1. Spirit Fanfics >
  2. Run - Imagine Kim NamJoon (BTS) >
  3. Chapter seventeen;

História Run - Imagine Kim NamJoon (BTS) - Capítulo 17


Escrita por: e biglos__


Notas do Autor


dessa vez não demorei tanto nknkknkn 💜

bom..a fic esta se aproximando mais e mais da reta final, mas fiquem tranquilxs q terá mais histórias por aqui!

o cap de hj vai dividir vcs em duas partes; ficar triste pela morte de MinHee, ou, ficar feliz pela morte de MinHee.

das duas uma, ou então as duas kakanajja

enfim...tenham uma boa leitura meus amores!💜

Capítulo 17 - Chapter seventeen;


 Por um momento eu me desliguei e voltei novamente para o passado, para a minha infância, de quando eu e MinHee éramos inseparáveis, de quando éramos irmãs. Vários momentos divertidos que passamos juntas se passou pela minha cabeça, o incidente do bolo foi um deles. Todos os nossos momentos juntas se passou lentamente pela minha cabeça, como se eu tivesse viajado no tempo. 

 Sim, ela fez coisas horrendas, perdi muitas coisas graças a ela, perdi algo que eu tinha de mais valioso por causa do ódio dela. Mas ela era minha irmã, ela era tudo o que eu tinha e eu sempre tive sentimento de amor por ela, mesmo depois de tudo o que ela me fez. 

 Acredito que talvez MinHee não tenha pensado nisso tudo sozinha. Okay, ela me odiava e tinha seus motivos, por mais banais que fossem mas eram seus motivos. Mas ainda não consigo engolir o fato dela tentar e, obter sucesso, em acabar com a vida da própria irmã. Sequestro, estupro, tortura e quase homicídio, acho meio impossível MinHee ter pensado em tudo sozinha. 

 Instantaneamente sinto lágrimas escorrer de meus olhos e ir até meu queixo, meu coração se partiu em milhões de pedaços. As últimas palavras de Seokjin sobre a morte de MinHee martelavam em minha cabeça, a voz dela circulava pela minha cabeça juntamente com nossos momentos juntas. A voz dela cantando, por mais que a voz dela não seja uma das melhores cantando, mas era a minha preferida. 

 A ficha ainda não havia caído, MinHee estava morta e eu não sabia o que fazer com essa informação. Já com os olhos cheios de lágrimas, olhei diretamente nos olhos de Seokjin. 

 —E-ela..morreu? -Questionei, com a voz embargada e com insistentes lágrimas que escorriam de meus olhos até meu queixo. 

 —Sim, pequena. Ela foi encontrada morta em um apartamento em Veneza, na Itália. -Diz Seokjin. 

 —Q-quem matou ela? Quem matou minha irmã? - Após perceber que não era brincadeira alheia o desespero começou a bater. 

 —Eles ainda não descobriram, princesa. Está parecendo uma cena de suicídio, mas eles estão investigando parat ter certeza do que de fato ocorreu. -Diz Taehyung, que estava sentado no sofá ao lado. 

 Olho pra cima e vejo que Namjoon estava em pé ao meu lado, não questiono e rapidamente se levanto e abraço ele enquanto choro. Nam retribui o abraço como se estivesse me dizendo que iria ficar tudo bem, que ele estaria ali por mim. Logo o choro se fortifica mais e então eu começo a soluçar. Todos se juntam ao abraço meio desajeitado, mas ainda sim um abraço.

[...]

 Depois de um tempo consegui me acalmar mais, mas ainda sim me questionava o porque MinHee estava morta e quem havia a matado. Ela realmente cometeu suicídio? ou foi homicídio? Sou interrompida por Taehyung que estava a minha frente com um copo de água. 

 —Tae, esse já é o quarto copo de água que você me dá, desse jeito vou passar uma hora no banheiro fazendo xixi. 

 —Você chorou muito, tirou líquido do seu corpo, então agora reponha. Hidrate-se. -Diz o mais novo sorrindo quadrado enquanto ainda estava segurando o copo de água. Pego e bebo metade do líquido, logo entregando o copo novamente a Tae vendo o mesmo ir para a cozinha com o copo em mãos.

 —Princesa, teremos que ir até o necrotério para que você possa identificar o corpo, para saber mesmo se é o corpo de MinHee. -Seokjin se aproxima e se senta ao meu lado colocando a mão em minha cabeça e acariciando meus cabelos.

—Okay... -Digo de cabeça baixa.

 —Eu sei que é difícil, pequena. Eu sei que você a amava, não importasse o que ela tenha feito para você, você ainda a amava. Mas todos temos nossa hora, e a dela chegou. Eu sei que no fundo você está se sentindo culpada, então por favor, arranque essa culpa que está sentindo. Você não matou ela. Não foi culpa sua.

—Aconteceu tudo tão rápido Jinie, eu ainda não consigo acreditar em tudo o que ela fez e muito menos que agora ela está morta. É tanta coisa ao mesmo tempo, é tanta informação, tanta revelação... -Digo enquanto olhava minhas mãos. 

 —Coisas acontecem, pequena. Não podemos simplesmente mudar as coisas e fazer delas o que queremos que seja. Na vida temos muitos obstáculos, mas não podemos baixar a guarda para eles. Vamos lá, você é uma garota forte. Passou por tantas coisas, tenho certeza que você irá superar essa também. Todos nós estaremos aqui por você e com você! -Diz o mais velho.

 Seokjin sempre nos ajudou com coisas assim, ele era o nosso irmãozinho mais velho, mas que as vezes parecia o mais novo, bastava deixar Jungkook e Seokjin juntos por meros minutos que eles já estavam causando como se fossem crianças de 7 anos. 

