1. Spirit Fanfics >
  2. Sleep on the floor >
  3. Festival- Parte final

História Sleep on the floor - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem!

Capítulo 10 - Festival- Parte final


Fanfic / Fanfiction Sleep on the floor - Capítulo 10 - Festival- Parte final

Depois que o sol sumiu de vista e a lua já estava em seu lugar no céu, eu deixei o hospital, fui pra casa com minhas coisas e tomei um banho relaxa, assim que sai do banheiro encarei a pelúcia que Sasuke me deu em cima da cama, sorri levemente distraída.

Ele tem sido tão fofo e tão presente, mesmo com nossas rotinas de trabalho sendo diferentes. Fui até o guarda roupa com o rosto corado graças as minhas lembranças e peguei minhas roupas. Decidi não usar as luvas, não tinha motivo. Ou tinha?

Arrumei a bandana no cabelo e encarei meu rosto por alguns segundos. Sai de casa um pouco apressada, fui até o local marcado por Kakashi, era uma espécie de bar, bem perto do festival. Naruto estava lá e Sasuke estava de costas a mim.

- Sakura! - Naruto anunciou minha chegada erguendo a mão.

- Oi, Naruto. - Sakura, Sasuke encarou meu rosto. - Oi, Sasuke.

- Oi. - Sasuke.

- O sensei tá atrasado! - Naruto.

- Ele é hokage agora, então ele tem um bom motivo. - Sakura. - Deve estar com os Kages ainda

- Não, os Kages estão desfrutando do festival depois de toda aquela burocracia. - Naruto, revoltado. - Coisa que nós deveríamos estar fazendo também!

- Fica quieto, Naruto - Sasuke.

- Eh? Você também está bravo que eu sei! - Naruto, irritado. Ri baixo.

- Oi, Oi, desculpa a demora, Eu estava ajudando uma velha com as compras. - Kakashi, chegando apressado aos seus alunos. 

- Mentiroso! - Sakura e Naruto ao mesmo tempo.

- Isso não importa agora, podemos entrar? - Sasuke.

- Cara, eu tô morrendo de fome - Naruto, confirmei com a cabeça e entramos. Nos sentamos em uma mesa de 4 lugares e pedimos saquê.

- O capitão Yamato não vem? - Sakura.

- Ele está fora do alcance da Vila agora. - Kakashi. Ele não vai tirar a máscara para beber?

- Entendo. - Sakura, não pude evitar de ficar um pouco chateada, o capitão Yamato nos ajudou muito na primeira tentativa de resgatar o Sasuke, quando o Kakashi estava no hospital.

- Não é hora disso, Sakura. Como foi no hospital hoje? - Kakashi, sorrindo por baixo do tecido. Levantei o olhar e encarei o sensei.

- Ah é, o Kakashi mencionou. Parabéns Sakura, eu sabia que você conseguiria! - Naruto, sorrindo largamente.

- Foi legal, tive que me organizar bastante quanto os horários, mas no fim deu tudo certo!. - Sakura, encarei Naruto depois. - Obrigada Naruto.

- Que ótimo, acho que assim você terá mais tempo livre. - Kakashi, ele direcionou o olhar ao Sasuke agora.

O saquê junto com takoyaki chegaram a mesa. Fomos servidos e Naruto tomou alguns goles

- E você Sasuke, como está sendo na polícia? - Kakashi, Naruto parecia surpreso. Sasuke ficou em silêncio por alguns longos segundos pra mim.

- Está sendo uma experiência legal. - Sasuke, bebendo um pouco do saquê. Não sabia que gostava.

- Você demorou muito pra responder - Kakashi.

- Mas não há nada de errado. Só patrulhamos a vila e interferindo quando é necessário - Sasuke. Suspirei e tomei um gole do saquê também. Quente

- Com trabalho em equipe? - Kakashi. Sasuke suspirou e assentiu. Kakashi desistiu de perguntar algo mais.

- Sakura no hospital, Sasuke na polícia... Kakashi, você é o meu rival! - Naruto.

- Eu vou lhe dar a vaga de hokage quando eu achar que você está pronto. - Kakashi. - Você ainda é um genin.

- Por pouco tempo, sensei! - Naruto, todo orgulhoso. Ri baixo.

- Você tem muito que aprender ainda. - Kakashi. Peguei um takoyaki e comi, percebi Sasuke me encarar.

