História Serendipity - Taekook - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Kooktae, Namjin, Taekook, Yoonmin
Visualizações 51
Palavras 2.762
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola pessoas...!

Acho q o Spirit e minha cabeça tem algo contra mim.

Eu fui postar essa cap ontem,q eu disse q ia colocar,só que quando eu fui copiar em vez de um clicar em copiar eu cliquei em colar...ou seja...eu substituí o cap por outra coisa q estava nas minhas últimas copias...

Ainda bem q eu tinha mandado esse cap p uma pessoa então ele está a salvo...

Aí tbm o Spirit n coopera...

É a vida...eu mereço...

Podem ler.

Boa leitura!

Capítulo: "Eu o amo!"

Capítulo 13 - XIII - "I love him!"


Fanfic / Fanfiction Serendipity - Taekook - Capítulo 13 - XIII - "I love him!"

Colocou a cabeça para fora respingando um pouco da água no meu rosto com seu cabelo. Passou a mão no mesmo o colocando para trás e abriu os olhos.

  - Woa! - foi para trás por ter se assustado.

  - Oi!

  - Oi... O que ta fazendo aqui fora?

  - Vir atrás de você. - apoiei as mãos na beirada de pedra.

  - Hum... - olhou para minha bochecha e aproximou sua mão molhada inclinando a cabeça para o lado. - Tem uma folhinha...

  - Ah, devia estar na água.

  - É... - encostou o polegar na minha maçã do rosto e apoiou os outros dedos fechados tirando a folha de lá, desviou o olhar para meus olhos e ficou me fitando.

  Me aproximei dele quase imperceptível. Ele esticou os dedos os misturando aos meus fios negros e também de aproximou. Só se ouvia o som da água que ele acabará de movimentar e de algumas cigarras ao longe. Abri a boca minimamente, eu não sabia o que fazer, talvez se eu fizesse isso saberia exatamente o que sinto por ele, então arrisquei. Arisquei tudo. Me inclinei o suficiente para conseguir alcançar seus lábios gélidos e fechei os olhos. Ele logo relaxou e cedeu ao beijo. Ficamos assim durante alguns segundos. Ele interrompeu os toques tirando sua mão do meu rosto, e quando me dei conta do que havia acabado de acontecer escondi meu rosto com as mãos e senti tudo queimar. Ouvi ele rindo soprado e apertei mais os olhos, senti sua mão afagar meus cabelos de forma carinhosa.

  - Desculpa! - falei rápido com som abafado.

  - Você não fez nada de errado.

  - Eu me deixei levar. - tirei as mãos do rosto e o observei sair da piscina.

  - Eu também... - sorriu e pegou a toalha que tinha deixado em cima da espreguiçadeira, a enrolando no corpo. - Eu vou tomar banho. Vamos entrar. - estendeu a mão e eu toquei nela receoso, me auxiliou a levantar e andou em direção a entrada, o segui. Antes de abrir a porta ele virou a cabeça pro lado e me deu um aviso. - É apenas fingir que nada aconteceu. -me olhou por cima do ombro e arrastou a porta para entrar.

  O observei ir em direção ao banheiro e fechei a porta atrás de mim. Eu não queria esquecer, não queria esconder, queria gritar para o mundo que beijei Kim Taehyung. Ainda por cima esse foi o meu primeiro beijo. 
  
  Segui as peguenas poças de água que se formaram com os passos molhados dele e desviei o caminho para o quarto, subi na minha beliche e deitei afundando as costas no colchão, bufei contra um travesseiro.
  
  Começou aquele paradoxo de novo. "Eu gostei? Sim. Eu queria que tivesse acabado ali? Não. Eu consegui entender o que todos os meus sentimentos significavam? Acho que sim. Eu acho que eu amo Kim Taehyung... Mas o problema agora é: ele pediu para fingir que nada aconteceu, ele fez isso pra não causar algum alvoroço? Ele não gostou? Ele gostou, sim, do contrário teria se afastado ou não deixaria que eu chegasse perto dele, não é? Ele parecia confortável e calmo. Disse que eu não fiz nada errado. Droga, Kim!!! Por favor, seja direto!!! O que você quer comigo?!"

  Comecei a ouvir o barulho da chuva e acabei dormindo ali. Nem ao menos comi alguma coisa.

                               ***

Dia 5

 Acordei eram 7 da manhã, ainda estavam todos na cama. Levantei com dificuldade, estava com dor de cabeça. Tentei não fazer muito barulho enquanto arrumava minhas coisas na sala mas foi em vão. Jimin acordou e logo o abordei para pedir ajuda.