 —Você e o Joonie sempre tem conselhos prontos na ponta da língua, não sei porque me surpreendo com essa capacidade de vocês. -Digo o fazendo sorrir grande e me abraçar forte. - Obrigada Jinie! 

[...]

 E lá estava eu, em um lugar que nunca pensei que iria vir um dia. Uma sala fria e uma mesa na minha frente, sob ela estava um corpo, o corpo que poderia ser de MinHee mas que também poderia ser de outra garota. 

 Na sala estava apenas eu e Namjoon, podia entrar somente duas pessoas não mais que isso, por tanto, os outros haviam ficado ao lado de fora nos esperando. 

Estico meu braço até a ponta do lençol branco que cobria o corpo sob a mesa, puxo delicadamente o pano até um pouco abaixo de seu pescoço, deixando somente o rosto da garota para fora. Ela estava com uma expressão que demonstrava serenidade mas ao mesmo tempo mostrava a dor, como se ela estivesse com dores pode todo o corpo. Seus cabelos estavam alinhados e penteados, estava do jeito que ela sempre deixava. Levando um pouco o lençol na parte do pulso para ver se ali continha a marca de nascença que MinHee tinha. 

 Após ver a marca em seu pulso caio novamente no choro, enquanto segurava a mão dela com uma de minhas mãos a outra segurava um lado de seu rosto enquanto o acariciava levemente com o polegar. Até chegar a um ponto no qual eu não conseguia me manter em pé e minhas pernas fraquejarem um pouco fazendo eu soltar a mão e o rosto de MinHee. Namjoon me segura pelas costas e logo me puxa para um abraço.

 E mais uma vez eu estava agarrada na camiseta de Namjoon, chorando ao ponto de soluçar. O mais alto me abraçou mais forte e logo sinalizou para o doutor que estava na sala para que ele pudesse levar novamente o corpo de MinHee. Namjoon sai comigo da sala, ainda abraçado ao meu corpo enquanto eu implorava para que ele não me tirasse de lá e me deixasse com MinHee. 

—Temos que ir, pequena, você precisa tomar um banho. Você irá vê-la novamente mais tarde, tudo bem? -Dizia ele enquanto segurava meu rosto e olhava fundo em meus olhos. 

—Ela está morta, Joonie! Minha irmã morreu, ela morreu! -Sussurava baixinho porém o suficiente para que ele conseguisse escutar. -Ela se foi, Joonie. Ela foi embora e me deixou, ela sempre dizia que não iria me abandonar e ela me abandonou. -Mais uma vez Namjoon me puxa para um abraço. 

 A dor que eu estava sentindo era tão grande e profunda, mas ao mesmo tempo seu motivo era tão surreal. MinHee tinha morrido e a ficha só havia caído agora, após ver seu corpo estirado naquela mesa de metal e coberto com um pano branco. 

•DIA SEGUINTE•

 Após o enterro de MinHee havíamos voltado para a casa de Seokjin, eu estava em meu quarto junto com Namjoon, este que estava no banheiro preparando a banheira para que eu pudesse me lavar. Os outro meninos provavelmente estariam em seus quartos ou na sala. Eu estava deitada virada de costas para o banheiro e de frente para a porta do quarto. 

 —Pequena, a banheira está pronta, vamos. -Dizia Namjoon enquanto passava a mão por meu braço. -Quer ajuda para levantar? 

 —Não precisa, Joonie! Eu estou bem. - Digo e sorrio em agradecimento. Levanto da cama só de roupão e vou até o banheiro, sendo acompanhada por Namjoon. Desfaço o laço que prendia o roupão em meu corpo. O tecido lentamente escorrega de meus braços e vai direto para o chão, me deixando totalmente despida. 

 Já dentro da banheira estava de costas para Namjoon, este que se mantinha do lado de fora sentado em um banquinho enquanto passava a esponja pelas minhas costas. Passamos um bom tempo ali, com Namjoon apenas massageando meus ombros enquanto cantarolava uma de nossas músicas preferidas, esta que tinha se tornado nosso símbolo. 

 Após sair da banheira e me enrolar novamente ao roupão, volto para o quarto juntamente com Namjoon. Deitamos na cama e eu deito em seu peito enquanto o mais alto acariciava meus cabelos com uma mão, com a outra ele brincava com meus dedos. 

 Permanecemos daquele jeito, em silêncio total, um silêncio confortável. Eu escutava as batidas do coração dele enquanto ele acariciava meus cabelos. Eu tive um dia louco e que a todo momento eu pensava que estava sendo enganada. Talvez eu não estivesse preparada para a morte daquela que mais me fez sofrer, por mais que eu tenha minhas teorias de que, ela não planejou tanta coisa sozinha, ela ainda sim fez parte e foi a mandante. 

 Ela me machucou de todas as formas possíveis e eu pude ter certeza de que o nosso inimigo, na verdade convive com a gente a todo momento. Esse foi meu caso com MinHee, ela era minha irmã mais velha, sabia de tudo que se passava em minha vida, dos mínimos detalhes, afinal eu nunca escondi nada dela. 

 Saber que eu não teria mais a minha antiga vida me magoava muito, mas saber que quem fez isso acontecer foi a pessoa que eu mais amei no mundo, é eternamente e profundamente angustiante. 


Notas Finais


é meus amigos e agr nos resta esperar o próximo cap pra saber se a morte de MinHee foi suicídio ou se foi homicídio!!!!!

mas de uma coisa eu posso afirmar pra vcs....TEM DEDO DO BAEKHO NO MEIO DISSO!

e é somente isso que eu tenho a dizer por hj pessoal...boa noite, durmam bem, lavem bem as mãos e se protejam do cornovirus glr, isso é um assunto sério hein krlh!

amo vcs💜😔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...