1. Spirit Fanfics >
  2. Reconstrução do novo herói >
  3. Diversão em um bar

História Reconstrução do novo herói - Capítulo 15


Escrita por: e vipgames13


Notas do Autor


Olá família. Tudo bem? Mais um capítulo da fanfic.



Esse desenho aí em baixo foi feito por mim mesmo. E eu sei, ficou muito ruim ;-;. Não sou nenhuma profissional e não encontrei nenhuma imagem que tinha três garotos servindo em um bar. Então fica esse desenho mesmo

Capítulo 15 - Diversão em um bar


Fanfic / Fanfiction Reconstrução do novo herói - Capítulo 15 - Diversão em um bar

É ali que estava Ryuu. Encontrada mó seu quarto descansando. É aproveitando o seu horário. O seu quarto era realmente gigante. E era apenas mais um quarto de visita. E isso a perturbava a todo momento. Se o quarto dela era apenas um quarto de visita, imagine os quartos daqueles que moram na casa. Só de imaginar dava calafrio nela.

Alguém bate na porta e ela deixa entrar. Era Bell que tinha ido ver se ela estava bem.

Bell: Você ainda não tinha saído do quarto, fiquei preocupado

Ryuu: Sinto se eu sair eu me perco na casa

O albino riu da elfa e logo se aproximando dela e se sentando na cama.

Ryuu: É sério..! essa casa é gigante. Quando vi ela de frente pensei que era um ponto turístico

Bell: Você também?! hahahaha

Ryuu: Tá vendo!

Ryuu começa a rir junto de mim. É difícil vê-la rindo, ela parece estar animada.

Bell: Mas gostou do que você viu?

Ryuu: Gostar, eu gostei. Só que eu ainda não estou acreditando

Eu volto a rir e logo atrás a Ryuu. 

Ryuu: você mudou um pouco

Paro de rir um pouco e olho para ela curioso

Ryuu: em questão de aparência. Personalidade, você continua sendo o Bell de sempre. 

Solto um pequeno sorriso e me levanto e me aproximo dela. 

Bell: e o que o “Bell de sempre” mudou na aparência? 

Ela sorri, e cruza as pernas

Ryuu: Humm… Suas roupas são bem peculiares, diferente de antigamente, Seu cabelo é o que mais se destaca, está bem maior, assim como você parece… mais alto do que antes? e um pouco mais musculoso.

Bell: Tudo isso Ryuu?! eu mudei tanto assim? 

Ryuu: Sim, tudo isso, isso foi o que percebi

Olho para meu corpo, e logo olho para ela com uma pequena cara de paisagem. Conseguiu ver que ela estava segurando a risada, mas fracassou.

Ryuu: Sinto muito… só que isso foi engraçado…!

Inflou as bochechas e viro meu rosto, e ela volta a rir.

Ryuu: Ei Cranel…

Ela fala ainda recuperando o fôlego.

Bell: Bell…

Ela para de rir e olha confusa para mim

Bell: Somos amigos, não precisa me chamar pelo meu sobrenome, me chame de Bell

Ryuu: Não, Não, Não, Não.

Me aproximo bruscamente do seu rosto, e logo vejo ela tentando se afastar mas impedido por causa da cadeira.

Bell: Vamos…! Bell! me chame de Bell! e um pedido…!

Sorrio para ela, ela vira o rosto, e logo ela coloca a mão no meu rosto e me afastando dela.

Ryuu: Cran… Bell…! Bell…

solto uma pequena risada e retiro a sua mão do meu rosto a segurando, logo a vejo olhar para mim toda vermelha

Bell: Você está bem Ryuu?! você está toda vermelha!

Coloco minha mão na testa dela, ela fica ainda mais vermelha e se levanta.

Ryuu: Vamos indo…! nossa hora de descanso acabou!

Ele segue andando em passos profundos para fora do quarto, logo atrás eu.

*

*

*

Com um caderno em mãos enquanto tomava um chá na guilda, sua cabeça parecia pensativa enquanto olhava para a folha na sua mão. Ela levanta sua cabeça e olha para a assistente na sua frente que parecia nervosa.

Alfia: Ele conhece tantas mulheres… 

Uma veia salta para fora do seu rosto, enquanto tique nervoso na sua sobrancelha. 

Alfia: Como ele conhece tantas mulheres?! isso aqui faz uma lista gigantesca! aquele…! 

Sua indignação não foi passada despercebida pela assistente do seu sobrinho. Eina Tulle,

 

Uma meia elfa que também tinha certos interesses românticos no coelho mulherengo.