  - Jiminie... - o chamei me sentando no sofá.

  - O que foi? - se sentou do meu lado, parecia preocupado.

  - Eu vou te contar porque eu realmente confio em você. - ele apenas assentiu e se aproximou. - Ontem, na piscina, eu...eu beijei o Tae...

  - O que?! - se surpreendeu mas não gritou.

  - Eu acho que eu gosto dele... Na verdade, eu acho que o amo...

  - Só por causa do beijo?

  - Não. Já estava pensando nisso faz tempo. Estava com muitas dúvidas mas acho que agora eu tenho certeza.

  - Certo... - olhou para baixo e parecia pensar em algo. - Bom...saiba que eu não vou contar pra ninguém. - se lavantou. - Se precisar é só me chamar.

  - Obrigado.

  Após todos terem acordado tomamos café e os outros arrumaram suas coisas.

  - Ok! Digam adeus à casa! - Hoseok abriu a van.

  Colocamos todas as coisas lá e entramos. Yoongi e Jimin foram juntos de novo. Paramos os veículos na frente da calçada e andamos descalços na areia ainda húmida por conta da chuva que se estendeu durante toda a noite.

  Durante a viagem Taehyung agiu normalmente, realmente como se nada tivesse acontecido. Às vezes sorria para mim e desviava logo o olhar. Não sabia se ele estava me evitando ou se estava com vergonha como eu. A viagem de volta foi bem mais tranquila que a de ida. JiSol foi para o banco da frente fazer companhia pro Hoseok e Haneul ficou lá atrás mexendo no celular. Nam e Jin estavam ouvindo música juntos. Taehyung não tirava os olhos da paisagem do lado de fora. Eu liguei pra Jimin.

  - Oi... - falou baixo.

  - Oi. Como está aí?

  - Yoongi dormiu. Você já notou como ele fica fofo?

  - O que? - ri soprado.

  - Só acho que fica muito fofo dormindo. Você me disse que ele era um tanto grosso, mas ele foi muito gentil comigo.

  - Ele gostou de você. Ele é gentil, mas não demonstra.

  - Verdade... Eu vou desligar para não acordá-lo. Tchau.

  - Tchau. - guardei o celular. - Taehy...

  - Hm? - virou pra mim.

  - Acha que o Jimin e o Yoongi se gostam?

  - Talvez... Espero que sim. - sorriu e voltou à olhar janela à fora.

  Hoseok levou cada um para suas casas e Jimin levou Yoongi, que não foi acorado pelo outro para de despedir de todos.

                               ***

  Durante o tempo que podiamos nos encontramos mais algumas vezes. Em um dia no final do mês fomos todos para um festival de fogos de artifício. Jimin não pôde ir, ele morava muito longe, na verdade estava pensando em se mudar para Busan com todos.

  - Juntem mais. Não tá aparecendo a Haneul. - pedi posicionando a câmera em um vaso que tinha ali.

  Cliquei no temporizador e corri para o grupo ficando ao lado de Taehyung. Ele me puxou para perto colocando a mão na minha cintura e fez um "paz e amor" com os dedos da outra mão colocando-a em baixo dos olhos. Estiquei o braço pra frente fazendo o mesmo símbolo. Corri para ver a foto após o flash ser ligado. "De novo." Lá estava o colibri, em um dos galhos da cerejeira atrás de nós.

  "Eu quero sonhar com MinHyuk.Por favor,me dê uma luz."

                               ***

  O mês de julho, depois da última vez que nos vimos, que foi no sábado da penúltima semana, passou rápido. Não vi mais nenhum dos hyungs, mas conversei com eles todos por mensagem. Logo chegou agosto, mal coloquei os pés dentro da faculdade e já foram passados trabalhos. Os fiz na primeira semana para não deixar acumular com as provas no final do mês, que seriam uma teórica e uma prática, se eu passasse nas duas direto meu fim de ano estaria garantido e eu iria me formar. Esperava por isso desde criança, iria finalmente se tornar realidade.

  No fim do mês, finalmente, eu estava livre. Não fui pra formatura, não fui pra festa da Universidade, apenas fui pra casa e descansei o dia todo. Teria mais algumas aulas até outubro e não precisaria mais ir pra lá. Obviamente eu escolhi não ir, eu não sou preguiçoso nem nada, e eu sei que isso não existe, mas eu nasci com o "dom", cheguei até aqui sem muita dificuldade. Quando os meninos descobriram que eu me formei, Hoseok me chamou para sua casa para fazer uma comemoração, eu, ele e Taehyung. Eu aceitei, já que recebi apenas um parabéns e um abraço apertado de SooMin.

