História One More Time- Taekook - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Romance
Visualizações 116
Palavras 1.342
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOA LEITURA❤️
Desculpe qualquer erro.
*****+
PARABÉNS PARA ELEEEEE,

Capítulo 14 - Capítulo 14.


Fanfic / Fanfiction One More Time- Taekook - Capítulo 14 - Capítulo 14.

Destroçado, é assim que me sinto agora. Acabei de ver o alfa que me apaixonei, beijando outro. Yoongi. Ele beijo o Yoongi. Ele disse que não gostava dele, mas eu vi que não é bem assim. Hoseok, quando me viu, veio correndo em minha direção, mas eu apenas virei de costas e corri como se não houvesse amanhã. Ele gritava meu nome, me pedindo para esperar, mas não dei ouvidos. 

-Minie, por favor.- ele gritava enquanto corria em minha direção. 

começo a correr mais rápido, meus pulmões estão queimando, mas não posso parar, não quero ele ao meu lado, não agora, pelo menos. 

Em um dado momento, ele para e se apoia nos cotovelo, ele está cansado. Aproveito esse momento e sumo de sua vista. 

Eu realmente gosto do Hobi, mas, acho que não é recíproco. Isso dói, muito. Desacelero minha corrida, e começo a andar. Ele não vira atrás de mim. 

Caminho, agora, mais calmo, até que percebo que tem um carro vermelho vindo, de certa forma, mais devagar que os demais. Olho de relance, não sei quem é. Eu paro, o carro para junto. Fico parado alguns segundos para ver o que vai acontecer. Está de tarde, não está escuro, nada vai acontecer. 

A porta do carro se abre, e, mesmo querendo saber quem é, espero as próximas cenas. A pessoa vem até mim, por trás. Seu cheiro forte de café alcança meu nariz. Suas mãos alcançam as minhas, e, apesar de saber quem é, não corro, será em vão, ele está de carro, não sou rápido a esse ponto. Ele puxa minhas mãos, me virando para si, posso ver em seu rosto o medo de eu fugir. De novo. 

-O que...- ele me interrompe, me calando com um beijo. 

Fico alguns minutos tentando cair na real, mas saiu de verdade quando sua língua pedi passagem. Levo minhas mãos para seus cabelos ruivos, enquanto suas mãos estão em minha cintura apertando levemente. 

-Me desculpa...- ele pedi assim que se separa de mim.- Estávamos apenas conversando, e, ele me beijou. Ele gosta de mim. 

-Tudo bem...

-Tente conversar com ele, ele é legal.- ele diz com o rosto em meu pescoço. 

-Hobi.... pare. Estamos na rua.- digo 

-Ja vou, deixa eu só...- ele diz e deixa um puta chupão em meu pescoço.- Pronto, vamos. 

*** 

Quando chego em casa, ouço a risada do Tae vindo do quarto dele. Jeongguk deve estar lá. É bom vê-lo assim, faz tempo que não vejo, na verdade, acho que nunca vi ele tão radiante. 

Vou em direção a cozinha fazer algo para comer, mas paro no meio do caminho quando ouço a voz de Tae me chamando. 

-Minie, você chegou.- ele diz pulando em minhas costas.- Gguk vai dormir aqui, tudo bem? 

-Oi Tata, e desde quando você pede.- digo e vejo um bico em seu lábio.- Mas, tudo bem, só gema baixo. 

-JIMIN.- ele diz e fica vermelho. Fofo.

-Você tá ficando pesado viu.- digo e ele arregala os olhos. 

-Não está não, amor.- ouço Jeongguk falando. Me viro e vejo que ele está me olhando com uma cara nada agradável. 

-Viu, ele disse que eu não estou.- disse se ajeitando em minhas costas. 

Jeongguk vem em minha direção. Aí. E pega o Tae em seu colo. 

-Park Jimin.- ele me chama, agora no colo de seu alfa. 

-Diga.- ele sai do colo dele e bem em minha direção. 

-Um chupão, safado.- ele fala e da um tampa na minha bunda, NA FRENTE DO JEON.- De quem é? Pensei que fôssemos amigos.

-Pare de drama, Tae, depois eu te conto.- eu digo.

-Pera aí, foi com o...- ele diz e Jeongguk faz uma cara confusa. 

-Sim, mas, shh.- digo e ele vai para o colo do namorado de novo com um sorriso no rosto. 

-Filho da puta.- sussurro, mas vejo o rosto de bravo de Jeon, e, sim, ele ouviu. 