Eina: Sinto muito por perguntar… mas por que você quer saber sobre as mulheres que o Bell conhece?

A mulher na frente dela olha para ela com um sorriso

Alfia: E um desafio que ele me propôs. Eu tenho que acertar a garota que ele gosta

Eina: Mas não é mais fácil perguntar para mim… ou para a sua Deusa?

 Alfia: A aposta era eu não perguntar para ninguém quem era, eu tinha que procurar acertar. E qual seria a graça de acertar sem se divertir um pouco?

Eina: Entendo… ‘Que tipo de relação é essa que esses dois têm?!' pensa a jovem

Eina olha para a entrada e percebe a Princesa da espada entrando na guilda. Ela direciona seus olhos para Eina e logo segue andando em direção a ela. E logo percebe que ela não estava sozinha.

Eina: Olá Wallisten…

Eina para de cumprimentar a loira após perceber o olhar sereno dela em direção a Alfia.

 Eina: Vocês se conhecem?

Alfia levanta sua cabeça confusa, e logo olha para o lado e solta um sorriso.

Alfia: Aiz…! Que surpresa! Estou resolvendo algo agora…

Aiz: Preciso conversar com você…! Temos alguns assuntos para resolver, não é?

Alfia: Temos sim… só que agora eu estou ocupada resolvendo alguns assuntos do Bell.

Aiz: Não tem problema, eu espero…!

As duas continuam em silêncio absoluto. Alfia direciona sua visão para Eina que estava confusa com o comportamento da mais nova.

Alfia: Tudo bem ela sentar do seu lado Tulle?

Eina: N-Nenhum…!

Aiz se senta ao lado de Eina e observa as duas.

Alfia: Ok… Não é a Lili… Não é a Mikoto, com certeza não são aquelas vizinhas dele, talvez a Ryuu, Eina, Sry?

Eina: H-Hé?!

Alfia: Ele sempre falou que te adora Tulle…!

Eina: O B-Bell?!

Alfia: Sim… A Sry parece gostar do Bell… Bom, na verdade quase todas que ele conhece e apaixonada por ele.

Eina: Imagino… ele é bem popular… lembrei! tem a Aisha Belka, ela e a Amazona…

Alfia: Descarta…! Conheci essa dai ontem no restaurante. Nunca que o Bell iria gostar daquela Amazona…! pervestida demais! Aquela indigna não é nem uma opção do Bell…! 

Eina: "Indigna"? 

A loira que estava ali presente apenas observa as duas sem entender nada. 

Alfia: você conheceu alguma dessas outras duas Tulle? Ryuu e Sry

Eina: nunca ouvir falar dessas duas, deve ser uma amiga… Que não vão a Dungeon

Alfia: talvez… 

Alfia direciona seu olhar para Aiz e pisca duas vezes. 

Alfia: Aiz… Você conhece o Bell correto? 

Aiz: Sim…

Alfia: Qual é a sua relação com ele Aiz? 

Aiz: Bem… Somos amigos, já o ajudei

Uma pequena risada e solta pela mais velha. E logo Alfia a chama para se sentar ao lado dela, ela obedece sem problema. 

Alfia: Aiz… Todas garotas que o Bell conhece, são amigas dele, e já fez algo por ele, ou ele fez algo por elas. Então, uma amizade não é feita apenas porque você ajudou ele. Amizades são feitas de laços verdadeiros, sentimentos que o fazem ter uma amizade. Não é tão forte como um amor, mas também não é tão simples como um afeto. É um sentimento único que faz você querer conversar com aquela pessoa, contar coisas para aquela pessoa, descobrir mais sobre aquela pessoa. 

Alfia segura a mão dela e olha fixamente para seus olhos

Alfia: uma amizade é querer dividir tudo sobre um ao outro, ajudar quando necessário, e olha para seu amigo, é começa a rir. Isso é uma amizade. 

A jovem olhava para Alfia surpresa. 

Alfia: Então perguntei mais uma vez… Qual sua relação com o Bell? 

A loira olha para as suas mãos e logo direciona seu olhar sereno para a albina 

Aiz: Eu gosto muito do Bell, admiro sua força de vontade, gosto da sua aparência de Coelho, gosto do lado gentil dele. Mas… Acho que não temos uma relação tão próxima como uma amizade, pelo menos não do jeito que você descreveu. Mas tenho que admitir que eu tenho interesse em conhecê-lo melhor. 

Alfia solta um longo sorriso e logo pega no rosto da jovem. Seus olhos, um cinza e outro verde escuro, se encontram com o par dourado dos olhos de Aiz, que se surpreende com o comportamento da mais velha. 

