História SEE ME! - YoonKook - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Min Yoongi (Suga)
Tags Bangtan Boys (BTS), Gakook, Gay, Jungkook, Sad, Shortfic, Suga, Sugakook, Yoongi, Yoonkook
Visualizações 238
Palavras 1.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - IX


SEXAGESIMO SEXTO DIA

Yoongi: O que aconteceu com o seu rosto?

Yoongi: Você está bem?

Yoongi: Estão dizendo que você foi assaltado

Yoongi: Como eu sou burro, eles devem ter levado seu celular

Desconhecido: Não levaram

Desconhecido: E eu não fui assaltado

Desconhecido: Esse foi o preço que eu paguei para poder ter você de volta

Desconhecido: Para sempre

Yoongi: Eu não quero mais saber disso, Jungkook

Yoongi: Já colocamos um fim no nosso relacionamento

Yoongi: Você mesmo disse que eu fui só uma noite

Desconhecido: Você colocou um fim nisso, não eu

Desconhecido: Você sabe que é mentira

Desconhecido: Você é tudo para mim, Yoongi

Desconhecido: Você sabe disso

Yoongi: Eu não sei de mais nada

 

SEXAGESIMO SETIMO DIA

Desconhecido: Podemos nos encontrar?

Desconhecido: Eu quero muito explicar o que aconteceu

Desconhecido: Eu preciso disso

Desconhecido: Gatinho?

 

SEXAGESIMO OITAVO DIA

Desconhecido: Pare de fugir de mim

Desconhecido: Eu só quero conversar

Desconhecido: Se você me mandar embora depois disso, tudo bem

Desconhecido: Mas a gente precisa conversar

Yoongi: Pensasse nisso antes de me magoar

Yoongi: Eu não quero ver você

 

SEXAGESIMO NONO DIA

Desconhecido: Eu não vou desistir de você

Yoongi: Por que?

Yoongi: Por que você está me fazendo sofrer tanto?

Yoongi: Não está ruim o suficiente todo o meu sofrimento? Você quer me ver pior?

Yoongi: Você acha que não dói te ver todos os dias? Ou ver aquelas garotas sorrindo em cima de você quando você ajuda elas?

Yoongi: Eu odeio ficar fugindo de você, mas odeio mais ainda ter que ficar vendo você todos os dias

Desconhecido: Me desculpe

Desconhecido: Estou vendo você chorar

Desconhecido: Por favor, não chore, gatinho

Desconhecido: Você quer que eu suma da sua vida?

Desconhecido: Se você quiser, eu posso me transferir

Desconhecido: Mas antes, temos que conversar

 

SEPTUAGESIMO DIA

Yoongi estava encolhido no banheiro, chorando o máximo que podia e soluçando. Estava no banheiro do segundo andar, o qual ninguém entrava há anos, e o soluço ecoava pelo recinto. Ver Jungkook ainda o magoava bastante e por isso, todo intervalo, passava sozinho, chorando naquele lugar. Por sorte, os valentões que o achavam estranho e batiam nele, haviam parado de persegui-lo e o que restou foi apenas os hematomas se curando. Entretanto, sua avó continuava implicando consigo, dizendo coisas que o magoavam propositalmente. E sua mãe, hmpft!, essa parece ter esquecido de sua existência, se atolando em mais trabalho no exterior. Tardando o máximo possível sua volta para casa, ou para seu filho.

Jungkook entrou no banheiro, tendo aquele lugar como o último para procurar Yoongi e encontrou o mais novo encolhido na parede adjacente à pia e as cabines, chorando compulsivamente. Odiava vê-lo assim, odiava de verdade e por isso odiava um pouco a si mesmo, pois sabia que um dos motivos daquele choro, era culpa sua. Cansado de ficar longe do seu gatinho, sentou-se, silenciosamente, ao seu lado e o puxou para seu colo, assustando-o momentaneamente.

— O q-que está fazendo aqui, Jungkook? — soluçou, tentando se afastar. — Me deixa aqui sozinho, uh? Se você já teve alguma consideração por mim, por favor, vá...

— Eu não vou deixar você, gatinho. — sussurrou Jungkook em seu ouvido, após puxa-lo para um abraço. — Eu amo tanto você...

