História Protetora de uma estrela - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 1.180
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, FemmeSlash, Luta, Magia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Primeiramente:
- Imagem da capa retirada do pinterest.
- A imagem da capa é meramente ilustrativa, pode não corresponder a personagem principal.

Espero que goste e desculpas adiantadas se houver algum erro.

Capítulo 1 - Estamos juntas nisto


*

*

*

- Finalmente um pouco de paz e sossego. - Logo depois de ter dito aquilo deu um leve suspiro. - Estás bem Kate? - Disse virando sua cabeça para o outro lado. - Hm?! Já adormeceu?! Bem acho que foi um dia bastante agitado. - Disse isso pegando em sua espada cheia de sangue deixada no chão. - Penso que estamos seguras agora. - Disse colocando a espada na bainha. - Fogo talvez irá chamar a atenção deles mas não irei deixar kate passar frio. -

A noite estava limpa, sem nenhuma nuvem o que permitia ver a imensidão de estrelas.

Procurando por madeira Celina não se afastou muito Kate, preocupada que poderia aparecer um lobo ou algo do tipo. Não demorou muito até ter conseguido encontrar um número bom o bastante para uma pequena fogueira.

Celina colocou a madeira perto o suficiente para aquecer Kate e logo fez um símbolo com a mão direita, resultando em uma pequena chama aparecer na palma da mão.

- Pronto a de ser o suficiente por agora. - Disse colocando o fogo em sua mão na madeira. - Ah.. ainda continua me queimando huh? - Disse olhando para sua mão direita que agora se encontrava um pouco ferida por causa do fogo. -

Mesmo já tido aprendido vários feitiços  Celina nunca conseguio controlar pelo menos um completamente, isso por causa do demônio que reside dentro de seu corpo. Em resultado disso todos os feitiços acabam por sempre a afetar, mesmo sendo ela a usá-los.

- Não é uma queimadura tão grande, não vai me dificultar muito. Mas ão menos deveria cobri-la com um trapo ou pano. - Disse olhando para seu braço esquerdo que já se encontrava enfaixado. - Talvez mais tarde.. - Suspirou. - Tivemos que fugir às pressas, vamos ter de caçar algo nesta floresta antes de partir, mas não podemos ficar muito tempo ... ou.. podemos encontrar aquelas pessoas de novo. -

* * *

- Saí do nosso caminho! - Disse Celina empunhando uma pequena adaga na mão esquerda e sua espada na mão direita. -

- Você tem de compreender isto é pelo seu melhor, eu vim aqui sozinho para conversar mas se quiser fazer isto do modo difícil senhorita acho que sua mãe não irá se importar se vocês aparecerem com um arranhão ou dois. - Disse o homem com sua espada em mãos. -

- Nunca vou chamar uma put.... -

- Tenha cuidado com a língua senhorita. - Disse interrompendo Celina. -

- Celina... - Disse Kate assustada com o que estava acontecendo. -

- Está tudo bem Kate. Eu vou tirarnos daqui. -

Logo depois de ter dito aquilo o homem avançou se aproveitando da distração de Celina. Pelo canto de seu olho Celina conseguio ver a espada do homem e logo se abaixou no último segundo.

Mesmo sendo muito poderosa, Celina sábia que uma espada de duas mãos erá pesada e lenta. Celina aproveitou aqueles breves momentos que esteve conversando com o homem, para tentar analisar o quão bem ele impunhava aquela espada, e logo percebeu naquela conversa pequena que ele não a conseguia segurar muito bem.

Se aproveitando por estar debaixo do braço do homem que ainda estava finalizando o golpe, Celina enfincou sua pequena adaga no braço do homem.

- Haaaah.. Sua...Hm? - Quando olhou para Celina viu que estava pretes a atacar com sua espada. -

Com o homem gritando de dor Celina logo apontou sua espada no meio do peito do homem que ficou paralizado olhando para a lâmina.

- Nunca mais se meta no nosso caminho! - Disse antes de colocar sua espada no peito do homem. -

A espada de Celina logo atravessou o homem que estava sem armadura, o sangue logo começou a escorrer lentamente.

- V-Vo..cê n..não sab.... -

- Cale a sua boca. - Celina logo retirou sua adaga do braço do o homem e a enfincou na sua cabeça o parando de finalizar o que dizia. -

Com alguma dificuldade Celina conseguio retirar sua espada do peito do homem.

- Kate.. Ei.. Kate - Disse Celina em direção a Kate que estava parada olhando o corpo morto do homem. -

- E-Ele.. está.. - Kate não conseguia completar a frase, apenas olhar para o corpo sem pestanejar. -

- Sim... kate mas olha pra mim.. - Disse colocando suas armas nos respetivos lugares e colocando suas mãos no rosto de Kate. - Nos precisamos sair daqui.. o mais rápido possível. -

- M-Mas... - Disse finalmente olhando para Celina. -

- Eu sei que isto foi do nada, mas nós precisamos ir. - Disse retirando suas mãos do rosto de Kate. - Vamos, por aqui. - Disse colocando sua mão aberta no ar. - Nós estamos juntas nisto. -

- ... - Kate refletiu um pouco mas logo voltou em si. - Sim! - Disse agarrando a mão de Celina. -

E logo depois os sinos de já estarem um pouco longe do castelo ouviram os sinos tocando representando que tinham encontrado o corpo.

* * *

- Nos colocando nesta floresta foi uma boa ideia, ela é bastante densa. Irá ser difícil eles nos encontrar aqui mas... o que eles querem comigo e com a Kate.. - Celina colocou a mão na cabeça - Aquele homem falou da minha ma... não, aquela mulher nunca será minha mãe. Mas o que eles querem que confusão... - Celina olhou para cima e viu um pouco do céu que se conseguia ver no meio de todas aquelas folhas. - Será que é por causa do... - 

- Grr - Um rosnar pequeno veio dos arbustos. -

- Huh? - Celina logo pegou em sua espada. - Parece que não tenho descanso está noite. -

Celina esperou cuidadosamente. Mesmo já tendo sua espada na mão o lobo parou se mover dentro arbusto e não atacou.

Celina ficou confusa por que todos os lobos que já tinha visto tinham sido estremamente agressivos. Então foi se aproximando com cautela.

- ... - Quando já estava perto arbusto o lobo continuava quieto, então Celina decidiu tentar mexer o arbusto para o tentar afugentar. -

Então o lobo saltou para cima de Celina.

- Haah... - Celina bateu suas costas no chão e deixou a espada cair de sua mão. Mas o que Celina estava sentindo não erá mordidas e dor, mas sim lambidelas em seu rosto. - Huh? Ei! - Logo Celina pegou e levantou o lobo, e logo percebeu que erá apenas um filhote. - Uma cria.. -

Celina se levantou e guardou sua espada enquanto o pequeno lobo a seguia dando uns pequenos e fofos latidos.

- Então onde está a tua mãe pequeno. - Disse Celina colocando sua mão na cabeça do lobo. - Deste-me um susto gigante sábias? -

Depois de acariciar o lobo Celina voltou para perto da fogueira e se sentou num tronco que estava ali caido e para sua surpresa a pequena cria de lobo a seguio e se deitou em sru colo.

- Hm? - Celina ficou um pouco surpresa pelo lobo ter adormecido um tempo depois de se ter deitado. - Bem acho que uma companhia não fará mal. - Disse olhando para o lobo. -





Notas Finais


Bem espero que tenha gostado e desculpe se houve algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...