História One-shot: Je Vole. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Drama, Freedom, Je Vole, Liberdade, Louane Emera, Musical, Originais, Original, Poesia, Songfic
Visualizações 18
Palavras 629
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Musical (Songfic), Poesias

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Escrevi essa one-shot baseada em uma das minhas músicas favoritas, Je vole da Louane Emera, que está no final do capítulo. É uma música que descreve muito a minha vida e me deixa em paz.
Essa one-shot foi diferente de qualquer outra que eu já tenha escrito, então espero que gostem.
Se gostarem, assistam o filme "A família Bélier" em que é tocada essa música. Vocês não vão se arrepender, prometo.
Kisses.

Capítulo 1 - Capítulo Único.


Fanfic / Fanfiction One-shot: Je Vole. - Capítulo 1 - Capítulo Único.


Eu não era mais a mesma, estava perdida no mundo a muito tempo. Sem direção. Sem ambição. Sem rumo.
Sempre fui uma pessoa muito presa, eram raros momentos que saia para brincar com as crianças na rua, nunca dancei na chuva, ou me apaixonei. Não culpo meus pais por serem super protetores, porém é algo que afeta minha vida até hoje. Sou tímida e mal informada sobre as coisas a minha volta, desde as coisas mais complexas como política até as mais banais como gostos musicais, não sei me relacionar com as pessoas, não sei me virar sozinha por ser sempre dependente demais. Minhas indecisões e medos de ir pelo caminho errado, só me fazer ficar parada no mesmo lugar, onde estou por anos.
Por isso, hoje decidi me livrar, me livrar dos rótulos. Hoje não sou mais eu, não sou menino ou menina, não sou branco, pardo ou negro, não sou magra ou gorda, não sou boêmia, não sou estudante, não sei se gosto de música clássica ou rock, não sei se gosto de livros ou prefiro os filmes. Hoje só sou eu e minha mente aberta. Sou uma página em branco. Sou uma recém-nascida espiritualmente. Uma recém-nascida órfã, pois hoje estarei sozinha enfrentando esse mundo. Hoje sou só eu e o caminho. Serei eu que decidirá qual trilha seguir a partir desse momento.
Arrumo minhas malas, coloco roupas de frio e calor, escova de dentes e outros itens pessoais e a pequena quantia de dinheiro que me restava e saio sozinha, sem olhar para trás, num total desapego, sem saber o que a vida me esperava do outro lado, mais aberta a descobertas, talvez uma nova cultura, uma nova religião, novos gostos e hábitos.
Meus pais choram na janela e eu sorri pro mundo. Não sou insensível, pelo contrário, estou os libertando também, para que eles sejam felizes e possam ser um pouco egoístas também, após passarem anos cuidando de mim eles precisam de um tempo para eles. Todos precisamos dos nossos momentos egoístas, se não enlouquecemos.
Depois de um forte abraço e de um "eu ficarei bem", finalmente estava sozinha. Porém não totalmente sozinha, estava acompanhada de várias caras estranhas e misteriosas, com gostos desconhecidos e até inimagináveis.
Eu estava pronta para voar, para me achar naquele planeta grande e fascinante.
Eu ficaria bem.

Je Vole - Louane Emera
Mes chers parents, je pars
je vous aime mais je pars
vous n'aurez plus d'enfant
ce soir
je ne m'enfuis pas, je vole
comprenez bien: Je vole
sans fumée, sans alcool
je vole. Je vole
elle m'observait hier
soucieuse troublée, ma mère
comme si elle sentait, en fait elle se doutait
entendait
j'ai dit que j'étais bien, tout à fait l'air serein
elle a fait comme de rien, et mon père dèmuni
a souri
ne pas se retourner, s'éloigner un peu plus
il y a la gare, un autre gare et enfim, l'atlantique
mes chers parents, je pars
je vous aime mais je pars
vous n'aurez plus d'enfant
ce soir
je ne m'enfuis pas. Je vole
comprenez bien: Je vole
sans fumée, sans alcool
je vole, je vole
je me demande sur ma route
si mes parents se doutent
que mes larmes ont coulé
mes promesses et l'envie
d'avancer
seulement croire en ma vie
voir ce qui m'est promis
pourquoi, où et comment
dans ce train que s'éloigne
chaque instant
c'est bizarre, cette cage
qui me bloque la poitrine
je ne peux plus respirer
ça m'empêche de chanter
mes chers parents, je pars
je vous aime mais je pars
vous n'aurez plus d'enfant
ce soir
je ne m'enfuis pas, je vole
comprenez bien: Je vole
sans fumée, sans alcool
je vole. Je vole
la la la la la la
la la la la
la la
je vole

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...