por isso..- Elena disse, rindo, virando-se para Bonnie quando ela disse. - Mas e você, Bon..? Vocês parecem bastante comprometidos.

Ela fez uma careta, sentindo-se corar. - As coisas estão indo bem, eu acho.

- Vocês falaram sobre morar juntos de novo..? - Caroline perguntou e antes que ela pudesse responder, Elena deixou escapar. - Ainda é muito cedo. Estou feliz que você esteja tomando cuidado, Bon.

- Vamos..- Caroline zombou. - Você está dizendo isso porque você e Elijah ainda não fizeram a ação.

- Caroline..- Bonnie deu-lhe um olhar de aviso, notando o tom de humor.

- O que..? - Ela respondeu. - Mas é verdade, não é..? Se E e E tivessem dormido juntos, ela não perguntaria duas vezes sobre seus planos com Enzo. Ela está fingindo estar preocupada com você, mas vocês dois já passaram mais de quatro semanas vivendo juntos e quase dois meses namorando. Com muito sexo, passando o quão cansado e exausto seu pobre garoto parece.

- Caroline! - As bochechas de Bonnie estavam queimando positivamente, embora, claro, ela estivesse acostumada ao amor de sua melhor amiga por conversas francas. Ela também estava certa, Enzo parecia terrivelmente cansado. Talvez devessem relaxar um pouco ... Franzindo a testa, ela voltou o foco para as amigas quando ouviu Care rir.

A loira estava sorrindo para ela atrevidamente, ignorando a expressão muito mais triste da pobre Elena.

- Ei, isso é uma coisa boa, Bon. Estamos todos felizes por você. Você merece. Embora eu ainda ache que precisamos de mais detalhes sobre esse relacionamento. Tipo, quão bom é o sexo e...

- Caroline! Pare com isso, tenha um pouco de piedade..- Bonnie riu enquanto implorava, segurando o lado que de vez em quando ainda gostava de lembrá-la daquela noite horrível quando ela levou um tiro.

- Você está bem..? - As duas amigas perguntaram ao mesmo tempo, olhando-a com súbita preocupação, mas ela negou.

- Eu estou bem ...- Ela suspirou, olhando para onde Enzo e seus colegas de equipe estavam treinando defesa, um exercício que sempre a fazia se preocupar com ele por causa de seus pulmões ...

Lançando um olhar para onde Luke estava parado, ela se levantou lentamente.

- Eu preciso voltar lá, ok..? O intervalo acabou ... Vocês garotas me prometem não discutir, sim..? Se importa..? Lena..?

- Somente se você nos fornecer os detalhes posteriormente..- Caroline piscou para Elena, as duas garotas rindo agora, e Bonnie balançou a cabeça, pronta para ignorá-la por uma questão de paz entre elas enquanto descia.

Ela ainda estava rindo para si mesma, trocando um olhar com Luke, que estava acenando para ela, quando viu alguém parar e tropeçar na quadra, seu subconsciente já sabendo quem era antes que ela se virasse para olhar.

Enzo.

Ele parou de correr no meio do caminho, as mãos contra os lados, enquanto dava alguns passos lentos. Levantando o queixo como se tentasse respirar fundo, ele continuou indo até que seu corpo perdeu toda a tensão e caiu no chão abruptamente, fazendo o coração de Bonnie parar.

- Enzo! - Ela gritou, correndo, em pânico. Pelo canto do olho, viu Luke fazer o mesmo, o assistente técnico e Alaric também, e alguns dos companheiros de equipe de Enzo.

Eles estavam felizes demais, não..? Isso foi o que ela conseguiu por acreditar que poderia continuar assim.



...




No instante em que viu Caroline Forbes sentada na arquibancada, Klaus decidiu ir até lá e cumprimentar. A garota de quem Elijah gostava ultimamente também estava lá, e ele cutucou seu irmão, interrompendo a conversa relacionada ao trabalho.

- Vamos fazer uma pausa..- Disse ele, fazendo Elijah franzir a testa em aborrecimento, até que ele seguiu a cabeça do irmão mais novo. - Você pode contar à sra. Gilbert todas as boas notícias..- Disse Klaus com uma piscadela. Eles finalmente haviam encontrado um prédio para o hospital sobre o qual haviam conversado até agora apenas como uma mera idéia, e as coisas estavam lenta mas seguramente começando a acontecer para uma realização real desse plano.

- Quero-a no time..- Disse Elijah, a título de resposta, e Klaus assentiu.

- Vamos ver quando chegar a hora. Se você ainda pensar assim, então...

Elijah revirou os olhos, pronto para responder, quando os dois notaram uma comoção na quadra, e os olhos de Klaus se estreitaram.