Alfia: Aiz… Você é mesmo uma adolescênte tentando conhecer novas coisas. 

Aiz: H-he?

Alfia: você é mesmo uma graça Aiz. 

Eina: Bom, acho que vou deixar as duas Assos 

Eina sai do local deixando as duas conversando. 

*

*

*

Se passaram mais dois dias e finalmente iriam trabalhar no bar da Mia. Os três estavam até mesmo a elfa estava animada. 

Alfia: certo… Estão prontos crianças? 

Todos concordam com a cabeça. 

Alfia: certo. Fizemos uma reserva com a família Hestia então até mais tarde 

Bell: espero vocês lá! 

Bell solta um longo sorriso que amoleceu o coração de Alfia que logo dá vários beijos na bochecha do Coelho. 

Bell: Ei, ei Tia Alfia… 

Alfia: nem começa! Tô feliz

Ela abraça o garoto que retribui o abraço. 

Alfia: boa sorte coelho

Bell: obrigado tia Alfia. Até. 

Os quatro seguem andando em direção ao bar da Mia. Os Gêmeos animados com as novas aventuras, Bell nervoso após ter que servir várias pessoas. E Ryuu tentando acalmar o garoto. 

°

°

°

Após chegar eles logo foram se trocar. Os gêmeos usaram um terno de garçom combinado. 

Um terno-colete com uma camisa social por baixo, calça de marca e sapatos de marca. Com um avental na cintura que tinha alguns bolsinhos. Um com o caderno e outro com um pano para poder limpar a mesa. Son com o colete branco a camisa preta com luvas pretas, calça branca e sapato preto. Com uma gravata vermelha. Moon o contro verso. Colete preto, camisa branca, calça branca e sapato que também era preto. As luvas brancas e a gravata também vermelha. Com o avental na cintura com o caderninho e o pano nos bolsos. 

Bell se encontrava com uma camisa de manga comprida da cor preta. Uma gravata vermelha com luvas brancas. O seu cachecol que ganhou da tia. Com uma calça preta e botas longas de couro. Com o avental na cintura, o bloquinho de nota no bolso e o pano preso no cinto. E por fim duas mechas do cabelo de de Bell foram presos atrás do cabelo com uma pequena xuxa, prendendo um pouco a franja da frente acabou por mostrar mais o rosto do coelho 

Sry: ficaram ótimos vocês três…! 

Eles soltam um longo sorriso. E seguem andando em direção ao bar que se encontrava lotado de pessoas de todo tipo de raça. Assim que se espalhou os boatos que iam chegar 3 novatos no bar da Mia. Diversas pessoas vieram atrás para saber se era verdade. 

Assim que passaram pela porta diversos gritos foram escutados. Principalmente das mulheres. Eles se distanciaram em questão de segundos. Chamando a atenção até mesmo daqueles que passavam na rua. 

Uma das ordens dada por Mia era que os gêmeos atendessem as mesas. E Bell ficaria no balcão atendendo os sozinhos. Era dia de lucro e de diversão, e aquilo animou todos no local. 

Rapidamente os Gêmeos pegaram as bandejas e foram em direção às mesas. Moon escolheu uma das duas pessoas que se encontrava no fundo do estabelecimento. Duas mulheres que logo ficaram vermelhas pela aproximação do garçom. 

Moon: Olá, donzelas. Já fizeram seus pedidos? 

As duas logo soltaram um longo sorriso e pegam o cardápio. 

Mulher 1: não, não, estávamos esperando alguém nos atender. 

Moon: oh… Sinto muito pela demora. 

Moon solta uma pequena carinha triste que fez os jovens se interessar ainda mais pelo o mais velho musculoso. 

Moon: bom, o que irão pedir? 

Mulher 2: nos traz duas sopas de carne e duas cerveja média bem geladas- fala a outra mulher 

Moon anota no caderninho e logo se dispensa das jovens que ficam conversando sobre o mesmo. 

Son pegou um grupo de quatro homens. 

Homem 1: me traga uma macarronada grande com um copo grande de cerveja e espetinhos de peixe- fala o homem ao lado do Son. 

Homem 2: o resto vai querer 3 porção de peixe frito acompanhado com 3 caldos de camarão de água salgada e 8 garrafas de cerveja bem grande, junto com copos grandes. - fala o homem do outro lado da mesa. 

Son anota os pedidos e logo sai para entregar os pedidos para Bell que servia cerveja para os solitários. 

