1. Spirit Fanfics >
  2. Sob Mundos (imagine Jeon Jungkook) >
  3. Capítulo XXXV

História Sob Mundos (imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 36


Escrita por:


Capítulo 36 - Capítulo XXXV


Fanfic / Fanfiction Sob Mundos (imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 36 - Capítulo XXXV

 A porta estava aberta quando eu e Jungkook chegamos, e quando entramos na sala principal recebo a resposta do porque.

Taehyung estava sentado no sofá, segurando uma xícara de café enquanto nos fitava com um olhar do qual eu nunca havia visto antes, ele sorri e coloca a xícara na mesa se levantando e olhando fixamente para Jungkook.

- Tae.. não é nada disso que você está pensando..eu e Jungkook nós apenas.. tento explicar porém ele me interrompe 

- Como sabe o que eu estou pensando S/N? Ele desvia o olhar pra mim, sinto todo meu corpo esfriar - Agora além de saber distinguir mentiras sabe ler mentes também?! O que você é? A porra de um Deus? Ele diz me fitando, eu simplismente fico sem palavras, eu queria me defender, dizer que Jungkook apenas foi comigo e me apoiou, porém ele não queria ouvir nada.

- Taehyung se acalme..eu e S/n, não fizemos nada, ela só estava sozinha e precisava que alguém a apoiasse Jungkook diz entrando na minha frente. 

- Ah claro! Daí você apareceu! O protetor dela! Ele fita Jungkook e começa a rir - Você não consegue né Jungkook, não consegue aceitar que a S/N não quer você, que ela me escolheu, e que eu venci de você ele fita Jungkook sério - Não consegue aceitar que perdeu pra mim não é mesmo?! Você é um merda, deveria estar morto assim como Jimin está, pelo menos assim você daria paz pra gente Ele suspira fundo, o mesmo se aproxima ficando cara a cara com Jungkook - Eu vou cuidar pra que isso aconteça.  nesse momento sinto um medo enorme tomar conta de mim, eu nunca vi Jungkook brigar, mais já vi várias vezes Taehyung surtar, e eu tinha medo do que ele poderia fazer com Jungkook. O mesmo fecha a mão e se prepara para socar a cara de Jungkook, e como por impulso eu puxo Jungkook para trás de mim  e entro no meio, Taehyung para com a mão a poucos centímetros do meu rosto e me fita sem acreditar que eu estava defendendo o maior atrás de mim.

- Você deveria parar de ser rude com as pessoas Taehyung seguro sua mão a tirando da minha frente - Não tem o direito de falar essas coisas pra Jungkook, se não fosse por ele, provavelmente quando você chegasse iria me encontrar morta em qualquer comodo dessa casa. Digo seria - Ele me apoiou, quando você virou as costas pra mim Kim Taehyung. E ao contrário do que você quer acreditar, em momento algum ele tentou se aproveitar de mim ou algo do tipo. Você deveria agradecê-lo por ter feito o seu papel. O fito, aquela palavras haviam atingindo o coração de Taehyung diretamente, ele se afasta e me fita.

- Quem você pensa que é pra falar assim comigo S/N? Ele diz me encarando - Você sempre acha que todos são obrigados a te apoiar o tempo todo? E você? Quando me apoiou?! Ele suspira fundo e se senta no sofá sem tirar os olhos de mim - Sabe de uma coisa, vocês deveriam mesmo ficar juntos, os dois são aberrações. Ele diz da forma mais fria o possível - E por sua culpa S/N, o seu querido papai se matou. O tempo todo eu, por pena de você fiquei ao seu lado, mais como em um passe de mágica você me trocou novamente pelo Jungkook. Ele desvia o olhar pra Jungkook - Mais o que esperar de uma oitavo pecado não é mesmo? São falsos, manipuladores ele ri e se levanta - Eu vou embora, agora você está livre pra ficar com seu verdadeiro amor! Está feliz?! Ele se levanta e vai em direção a porta, porém antes ele para ao meu lado e sussurra - Por favor, quando Jungkook te decepcionar novamente, não me procure ok? Ele diz logo saindo da casa e batendo a porta fortemente atrás dele 

Taehyung sabia exatamente o que me atingia, e fez questão de tocar nesse ponto. Ele sabia que eu nunca me perdoei pela morte do meu pai, sabia que eu me culpava pela morte do meu pai. 