- Você se sujou. - Sasuke. Ele pegou um guardanapo e ergueu a mão pra limpar pra mim, mas ele apenas soltou próximo e recuou a mão. Encarei confusa, mas senti o peso dos olhares de Kakashi e Naruto direcionado a nós.

- Obrigada. - Sakura, peguei o guardanapo e limpei todo o redor da boca, um pouco vermelha. Kakashi e Naruto disfarcaram desviando o olhar para qualquer direção aleatória que conseguiam pensar.

- Então Sasuke, se você está na polícia, é porque planeja ficar aqui né? - Naruto.

- Não, eu preciso de dinheiro pra me sustentar aqui. - Sasuke. - Eu cuido dos perigos ocultos lá fora, Naruto.

- Mas você não quer ter uma família um dia? Um relacionamento? - Naruto, Kakashi encarou o loiro e eu fiquei um pouco vermelha.

- Talvez, mas não é minha prioridade. Meus compromissos com a vila são mais importantes. - Sasuke. Que balde de água fria.

- Naruto, por que o Sai não veio? - Kakashi.

- Ele ficou com a Ino, no festival. - Sakura, respondi por ter encontrado ambos mais cedo lá fora. Sasuke e Naruto beberam mais um pouco.

Ficamos a noite inteira bebendo e conversando, até Kakashi cortar o saquê de Naruto.

- Bom, eu preciso voltar as responsabilidades de hokage, amanhã tem exame chunnin e eu preciso estar disposto. Sasuke, você pode levar a Sakura pra casa? O Naruto tem que voltar pra hinata, não é? - Kakashi, se levantando. Não retruquei.

- Não está tão tarde assim. - Sasuke.

- Bom, então eu levo. - Kakashi. Saímos do lugar e Sasuke me encarou.

- Deixa que eu levo. Nós moramos perto. Pra você seria contra mão, Kakashi. - Sasuke, ele começou a andar. Me despedi do sensei e do Naruto e acompanhei Sasuke sem entender nada.

- Quando você sai da polícia amanhã? - Sakura, quebrei aquele silêncio.

- Bem tarde. - Sasuke.

- Ah... - Sakura, desviei o olhar e encarei o festival logo no canto, não pude deixar de sorrir ao ver tantas criança ser divertindo. Fiquei tão encantada que só ao ouvir a voz do Sasuke eu pude sentir que ele segurava minha mão.

- Você quer ir lá? - Sasuke. O encarei.

- O quê? Não é necessário... está bem tarde e... - Sakura, parei de falar, quando ele me puxava pelas pessoas pro lugar mais alto, desviando do festival mais uma vez.

Estava pouco escuro naquele lugar.

- Pra... Pra onde estamos indo...? - Sakura, procurei uma resposta nas suas ações, mas tudo que ele fez foi pular pelas casas, parando em uma laje vazia com apenas tanques de água e áreas de ventilação. Havia uma grade também, como se o dono do lugar tivesse o costume de subir ali as vezes. O segui confusa, estávamos de volta ao festival, mas em cima de uma das casas da rua da tal comemoração.

- Os fogos vão começar, achei que quisesse ver. - Sasuke, ele soltou minha mão e se sentou no tanque fechado, me sentei ao seu lado e encarei as pessoas lá embaixo e ouvi o primeiro estalo.

Era um brilhante foguete vermelho, que se dissipou no céu escurecido com poucas estrelas. Logo foi acompanhado de várias cores e da multidão lá embaixo aplaudindo o show de cores.

- É tão lindo... Poderia ser assim todos os dias. - Sakura, senti a mão de Sasuke sobre a minha, mas não fiz nada, apenas acompanhei com os olhos todas aquelas luzes e explosões bem na minha frente, parecia até mágica.

Mas tudo se desfez quando eu ouvi um suspiro de Sasuke, ele encarava meu rosto quando eu o encarei de volta.

- Você gostou tanto assim? - Sasuke, um pouco sério.

- É que são chamativos, e viemos pra isso, não foi? - Sakura, foi quando senti o meu rosto queimar nas bochechas, Sasuke colocou uma mão no meu queixo e a última coisa que eu vi foi suas bochechas pouco vermelhas também.

Senti os lábios macios de sasuke nos meus, eu esperei tanto tempo por isso. Não dava pra acreditar que eu finalmente estava aqui, as luzes dos fogos beijando o homem que passei noites em claro pensando, me preocupando. Meu coração batia cada vez mais forte, eu sentia um frio na barriga tão intenso que se aquilo não fosse amor, não poderia ser outra coisa.