- Parece que eu não vou gostar..- Ele resmungou, e quando ouviu Bonnie Bennett chamar o nome de seu melhor jogador atualmente, ele cerrou os dentes com raiva. Lorenzo não. De novo não. Não quando a chance de chegar aos playoffs estava ficando cada vez menor. Eles precisavam dele, ele precisava dele, mas a saúde do garoto estava começando a se tornar uma maldita responsabilidade. Sem Salvatore lá para mantê-lo sob controle, para suportar o peso da carga de trabalho, Lorenzo logo se esgotaria se não conseguissem controlar isso.

Não teria sido tão ruim se a estúpida Lily Salvatore não tivesse reaparecido no pior momento possível. O trauma que a mulher provocou de novo ... Klaus apertou as mãos em punhos, tentando conter sua raiva e frustração enquanto corria para a quadra, Elijah a poucos metros atrás.

- O que está acontecendo..? - Ele perguntou assim que chegou ao seu destino, encarando um treinador perturbado, Saltzman, que se ajoelhou ao lado de seu melhor jogador, ao lado de Bonnie Bennett e Luke Parker, que já estavam verificando os sinais vitais de Enzo. - Como ele está..?

- Hum ... Ele..- Bonnie começou trêmula, parando novamente, e Luke continuou em seu lugar.

- Ele entrou em colapso durante exercícios de defesa. Não recuperou a consciência. O batimento cardíaco está elevado, os pulmões não estão funcionando em plena capacidade.

- Então ... o quê..? Essa é a asma dele..?

Bonnie balançou a cabeça. - Não, isso é ... mais..- Ela parecia muito preocupada e ele estava começando a se perguntar seriamente se tinha sido uma boa idéia, afinal, deixá-la voltar à equipe médica.

- Qual é o plano de ação..?

- Uh ... ele precisa do hospital..- Parker gaguejou quando Bonnie estava muito ocupada cuidando de Enzo. - Já chamei uma ambulância..

De repente, Klaus pulou para frente, agarrando o médico pelo pescoço. - Você fez o que..? - Não saiu como uma pergunta porque não era! Sua raiva cresceu para níveis incontroláveis ​​e se não fosse por Elijah o puxando de volta naquele momento, Klaus não tinha certeza do que ele teria feito.

- Niklaus. Acalme-se. O médico tomou a decisão certa. Não podemos lidar com isso aqui..- Elijah sibilou, apontando para um Enzo pálido e inconsciente no chão, que parecia quase morto.

Este foi um maldito acaso. Seus dois jogadores principais, DeShawn ainda não está pronto para jogar trechos mais longos ... Ele deveria fazer os playoffs sangrentos com os caras do banco e os novatos sozinhos?!

Ele largou Parker, começando a andar, tentando pensar. Então ele pegou o telefone, ligando para o único número que ele poderia ligar nessa situação.

- Se não é o grande...

- Damon..- Klaus o interrompeu antes que ele pudesse continuar com seu discurso habitual e algo em seu tom deve ter alertado sua estrela ferida para a urgência da ligação, porque pela primeira vez ele realmente parou.

- É o Enzo, não é..?

Klaus ergueu as sobrancelhas, levemente impressionado com a rápida dedução de Damon.

- Temos um problema. Uma ambulância está a caminho para buscá-lo. E nós dois sabemos que isso não vai acabar bem..

- O que aconteceu..? Bonbon esta..

- A senhora Bennett está atendendo a ele enquanto conversamos. Mas ele está inconsciente por alguns minutos e ela não poderá tratá-lo em casa dessa vez. Não sei o que diabos está acontecendo com ele, mas eu estou culpando sua família por isso, Salvatore, então você precisa vir e consertar isso. Eu preciso do garoto. Nós precisamos dele. Você sabe o que está em jogo aqui. 

- Sim, é claro. Merda..- Amaldiçoou Damon, então Klaus o ouviu respirar fundo. - Estou a caminho.

Klaus desligou depois disso sem se despedir, colocando o telefone de volta no bolso. Brevemente, seu olhar encontrou o de Caroline, a loira de pé na beira da quadra agora, abraçando a paixão de Elijah, e apenas por um momento, ele se sentiu capaz de permanecer no chão, para não explodir.

Ele tinha o menor sorriso para ela, tentou assentir encorajadoramente porque ela parecia tão preocupada, então ele teve que se afastar dela para poder voltar para Lorenzo.

Alguém tinha que ter certeza de que o garoto não iria surtar se ele acordasse na carona para o hospital, e que alguém teria que estar lá por ele agora. E...

- Srta. Bennett, quando a ambulância chegar..- Ele ordenou, quando voltava ao seu lado. - Você vem.

Ela olhou para ele brevemente, assentindo. Havia tanta determinação feroz em suas feições que ele quase teve que sorrir. Enquanto ele achava que a garota era uma distração desnecessária para St. John, ele podia admitir que ela também tinha uma boa influência sobre ele, e Klaus tinha certeza de que precisariam disso em pouco tempo.