Eu e Taehyung fomos extremamente rudes um com o outro e não levamos nem 1% em conta de como o outro iria se sentir, e isso prova ainda mais que não tínhamos o mínimo sentimento um pelo outro. E isso doía, e muito. Aquilo havia acabado comigo e me puxado de volta pra realidade da pior forma o possível, e mais uma vez eu tive certeza de que esse não era meu lugar. 

Taehyung é uma pessoa extremamente importante pra mim, e ter sido chamada de aberração por ele foi mil vezes pior do que por qualquer outra pessoa. 

As lágrimas escorriam o meu rosto, e eu estava paralisada no mesmo lugar, Jungkook se aproximou e logo em seguida me abraçou encostando minha cabeça em seu peito, o que me fez sentir mais segura para chorar mais ainda.

- Porquê eu fui tão rude com ele? Sussurro enquanto sentia que toda água do meu corpo estava saindo em forma de lágrimas. 

- Você não foi rude pequena Jungkook diz acariciando minha cabeça gentilmente - Vocês estavam nervosos, e acabaram explodindo ele suspira - Mais eu tenho certeza que vocês irão se acertar, e tudo vai ficar bem..

- Não.. me separo e o fito - Dessa vez acabou, pra sempre suspiro fundo e enxugo as lagrimas em meu rosto - Eu e Taehyung não temos mais a mínima chance de ficarmos juntos novamente, nós não sentimos nada que nos faça querer continuar juntos, e isso com certeza foi a gota d'água. Taehyung é uma pessoa especial pra mim, mais talvez eu tenha confundido as coisas, e só fui perceber agora, eu o via da mesma forma como eu via Jimin, mas talvez o fato dele sentir algo a mais por mim e sempre ter deixado isso claro, me fez querer me forçar, a sentir algo por ele também fito o sofá e lembro de todos os momentos bons que eu tive com Taehyung ali, as noites de filme, as nossas conversas, nossas brincadeiras, lembrar daquilo me faz querer chorar ainda mais. - Depois que você se foi, eu tentei colocar ele em seu lugar, tentei sentir todas as emoções e sensações que eu sentia com você pra ele sabe? Mais não deu certo..nunca dava, ter usado ele pra te esquecer nunca foi uma boa idéia, porque além de eu não conseguir te esquecer, eu mentia pra ele dizendo que sentia algo. Volto meus olhos para Jungkook - Eu não quero ter nada romântico com Taehyung, mais eu preciso que ele me ouça..preciso que ele saiba a verdade. Antes mesmo que ele pudesse dizer algo eu o dou as costas e saio correndo da casa, pego meu carro e vou atrás de Taehyung. 

Por sorte, como uma espécie de sistema de segurança, caso algo acontecesse com algum de nós dois, tanto meu carro como o dele tinham Gps, e eu podia acompanhar e localizar o seu carro pelo meu celular, e ele podia fazer o mesmo, e é isso que eu o faço.

O mesmo estava indo em direção a um local que eu conhecia, o mesmo lago onde eu e Jungkook nos encontramos.

Chego lá e o mesmo estava sentado na ponta, fiquei meio receosa de me aproximar, porém o fiz. 

- Era aqui que vocês se encontravam né... Ele me fita com os olhos cheios de lagrimas.

- O que? Pergunto sem entender direito o que ele estava dizendo 

- Você é Jungkook S/N..vocês se encontravam aqui, eu sei disso. Ele solta um suspiro e volta a fitar a água - Do mesmo jeito que você me rastreou até aqui, eu te rastreei, quando você demorou pra chegar em casa, resolvi vir atrás de você, daí eu vi vocês dois conversando, tão próximos..ele solta um leve riso - Mais eu fui embora, e resolvi deixar pra lá..até você tocar no assunto dele no nosso jantar..

- Foi quando você explodiu.. suspiro me sentando ao seu lado

- Isso. Mais eu ainda escolhi confiar em você, e confiar na gente. Ele solta um suspiro fundo - Porém assim que eu viajei, decidi ver se você estava bem, aí vi que você tinha vindo aqui de novo, e liguei o nome a pessoa. Ele me fita - Porquê não foi sincera comigo? 

