História Our Destiny - Capítulo 39


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Bobby Singer, Dean Winchester, John Winchester, Personagens Originais, Ruby, Sam Winchester
Tags Ariel, Dean, Sam, Supernatural
Visualizações 49
Palavras 856
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


To pensando se continuo o sofrimento ou se nosso casal Deriel voltam logo kkkkk espero que gostem❤

Capítulo 39 - Thinking About You


Fanfic / Fanfiction Our Destiny - Capítulo 39 - Thinking About You

Nós fomos para a casa do Bobby, assim que chegamos, vimos um bilhete na porta, falando onde estavam as chaves, e que ele iria voltar daqui 2 dias.

Ariel: Vão esperar por ele?- perguntei me virando para os meninos.

Sam: Eu acho que sim, é a melhor coisa a se fazer- eu concordei, peguei a chave e entrei na casa.

Dean: Eu vou dormir um pouco- anunciou enquanto se encaminhava para o quarto, foi naquele momento que eu travei.

Sam: Durma no meu quarto, eu fico com o sofá- era incrível como ele podia me ler com tanta facilidade.

Ariel: Eu... Você me conhece muito, isso é injusto- falei fazendo um bico, o que fez com que Sammy começasse a rir- Não precisa dormir no sofá, eu fico com o quarto do Bobby.

Sam: É verdade, tinha me esquecido desse detalhe- falou colando a cabeça com um sorriso amarelo.

Ariel: Está cansado?- perguntei me jogando no sofá, ele me seguiu e se sentou ao meu lado.

Sam: Na verdade não. Como você passou esse último ano?

Ariel: Ah, você sabe, eu continuei treinando, caçando, me relacionei com Daniel- falei rápido, na esperança que Sammy não escutasse.

Sam: Você o que?- perguntou surpreso.

Ariel: Foi alguns meses depois que eu e Dean terminamos.

Sam: Vocês namoraram?

Ariel: Claro que não, eu não conseguiria, foram só algumas vezes.

Sam: Se o Dean souber...

Ariel: Ele não pode falar nada, eu não o traí, não o desrespeitei da forma como ele fez comigo, e nós não temos mais nada.

Sam: Você não deveria ser tão dura, vocês se amam, não adianta tentar negar.

Ariel: Eu não tento negar Sammy, eu realmente o amo, mas isso vai passar.

Sam: Você quem sabe, eu estou aqui para o que precisar.

Ariel: Obrigada Sammy, eu te amo- abracei ele novamente, que sorriu e me apertou.

Sam: Pensa no que eu te falei pode ser?- eu concordei e fiquei olhando enquanto ele se levantava e ia para seu quarto. Eu suspirei e joguei minha cabeça para trás, com os olhos fechados.

Daniel: Ari, cheguei- ouvi sua voz lá fora, mas eu estava com preguiça de me levantar, então fiquei esperando ele entrar por conta própria. Depois de alguns minutos, ouvi o barulho da porta.

Ariel: Desculpa, estava com preguiça.

Daniel: Podia ter gritado- falou sorrindo e se sentando ao meu lado.

Ariel: Sam e Dean estão ai- falei calmamente, sem abrir os olhos.

Daniel: Oh, você encontrou com eles?

Ariel: Sim, encontrei eles na lanchonete.

Daniel: E como foi?

Ariel: Agora não, vamos conversar mais tarde tudo bem?- eu me levantei e fui para o quarto do Bobby, eu me joguei na cama, estava exausta, depois de poucos minutos, eu apaguei.

Acordei com alguém batendo na porta, eu não estava nem um pouco afim de me levantar para abrir a porta, entoa enrolei um pouco, para ver se a pessoa desistia, o que não aconteceu.

Ariel: Já vai- eu me levantei devagar, e fui abrir a porta.

Daniel: Eu com ver você- falou sorrindo, eu levantei as sobrancelhas, um pouco confusa, mas abri espaço para ele entrar no quarto, eu não fechei a porta, apenas a encostei.

Ariel: Eu preciso perguntar?- fui até a cama e me sentei com a costa apoiada na cabeceira da cama, Daniel se sentou ao meu lado.

Daniel: O clima na cozinha estava estranho- explicou dando de ombros.

Ariel: Quem estava lá?

Daniel: Dean e Sam, eu achava que Sam não tinha problemas comigo.

Ariel: Ele não tem, mas agora ele sabe que nós ficamos algumas vezes- ele me olhou um pouco surpreso, provavelmente não imaginava que eu iria contar.

Daniel: Não imaginei que você contaria.

Ariel: Eu contei apenas para o Sammy, Dean não sabe, na verdade eu não conversei com ele.

Daniel: Por que?- perguntou me olhando, ele sabia a resposta, mas queria ouvir as palavras saindo da minha boca.

Ariel: Eu tenho medo de não aguentar, e simplesmente me jogar nos braços dele, é a minha vontade sempre que eu o vejo- expliquei suspirando.

Daniel: Eu acho que você precisa pensar, ficar o evitando para sempre não é um bom plano.

Ariel: Eu achei que você seria a última pessoa a me falar isso.

Daniel: Eu gosto de você, mas vocês se amam, não tem como vencer isso- explicou sorrindo, aquelas palavras me deixaram pensativas.

Ariel: Danny, obrigada por isso, eu preciso pensar em muitas coisas ainda- eu o abracei e praticamente o expulsei do quarto.

Eu voltei para a cama e me joguei lá, de barriga para cima, fiquei olhando para o teto, até que ouvi um barulho na janela, eu me levantei para dar uma olhada, quando não encontrei nada, eu me virei para voltar para a cama, foi quando eu o vi.

Ariel: Seu desgraçado...

Azazel: Ah vamos lá Ari, não sentiu minha falta?- perguntou em um tom irônico.

Ariel: Você sabe que não vai se safar não é?

Azazel: Eu acho que você tem coisas mais importantes para se preocupar agora.

Ariel: Você sabe quem está quebrando os selos não sabe?

Azazel: É claro que eu sei, mas não vou entregar essa informação tão fácil.

Ariel: O que você quer?

Azazel: Eu vim buscar você, mas acho que não temos tempo para você se despedir deles.

Ariel: SOCORRO, ELE ESTÁ AQUI- foi tudo que tive tempo de gritar, ele me atacou, eu tentei me defender, mas ele era mais rápido, tudo ficou preto, eu apaguei....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...