História O Substituto - (KakaSaku) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Kiba Inuzuka, Maito Gai, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shizune, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Yamato
Visualizações 508
Palavras 1.890
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Chandra tu já tá aqui de novo, the mônio?
TÔ!
Ah Chandra e as outras Fanfics?
Vou atualizar depois, tô cheia de ideias pra essa e quando me chamam de "autora-chan" eu fico toda bobinha olhando a tela do computador. <3

BEM
Hoje eu vou ser muito filha de uma moça que briga comigo quando eu fico de madrugada no youtube vendo Felipe Neto :v
Mamãe de fato faz isso as vezes heuheu

Bem, na realidade vou ser ruim com vocês, não me matem.

#VemTreta

Capítulo 6 - Acalanto


Fanfic / Fanfiction O Substituto - (KakaSaku) - Capítulo 6 - Acalanto

Mais uma vez Sakura tinha entrado em sua bolha de tristeza, mas dessa vez estava mais do que sozinha. 
Sasuke não a quis, nunca nem a olhou. Todo dia ela se olhava no espelho e tentava entender o porque, mas agora Sasuke não é o único que anda rondando por seus pensamentos. 

Era aquilo mesmo? Ela estava suspirando por ele? Ela queria ler pensando no Sasuke, mas sempre era ele quem vinha em sua mente. Será que... Não. 
Sakura chorava de soluçar, encolhida no canto do divã da janela da biblioteca vazia. Ela não podia e nem deveria alimentar sentimentos como esse por seu professor. 

Ela mal o conhecia, não poderia simplesmente se apaixonar por alguém que nem se quer mostra o rosto. 
Porém de fato era aquilo, ela estava se apaixonando por aquele homem, lembrando das vezes em que ele a "salvou", lembrando dos seus minutos de fama por ser a protegida dele e o que mais ardia em seu peito era o beijo que ele deixou na testa dela no dia que aquela utopia de amizade terminou. 

Ela teve que concordar com Karin, como alguém como Kakashi olharia pra ela, tão sem sal e sem nada interessante? Porque alguém como ele, tão diferente se interessaria por ela, se nem mesmo o Sasuke se interessou? 
Ela ficou na biblioteca, até as aulas após o intervalo acabarem, mas ela nem percebeu que o tempo tinha passado, pois só conseguia chorar e se culpar sem saber se era sua culpa. 

Ela queria atenção, queria ser amada, desejada... Mas sabia que não tinha o necessário pra isso. 

Enquanto que a rosada estava presa em sua bolha de dor, tinham algumas pessoas preocupadas com o seu "recente" sumiço. 
Hinata e Ino, perceberam de cara ao entrarem que Sakura não iria voltar, elas duas, mais do que ninguém sabiam da mudança dela e sabiam que no intervalo ela lia um livro sabe deus de que, mas não sabiam onde. 

Ino cogitou varias vezes seguir ela, mas Hinata não deixava nunca, pois sabia que as vezes privacidade é bom. 

A loira era sempre exagerada e exaltada, mas se preocupou tanto que no final das aulas sem avisar Hinata foi correndo pros lugares que sabia que Sakura gostava de ficar, o jardim, a quadra e o banheiro do segundo andar. NADA. 
Desespero. Ela tinha certeza que Karin ou Sasuke, ou Karin e Sasuke tivessem feito algo para a rosada e fizeram ela ir embora sem nem levar suas coisas junto. Mas então lhe brotou uma ideia louca. 

Ele. 

Situações desesperadas pedem medidas desesperadas. Ela correu para o hall e puxou Hinata pelos corredores com a morena se acabando e quase caindo. 

- Ino... Calma... - dizia ela ofegante - Eu... Vou acabar caindo 

- Calada Hina-chan!! - disse ela determinada - Vamos atrás do Kakashi-Sensei - disse e abriu em um solavanco a porta da sala dos professores - KAKASHI-SENSEI! - gritou assustando os demais professores ali presentes. 

Kakashi apenas baixou o livrinho minimamente e continuou com seu olhar típico de tédio, como se não tivesse nem percebido o susto dos outros. 

