História .relaxing - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, D.O
Tags Baeksoo, Soobaek
Visualizações 42
Palavras 1.435
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: FemmeSlash, Orange, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ois gente

uma fem! baeksoo marotinha pra vocês hihi sz

não foi revisada com a devida atenção então perdoem os possíveis erros

boa leitura!

Capítulo 1 - Nervosismo o nome


Naquele dia ensolarado de verão Baekhee estava com os nervos à flor da pele. O seu momento mais grandioso estava chegando e ela não conseguia conter sua ansiedade. Só de pensar em estar em campo, jogando contra o time adversário, já começava a suar frio.

Ela fazia parte do clube de futebol desde seus 9 anos, tinha tido um treinamento com os melhores técnicos e por modéstia à parte, ela era uma jogadora muito boa e dava tudo de si quando estava em campo. Mas no dia seguinte ela, com seus agora 20 anos, teria seu campeonato e talvez sua grande chance de ir para um time maior – mesmo que amasse o clube que estava agora, ela queria ser ainda mais grande –. E ela sabia muito bem que os olheiros estariam assistindo o jogo atentamente à procura de um talento – e por Deus como ela queria que fosse ela a escolhida –, por isso estava a beira de um colapso e quase chegando a destruir sua dieta se não fosse pela sua namorada KyungSoo a parando no momento certo, entrando pela porta do quarto com a respiração ofegante.

– Byun BaekHee, me dá esse pacote de chocolate agora.

A mais velha tomou um susto e sorriu contente ao ver sua namoradinha diante de si com a cara emburrada, mas não obedeceu ao pedido de KyungSoo e se preparou para dar uma bela de uma mordida no chocolate, mas KyungSoo foi mais rápida e pulou em cima de BaekHee antes que isso acontecesse e tirou da mão de BaekHee o chocolate gorduroso.

– Teimosa. – KyungSoo falou baixinho e riu do biquinho que se formou nos lábios da namorada. Achou a coisa mais fofa do mundo e sentiu vontade de beijar BaekHee naquele momento, mas ela se conteve pois a prioridade do momento era dar uma bronca na menina.

– Soo! Você deveria estar me apoiando e não tirando comida de mim!

– E você acha que eu vim por quê? Eu sabia que você cometeria uma catástrofe se eu não viesse o quanto antes.

– Me conhece tão bem. – BaekHee sorriu e segurou na cintura de KyungSoo enquanto colava os lábios delicadamente. – Mas ainda quero o chocolate.

– Você não pode. Sinto muito, amor.

– Argh, sabia que não deveria ter começado aquela dieta maluca e feito você prometer a não me deixar comer doce. – BaekHee fez biquinho de novo e ah, KyungSoo só faltou entregar o mundo para a menina. Ela era tão linda quando fazia birra.

– Você sabe que vai se arrepender depois. – Falou colocando os fios longos atrás da orelha grandinha que ela tinha e distribuiu beijos pela bochecha e maxilar de BaekHee.

– Eu nunca me arrependo de nada.

– Não? – Parou o que estava fazendo para olhar nos olhos de Byun esperando sua resposta.

– Não.

– Se você diz… – Voltou a fazer carícias no rosto da namorada e a beijou lentamente, puxando de leve os cabelos soltos e macios. Adorava o cabelo loiro de BaekHee e adorava mais ainda o puxar na hora que a namorada lambia e chupava sua intimidade com vontade. E só de pensar em BaekHee fazendo aquilo com ela, instantaneamente Kyungsoo gemeu contra o beijo e aumentou o ritmo do ósculo.

Baekhee a acompanhou sem saber como foram parar naquela situação, mas não iria negar que adorava quando Kyungsoo tomava a atitude. Puxou ainda mais a cintura fina da garota, aproximado os corpos quentes para mais perto do outro. Kyungsoo levou uma de suas mãos até a barra da regata que BaekHee vestia e subiu o tecido até que os seios fartos estivessem totalmente à mostra – uma das coisas que ela mais gosta da namorada é que ela não é adepta ao uso de sutiã –.

– Eu sei outra forma de te relaxar, Baek.

– Sei que tem, amor. – Disse com um sorrisinho sacana nos lábios e esperou ansiosa o próximo passo de Kyungsoo.

A mais nova passou a dar vários selinhos pelo rosto de BaekHee, descendo até o pescoço e lambendo a pele macia. BaekHee arfava, já começando a sentir sua intimidade molhada e necessitada dos toques de Kyungsoo. Ela chegou aos seios de BaekHee e agarrou um com uma mão, massageando com delicadeza enquanto chupava a auréola do outro, deixando rastros de saliva por todo o bico excitado. Baek puxou os cabelos curtos de Kyungsoo, a incentivando a não parar, aquilo estava tão gostoso que estava prestes a perder a cabeça.