  - Hoseok-hyung... - o chamei abrindo a porta de seu dormitório. - Cadê vo- fui surpreendido quando acendi a luz e dei um pulo de pelo menos 1 centímetro do chão.

  - PARABÉNS!!! - estavam todos lá.

  - Woa!!! Obrigado! - fechei a porta, eu não estava olhando pro meu rosto mas tenho certeza que estava com um sorriso imenso.

   Todos vieram pra cima de mim e me deram um abraço coletivo. Eu me senti muito bem, protegido, amado e seguro.

  - Já que você não foi pra festa, fizemos uma pra você, pra se sentir mais confortável com quem você tem mais intimidade. - Taehyung sorriu enquanto apertava minhas bochechas.

  - Obrigado! Obrigado, mesmo! - eu precisava disso.

  Hoseok aproveitou que estavam todos juntos e nos deu a ótima notícia que havia se tornado professor de dança. Jimin abriu um sorriso que até mesmo poderia ter ofuscado minha visão. Hoseok daria aulas grátis pra ele e arrumaria um dormitório pro mesmo, até que ele conseguisse vender sua casa e comprar uma em Busan. Todos ficaram muito felizes que finalmente Jimin estaria perto, e com Hoseok dando aula pra ele, se tornaria profissional logo.

  Ficamos a tarde toda nos divertindo, rindo, conversando e brincando. No final, eu saí todo cheio de chantilly pelo rosto e no cabelo, eles quase me transformaram em um bolo humano.

  Demorei quase uma hora no banho para poder tirer todo aquele grude de mim, mas valeu a pena.

                              ***

  O pessoal não gastou muito dinheiro com a mini-festa de formatura para poderem fazer uma de verdade, para os aniversários meu e do Namjoon, que são no mesmo mês, então fariamos uma festa dupla.

  Alugamos o salão do meu condomínio, que não era tão grande. Como éramos quase adultos com mente de adolescente não faltou a vontade de festejar até de madrugada, e foi o que fizemos. Eu estaria fazendo 20 anos e Namjoon 24.

  Tive uma briga engraçada com Taehyung no dia. Justo no meu aniversário, brigando com a pessoa que eu mais amo, e ainda por um motivo completamente besta.

  - Gente... - Taehyung apareceu na porta da cozinha com uma expressão assustada. - Vocês viram o pudim que eu deixei na geladeira?

  - Tá no meu estômago... - o respondi simplista e sorri debochado no final.

  - Tá onde? Você comeu? O meu pudim?! - se afastou do batente e veio devagar na minha direção.

  - Comi. - soltei uma risada nasal curta e fiquei olhando pra ele.

  - Filho de uma égua mal parida dos inferno de satanás!!! - gritou tudo sem pausas. - Era o último caralho!!! - Pegou uma almofada que estava no sofá do salão e começo a me perseguir com ela. - Não fabricam mais esse!!!

  - Sai!!! - pulava os móveis enquanto ele corria atrás de mim e ouvia os gritos do Jin pedindo para que parassemos.

  - Vem aqui, seu ladrão desgraçado!!! - continuou me xingando de nomes engraçados, eu estava ficando cansado mais de tanto rir do que de correr.

  - Eu não!!! - desviei da almofada que ele acabará de jogar e entrei no toillet fechando e trancando a porta em seguida.

  - AAIII!!! - reclamou depois de eu ter ouvido um som do outro lado, provavelmente ele bateu na porta. - Meu nariz!!!- sim, ele bateu de cara com a porta.

  - Avoado!!!

  - Filho da puta!!!

  - Ela é mesmo!!! - me referi à minha mãe biológica.

  - Não espere eu dirigir minha palavra à você hoje de novo!!! - chutou a porta e só consegui o ouvir reclamar sobre seu nariz.

  Levei alguns minutos para sair, esperando que ele se acalmasse. Eu achei que ele estava brincando, mas ele estava realmente falando sério. Ele não falou comigo, e bebeu como um louco.

  - Tae...é muito raro você beber...vai com calma... - avisou Hoseok tirando a taça de perto dele.

  - Eu trouxe isso pro Jungkook... - Namjoon apareceu detrás de mim. - Ele que já tem 20 anos e nunca bebeu.

  - Foda-se o Jungkook. - soluçou e pegou a taça de novo. - O que é isso? - analizou o líquido.

  Era forte, ele estava completamente bêbado já.

  - Só sei que é bom. - soluçou outra vez e pegou a garrafa, que já estava na metade, despejando o líquido translúcido na taça.

