1. Spirit Fanfics >
  2. Réveillon Inesquecível - (Jeon Jungkook) >
  3. Capítulo I - Indo as compras

História Réveillon Inesquecível - (Jeon Jungkook) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oiie, tudo bom? Espero que Sim!
Bom, to eu aqui com essa twoshot... na real eu queria ter postado ela dia primeiro ne, mas eu nem tinha terminado ela.
E tbm eu tava vendo se alguém faria uma capa pra mim, e eu achei uma que fez essa capa maravilhosa!
Se quiserem fazer pedido e so ir la no perfil dela (deixarei nas notas finais)

Espero que vcs gostem desse pequeno/grande começo haha 100 favoritos e a nossa meta ^-^
Deu um trabalhinho, mais eu to tentando melhora kkk
Sem mais enrolar...

Boa Leitura!! 🦄📚

Capítulo 1 - Capítulo I - Indo as compras


Fanfic / Fanfiction Réveillon Inesquecível - (Jeon Jungkook) - Capítulo 1 - Capítulo I - Indo as compras

Coréia do Sul

Seul Às 11:32 A.M


Suspiro, é mais suspiros. Era o que eu dava toda vez que me lembrava que teria que comprar minha roupa para passar o ano novo. Eu esqueci completamente disso, passei o natal com uma roupa qualquer - até porque não sai de casa - chinelo e sentada no sofá , enquanto enchia bem mesmo minha pança.

Mas dessa vez eu teria que comprar alguma coisa para o final de ano, já que eu resolvi aceitar ir passar na praia com uns amigos - Especificamente a Milena - uma amiga que encheu meu saco até eu dizer "sim" para o seu pedido. É a trouxa aqui? Aceitou depois de quase meter a mão na fusa dela.

É agora. Agora a trouxa aqui só tem até amanhã para comprar roupa, bem na quase véspera de ano novo. Na verdade já era pra mim está saindo de casa rumo ao shopping, só que então, eu to meio que.. deitada na minha cama com a maior preguiça do mundo. Digo, eu sou a pessoa mais preguiçosa do mundo, talvez. Só talvez. Quando resolvi "tentar" levantar meu telefone toca me dando um leve susto - até porque eu tava na paz de deus no meu quarto - sentei na cama jogando o edredom pró lado e peguei meu telefone no criado mudo.

Bufei revirando os olhos ao ler o nome "Ptt chata" haha sabem como é ne?! Amigas tem apelidos. Que saber o significado, ok vou falar. Não se assustem, "Puta tarada" por que e isso que ela e, além de outras coisas e o final já sabem. Esse nome e fichinha perto do que ela tem no telefone dela, o meu contato salvo com uma pura mentira - por que não sou nada daquilo - atendo o telefone que não parava de tocar e já saio atropelando a garota.

- Espero que tenha um ótimo argumento para essa ligação, ou eu farei questão arrancar todos os fios louros da sua cabeça. _Não disse "Alô" "Oi miga" mais sim ameaçei a garota.

- Nossa, pra que agredir tão cedo? _Pergunto num tom como se estivesse ofendida do outro lado da linha, mais riu logo depois.

- Acho que você não ligou pra se fazer de idiota, não é?! _Arqueio uma sombrancelha.

Ela sabe muito bem o quanto eu odeio que me liguem pela manhã ainda mais em um sábado, foda se que eu já estou acordada. Manda uma mensagem sei lá. Odeio ouvir o som irritante do meu telefone tocando. O pior é que eu não sei o por que de eu ainda não ter trocado essa desgraça, mas ok.

- Não, quero saber se você ja comprou sua roupa para amanhã? _bufei mais uma vez, pois mais uma vez avia me esquecido desse... pequeno detalhe.

Putz, se eu falar que não ela vai começar a fazer um discurso por tudo e um pouco mais. É eu não to afim de ouvi-lá reclamando logo pela manhã. Ela é minha melhor amiga, mas quando é para ser chata ela e pior que qualquer coisa. Muito perfeccionista, essa e a palavra que a definir.

- Err... Então..

- "Então" oque? Vai dizer que você ainda não comprou nada? S/N! Qual foi ?! _Começou, olha que eu nem disse nada ainda.

- Olha, não e bem isso.. É bom, eu... aham, comprei sim. _Respondi ja indo para o banheiro tomar um banho.

Menti? Sim! Mas é pelo bem dos meus queridos ouvidos, ainda tenho muitas coisas que quero ouvir. Se e que me entendem.

- obaa, sério?! Quero ver, me manda foto _pediu empolgado e eu revirei os olhos _ Não, melhor eu to indo ai no seu apartamento ver!

