História O Verdadeiro Rei - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias O Hobbit
Personagens Bilbo Bolseiro, Galadriel, Gandalf, Legolas, Tauriel, Thranduil
Visualizações 11
Palavras 1.915
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - Fim do Acordo


Fanfic / Fanfiction O Verdadeiro Rei - Capítulo 19 - Fim do Acordo

O capítulo de hoje tem cenas de conteúdo adulto,  não me responsabilizo se desrespeitar o aviso 😜

Ressaltando o que disse no capítulo anterior quem não leu por favor leia lá, ah... antes que me esqueça  Thranduil no começo de meus capítulos hot só quer a satisfação do corpo, mas num futuro ele terá muitas cenas empolgantes e quentes aguardem.

《《《《《《♡♡♡》》》》》

Tranduil acenou com a mão para sua guarda que ali ficassem, ele continuaria sozinho, seguiu com seu cavalo para fora da floresta em direção ao Rio, a brisa do Rio chegou ao seu rosto e ele aspirou o ar, adorava aquele cheiro, lembranças vinham a sua mente,  a vinda para a aquela floresta depois que Doriath caiu com a morte do seu Rei Thingol, as constantes mudanças na floresta, ate chegar la onde estava, e ele sim parar e fazer seu reino prosperar, pediu que fossem feitas cavernas e com o encanto que sua mãe aprendeu e passou a ele, construiu sua fortaleza. Seu pai foi um grande lider, sem sombra de duvida, mas ele tinha orgulho do que conseguiu, reestruturou aquela floresta, trouxe os ensinamentos que aprendeu em Doriath e logo aquela floresta ficou novamente povoada de elfos, infelismente na nova era que se iniciou não havia mais tantos elfos como na segunda era. Chegou ao Rio desceu do cavalo deu um longo suspiro, sempre apreciou o brilho das estrelas, a escuridão da noite, mas não podia negar que o dia tinha seu encanto e beleza,

Tirou as botas seu sobretudo, sua camisa e a calça ficando só de sunga e foi encaminhando para o Rio, o contato com a água fria lhe confortava, e ao mesmo tempo tirava toda a tenção do seu corpo, muitas das vezes a água já lhe aliviava, nadar ate a exaustão era o que mais apreciava, mas nem sempre surtia o efeito esperado,  relutou muito no começo mas acabou cedendo, lembrou se da primeira vez, o quanto se sentiu mal, nem parecia ele, ja que antes de sua mulher era o que ele mais apreciava fazer, seduzir, tranzar, ficar até se cansar e abandonar, mas foi diferente daquela vez e ele se sentiu muito mal, como se seu coração fosse rasgado, se sentiu um traidor, pediu perdão a sua mulher, e como num passe de mágica lá estava ela a dama da luz, Galadriel que se tornou muito presente depois que se casou com wilwarin. Assim como sempre esteve presente quando ela se foi, a gratidão que tinha por ela era enorme, principalmente quando o ajudou nos pesadelos de Legolas, ela era a unica depois de sua mulher, que ja o havia visto desabar, a unica que o viu chorar depois de sua esposa. Embora ele se lembrava de ter chorado somente três vezes na frente de sua Rainha. A ultima quando ela morreu. Galadriel o confortou lhe trouxe o alívio que seu coração precisava, lhe disse que não estava traindo sua esposa, que ele tinha que ficar em paz que jamais wilwarin o condenaria por Isso, que ela não estava mais entre eles portanto ele poderia se casar novamente. Mas isso jamais ele cogitou sua esposa era única e iria para valinor pela primeira vez e iria reencontra_la era o que o movia, iria com seu filho se tudo corresse bem. Entao desde aquele dia, tudo ficou mais fácil e melhor para ele, embora só procurasse satisfação e mais nada. Voltou a ser o mesmo Thranduil de Doriath, as elfas tinham seu corpo, e ele os delas, mas ele só queria satisfação sem entrega de coração e alma, isso só aconteceu uma vez, e nunca mais aconteceria novamente, seu coração e sua alma só pertenceu a uma, se fecharam para o amor a outra mulher.

