1. Spirit Fanfics >
  2. Passos Para o Amor >
  3. Chapter Fifteen - Passo 15

História Passos Para o Amor - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura 😘

Capítulo 16 - Chapter Fifteen - Passo 15


- Oi Sting. - Falei atendendo o telefone.

- Meu amor, onde você está? Estou quase meia hora te esperando aqui no aeroporto.

- Sinto muito, eu acabei perdendo a hora. - Falei e notei o Natsu começar a acordar do outro lado da cama. - Mas eu chego aí em dez minutos, prometo!

- Tudo bem, eu vou pegar um táxi e ir direto para o hotel. - Ele parecia meio irritado. - A Mais tarde eu posso passar aí no seu dormitório pra gente se ver?

- Claro! Eu estou morrendo de saudades de você.

- Coincidência, porque eu também. - Notei que ele estava rindo. - Então até mais tarde, meu amor.

- Até mais. - Desliguei o telefone e suspirei, não conseguindo acreditar no que havia acabado de acontecer.

O que eu ia fazer? Eu havia traído o Sting, aí meu Deus, eu havia traído o meu noivo com Natsu Dragneel, que agora estava dormindo como se nada tivesse acontecido, eu estou ferrada! Muito ferrada.

Me levantei da cama e comecei a colocar as minhas roupas, que estavam jogadas pelo chão junto com as do Natsu, as lembranças da noite passada estavam bem presentes na minha mente, assim como o toque e os beijos daquele rosado pelo meu corpo.

Caramba Lucy, você não pode ficar pensando nesse tipo de coisa! Você precisa esquecer isso e torcer para que o Natsu não lembre do que aconteceu também, caso o contrário você estará nas mãos dele graças aquela aposta ridícula de um ano e meio atrás.

Quando terminei de me vestir, sai do quarto e desci as escadas até a sala, que estava uma zona e algumas pessoas dormiam no chão da sala. Sai da casa e liguei para o Gray, esperando que ele me atendesse, mas nada. Só estava caindo na caixa postal, ótimo agora eu não tinha meios de ir embora, até poderia chamar um táxi, mas estava sem dinheiro comigo, já que acabei deixando minha bolsa no carro de meu melhor amigo.

Me sentei no meio fio durante quase dez minutos, tentando pensar em quem poderia me levar embora. Levy não era uma opção, porque se ela me perguntasse o que eu estava fazendo até de madrugada naquela casa, eu não conseguiria mentir pra ela e diria que transei com o Dragneel e ela provavelmente iria me julgar ou me olhar como se eu estivesse perdida, o que eu realmente estava.

- O que está fazendo sentada aí? - Olhei para trás e engoli em seco ao ver o Dragneel com seu sorriso de canto. - Não me diga que estava me esperando? Se bem que eu preferia que estivesse na cama me esperando acordar.

Ele se lembrava do que havia acontecido e senti minhas bochechas começarem a esquentar.

- Eu não sei do que está falando, Natsu. - Olhei para a frente e mandei outra mensagem para o Gray, esperando que ele me respondesse logo.

- Até parece. - Ele falou se sentando ao meu lado. - Estou falando que eu ganhei a nossa aposta.

- Eu estava bêbada! - Falei o olhando. - E você também. O que significa que não valeu.

- Pode até ser que estávamos bêbados, mas eu lembro muito bem da senhorita pedindo para eu te fuder com vontade.

Ele se aproximou do meu rosto e eu não me mexi nenhum milímetro, o fazendo sorrir.

- Se quiser podemos relembrar tudo que aconteceu ontem a noite. - Sua não tocou o meu rosto e desceu até os meus seios. - Eu tenho certeza que você quer.

- Eu não quero nada não. - Falei e meus olhos foram direto para seus lábios. - Me deixa em paz, Dragneel.

- Você se esqueceu que eu ganhei a aposta? Isso significa que você, Lucy Heartfilia vai fazer tudo que eu pedir. E agora, eu quero que você me beije.

Eu já estava ferrada mesmo, o que adiantaria negar não é mesmo? Puxei a camiseta dele e selei nosso lábios. O beijo começou calmo e pacífico, mas aos poucos Natsu começou a intensificar mais enquanto passava as mãos pelas curvas do meu corpo, sem se importar que estávamos sentados no meio fio e qualquer um que passasse ali poderia ver.

Quando nos separamos, ele desceu os lábios até o meu pescoço e depositou um beijo molhado ali, que fez todo o meu corpo se arrepiar.

- Você não imagina quanto tempo eu esperei por esse momento. - Ele sussurrou no meu ouvido. - Ter você só pra mim, como eu tenho agora.

- Natsu! - Falei me afastando dele e olhando nos seus olhos verdes. - Eu só quero que você não diga pra ninguém sobre isso, que vi e ganhou a aposta!

- E por que não? Eu realmente ganhei e...

- Eu ainda estou noiva, Natsu! - Falei e a expressão dele ficou séria. - E não pretendo largar o Sting. Por isso eu quero que essa nossa relação fique em segredo e dure pouco.

- Posso até manter em segredo. - Ele falou. - Mas a duração é algo que eu não me importo agora.

- Nastu...

- Você perdeu, Luce. Eu ganhei. O que significa que agora as coisas serão do meu jeito. - Ele falou se aproximando do meu rosto. - Eu não vou pedir para que termine com seu noivo, porque isso é problema de vocês, mas não pense que eu serei bonzinho com ele e nem com você enquanto ele estiver por perto.

- O que você está querendo dizer com isso?

- Nada. - Ele falou se levantando e me entregou um capacete. - Vem, eu vou te levar para os dormitórios.

Eu não conseguia entender o que estava se passando na cabeça do rosado, durante a viagem toda de moto até os dormitórios, ele não falou nada ou tentou alguma coisa.

Dez minutos depois, ele estacionou na frente do dormitório e eu desci da moto e entreguei o capacete pra ele.

- Obrigada. - Falei com um sorriso que foi retribuído.

- Não foi nada. Sempre que precisar de carona é só ligar, eu venho te atender na hora. - Ele puxou a minha cintura para que eu ficasse mais próxima dele. - Não só pra carona, claro. Outras coisas também é só ligar.

- Natsu... - Ele beijou os meus lábios com calma e e em seguida se separou. - Você não deveria fazer isso aqui!

- O que eu posso fazer se você é irresistível, Luce.

- Lucy? - Meu coração gelou quando eu escutei aquela voz chamar pelo meu nome. - O que está acontecendo aqui?

Notei que o Dragneel tinha um sorriso satisfatório nos lábios, enquanto olhava para algo atrás de mim, aquilo fez com que eu me soltasse dele e olhasse para trás encontrando a única pessoa que eu não queria que visse aquilo.

- Sting.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...