- Não!!

Quase grito pelo telefone ao impedi lá de fazer tal coisa. Se ela vir aqui vai ser pior, todo o meu plano vai por água baixo. Preciso inventar uma desculpa para ela não vir aqui agora, e eu conseguir sair pra fazer as compras e voltar tão rápido quanto. Pêlo menos tudo isso ta fácil na minha cabeça, escuto Milena soltar um "Hã" parecendo não entender oque eu falei.

- Digo, sabe como é.. bom, você não pode vir agora porquê... porquê eu estou ocupada, com um carinha aqui _Fiz uma careta enquanto arrancava a roupa quase rasgando.

"Nossa s/n que mentira mais besta essa sua em?!"

Repreendi a mim mesma por essa mentira idiota. Ouvi um risinho na ligação oque me garante que ela acredito. Tão burra quanto eu só ela mesmo, ri com o meu pensamento mais acho que ela achou que eu estava rindo com ela.

- Humm, ok. Amanhã não se esqueça, vamos passar ai as oito em ponto para te busca! _disse animada.

- Sem problemas, até amanhã chata! Preciso ir agora _Respondo ja desligando nem esperando ela responde.

Pus o telefone em cima da pia e então entrei no box ligando o chuveiro. Meu telefone apitou indicando uma mensagem, não duvido nada ser a Milena reclamando por ter desligado na cara dela. Apenas ri e voltei a atenção para a água quente me molhando.

                             *

Após o banho to eu aqui vestindo uma calça preta rasgada, uma regata branca e meus coturnos. Prendi meu cabelo num rabo de cavalo e vesti meu casaco logo pegando a chave da minha maravilhosa moto, uma Yamaha R1M, meu bebezinho. Saio do apartamento passando pela recepção dando um "Bom dia" para o porteiro Cláudio e saindo em seguida com a minha filha.

Quase ninguém consegue acreditar que uma mulher com seus vinte e dois anos e apaixonada por motos e carros e claro. Mas eu gosto mesmo e de adrenalina, o vento batendo no rosto enquanto eu acelero bem na pista com uma moto. Gosto mesmo e de correr, em alguns momentos como agora sei que não posso correr, mais quando chega a noite e a rua fica fazia eu me deleito tanto em alta velocidade.

Ah, e tão bom!

Meus pensamentos foram cortados quando vi que já estava em frente ao shopping, estaciono minha bebê e desço. Assim que comecei a andar rumo dentro do shopping -vulgo eu que iria fazer minhas compras tão rapida quanto o Flash - mais não, o mundo gosta de nós pregar um boa peça bem no meio do dia.

Um barulho de algo caindo atrás de mim me fez para todo o meu percurso e virar, arregalando meus olhos em seguida ao ver minha querida filha caida no chão e um rapaz de costas pra mim com as mãos na cabeça enquanto xingava baixo. Ah, e o seu carro parado ao lado com a porta aberta meio amassada não esquecendo esse detalhe.

Corri até minha moto empurrando o rapaz, abaixando e levantando minha querida filha. Quase choro ao ver a lataria amassada e a cor preta e cinza dela meio arranhada.

- Desculpa, foi sem querer eu não tive a intenção de fazer isso _ O rapaz atrás de mim pedia parecendo perdido e frustrado _Me desculpa mesmo senhorita.

Mas eu não liguei, coloquei meu bebê em pé e me virei para o garoto, quando ia começa a falar aos berros e xinga-ló me surpreendo com tamanha beleza. Seus olhos pequenos transbordando preocupação, sua boca fina tão vermelhinha e a pintinha abaixo da boca deixando ainda mais chamativa. Seus cabelos pretos com umas mechas vermelhas - ainda mais na franja - seus ombros largos e seus braços naquele fino casaquinho enquanto segurava um casaco maior, sua mão tatuada e cheias de veias. Puta merda, que garoto lindo deus. Se ele me desse um beijo e me pegasse de jeito com essas mãos grandes até esqueceria do que ele fez.

Pêra ... pêra ai ... Minha moto!

Balanço a cabeça voltando ao normal após lembrar da minha moto, se concentra S/N ele derrubou sua bebê. Fecho a cara o olhando com o cenho franzido e pouco me importei com suas desculpas.

- Você acha que pedir desculpas vai concerta minha moto? Acha mesmo que um simples "desculpa" vai resolver isso _ Arqueio uma sombrancelha_ não ne?! Então guarde suas desculpas para você mesmo!

Vi seu rosto de arrependido e preocupação indo para indignação e incrédulo pela minha fala. É quer saber? Foda se, e minha moto, meu bebê fiquei quase dois ano pagando ela poxa.