– Está gostando, Baek? – Kyungsoo perguntou maliciosa enquanto prendia com o dente o bico do seio chupando devagar logo em seguida, não dando tempo nem pra BaekHee pensar em responder apenas gemer em concordância.

Mesmo apreciando os lábios habilidosos de Kyungsoo em seu seio, BaekHee queria ser tocada em sua intimidade pulsante logo, então pegou a mão de Kyungsoo que massageava seu bico sensível e a levou sem vergonha alguma até o meio de suas pernas, se esfregando o quanto pôde, mesmo ainda vestindo a calça de moletom.

– Você quer ser tocada aqui, amor? – A morena indagou parando o que estava fazendo e tirando a calça do corpo de BaekHee com rapidez, a deixando apenas com a calcinha fina.

– Você sabe que sim, Soo. – Novamente pegou a mão de Kyungsoo e levou até sua intimidade molhada. Kyungsoo mexeu os dedos por cima da calcinha e conseguiu sentir o quanto ela estava excitada e lambeu os lábios inconscientemente.

– Você quer que eu te foda com os dedos, não quer? – BaekHee assentiu apressadamente sem pudor nenhum e Kyungsoo deu um sorriso ladino com o jeitinho da namorada. – Então fala, Baek. Fala o quanto quer sentir meus dedos dentro de você, te deixando louca para gozar.

BaekHee sentiu sua intimidade ficar mais molhada se possível e não perdeu tempo em dizer o que Kyungsoo queria ouvir. Ela adorava esse lado da namorada e não tinha nenhuma vergonha de falar o quanto queria que Kyungsoo a levasse ao orgasmo.

– Soo… Por favor, me fode. – Disse da maneira mais dengosa que conseguiu e em seguida sentiu o toque de Kyungsoo em sua vagina, espalhando o líquido por toda a região e focando em seu ponto de prazer. BaekHee fechou os olhos em êxtase e procurou os lábios de Kyungsoo como um refúgio para descontar seu prazer enquanto rebolava contra os dedos da mesma.

Kyungsoo separou as bocas e colocou um dedo dentro de BaekHee, vendo a expressão de prazer da namorada enquanto metia mais um dedo em sua intimidade e mexia com maestreza dentro dela. Voltou a colar os lábios com rapidez, sugando a língua molhada de BaekHee a fazendo ofegar ainda mais e puxar o pulso de Kyungsoo para aumentar o ritmo da estocada. Kyungsoo fez o que a namorada queria, mas apenas para provocar ela ficava parando as investidas quando sentia que ela estava próxima de gozar.

– Kyungsoo… me deixa gozar, por favor. – Baek falou em um tom de desespero, estimulando seus próprios seios enquanto olhava com os olhos pidões à namorada.

Kyungsoo chegou perto de seu ouvido e falou um “Claro que deixo, amor” antes de se abaixar até estar de frente para a intimidade dela, não perdendo tempo em lamber o clitóris enquanto a dedava com vontade. BaekHee sentia que não ia aguentar muito tempo, ser estimulada daquela maneira pela namorada era demais e não poupava o quanto estava gostando com seus gemidos altos. Sentiu Kyungsoo acertar seu ponto de prazer enquanto chupava seu clitóris e aquilo foi o suficiente para ela, no instante seguinte arqueava as costas chamando o nome de Kyungsoo quando sentia seu orgasmo chegar e finalmente ter seu alívio. Kyungsoo percebeu que a namorada havia chegado ao limite, mas não deixou de lamber e sugar o líquido da intimidade, fazendo BaekHee ter espasmos pela sensibilidade do local. Enfim, Kyungsoo voltou à posição original, vendo que BaekHee estava satisfeita e também muito cansada.

– Espero que tenha ajudado a te distrair pelo menos um pouco. – Deixou um beijo em sua bochecha e BaekHee sorriu com o ato. Amava demais aquela mulher.

– Me ajudou muito. – A puxou para um beijo lento e gostoso antes de se deitarem na cama e descansarem até o dia seguinte.

°°°

No grande jogo, BaekHee sabia que havia arrasado e conseguido o interesse de vários olheiros que estavam na arquibancada naquele dia. E para sua felicidade, muitas oportunidades surgiram nos dias seguintes e ela finalmente iria para um time maior e realizaria seu sonho de criança.

A jogadora estava mais feliz do que nunca e Kyungsoo estava tão orgulhosa que não parava de sorrir um segundo sequer quando descobriu as novidades.

E como de costume, no final da noite, BaekHee e Kyungsoo comemoraram a realização de BaekHee do jeitinho delas.

 


Notas Finais


ESPERO QUE TENHAM GOSTADO

até a próxima sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...