História Rockabye - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Brown Eyed Girls, EXO, Red Velvet, SHINee, Shinhwa, TVXQ (DBSK) (Tohoshinki)
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, J-hope, Jun Jin, Kai, Suga, Taemin Lee, V
Tags Kaisoo
Visualizações 115
Palavras 1.515
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu não tenho nada a dizer hoje então...
Boa leitura, meus bolinhos!

Xx'

Capítulo 10 - De coração


Kyungsoo estava tranquilamente acomodado no espaçoso sofá do apartamento dos médicos, com um pote cheio de sorvete em mãos e um prato com bolo sobre o colo. Uma almofada estava atrás de si, acomodando suas costas, enquanto uma outra estava abaixo de suas pernas, mantendo-as levemente elevadas. Chanyeol estava sentado no chão com sua mão sobre a barriga do amigo e a cabeça pousada no espaço que sobrava na ponta do sofá.

Taemin e Baekhyun estavam conversando sem parar sobre roupas e coisas de bebê, o que arrancava pequenos risos do garoto grávido, já que os rapazes tinham opiniões bem diferentes e acabavam por discutir sobre coisas bobas, o que não durava sequer dois minutos, já que logo se esqueciam o motivo da briga e voltavam a conversar como se nada tivesse acontecido.

A atenção de todos fora voltada para o barulho da porta sendo aberta. Jongin passou por ela segurando uma sacola colorida, retirando os sapatos antes de dar alguns passos, parando ao reparar os olhares sobre si. Sorriu e seguiu até o sofá, estendendo a sacola para Kyungsoo.

— Eu vi isso e não pude resistir. Espero que goste. — disse, vendo o rapaz pegar a sacola e abri-la de forma curiosa. Sentiu-se apreensivo sobre qual seria a reação do outro, mas suspirou aliviado ao que ele abriu o pacotinho de presente azul e exibir um grande sorriso.

— Obrigado, Jongin. É tão lindo. — disse encantado ao pegar o pequeno macacão em mãos. Era branco e felpudo, com um pequeno capuz onde haviam duas orelhinhas. — Ele vai ficar muito fofo.

— Fico feliz que tenha gostado. Mas acho que seria melhor se todos fossem dormir. Já está tarde e creio que todos querem descansar. — o médico disse, vendo todos concordarem.

De forma mútua Baekhyun, Taemin e Chanyeol levantaram-se de onde estavam, indo até o quarto do médico baixinho. Kyungsoo riu ao ver a sincronia dos três, parecia até mesmo que fora ensaiado. Ele permaneceu onde estava, acariciando a pequena roupa com uma mão enquanto com a outra comia tranquilamente seu pedaço de bolo.

— Achei que estariam dormindo quando eu chegasse. — Jongin disse, tomando o lugar que outrora Chanyeol ocupava.

— Eles estavam conversando sobre coisas de bebês e Chanyeol grudou em mim como um carrapato, está mais chato que antes. — falou de forma divertida, comendo agora uma colherada de sorvete.

— Vocês nos deram um grande susto, Soo. Mas fico aliviado de não ser nada grave.

Permaneceram em silêncio por alguns minutos, enquanto Kyungsoo terminava de comer seus alimentos açucarados e Jongin apenas observava de forma discreta o rapaz. Taemin veio até a sala avisar que o quarto de hóspedes estava pronto, porém Kyungsoo disse não estar com sono no momento. Todos se assustaram quando, em um rompante, Kyungsoo gritou com Chanyeol, que viera tentar convencê-lo a ir se deitar. Constrangido e sem ter o que fazer, o maior voltou ao quarto e logo tratou de se acomodar para dormir, o fazendo rapidamente.

— Eu pensei sobre sua proposta. — o médico disse, voltando de seu quarto usando roupas confortáveis, já que havia aproveitado da aparição de Taemin para poder tomar um banho sem ter que deixar o garotos baixinho sozinho. — Sobre o nome do bebê.

— Você já escolheu? — indagou de forma animada, vendo o médico sorrir e confirmar após olhar para os lados e certificar-se de que estavam sozinhos. — E qual foi?

— Está vendo nenê, como seu Appa é curioso? — fingiu segredar para a barriga redondinha, rindo ao receber um puxão leve em seus cabelos e um resmungo de Kyungsoo. — Olha Soo, eu realmente gosto desse nome, mas você não precisa colocá-lo se não quiser. — disse, olhando profundamente para o rapaz, que apenas sorriu.

— Acredito que seja bonito e que vou gostar, não se preocupe, Jongin. Agora diga logo, estou curioso. — pediu fazendo manha, levando o médico a rir novamente.

— Nenê. — disse baixinho, pousando a mão sobre a barriga após erguer um pouquinho o moletom que Kyungsoo usava, encostando o rosto ao lado de sua palma e sorrindo. — O que você acha de se chamar Dong-Yoon? — disse bem baixinho para que Kyungsoo não ouvisse e acabou por rir baixinho ao sentir um chute suave sob sua mão. — Acho que ele gostou do nome.

— Que nome, Jongin? Diz de uma vez! — bufou irritado, o que fez Jongin se ajeitar no chão, já que não queria estressar o outro.