- Olha, não precisava disso. Eu pedi desculpas e vou pagar o concerto _respondeu sério, sua voz saiu rouca e grossa.

Me deu até uma vontade de ouvir essa voz de outro jeito. Concentra garota, não e um rosto bonito, uma voz grossa, mãos cheias de veias, ombros largos, um corpo gost... concentra.

- Não ta fazendo mais que sua obrigação! Viu a merda que fez? Não sabe dirigir não? Melhor pegar um taxi, uber foda se o caralho que fosse. _mantive o tom rude e sério.

- Você tem uma boca muito suja sabia, se eu soubesse que seria assim nem teria parado. Deixava essa merda ai! _respondeu no mesmo tom. Faltei pular no seu pescoço ao ouvir oque ele disse.

- Merda e o olho do seu...

- Olha a boca! Me de seu numero para resolvermos isso o mais rápido possível _pediu ja sem paciência e eu ainda hesitando dei só por que quero minha moto nova em folha de novo _ Você e bonita mais e muito arrogante, como consegue?

Pergunta guardando seu telefone no bolso da sua calça jeans escura, a qual marcava bem suas coxas bem definitas e grossa. Por deus, eu quero muito arranhar essas coxas fartas... concentre-se!

Balanço novamente a cabeça.

- Não te interessa, agora me de licença tenho mais oque fazer. E eu acho bom você pagar por tudo que estragou na minha moto. _falei dando as costas e sai andando.

Ouvi o rapaz que só agora percebi não ter perguntado o nome resmungar algo como "vou sujar sua boca com outra coisa" ou "Estrangeira grossa" e eu apenas ri entrando no shopping.

                              *


Assim que entro no shopping mal olho para as lojas direito, apenas entrei em uma loja qualquer e fui olhando tudo. Quando meu olhar para em um top branco rendado nas costas com alguns brilhinhos. Pego ele mesmo e ja fui olhando outras coisas que acabei comprando também. Vi uma saia florida amarela de amarra e gostei dela, vai ser oque eu vou usar na praia.

Peguei tudo e fui pagar é após isso fui rumo a minha casa. Não iria comprar nada para calçar - até porque eu ja tenho várias - não preciso de mais, qualquer uma deve ficar boa. Digo, qualquer rasteirinha que eu tenho deva combinar.

                               *

                  

Após comprar tudo oque eu precisava, voltei para casa reclamando por ver minha moto ainda meio amassada e arranhada. Bufei ao lembrar da merda que aquele garoto bonito fez. Porque tenho a sensação que vou encontrar ele de novo e não só quando for para pagar pelo concerto da minha moto. Aff, deve ser coisa da minha cabeça isso sim.

Ao chegar em casa, apenas joguei as bolsas no sofá é marchei rumo ao meu quarto tirando o coturno e o casaco me jogando na cama logo em seguida. Arranquei minha calça para ficar mais confortável, e arrumei uma boa posição para dormi, de repente meu telefone - que até então tava no bolso da minha calça - apitou indicando que alguém mandou mensagem.

Bufei irritada por ter que levantar. Poxa vida quem aguça minha curiosidade bem na hora que estou deitada, e confortável? Respiro fundo e peguei minha calça do chão ao levantar pegando meu telefone. Eu sei que eu poderia simplesmente deixar, mais e como eu disse.

Sou muito curiosa!

Me deitei de novo, de qualquer jeito e desbloqueio o telefone vendo uma mensagem de um número desconhecido.

Xxx "Iae estrangeira, só dando um toque pra você não acha que esqueci da sua moto." "Tá vendo, eu podia simplesmente sumir" "mais eu sou um cara legal!" "Já você...é uma estrangeira grossa!"

Franzi o cenho lendo aquelas mensagens, não acreditando que é aquele garoto de mais cedo, é ainda ta me chamando assim. Bufo mais uma vez de raiva por lembrar da minha querida moto. Esse asiático de uma figa ta pensando oque? Como ele sabe que eu não sou realmente da Coréia? Ae, eu não tenho olhos puxados.

- "Olha, eu tenho nome idiota!" "Aliás, você não faz mais que sua obrigação. Já disse isso!"


Respondo sua mensagem e a sua responta vem logo em seguida, me deixando até surpresa pela rapidez. E eu salvo seu numero antes de ler.

Idiota "Tá vendo, grossa como sempre." "Então, qual e seu nome então gatinha?"


- "Para de ficar colocando apelido em mim porra!"