- Hm? - disse ele calmo

- PELO AMOR DE KAMI-SAMA AJUDA A GENTE!!! - Ela correu puxando Hinata pro fundo da sala

- Ino, para com isso, tá todo mundo olhando - sussurrou Hinata toda vermelha, enquanto os outros professores olhavam a cena com os olhos arregalados ainda se recuperando do susto. 

- Pra que tanta agitação? - disse Kakashi se levantando de vagar e guardando o Icha Icha no bolso - Morreu alguém? - perguntou pra descontrair 

- SIM! PROFESSOR EU ACHO QUE SIM! - Disse a loira e puxou o braço dele com força o fazendo se assustar por um breve segundo quando quase caiu no chão, mas assim que Ino o puxou pra fora e Hinata fechou a porta ela disse um pouco mais tranquila - A Sakura sumiu e eu não tinha mais ninguém em mente que não fosse o senhor. Eu tô com medo, acho que ela morreu mesmo - dizia a loira exageradamente preocupada 

- Sakura... - disse ele calmo, por fora. Pois por dentro ele sentiu um aperto no peito assim que ouviu o nome dela ser pronunciado pela primeira vez ali. - Já viu nos lugares em que ela costuma ir? - perguntou ele sem demonstrar preocupação. 

- Em todos, ela não estava em nenhum. - disse Ino gesticulando, enquanto Hinata estava de cabeça baixa. 

- Ela ia pra um lugar na escola... Mas ela nunca contou pra gente onde é. - disse Hinata 

- Estranho... - disse Kakashi e colocou a mão no queixo, já começando a demonstrar sua preocupação, enquanto sua mente surtava. - O que ela faz? Ela disse pra vocês? Ou melhor, tem certeza que ela está na escola?

- As coisas dela estão na sala de aula ainda. - disse Ino - Eu realmente não tinha mais pra onde ir, professor. 

- Arrumem as coisas dela e me esperem no jardim, eu me responsabilizo por procura-la. - disse ele e cruzou os braços. 

- Hai. - disseram as duas e foram correndo. 

Kakashi então olhou para os lados e passou as mãos no cabelo. Agora era sua vez de surtar, tinha medo de ter se repetido o mesmo acontecido de Rin e Obito e não queria que nada de ruim acontecesse para aquela garota, tinha algo nela. Algo que o fazia sentir vontade de protege-la. 
Entrou novamente na sala dos professores e baixou a mascara pela primeira vez deixando todos, menos Guy. De queixo caído com sua beleza. Mas acabou por mostrar seu semblante abatido.

- Qual o.... Problema, Kakashi? - perguntou Asuma com a boca meio aberta ainda 

- Uma aluna sumiu, - disse e todos arregalaram os olhos. 

- Vamos procurar - disse Guy se levantando 

- Não Guy, vamos causar tumulto se perceberem isso. Temos que bolar uma estrategia pra procura-la sem ter suspeita de estar procurando alguém. - disse ele simplista e aparentemente calmo. Soltou um suspiro preocupado. 

- Certo, o que tem em mente? - perguntou Asuma. 

- Vamos nos dividir em grupos e procurar no segundo e terceiro andar, no terraço também. E outros grupos ficam com o a quadra, o primeiro andar e o estacionamento. - disse Anko se metendo no assunto. 

- Acredito que é melhor cada um ir pra um lugar especifico e ter algum tipo de sinal pra se comunicar, caso encontre a garota. - disse Kurenai 

- Estava pensando exatamente isso - disse Kakashi com relação a ideia delas. 

- Certo, então será isso mesmo, eu vou ficar com o segundo andar. - disse Asuma 

- Vou ver no estacionamento e quadra - disse Guy 

- Posso dar uma olhada no terraço. - disse Kurenai 

- Otimo, Anko ficará com o primeiro andar mesmo e eu vou pro terceiro andar. - disse Kakashi. 

- Mas só uma duvida... - disse Guy se aproximando ao cruzar os braços com expressão séria. - Quem é a garota? 

- Sakura Haruno - disse Kakashi suspirando preocupado 

Eles ficaram assustados, pois a menina era quieta e quase ninguém reparava nela, então com certeza não teriam percebido nada, caso ninguém avisasse.

