1. Spirit Fanfics >
  2. O meu desejo >
  3. Capítulo 1

História O meu desejo - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meus leitores, pois é kkk nova fic, veio plot agora de madrugada e não me aguentei, tive que escrever e está ai! Espero que gostem!


Tenham uma ótima leitura!

Capítulo 1 - Capítulo 1


"O que você faz quando se vê aprisionado a algo do qual não pode fugir?”
                  - Sakura Haruno -

O vento frio entrava pela janela aberta fazendo seu corpo estremecer, estava a horas sentada naquela cadeira de rodas diante de um bloco de notas e batia a ponta da caneta na madeira da escrivaninha de forma nervosa, encarava o papel branco com indiferença pensando no que poderia colocar ali que seria satisfatório para sua psicóloga, que diferença faria ela expor o que sentia quando estava sozinha, isso não seria mudado mesmo. Sakura largou a caneta e olhou pela janela, novamente estremeceu de frio, tinha que fechar a janela mas ter que se empurrar naquela cadeira era chato e cansativo, se pudesse pular da cama e correr para fechar como fazia a dois anos atrás seria muito melhor, mas a consciência bateu a porta lhe lembrando que por sua inconsequência estava impossibilitada de agir como queria, olhou uma foto pregada no espelho e notou a diferença do que era agora para a Sakura da foto, seus cabelos que antes eram lindos e bem cuidados agora estavam sem brilho, opacos, cheios de pontas, o rosto sem resquício algum de maquiagem e seu corpo magro lhe dava a clara ideia do quão estava distante do que aquela foto mostrava, aquele era o seu passado e a sua imagem refletida no espelho agora era o seu presente, então ela se perguntou o que esperaria do futuro.

— Sakura?

— Oi.

—  O que está fazendo? Vim trazer sua janta e fechar a janela.

— Não estava fazendo nada, eu estou sem fome mas obrigada, eu estava com frio mesmo. Só quero dormir.

— Sakura, você tem que se alimentar, vai acabar perdendo mais peso se continuar assim.

— Não tenho fome, queria te dizer uma coisa, não quero ir mais na psicóloga, não está ajudando então prefiro não ir mais, isso é perca de tempo.


— Aah Sakura, é sério, estamos ficando sem opções pra ajudar você, quantas vezes falamos que você não pode desistir. Se não quer mais ir, nós não podemos te forçar, mas você vai jantar sim nem que eu tenha que te amarrar e te dar na boca. — Sakura vendo a determinação de sua mãe resolveu ceder e se alimentar ao menos um pouco, seu corpo começava a demonstrar fraqueza e por respeito e gratidão aos seus pais ela faria um esforço, mas não sabia o quanto isso iria durar, logo depois que comeu foi fazer sua higiene e com ajuda de sua mãe conseguiu se deitar na cama, mas como todas as noites o sono demorava a vir e sua mente ficava envolvida com seu maior desespero, tudo que envolvia o acidente a atormentava e por várias vezes a noite, Sakura tinha pesadelos horríveis e por consequência tirava o sono de seus pais que ficavam com ela até que dormisse novamente. Ela tinha 21 anos de idade e mesmo sem falar isso sentia-se envergonhada por seus traumas lhe deixarem tão vulnerável e dependente de seus pais. Acabou pegando no sono depois de algumas horas mais quando acordava não se sentia descansada o suficiente.

Pela manhã ela acordava e recebia a ajuda necessária de sua mãe para fazer seu higiene e tomar banho, assim que saíram do quarto foram para a varanda da casa onde ocorria as sessões de fisioterapia, um pouco depois dela tomar o café da manhã, porém as sessões eram algo que a mesma já estava querendo desistir por não ver nenhum tipo de progresso, ela já considerava inútil.

Seu semblante de desânimo era notável pelo fisioterapeuta que tentava por diversas vezes a incentivar a prosseguir e ter esperança numa melhora, mesmo ele sabendo que talvez a única solução seria uma cirurgia na coluna vertebral, a qual Sakura se negou a fazer.