Senti o ar faltar, e ele também, pois afastou o rosto aos poucos. Abri meus olhos, ele já estava me encarando. Nossos rostos continuavam próximos. Senti a cabeça girar.

- Você não vai desmaiar de novo, vai? - Sasuke, acordei daquela hipnose e levantei o olhar para os fogos novamente, já estava em seus últimos minutos.

Sasuke virou meu rosto usando o seu indicador e nos beijamos de novo. Concordamos que aquilo estava ótimo para os dois. Não paramos tão cedo. Ele continuou a me dar selinhos demorados até eu me arriscar e usar a língua. Ele concediu a passagem e ficamos em uma sintonia perfeita.

O braço dele passou ao redor do meu pescoço, ele me puxou para o mais perto possível. Coloquei as mãos no peito dele. O último explodiu no ar, as palmas cessaram como o nosso último beijo: aos poucos e sem pressa.

Sasuke encarou meus olhos já abertos e segurou minha mão.

- Sasuke... Isso foi incrível... - Sakura, eu não podia me conter diante desse momento tão mágico e tão espontâneo.

- Os fogos...? - Sasuke, ele sorriu de canto e eu sorri boba. Ele se levantou e limpou a roupa. - Vamos, precisa ir pra casa.

Assenti e me levantei também, saímos do telhado em caminho pra minha casa, mas não estávamos de mãos dadas.

- Você... Quer sair comigo amanhã? - Sakura.

- Já disse que sou liberado bem tarde. - Sasuke.

- Está tudo bem pra mim. - Sakura, Sasuke me encarou por alguns segundos.

- Eu sou mais importante que o hospital? - Sasuke.

- Não! É que...Eu posso dar conta dos dois. - Sakura. Sasuke voltou a olhar a frente.

- A gente vê isso depois. - Sasuke, suspirei um pouco aliviada por aquilo não ser um "Não" - Sakura.

- Sim? - Sakura, levantei meu olhar na direção do uchiha.

- E os seus pais? - Sasuke. - Estão vivos?

- Oh sim... Mas estão em uma missão distante... Eu estou esperando eles chegarem para visitá-los, já que eu saí de casa agora que ganho meu próprio dinheiro. - Sakura. Preciso contar a eles tanta coisa.

- Missão? Não se aposentaram? - Sasuke, curioso.

- Sabe como é o papai... Agitado. - Sakura, sorri sem graça. Sasuke assentiu e voltou a olhar para a frente .

Chegamos em minha casa, Sasuke encarou o redor das ruas pouco vazias e encarou a mim. Esperei um beijo de despedida, mas isso não aconteceu

- Já estou indo. - Sasuke, ele virou de costas pra poder andar.

- Espere, Sasuke. - Sakura, ele parou imediatamente. - Pode dormir comigo essa noite...? É que a vila está tão cheia... E eu estou um pouco sozinha.

- Você nem vai perceber o tempo passar. - Sasuke, voltando a andar. Suspirei e virei de costas, abrindo a porta.

- Tem razão Sasuke... Desculpe por ser irritante... - Sakura, encarei sasuke e ele estava parado. Ouvi um suspiro e ele virar de frente pra mim.

- Só essa noite. - Sasuke.

"É isso aí, Sakura!"

Comemorei dentro de mim e tirei meus sapatos. Sasuke fez o mesmo e entrou, ele encarou a cama e se sentou nela. Bocejei, traquei tudo e fui até o banheiro. Entrei e tomei um banho rápido, não queria deixar Sasuke esperando.

Voltei e o encarei; Estava deitado de frente à janela, encarando a imensidão azul do céu. Sorri com a cena e me deitei ao seu lado.

- Está com fome? - Sakura, ele negou com a cabeça e me puxou para um abraço. Deitei a cabeça em seu peito enquanto ele deitava de rosto pra cima. Senti Sasuke cheirar o meu cabelo, mesmo que fosse de leve.

O silêncio e a luz da lua pairavam sobre nós.

- E... Eu ganho um beijo de boa noite? - Sakura, fui atrevida, mas depois de hoje, eu sentia que podia tudo. Sasuke beijou o topo da minha cabeça.

- Durma, nós dois temos trabalho cedo. - Sasuke, sorri e fechei meus olhos, apaguei de sono e de cansaço nos braços do Uchiha.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...