__ Sabia que viria aqui meu rei, disse uma elfa se aproximando, faz tempo que não o vejo, sabia que uma hora apareceria. Disse chegando por trás dele e abraçando sua cintura

Thranduil fechou os olhos, o contato era bom, mas ao mesmo tempo, era estranho para ele. Por mais que Alana o satisfazia, algo nela não despertava confiança, nunca ficou muito tempo com nenhuma delas, mas também não abandonava de uma vez, ia sumindo aos poucos até não mais aparecer e Alana ele só havia saído umas três vezes mas não estava mais tão disposto como nas vezes anteriores.

__ Estou aqui meu Rei, sempre pronta pra vc. Faz tempo que não vai me procurar, mas sei que gosta desse lugar.

Ele se virou afastando-a

__ Não me lembro de pedir sua presença aqui Alana, sabe que aqui não, disse ele querendo sair do Rio ela segurou sua mão

__ Por favor meu Rei, eu lhe peço satisfaça-me. Ele parou voltando até ela. Segurou seus cabelos puxando a cabeça dela para trás, no mesmo instante a segurou pela cintura. Começou a beijar o pescoço dela, e foi descendo, tirou a blusa dela e começou a acariciar seus seios e sua boca fazendo trilhas pelo pescoço e descendo até seus seios onde comecou a suga_los passando a língua e lambe-los ela soltou um suspiro de satisfação, mordendo os labios. Sem que ela percebesse ja estava nua. o Rei começou a traze-la para fora do Rio, e a deitou na margem continuou explorando o corpo da elfa com as mãos e a língua suas mãos passando por todo o corpo dela, mordiscou seus seios e foi descendo, beijando e mordendo algumas partes onde Alana mais gemia, até chegar na parte mais íntima dela, levando a elfa a loucura, ela queria gritar mais sabia dos guardas que estavam bem próximos, se gritasse seu mundo desmoronava ali mesmo, aquele elfo era uma loucura, ela queria toca-lo, satisfaze-lo, mas se quebrasse as regras jamais o teria de novo. Ele sabia cada parte do corpo que deveria tocar, eram milênios de experiência, sabia onde beijar e onde tocar, era um amante maravilhoso, como seria bom estar na cama dele com ele, mas amor ali não havia, era só satisfação, só o que ele procurava e ela sabia e tinha que se contentar, Thranduil começou a subir novamente suas mãos e boca tocando todo o corpo de Alana, ela já estava pronta pra rece-lo numa só estocada ela o recebeu, seu corpo pedia por aquilo, satisfação, e era o que estava tendo, satisfazendo o desejo e a luxúria de seu corpo, ele só conseguia isso agora, satisfazer o corpo, a ânsia por sexo, começou a se mover mais depressa, segurando os bracos dela acima da cabeça dela e prendendo suas mãos que queria lhe tocar, ela o acompanhou em seus movimentos até finamente ela chegar ao clímax, ele continuou se movendo dentro dela até ele tambem atingir o orgasmo, sua respiração acelerada aos poucos começou a voltar ao normal, saindo de dentro dela, Alana levantou a mão para toca-lo e ele se afastou dela se levantando começando logo a se vestir

__ Deveria me deixar toca-lo, e tão bom receber carinho, meu Rei

__ Não preciso do seu toque Alana sabe bem disso.

__ Sim eu sei, mas me satisfaz plenamente e eu queria fazer o mesmo.

Ele se aproximou dela terminando de colocar o sobretudo.

__ Já me satisfez Alana, embora aqui não seja lugar adequado para se estar com uma companheira, vc sabe disso, e da próxima vez, espere meu recado na sua casa, eu irei até lá, esse é o meu canto, meu lugar, hoje passa mas na próxima não mais à procurarei entendeu?

__ Sim me desculpe, eu nao me importo com o lugar, e sei que esse lugar é só seu, é que... meu senhor demora.

Ele riu.

__ Eu nunca pedi a vc que me esperasse Alana, é livre para arrumar alguém se casar vc sabe disso. Ele segurou o rosto dela e a olhou nos olhos.