— Dong-Yoon. Eu escolhi o nome Dong-Yoon. — falou, observando atentamente o rosto de Kyungsoo, que permaneceu em silêncio por um instante, logo deixando um sorriso bonito adornar seus lábios. — Seu sorriso é bonito, parece um coração.

— Ahn... Obrigado. — sentiu as bochechas aquecerem gradativamente, desviando o olhar por um segundo, mas logo retornando o olhar para o médico, com o mesmo sorriso desenhado em seu rosto. Pousou a destra sobre os cabelos macios do médico e a canhota ao lado da mão do mesmo, passando a acariciar ali. — Papai está aguardando muito sua chegada junto com seus tios, pequeno Dong-Yoon.

~X~

Estava sentado no sofá, encarando a parede escura devido ainda ser alto na madrugada. Um sorriso estava pintado em seus lábios e um edredom enrolado em sua cintura. Uma caneca deixava seu vapor quente formar fumaça no ar gelado, logo sendo assoprada pelos lábios sorridentes. Havia voltado há pouco de seu próprio quarto, onde deixara o rapaz de barriga redondinha descansando.

Depois de finalmente contar o nome escolhido para o bebê, viu diversas vezes o sorriso de coração ser direcionado a si e o nome ser pronunciado algumas vezes mais, o que o deixou bastante satisfeito, já que soava de forma muito bonita na voz do futuro pai. Eles conversaram mais um tempo, porém Kyungsoo fora vencido pelo sono e Kai o levara para o próprio quarto, o ajeitando da forma que Baekhyun havia lhe instruído.

Conseguiu sua folga com certa insistência, porém valeria a pena. Byun pediu para que cuidasse de Kyungsoo pois levaria Chanyeol em um "dia de beleza", pois teria de deixar o maior impecável para começar a trabalhar. Jongin tinha quase certeza do que seria, já que Sehun e Luhan estavam envolvidos, e não poderia negar que Chanyeol era realmente bonito e charmoso. Sabia que Luhan não perderia tempo para tê-lo trabalhando consigo.

Suspirou, sorvendo mais um pouco de seu chocolate quente e levando um pequeno susto ao que um dos abajures dali se acendeu, revelando uma cabeleira dourada. Seguiu os passos do irmão até que este estivesse sentado ao seu lado e puxando uma parte do cobertor para si.

— Não devia estar dormindo? — questionou baixinho, oferecendo a caneca para o irmão, que recusou. — Aconteceu alguma coisa?

— Só queria conversar um pouco. — sorriu, vendo aquele tão parecido a si mesmo deixar a xícara de lado, se arrumando no sofá para então puxá-lo para um abraço confortável e se enroscarem no edredom. — Queria falar sobre o jantar. Eu não vou poder ir realmente, Kai, tenho um compromisso importante.

— Tudo bem Tae, eu entendo. Eu só... Não queria ser forçado a nada, entende? É da minha vida que estamos falando e aquele lá acha que pode me obrigar a qualquer coisa. Me recuso a fazer algo contra minha vontade. — suspirou de forma frustrada, acariciando os cabelos do irmão.

— Por que não pede ajuda a Kyungsoo? — olhou para cima, observando as feições confusas do outro. — Peça para que ele finja ser seu namorado. Diga para aquele lá que chamamos de pai que você está noivo e logo será pai, assim ele te deixará em paz. Eu já me livrei disso, só falta você.

— Não vou envolver Kyungsoo nisso, Taemin, ficou doido? E, que história é essa de "já me livrei disso"? — fez aspas no ar, tentando imitar a voz do irmão.

— Eu estou namorando, Kai. Não vou nesse jantar ridículo porque vou para a casa do meu namorado. Serei apresentado aos pais dele em um jantar. — disse, sorrindo da cara do irmão, que tinha o queixo caído. — Você fica ainda mais parecido a um idiota com essa cara. — riu alto, logo tendo o rosto inteiro coberto pelas mãos do irmão.

— Shh. Quer acordar a casa toda? — repreendeu, logo tirando as mãos de perto do loiro e fazendo cara de nojo ao ter uma de suas palmas lambida. — Ew, porco.

— Larga de ser tonto, criatura. Pede pro Kyung. Ele não precisa conhecer nosso pai, apenas o pergunte se pode dizer isso. Se ele não aceitar, apenas diga para aquele homem que recebeu uma proposta de emprego na Europa e não vai recusa-la, tira umas férias e some por um tempo. Aproveita e troca o número do celular também. — voltou a aconchegar-se no irmão, notando como ele parecia realmente cogitar alguma das ideias. — E logo apresento você ao meu namorado. Minho é muito doce, tenho certeza que você gostará dele. E se não gostar o problema é seu, sou eu quem ele beija de qualquer jeito. — disse de modo atrevido, logo tendo que conter a risada novamente ao que teve uma mecha de cabelo puxada.


Notas Finais


Esse jantar vai dar o que falar rsrs
Ele já está chegando, finalmente!
Me digam, o que vocês acharam do nome do bebê? Alguém aí esperava pelo TaeOh?

Espero que tenham gostado, meus amores, até o próximo!!

Xx Zhang Ella'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...