Idiota "Me fala seu nome então, 'gatinha"


To parecendo um cavalo de tanto que bufo irritada. É incrível como esse garoto consegue me tirar do sério tão rápido. É eu to vendo que ele começou a fazer isso de propósito, só para me irritar mesmo. O engraçado e que nós conhecermos a algumas horas, e da pior forma.

- "Caralho já falei pra você não me por apelido! É S/N idiota!"

Respondo irritada.

Idiota "Tá bom, tá bom. S/N.. tá bom assim?"

- "Ótimo, agora tenho mais oque fazer. Tchau!"

Idiota "Calma ai, não...."

Não li o resto da mensagem por que desliguei o telefone e me ajeitei na cama querendo tirar um cochilo. Pus o telefone debaixo do meu travesseiro e fechei os olhos. Ouvi o barulho de mensagem chegando só que dessa vez não liguei e fui dormi, acho que eu durmo muito. Mas dormi e tão bom, impossível não conseguir - pelo menos e oque eu acho - coloquei um travesseiro no meio das minhas pernas para fica melhor e então consigo dormi.

                          *


31/12/2019 

Às 19:55 P.M


Agora to eu aqui me olhando no espelho enquanto terminava meu penteado. Com meu cabelo meio trançado e uma coroa de flores na cabeça. Maquiagem fraca 'por que não sou muito fã de maquiagem' só o botão vermelho - a cor do amor - quero virar o ano com meus labios da cor do sangue. A saía e o top que comprei ficou muito bem no meu corpo, deixando minhas curvas mais bonitas.

A rasteirinha branca no pé de amarra na perna, coloquei só mais um pingente no pescoço e pronto. Me analisei de novo e sorri com o resultado. Saio dos meus pensamentos com o barulho da buzina lá fora. A milena chegou. Pego minha bolsinha com meus pertences e meu telefone seguro na mão vendo a hora. São exatamente oito em ponto agora, ela realmente é pontual.

Saio de casa fechando a porta e desci vendo minha amiga com a cabeça do lado de fora do carro me olhando animada no banco de trás. Kevin na frente dirigindo e Jun ao seu lado, Lia junto a milena na janela me chamando 'como disse antes.

- Wooow! Que isso, vai virar o ano ou arrumar um namorado? _pergunta milena me olhando.

- Posso ser um pretendente? _Jun do outro lado pergunta.

Eu ri negando com a cabeça e entro no carro atrás me sentando ao lado da lia e mily - como eu chamo ela - comprimento os meninos e encaro as garotas que também estavam lindas.

- Só vocês mesmo _falo e o kevin já da a partida _ Sabem muito bem que eu não ligo para namoro, ou sei lá.

- Isso não quer dizer que você não vai arrumar alguém _debocha lia.

- Cala boca! _fecho a cara.

- Fica bolada não, gata. Ta animada? _pergunto kevin me olhando pelo retrovisor.

O olho com a sombrancelha erguida como se perguntasse "to com cara de quem ta animada?" é ele concordou com o meu silêncio rindo, entendendo oque eu quis dizer.

- Mais animação (S/N), vamos beber muito hoje até amanhã! _Jun fala animado.

- Tenho outra escolha?

- Não. Mas vamos nos diverti, por favor (S/N)?! _Mily faz um bico pedindo e eu ri.

- Tá tá. Agora desgruda _empurro ela pra longe de mim.

O resto do caminho foi animado e mesmo não gostando de ter saido de casa. Até que vai ser legal sair com os meus amigos, não tenho do que reclamar. Sem eles acho que eu viveria infurnada no meu apartamento vendo Netflix e comendo besteiras até o ano virar.

                        *

Assim que chegamos na praia, ajudamos os meninos com as coisas de bebidas e nos acomodamos em um lugar perfeito perto do palco aonde teria apresentações de uns cantores. Especialmente "Jay Park" veio pra GanGwon-Do "Seul" para fazer um show para nos na praia Sokcho-si. É eu amo ele.

Alugamos uma tenda e cadeiras e nos sentamos, enquanto algumas musicas aleatórias tocava começamos a beber e conversa. Até que depois de um tempo começou a tocar musicas do shawn mende e eu amo as musicas dele assim como as meninas.

- Vamos lá pra perto! _fala lia ja levantando e então todas nos famos os meninos ficaram na tenda olhando as coisas e ouvindo de longe mesmo.

Com nossos telefones em mãos gritando e tirando fotos, fazendo videos cantavamos juntas as músicas. Até que começou a tocar a música que eu amo - Marcy - ai que eu gritei mesmo cantando igual retardada.