__ Quando aceitou esse acordo sabia as regras Alana, eu não vou conseguir amar ninguém mais nessa terra, Ninguém, não espere amor, nao espere que eu aceite vc em minha cama, se está querendo mudar isso, melhor dizer, que isso acaba aqui.

__ Jamais meu Rei, aceitei as condições e continuo aceitando, me perdoe por vir aqui, esperarei da próxima vez

__ Bom saber disso. Tenho que ir. Até algum dia.

Ele saiu e Alana ficou ali, o que a Rainha tinha que esse elfo jamais se interessou por outra depois que ela se foi? muitas elfas já haviam passado pelas mãos dele, mas nenhuma conquistou seu coração e ela sabia que uma hora ela também seria dispensada, ele tinha razão ela tinha que procurar alguém e se casar mas quem se casaria com uma elfa que não podia reproduzir? Nasceu oca e ela sabia que era por isso que ele a aceitava, nem outro filho ele queria, parecia que nem o próprio que estava com ele, ele amava, esse elfo só amou uma pessoa pelo jeito na vida, a Rainha, e agora seu coração estava frio e se transformou em pedra. Que tristeza deveria ser a vida do filho dele durante todos esses séculos.ela deu um sorriso frio e cínico.

__ Poderia tentar o filho, quem sabe ele não me aceitaria em sua vida e sua cama. Ela não soube como,  mas não se passou segundos e no mesmo instante foi levantada e ficou cara a cara com dois pares de olhos frios e completamente ameaçadores.

__ Nunca, nunca, entendeu se aproxime dele, meu filho não é prêmio pra ninguém, não queira brincar com sentimentos da única pessoa que me é cara nessa vida, pois será a última coisa que fará, ele a soltou desiquilibrando_a a ponto de Alana quase cair, jamais imaginei que essa era a sua intenção Alana.

__ Meu Rei por favor.

__ Não vale a pena, como você já vi várias Alana, aceita e depois quer mudar tudo, não há nessa terra ninguém que vá me mudar ou mudar o que penso, procure alguém para viver com vc ou vá embora daqui.

__ Como vc pode ser tão insensível? Tratar a nós como se fossemos um monte de carne para satisfazer_lo e depois simplesmente dar as costas e sumir e só voltar quando bem entende?

Ele voltou a olhar em seus olhos.

__ Qual a parte do acordo que você não entendeu Alana? Porque eu expliquei tudo pra você, tudo, não esqueci um detalhe sequer.

Alana se viu encurralada, não podia perder as vantagens que tinha ali.

__ Me perdoa, todas aceitamos mas meu senhor sabe que todas nós ânsiamos por mudar isso.

__ Então acho que está na hora de acabar com isso. Você esta me mostrando que uma hora vai acabar mal, ele chegou mais perto dela e segurou seu rosto com uma mão apertando_o

__ Por tudo que lhe é sagrado Alana se acaso vc tem, não ouse se aproximar do meu filho ou juro não respondo por mim.ele soltou seu rosto e se foi.

Alana se sentou, nem esquentou direito o lugar e já foi excluida, tudo desmoronou fez tudo errado, desde vir ali, até pensar em voz alta. Ela foi avisada por aqueles que eram próximos, não se apaixone e não queira mudar o que ele propôs, caso contrário vc será mais uma, ela acreditou que mudaria isso pois sempre foi desejada por muitos homens e elfos, mas mudar aquele elfo era algo realmente impossível, ela jogou e perdeu, nunca se apaixonou por ele, nem queria, mas aquele elfo era o Rei quem não gostaria de ser a Rainha?  Ele merecia uma lição, ela sabia do seu desprezo pela raça humana

__ Você poderia se apaixonar por uma humana, e ela fazer vc de gato e sapato desgraçado. Saiu furiosa.


Notas Finais


Não é aquela coisa mas é o melhor que tinha por hoje, Thranduil se transformou num elfo frio e insensível em relação ao contato íntimo, mas no futuro alguém o mudará, e ele e essa pessoa vão ter muitas noites quentes aguardem para muitos capítulos 🔞🔞 no futuro kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...