Ele entrega e segue andando em direção a outra mesa. 

Ryuu: Bell, como estão andando os petisco da mesa 5?

Bell: quase pronto…! A farofa de carne da mesa 10 está pronta! Pode vim pegar! 

Ryuu entra no balcão e pega uma grande panela de comida para um grupo de 9 pessoas. E sai do local. 

Aventureiro: impressionante…! Você é bem rápido na comida

Bell: oh… obrigado, treinei muito para isso. 

Bell rapidamente pega a faca e corta 5 cebolas, 10 tomates e 4 cebolinhas rapidamente e logo colocando em potinhos separados. Logo vai virar um grande peixe frito.

 Logo Moon aparece com outro pedido e entrega a Mia que estava lá dentro fazendo as comidas mais difíceis. 

°

°

°

Algumas horas se passaram e não parava de chegar gente. E quanto mais pessoas chegavam mais os gêmeos se animavam. A agitação do bar era grande o suficiente para ser escutado no final da rua. Nesse período Bell não havia sequer saído de trás do balcão o que o deixava um pouco frustrado. Mas a própria Mia tinha uma função especial para ele. Então ele não tem outra escolha a não ser esperar. 

Mia: Bell lave a louça, uma das meninas está fazendo a comida. E alguém precisa lavar os pratos!

Bell: certo. 

Ryuu aparece entregando uma bandeja de pratos e copos sujos. Que acaba decidindo ajudar o garoto. 

Os dois seguem andando para a cozinha e começam a lavar e secar a pilha de pratos.

Bell: hoje está bem cheio…! 

Ryuu: a notícia de homens trabalhando aqui no bar se espalhou rápido. 

Sry: os dois se apressem por favor, as pessoas da reserva já devem está chegando!

Os dois balançam a cabeça positivamente e logo começam a andar mais rápido com as coisas. 

Ryuu:só que hoje a galera é bem barulhenta. 

Bell olha rapidamente para Ryuu e logo volta seu olhar para a louça suja. 

Bell: suas orelhas são sensíveis, ou você não gosta? 

Ryuu olha para Bell confusa. 

Ryuu: como? 

Bell: você parece irritada

A elfa fica alguns segundos olhando para o albino e logo volta a lavar secar a louça.

Ryuu: os dois. No dia seguinte acabo escutando alguns zumbidos. E é bem irritante essas pessoas gritando. 

O garoto segura o riso e logo ela mostra para ele um olhar irritado. 

Ryuu: qual a graça…?! 

Bell: Sinto muito… Sinto muito… Não tem nada haver com você não Ryuu. É que muitas vezes tomei susto pelos gritos. Hahahaha

Ela solta um pequeno sorriso. 

Ryuu: no começo também… Dava vontade de gritar para eles calarem a droga da boca

Os dois voltam a se concentrar nos pratos. E logo Bell percebe a mão da elfa vermelha

Bell: Ryuu… O Que foi isso na sua mão. 

Ela olha para a sua mão e percebe o pequeno ferimento. 

Ryuu: Devo ter batido a mão em algum lugar. Depois resolvo isso. 

Ele olha para a mesma que continuava prestando atenção na louça. 

Bell: vai inflamar. 

Ryuu: já tive piores e nunca inflamou. 

Bell: mas você está mexendo com água, e faz muito movimento com a mão, vai inflamar.

Ryuu: tudo bem. Não vai não. 

Eles voltam a lavar a louça enquanto o movimento começa a diminuir. 

°

°

°

Agora Bell estava na cozinha interna ajudando uma das funcionárias. E quantos os gêmeos continuavam a fazer sucesso com as mulheres que quase a todo momento davam em cima dos dois. A comida que Bell aprendeu a fazer foi muitas vezes elogiada e sempre eram pedidas ou repetidas. Assim como os Gêmeos juntou uma fortuna em algumas horas. Eles sabiam como fazer as pessoas perderem dinheiro. E aquilo animou a Mia. Era realmente um dia de lucro. 

Ryuu aparece na cozinha e logo ele olha novamente para a mão da mesma que estava ainda mais vermelha. Ela percebe o olhar sob ela e logo vira para ele. 

Ryuu: por que está me olhando?

Bell olha para o rosto da elfa e logo para a sua mão. 

Ela faz o mesmo e logo muda para o rosto dele. 

Ryuu: eu estou bem Bell, não precisa se preocupar. 

Bell olha serenamente para a elfa e logo segura a mão machucada com uma pequena força e logo ela solta um pequeno som de agonia. O que fez o mesmo ficar irritado pelo descuido da amiga. 