O fito e fito a água novamente - Eu sei Tae, que tudo que eu falar pra você agora, você provavelmente não vai acreditar. Mais eu e Jungkook não estamos nos encontrando, para ficarmos juntos, ou sei lá o que você está pensando. Suspiro fundo - Eu nunca faria isso com você Tae, nunca ousaria em trair você com Jungkook

- Então porquê S/N? Porquê vocês sempre estavam se encontrando, porquê viajaram juntos? Ele me fita - O que estão escondendo de mim? 

Fico receosa em contar a ele, talvez se eu fizesse isso, ele poderia correr ainda mais perigo.

- E-eu não posso te contar.. o fito com os olhos cheios de lágrimas. O mesmo suspira fundo e ri desacreditado

- Não pode me contar porque sabe que estou certo, era melhor não ter vindo S/N. Ele diz se levantando. Por impulso eu vou atrás dele e seguro seu braço. Ninguém além de mim e Taehyung sabia que seu pai estava aqui, nós simplismente dizemos para os meninos tomarem cuidado para que talvez poderia ser alguem tentando ferir os antigos membros do Soligia. Porém se eu não dissesse. Eu iria perder o Taehyung pra sempre, e eu não queria isso. - O pai de Jungkook está de volta, e ele..está atrás de nós dois, porém ele quer ferir todos a nossa volta antes. O mesmo se vira e me fita espantado - Foi ele quem matou o Jimin, para me machucar já que o Jimin era a segunda pessoa mais próxima de mim. A primeira é você Tae..meu rosto se molha com as lágrimas - Eu não te contei porque eu não quero que ele faça alguma coisa contra você, eu não me perdoaria por isso. Por isso eu resolvi apoiar Jungkook, para acabarmos de uma vez por outra com aquele velho, mais eu estava fraca demais, então Jk me ajudou, e fomos atrás da minha família, eles me deram muita força. O fito - Eu juro por tudo que é mais sagrado, eu preciso que você acredite em mim. 

O mesmo vem até mim e me abraça.

- Eu acredito em você S/N.. ele suspira fundo - Mais agora é a hora de seguirmos nossas vidas, mesmo que você não queira, você está me ferindo, eu não posso conviver mais com você sabendo que você não me ama ele separa o abraço e me fita - Mais eu quero que você saiba..que independente do local onde eu estiver, você sempre, sempre será a minha pessoa. E eu vou te amar pra sempre.. ele se afasta, por algum motivo, as palavras de Tae soaram como se fosse um pedido de desculpas pra mim, talvez fosse por ele estar saindo da minha vida. 

- Você sempre vai ser minha pessoa favorita Tae..e eu sempre vou ser grata por tudo que você fez por mim digo vendo o mesmo se afastar.

Nossa jornada chegou ao fim. E mesmo que o final dela tenha sido difícil, toda a trajetória minha e com Tae foi a melhor impossível. E eu nunca, na minha vida irei sentir raiva ou algo do tipo, e toda vez que me perguntarem quem foi Kim Taehyung na minha vida, eu terei orgulho de dizer quem ele foi.

Eu estava muito triste pelo nosso fim, mais aliviada por ter abrido o jogo, e eu espero muito que eu tenha feito a coisa certa. 

Vou em direção ao meu carro e volto pra casa, quando eu chego, Jungkook estava sentado na mesa comendo pizza. O fito com os olhos cheios de água e ele corre até mim. 

- Ele se foi..digo sentindo os braços do maior em volta de mim e eu senti uma sensação da qual eu não sentia a anos, sensação de lar, que só o abraço de Jungkook me causava, me conforto em seu peito e fico em silêncio por alguns segundos.

Agora eu realmente tinha só ele, Taehyung se foi, Jimin se foi. De novo voltamos a ser apenas eu e ele, assim como nos velhos tempos. 

- Jungkook..digo sem separar o abraço

- Que foi? Ele pergunta olhando para baixo.

- Promete, por favor que você não vai embora de novo? Digo o fitando e sentindo minha voz falhar - Promete que não vai me abandonar?

- Eu prometo S/N. Eu não vou sair do seu lado, nunca mais..ele sorri e apoia minha cabeça em seu peito novamente.

Eu não sabia o que estávamos prestes a enfrentar, se iríamos conseguir realmente vencer, se eu teria que perder mais alguém, mais uma coisa eu tinha certeza. Com Jungkook ao meu lado, eu serei capaz de tudo.


Notas Finais


Obrigada por lerem 💖 comentem o que estão achando 💫
E vejo vocês no próximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...