...



O coração de Bonnie estava batendo muito rápido. Ela estava sentada ao lado de Enzo na ambulância, trocando olhares de vez em quando com Klaus enlouquecendo Mikaelson, que por algum motivo havia decidido que ele também precisava estar nesse passeio. E talvez tenha sido para melhor. Ela realmente podia usar alguém que ainda estivesse com a cabeça no lugar, porque atualmente ainda estava tentando não entrar em pânico.

Enzo ainda estava fora, com a respiração irregular, a pele pegajosa, o batimento cardíaco muito alto, e ela estava ficando preocupada que ele tivesse um ataque cardíaco se não o levassem logo ao maldito hospital. O que estava acontecendo com ele? Era quase como se ele estivesse ... completamente exausto, malditamente cansado.

E por que diabos ela não viu o quão ruim ele estava?

De repente, ela se lembrou do comentário casual de Caroline de antes, como ele parecia cansado e exausto, e Bonnie mordeu o lábio quando percebeu o quão certa sua amiga estava.

Ela deveria ter visto também, muito antes. Ela estava passando tanto tempo com ele ... E sim, ela notou que ele estava cansado, mas ela atribuiu isso ao fato de que eles ficavam até tarde com bastante frequência, ambos muito excitados e apaixonados pelo seu próprio bem, incapazes de ficar longe um do outro ...

Agora Enzo estava pagando o preço, e ela se sentia ... horrível.

Fungando, ela tentou se recompor para não cair na frente de Klaus. Mas não foi fácil.

- Ele vai ficar bem..- O homem de repente se dirigiu a ela, e ela olhou para cima, consciente de sua mão acariciando a bochecha de Enzo de uma maneira pouco profissional.

Ninguém parecia se importar ...

Ela bufou, surpresa ao ver um sorriso simpático no rosto de Klaus. - Você conhece Lorenzo, ele voltou de pior. E agora ele realmente tem um motivo para isso..- Ele deu a ela um olhar aguçado que a fez rir. Ele realmente acabou de dizer isso, ou seja, ela? Era essa a maneira de Klaus Mikaelson dizer que ele aprovava seu relacionamento indecoroso com o empregado?

Não havia tempo para ela pensar mais sobre isso, no entanto, já que eles chegaram ao hospital, as portas da ambulância sendo abertas rapidamente, fazendo-a piscar.

Enquanto uma equipe do hospital corria para ajudar Enzo, ela tentou contar a eles tudo o que sabia, declarando seus sinais vitais, certificando-se de mencionar sua condição subjacente, ofegando quando ele foi empurrado para longe, com a mão vazia quando ela perdeu o controle sobre ele.

- Cuidaremos disso agora..- Alguém lhe disse e ela assentiu, dividida entre abrir caminho com eles e ficar do lado como deveria, quando Klaus apareceu ao seu lado, empurrando-a meio para onde eles estavam carregando a maca.

- Você precisa ficar com ele o tempo todo..- Ele disse a ela com tanta urgência que ela teve que franzir a testa. - Você leu os arquivos dele..- Ele a lembrou, não precisando explicar o que ele queria dizer, e ela assentiu, sentindo o nó na garganta crescer ainda mais. E se Enzo acordasse se encontrando aqui? No único lugar que ele mais odiava?

Klaus estava certo. Não podia deixar Enzo em paz, nem por um segundo, nem aqui. Então ela inalou profundamente, ergueu os ombros e correu atrás deles.

- Senhora..- Alguém advertiu quando ela alcançou, mas ela se afastou, falando antes que eles pudessem.

- Eu sou a médica da equipe. Ele é meu paciente, é minha responsabilidade e não vou deixá-lo sozinho.

- Você não tem privilégios neste hospital..-Uma mulher informou, e Bonnie sorriu para ela. Não era um sorriso amigável.

- Você ouviu isso..? - Ela perguntou, olhando atrás dela para onde Klaus se aproximava, rápido.

- Eu vou cuidar disso, você entra. Fique ao lado dele. Não deixe que eles a mandem embora.

- Senhor, você não pode simplesmente entrar no nosso hospital assim. Existem regras. Não importa quem você é.

- Você tem certeza sobre isso..? - Bonnie o ouviu dizer com um tom de escárnio em sua voz, mas ela não esperou para ouvir o resto. Empurrando as portas para a sala de exames em que eles haviam colocado Enzo, ela observou a cena brevemente, depois entrou e foi direto na direção dele.

- Precisamos diminuir o batimento cardíaco dele, ligá-lo ao oxigênio também. A saturação está uma merda..- Disse alguém, e Bonnie assentiu, começando a trabalhar como se ela fizesse parte da equipe, e ninguém lá dentro questionou isto.

Ele era dela para cuidar.

Ele era dela.









Notas Finais


Espero que estejam gostando.. :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...