Bell: eu te falei que iria inflamar…! 

Ryuu:... 

A elfa fica em silêncio olhando para o mesmo irritado. 

Cuidadosamente ele puxa Ryuu para mais dentro do restaurante assim pegando uma pequena caixinha de emergência. Ela rapidamente puxa a mão e se afasta um pouco do albino. Antes mesmo de conseguir se pronunciar o garoto se aproxima dela brutalmente a prendendo contra a parede. O que fez a mesma ficar vermelha pela proximidade dos dois.

Ele gentilmente pega a mão ferida e começa a passar a pomada. E logo a mesma tenta segurar os gemidos de dor. 

Bell: ficou bem inflamado Ryuu! 

A elfa não falava nada, apenas continuou olhando para ele. 

Logo ele passa o curativo e solta a mão dela, assim se afastando da elfa. 

Bell: Tenha mais cuidado! 

Ela retira o olhar dele enquanto ele volta para as panelas a deixando sozinha. 

Rapidamente ela ficou vermelha lembrando da aproximação e logo colocou sua mão no rosto. 

Ryuu: idiota… 

Ela olha para a sua mão com o curativo e solta um pequeno sorriso, logo voltando para os seus afazeres. 

°

°

°

Mas algumas horas se passaram. E logo o bar se encontrava mais vazio do que antes. Era por volta das 21:00 da noite. E ali foi quando a reserva chegou. O grito da Sry foi alto o suficiente para todos escutarem. Só que após os gêmeos olharem para a porta percebeu que não era a família que eles aguardavam. Era a família Loki entrando e logo percebendo os dois. 

Tiona: tem… Garotos aqui? E são lindos! 

Uma certa loira olha para os dois principalmente para o Moon que logo a reconheceu. Ela desvia o olhar e segue andando em direção a mesa perto do balcão.

Son junto com Sry foi atender a família. As gêmeas, como de se esperar, começaram a paquerar o mesmo que só ria. 

Logo depois outro grito de reserva foi escutado. Surpreendendo até mesmo a família Loki que não esperava pela chegada de outra grande família. 

Logo entrando triunfal Alfia. Do seu lado a Deusa Hestia. Ao lado da Deusa sua família e ao lado de Alfia a sua família. Com roupas extremamente caras que chamou a atenção de todos naquele bar. Os gêmeos sorriram e logo voltaram a atender a família Loki. 

Os olhos verdes de Alfia parou por todo o estabelecimento na procura do seu amado Coelho que parecia não estar presente. Logo eles se sentam em uma mesa no centro de todos com todos olhando a beleza daquela família. Todos com roupas caras e extravagantes, o que mais chamava atenção era o elfo de cabelos longos e cabelos longos. Usando roupas simples que não se destacavam muito. O que não era de se esperar vindo de um elfo. Mas para aquele, roupas extravagantes eram coisas muito irritantes. Que o frustrava ver sua própria espécie usando. 

Mia: Bell! Venha! Sua tarefa chegou! 

O albino rapidamente sai para o balcão onde se encontrava Mia. 

Mia: você vai ser um garçom particular da sua família. Não me desaponte ! 

Bell: certo! 

O garoto pega uma das bandeja e logo se destaca no meio das pessoas. Finalmente aquele albino veio ser o garçom. Várias pessoas começaram ao chamar, mas infelizmente ele não podia corresponder aos chamados e indo em direção a mesa no centro de tudo. Alfia solta um longo sorriso e suas bochechas ficam levemente rosadas. 

Alfia: que lindo que ele ficou…! 

Forest: não posso negar, ficou realmente bom esse uniforme nele. 

Scarlet: ficou parecendo um príncipe. 

Alfia: ele é um…! 

Bell: boa noite a todos. Sou o garçom particular dessa mesa. O que gostariam de pedir?

O albino falou em voz alta para ter certeza que todos na mesa iriam escutar. Mas o bar inteiro que prestava atenção nele acabou escutando. E logo gritos de indignação foram escutados por muito. Onde outra vez chamou a atenção da família Loki. Aiz imediatamente reconheceu aquele ali em pé que olhava para os clientes meio nervoso. 

Aiz: Bell?! 

Ela ergue o que chama alguns olhares. 

Aventureiro: a própria princesa da espada ficou indignada! Como assim o garçom novo é só de uma mesa?! - diz um Aventureiro qualquer. 


Continua....




Notas Finais


E isso por agora. Espero que tenham gostado. O que acharam da reação da Aiz nesse final? Ou até mesmo a relação entre Bell e Ryuu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...