— Sente alguma coisa quando faço isso? — ele perguntou fazendo uma pequena pressão na parte sensível de seus pés.

— Não, nada.

— Tudo bem, vamos tentar outras opções de exercícios.

— Porque não desiste? Não vê que nada funciona? Está perdendo seu tempo.


— Como um profissional não posso desistir de um paciente, mesmo que seja a vontade dele.

— Se gosta de missões impossíveis vá em frente.

E mais uma vez acontecia como sempre durante esses dois anos, com nenhum resultado satisfatório os pais de Sakura começavam a perder suas esperanças, as portas estavam se fechando e com as atitudes de Sakura ninguém iria aceitar o caso dela futuramente, alguns meses se passaram até que o fisioterapeuta foi retirado do caso dela e assim as sessões pararam pois ela se negou a ser tratada por mais um que diria sempre o mesmo no final, estava cansada de ouvir sempre a mesma conclusão, cirurgia, algo que ela não estava disposta a passar pois não queria pensar nos cinquenta porcento de chances que tinha de não sobreviver a cirurgia.

~~~~~


Sasuke caminhava pelo corredor com vários papéis na mão, seu semblante apesar de sério era de satisfação, mais um êxito, mais uma meta alcançada depois de meses de esforço e extrema dedicação.

— Como esperado de você, só acho que devia descansar um pouco, sempre que te ofereço férias você rejeita. — Kakashi o chefe de Sasuke caminhava pelo corredor com o mesmo o felicitando por mais um tratamento bem sucedido.

— Não preciso de férias Kakashi.

— Então tá, a propósito não vim só te felicitar, estava realmente pensando em te dar férias mas já que não quer tem mais trabalho pra você. Os pais da moça estão esperando para falar com um fisioterapeuta, eles querem um que não desista do caso da filha.

— Como assim?

— Pelo pouco que falaram entendi que a filha deles está desanimada com qualquer tipo de tratamento, ela acha que não existe solução e não quer operar. Dois anos de tratamento e nenhum resultado.

— Vou recebê-los. — Sasuke se encaminhou para a sala de espera e ao avistar o casal os chamou para sua sala.

— Boa tarde, podem me explicar a situação. — Mebuki e Kizashi fizeram uma descrição do caso de Sakura da forma mais detalhada que podiam, apresentaram exames e tudo que era necessário. Depois de Sasuke analizar bem as circunstâncias e entender o caso, ele lhes deu uma resposta. — Vocês sabem que se ela não quiser não tem como extrair um resultado eficaz, de fato ter cinquenta porcento de chances de melhora ou morte são traumatizantes para alguém jovem, mas ainda sim para ela é a melhor opção, hoje em dia temos equipamentos apropriados para salvar uma vida se for preciso, acho muito difícil ela vir a óbito nessa operação.

— Doutor, precisamos que ela acredite nisso, não aguentamos mais ver nossa filha se afundando a cada dia, você pode nos ajudar? Pode aceitar o caso da nossa filha?

—  Meus métodos são diferentes de outro profissionais, mas são eficazes em noventa e cinco porcento de todos os casos que pego, se confiarem em mim, eu posso aceitar a paciente.

— Nós confiamos.

— Tudo bem, então, passem os dados dela para esse formulário, vou agendar uma visita para a próxima semana, não avisem a ela sobre a minha visita.

— Tudo bem, obrigado.

— Não precisam agradecer.  — enquanto a mãe de Sakura fazia as anotações, Sasuke observava os exames dela para retirar o máximo de informações que podia, quando ela lhe entregou os papéis eles se despediram e partiram, o deixando sozinho em seu escritório.

Sasuke observava cada anotação, ele havia percebido que Sakura tinha problemas de aceitação, mas na mente dele, nada mais do que uma conversa séria para esclarecer as coisa e poderia contornar a situação, mas no fundo torcia para não estar substimando a paciente em questão.

— Então, Sakura Haruno é o meu próximo objetivo.

Atinja os pontos certos e terá resultados satisfatórios”
                               - Sasuke Uchiha -


Notas Finais


O que acharam? Comentem quero saber da opinião de vocês!!

😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...