Hobi realmente chupou com muita força meu pescoço ficando uma, não vou mentir, bela marca, mas ele vai ver só, vou mostrar para ele como se deixa uma chupão no pescoço de alguém. 

***

Taehyung On. 

Jeongguk depois de me pegar no colo, me levou até o quarto, onde estamos até agora. Até então, estamos apenas conversando sobre o futuro, assunto esse que veio num péssimo momento.

-Mas, Tae, não dá para fazermos isso.- ele diz.

-Jeongguk, não é como se fôssemos ter zilhões de filhos.- eu digo. Eu estou com uma ideia de, quando termos nossos filhos, nos mudarmos para uma casa, numa chácara, por exemplo, mas, Jeongguk quer que moremos em uma casa no centro, para que assim eles conheçam tudo da vida na cidade.

-Gguk, eles precisam crescer num lugar calmo, onde o amor reina.- digo, ficando emburrado.

-Amor, não é como se na cidade não tivesse todo esse amor. 

-Eu sei que tem, mas viver em campos é muito melhor.- digo.

-Mas...- o interrompo.

-Eu quero que eles cresçam igual as crianças do Capitão Fantástico.- digo.

-Vamos parar de discutir sobre isso, temos tempo ainda.- ele diz.- O que quer fazer agora? 

-Sessão filme? 

-Sessão filme.- ele confirma e se levanta para pegar o Notebook.- Mas, qual? 

-Capitão Fantástico.- ele revira os olhos. 

-Amor... 

-Não tem nada haver com isso, não quero influenciar sua decisão só quero ver esse filme, pois ele é incrível.- digo.

-O que eu não faço por você?- gargalho com seu comentário. 

Levanto até ele, que estava abaixado procurando a fonte do note, e lhe abraço por trás. 

-Eu amo você.- digo e ele se vira para mim, me fazendo ver o quão baixo sou.

-Eu também te amo, manhoso. 

Ele se abaixa novamente para pegar a fonte, já achada, e vai em direção a cama, onde se deita e abre as pernas para que eu possa deitar entre elas. 

-Por que você gostou de mim?- pergunto quando filme ainda está no começo. 

-Ãn?- ele pergunta pausando o filme. 

-Por que você gostou de mim?- repito.

-Você é tão fofo, tão tímido, seu sorriso é tão sincero, diferente, eu diria, você foi me conquistando, quando eu te olhava, você desviava o olhar. Seus olhinhos tem um brilho que eu, pessoalmente, amo.- ele diz

Eu me agarro a ele, e assim fico. Quando estou com Jeongguk me esqueço de tudo, de todos os medos, todos os piores momentos que eu tive que me abalaram, Jeongguk é o meu porto seguro. 

***

Depois da Tarde que tivemos, fomos para a sala de estar, onde estava Jimin, ainda com seu lindo chupão no pescoço. Eu quero um desse, penso. 

Sentamos no sofá e começamos a conversar, nos três, e, pela primeira vez, posso ver uma amizade nascendo entre Jimin e Jeongguk. 

-Vamos brincar de algo?- pergunto.

-Uno?- Jimin pergunta.

-Mas, eu não sei.- digo.

-Eu te ensino, amor.

-Então pode ser, mas sem olhar minhas cartas, Jeon.- Ele gargalha.

As próximas horas foram recheadas de rodadas de uno, o qual eu aprendi a jogar e ainda ganhei três vezes, deixando os dois alfas com um bico nos lábios. 

-Meia noite já?- digo quando bocejo.

-Nossa, nem vi o tempo passar.- Jimin diz, se levantando.

-Amor, eu quero dormir.- digo. 

-Vem cá, pequeno.- ele fala e se levanta vindo em minha direção, me pegando no colo. 

-Você vai deixar ele desacostumado, e quando não tiver aqui para fazer isso?- Jimin pergunta- Vou ter que carregar ele quando não tiver aqui, Jeon.

-Nem pense nisso.- meu alfa diz e fecha a cara no mesmo instante. 

-Vamos logo, alfinha.

-Tá vendo, foi só ele começar a namorar com você que ele ficou todo mandão, seu ma influência.- gargalhamos e fomos para o quarto lhe desejando uma boa noite. 

Nessa noite, eu dormi agarrado com o meu alfa, coisa que eu podia muito bem me acostumar a fazer.

 

 

 

 


Notas Finais


ESPERO QUE TENHAM GOSTADO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...