  - Taehyung...para com isso... - pedi tirando a garrafa de perto dele. - Era só um pudim...

  - VOCÊ COmeu meu pudim... - iniciou a frase gritando e terminou como se estivesse com a bateria fraca.

  - Eu sei...mas não precisa fazer isso... - sentei do seu lado no sofá.

  Quando isso tudo aconteceu já tinha passado da meia-noite. Estávamos falando baixo para não sermos expulsos.

  - Eu faço o que eu quero! Você não manda em mim, ladrãozinho...

  - É melhor levar ele pra casa... - Haneul, que estava apoiada no encosto observando a cena, se pronunciou olhando para Hoseok.

  - Eu não quero ir pra casa!!! - colocou a taça na mesa de forma bruta. - Eu vou ficar aqui!!!

  -É melhor você descansar, Taehy. - segurei seus ombros.

  - Não é você que decide o que é melhor pra mim! - se mexeu bruscamente para que eu o soltasse.

  Namjoon me olhou e e apontou para a porta com a cabeça. Eu assenti e me preparei para sentir alguns socos ou algo do tipo.

  - Vem. É melhor você dormir um pouco. - tentei levantá-lo mas ele não deixou e agarrou o braço do sofá.

  - Não vou pra lugar nenhum com você!

  - Taehyung. Vamos. Agora. - falei isso com uma voz autoritária, o pessoal chegou a ficar surpreso.

  - Não. - me encarou.

  -Ok.Então vai ser do jeito difícil. - apoiei a canhota no seu ombro e agarrei suas pernas juntas com a outra mão o levantando do sofá.

  - Me solta!!! Ya!!! Me solta!!! - se debateu agarrando meu pescoço.

  Abri a porta com o pé e avisei os meninos e as meninas que já voltaria.

  - Quem é você?! - olhou assustado para mim quando entrei no elevador com ele ainda no meu colo.

  - Quem acha que sou? - ri soprado saindo da máquina e entrando no apartamento.

  - Não sei...mas você é bonito... - fixou seus olhos no meu rosto.

  - Ah, obrigado. - sorri o colocando deitado na minha cama.

  - Posso te contar um segredo? - perguntou com uma voz manhosa enquanto eu arrumava os travesseiros em baixo de sua cabeça.

  - Pode. - respondi me sentando na cama virado para ele.

  - Tem um garoto muito parecido com você... Não conta pra ninguém!!! - pediu.

  - Ok! Prometo!

  - Ele roubou meu pudim. Eu fiquei muito bravo, mas eu não consigo ser malvado com ele... Não conta pra ele!!! - arregalou os olhos e colocou o indicador na boca reforçando o pedido.

  - Tá bom!!!

  - Não conta pra ele, mas eu amo ele...

  Na hora eu juro que meu corpo parou de funcionar. "Eu, com certeza, estou imaginando coisas...". Eu não sabia se ele estava falando sério. Geralmente quando uma pessoa está bêbada ela revela coisas a seu respeito e a respeito de outras pessoas, mas ela também pode estar ficando louca e criando coisas na sua cabeça. Mas pelo jeito que Taehyung falou parecia uma revelação.

  - Você...ama ele? De verdade? - não fazia mal me iludir mais um pouco.

  - Amo! Mas eu acho que ele não gosta de mim... - ficou com o semblante triste. - Mas eu vou esperar por ele.

  - Pode ter certeza que ele te ama também... - Ele esqueceria de tudo isso? Apenas queria que ele entendesse. - Eu vou ficar aqui até você dormir...

  Ele fechou os olhos enquanto eu fazia um carinho na sua cabeça e sorria confuso. Quando percebi que sua respiração estava pesada me retirei do quarto e tranquei a porta do apartamento já que ele ficaria lá sozinho.

  - Pronto! - cheguei no salão e estavam todos na frente da porta do banheiro. - O que ta acontecendo?

  - Shiu! - Jin me puxou para perto e pediu para fazer silêncio. - Colocamos o Jimin e o Yoongi lá dentro juntos.

  - O que?! - me surpreendi baixo e me aproximei da porta.

  - 7 minutos no Paraíso. - avisou JiSol.


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse primeiro beijo...pq eu achei um pouco broxante...masok

Eu coloquei um monte de interação nesses caps da viagem,espero que tenham ficado boas e não repetitivas.

Desculpa de nv pelo atraso.N vou prometer nd pq eu sou mt vacilona,mas ACHO q vai ter mais um cap hj ok?

Xau gent!

Até o próximo capítulo!! S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...