- Nos encontraremos no jardim em 20 minutos, caso encontrem ela antes, deem um jeito de avisar. Pula, grita, sei lá - disse Kakashi. 

- Gritar o que exatamente?

- "Acheeei" - fingiu um grito, com uma cara tediosa, então arrumou a mascara novamente em seu rosto e saiu da sala, assim como os outros. 
Cada um foi pra um lado, cada um foi procurando do seu jeito. 

- Menina Cereja? - perguntou Guy olhando perto da quadra - Garotinha? - ele levantou o vaso e olhou em baixo do mesmo - Sakura ? - perguntou alto e olhou nos arredores da quadra

- Garota do Kakashi!? - perguntou Asuma abrindo uma das portas do segundo andar. - Cabelo rosinha!! - abriu outra porta - Garota que eu esqueci o nome! - entrou em outra sala e acabou encontrando dois alunos se chupando e se assustou - Temari? Shikamaru? - disse boquiaberto - Aaaahn... Ela não tá aqui, perdão. - fechou a porta rapido e continuou a procura. 

- Sakura? - Abriu uma porta no primeiro andar e viu alunos cochichando, ninguém de cabelo rosa - Sakura Haruno? - perguntou Anko olhando em volta ao abrir outra sala. Caminhou até a enfermaria no primeiro andar - Menina? - viu Tsunade cuidando de alguém, mas não era Sakura. 

- Você viu uma menina de cabelo rosa? - perguntou Kurenai enquanto subia as escadas pra ir ao terraço. A pessoa balançou a cabeça negando. Ela foi para o terraço e olhou na bera, não viu ninguém lá de cima, só Guy procurando-a por ali Olhou nos bancos do terraço e não tinha ninguém. - Curioso... 

- Onde é que você se meteu Sakura? - Kakashi falava consigo mesmo literalmente correndo nos corredores do terceiro andar. - Cadê você? - ele abria as portas e olhava e nada. Parou no meio do corredor e pensou "Obito, meu amigo... O que você faria se estivesse no meu lugar?". Então lhe veio a voz de Obito dizendo "Pensaria como se eu fosse uma garota da idade dela" - Certo... - respirou fundo - Sou uma garota de 16 pra 17 anos... O que eu faço? - colocou a mão na cintura e olhou em volta - O que garotas fazem hoje em dia? - olhou em volta e pensou de novo - BANHEIRO! - Ele correu e entrou no banheiro feminino, que por sorte ou azar estava vazio. Então lembrou de Rin, o que Rin fazia quando queria ficar sozinha? Talvez não funcionasse, mas já estava entrando em colapso. Já estava escurecendo e nada de acharem Sakura. - Biblioteca.- Pensou alto falando enquanto caminhava sem olhar pra trás até lá. - Foi o único lugar do terceiro andar que eu não olhei e ... O único lugar em que Rin estaria se quisesse ficar sozinha. - Abriu a porta do local e não viu ninguém, como não tinham bibliotecários, era um espaço vazio e quase ninguém ia lá. Ele caminhou e olhou no corredor de prateleiras. - Sakura? - chamou, mas não obteve resposta. Continuou caminhando, olhando em cada um dos corredores até escutar um soluçar de choro. Correu até o som e viu Sakura, abraçada a um livro encolhida no seu canto favorito. O coração dele estava em pedaços por vê-la assim. - Sakura... - disse se aproximando e tocou no ombro dela que levantou a cabeça e mostrou seus olhos avermelhados de tanto chorar e que ainda produziam lágrimas sem parar. - Eu... - ele se sentou ao lado dela e a puxou com força para um abraço, por puro impulso do momento - Fiquei tão preocupado, pensei que tivesse acontecido alguma coisa grave com você - Dizia acalantando ela nos braços, como se a ninasse. - passava a mão no cabelo dela, em forma de carinho. 

- V-você... - ela soluçava - Kakashi-sensei.... - ela parou de falar e voltou a chorara, agora agarrando a camisa dele. - Eu... 

- Calma... O que aconteceu? Eu estou aqui. - disse calmo, finalmente calmo. 

- Você me acha atraente? - perguntou olhando nos olhos dele que arregalou minimamente os olhos com a pergunta dela 

- S-Sakura eu... 


Notas Finais


PAH


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...