Eu amo tanto essa música, ela me faz lembrar de muitas coisas. Na verdade meu último namorado me mostro essa musica e ele vivia cantando para mim, e eu ria o admirando. Ok, agora lembrei de algo que não deveria, até porque era para ele ter "pego leve com o meu coração" suspiro.

Virei o copo todo com vodka e energético e olho para as meninas parando de cantar. Me aproximo das duas e fala um pouco alto para elas ouvi.

- Vou busca mais bebida, já volto! _elas concordam e eu saio dali.

Esbarrando em algumaa pessoas ao tentar sair de perto do palco cantando a música que tocava. A musica ainda dava para escutar - até porque ainda estavamos perto do palco - avisto nossa tenda e fui até os meninos que me olharam assim que entrei e sorri fraco para eles. Jun sabia muito bem oque essa musica significava para mim.

Já que o idiota do Yuto era seu amigo!

O japonês teve a audácia de me deixar bem no dia que completavamos dois anos de namorado. Sem nem ao menos me dizer ele volto para o Japão, descobri depois de um tempo que ele tava noivo a dois meses e ia se casar - isso depois de um mês que ele me deixou - ele simplesmente foi sem dizer nada. E eu descobri isso da pior forma.

Mas vamos deixar isso pra lá, acho que essas lembranças não são as melhores que eu goste de lembrar. Na verdade essas são as minhas piores lembranças de um namoro que eu achei ser perfeito, mais não passou de uma mentira. Então achei melhor segui em frente, na verdade isso foi o melhor que fiz.

É isso ja faz um ano.

- Iae, como ta gostando ou ... _Jun pergunta com um sorriso_ se divertindo?

Completo a frase e eu ri ficando ao seu lado aonde as bebidas estava.

- Ta sendo muito bom, adoro as músicas dele. _pus o gelo e o olho após por quase meio copo de vodka.

Mas parei ao perceber que ficaria muito forte e pus um pouco no copo do Kevin do outro lado, rindo da sua cara de indignado.

- Ta bom.. que bom que está se soltando. _debochou bebericando sua cerveja.

- Ta querendo me deixar bebado antes do tempo? _Kevin retruca do outro lado.

- Quem sabe.. assim a lia pode cuidar de você _pisco para o mesmo que cora virando o rosto.

ri me afastando.

- Só vim busca bebida mesmo, to voltando _falei ja dando as costa para eles.

- Ei, S/N! Esper.. _escutei jun me gritas, mais infelizmente ja tinha saido dali e indo em direção a praia perto da água.

Não queria voltar agora lá para onde as meninas estão, vou aproveitar que ainda não e meia noite. Tomo um gole da minha bebida e sinto o gosto forte do álcool, realmente eu tinha posto muita vodka.

Mais quer saber? Foda se, hoje e dia para chutar o balde e meter o louco mesmo!

Sorri para mim mesmo e parei na beira da praia aonde tinha algumas pessoas ali também, ainda se ouvia de longe a musica. Agora a musica tocando era uma outra que eu gostava 'Treat you better' quem dera eu tivesse alguém melhor do que o idiota do Yuto para me animar.

Porquê ainda to pensando nesse idiota?

- porque você e uma idiota s/n! É isso _digo a mim mesmo_ mesmo depois de um ano sem saber mais nada dele, mesmo ele sendo um idiota que te traiu você ainda pensa nesse babaca!

Completo a frase me repreendendo internamente por isso e dando um longo gole na minha vodka com energético.

- I know I can treat you better, Than he can _Uma voz atrás de mim surge me assustando e me fazendo virar e olha para a pessoa que continuou a cantar a musica.

Assim que vi quem era arregalo meus olhos, jungkook estava ali na minha frente a alguns passos de mim cantarolando a musica e sua voz é maravilhosa. Tão doce e suave de se ouvir e de arrepiar todos os pelos do meu corpo, do corpo de qualquer mulher.

- I know I can treat you better _Se aproxima ficando a centímetros do meu rosto_ Better than he can!

Sorriu ao finalizar à música e eu me arrepio toda com a sua voz. Acho que isso e o efeito do álcool, só pode, por que até mesmo me esqueci do que ele fez a um dia atrás. Na verdade eu nem consigo me lembrar olhando para o seu sorriso presunçoso.

Olá _ sorriu ladinho me olhando.

- Oi _ respondo seca e desvio o olhar

- Parece que estamos destinados a nós encontramos, uh?!


Notas Finais


E isso meus amores
Espero que gostem e pra quem precisa de capa @Moonjaejae vai la no perfil dela
E desculpa qualquer erro.. corrijo depois ^-^
Bjs e até brevê 💞☄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...