Yoongi chorou ainda mais após ouvir essas palavras, pois era tudo o que ele sempre quis ouvir, mas agora parecia não ter sentido vindo da boca de quem o magoou tanto.

— Se você me amasse não teria me deixado... — soltou, soluçando, agarrando na camisa do mais velho e inalando seu perfume. Jeon apertou ainda mais seus braços envolta dele.

— Eu estava com medo. — confessou ele, num tom baixo e sentido. — Eu fui um idiota covarde e você tem razão em não me perdoar, mas eu estava com medo das ameaças do meu pai de me deserdar. — continuou, beijando os cabelos de Yoongi, que estava em um quase silêncio, fungando, mas ouvindo. — Não pelo dinheiro, mas porque ele é a única família que eu tenho e eu sempre quis que ele tivesse orgulho de mim... e... e eu pensei que pudesse manter vocês dois, mas não podia. Me perdoe, amor...

— Você escolheu ele, não é? — afirmou, com a voz embargada. O Min estava lutando muito para não desabar.

— Na primeira vez, sim. — revelou, trazendo olhos curiosos para si.

— Primeira vez? — indagou Yoongi, confuso.

— Onde você acha que eu consegui esses hematomas, gatinho? — sorriu o mais velho, fazendo os olhos do garoto dobrarem de tamanho.

— E-Ele te bateu? — questionou, recebendo um aceno positivo de volta. — Mesmo escolhendo me deixar?

— Não, amor, — interrompeu Jungkook, fazendo o outro se derreter com o apelido carinhoso. Sentia tanta falta de ouvir algo carinhoso. — eu disse para você que ia ajeitar as coisas e foi o que eu fiz...

— E-Eu acho que não estou entendendo... — engoliu em seco, esperando ouvir a confirmação dos lábios do maior, que ainda o segurava firmemente.

— Eu nunca ia conseguir agradar meu pai o suficiente, então eu desisti dele e foquei em mim mesmo. — explicou o de cabelos castanhos, encarando o rosto do menor e levando uma até suas bochechas, acariciando o local. — Eu não podia desistir da minha vida, eu não podia deixá-la ir embora, entende? — Jungkook aproximou o rosto ao do menor e concluiu contra os seus lábios. — Eu não posso mais viver sem você, Yoongi.

O menor fechou os olhos, cortando os milímetros de distância que faltavam e terminou de colar seus lábios, puxando o maior cada vez mais para si. Demorou um pouco para se desgrudarem, aproveitando a sensação de ter os lábios um do outro mais uma vez.

Quando se separaram, Yoongi se agarrou a ele, sentindo os braços alheios aperta-lo de volta num abraço, fazendo-o soltar algumas lágrimas.

— Me perdoe por te fazer chorar, eu prometo me dedicar a fazer você feliz a partir de hoje... — murmurou, beijando os cabelos dele. Sentia tanta falta do cheiro característico de Yoongi.

— Eu perdôo, mas isso não quer dizer que voltamos... — disse ele, ainda agarrado ao maior. Jungkook soltou um muxoxo, chateado, fazendo Yoongi sorrir. — Eu te amo, Jungkook, espero que não esteja brincando comigo.

— Eu nunca vou brincar com os seus sentimentos. — confirmou Jeon, acariciando suas costas. Ele se aproximou do ouvido do mais novo, deixando um beijo ali perto. — Eu também te amo, gatinho. — sussurrou, abraçando-o mais uma vez. — E eu vou fazer de tudo para você voltar para mim.


Notas Finais


VOLTEI PESSOAL (EU ESPERO) E DESSA VEZ É PARA FICAR!!!!

Como faz muito tempo desde que eu atualizo, vou disponibilizar dois capítulos hoje e sabe-se deus quando novamente. Como eu formatei meu computador, terei que formatar a fic tudo de novo a cada capitulo, então espero que sejam compreensivos!! Amo vocês de montam e fico feliz por nao desistirem da fic!

OBS: Vou postar o novo capitulo de This Feeling quando essa fic acabar, mas estou com uma adaptação antiga prontinha para vocês, vão lá conferir!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...