1. Spirit Fanfics >
  2. Starting over >
  3. Problemas atrás de vinganças

História Starting over - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Problemas atrás de vinganças


Quando cheguei em casa já era segunda feira de manhã, meu pai provavelmente está dormindo o sonho daqueles que ficaram fazendo pesca o final de semana inteiro. Eu virei os olhos ao colocar minha mochila na bancada para poder começar a fazer o café da manhã, tinha dormindo pela segunda vez na casa do Sam envolvida em seus abraços e isso com toda certeza me rendeu bons sonhos acordada hoje. Quando voltamos fui interrogada sobre quase tudo, claramente quase não contei nada para eles, aquele bando de fofoqueiros iria espalhar para rádio corredor em menos de três segundos durante nossa aula hoje. Quando terminei meu café da manhã corri para pegar minha mochila de escola e colocar um roupa mais quente, sem meu lobinho o frio é inevitável.

Graças aos céus não tenho aula até o terceiro horário por causa da nossa querida professora que está doente e fazendo a alegria de seus alunos, quando desci as escadas para todos tomar café, vejo meu pai já fardado se servindo de café.

__ Bom dia pai __ Falei me inclinando e deixando um beijo em sua cabeça antes de me sentar ao seu lado para tomar café.

__ Bom dia querida, como foi sua festa? Se divertiu muito com seus amigos? __ Meu pai me questionou com os olhos brilhando de uma curiosidade.

Depois desses dias perdida tentando me encontrar após meu termino com Edward, minha relação com minha mãe esfriou um pouco afinal ela só me dizia o que ela faria no meu lugar, mas em compensação a minha com meu pai nunca esteve tão firme e sólida, ele soube como me consolar, afinal afirmou ter passado pela mesma coisa com minha mãe que simplesmente decidiu que ele não era o suficiente e foi embora.

__ A festa foi bem animada e eu acabei me aproximando muito das pessoas da reserva, mas de um rapaz em particular, bem eu queira apresentar ele para senhor depois __ Eu falei contornando a borda da minha xícara de café com meu dedo indicador.

Charlie tinha um olhar um pouco intrigado, sei que deve estar pensando que está cedo para me envolver novamente, e realmente estaria se não fosse com Sam.

__ Me apresentar com que status posso saber? __ Ele falou enquanto mastiga os ovos mexidos que preparei para nosso café.

__ Como meu namorado, o senhor conhece o Sam porque ele me trouxe de volta quando me perdi na floresta, agora vai conhece ele como meu namorado, antes que entre no modo defensiva, ele é somente dois anos mais velho do que eu __ Falei para depois erguer a xícara de café até meus lábios.

Eu conheço o discurso que ele vai fazer para que eu fique mais atenta com as coisas, mas incrivelmente ele segurou na minha mão. Seu toque me acalmou bastante.

__ Bella, estou achando muito cedo para se envolver com alguém, mas Sam tem minha confiança por ter te salvado, agora você está mais madura confio que escolheu sabiamente dessa vez __ Meu pai falou verificando o horário em seu relógio, ele tem essa mania de dizer que se chegou no horário já é atraso.

__ Sei que quer me proteger, mas Sam já me fez muito bem em dois dias do que Edward em meses de namoro, tenho certeza que agora é sério __ Falei para que ele relaxe um pouco de sua pose de policial e volte para sua pose de pai.

Ele suspirou se inclinando em minha direção beijando meu rosto com carinho.

__ Avisei para ele que se te magoar eu irei atirar nele, bem nas partes baixas __ Ele falou se erguendo da cadeira, eu dei de ombros com sua fala.

Sabe aquela segurança que você sente quando sabe que está tudo correto em sua prova e caminha pelo corredor tranquilo, eu estou dessa forma agora que eu sei que tudo está certo com Sam.

__ Deixarei ele sobre aviso, e o senhor não pense que eu não vi o par de roupas íntimas feminina no chão do banheiro e que não me pertence, quem mandou visitando seu par de meias? __ Eu falei acompanho ele até a porta da casa, ele deu de ombros.

__ Estou conhecendo uma mulher, espero que dessa vez de certo, ela parece ser legal e já sabe que está aqui comigo e que eu sou pai de uma menininha __ Meu pai falou apertando minhas bochechas com carinho, eu olhei para ele em um tom debochado.

__ Não tenho nada contra, então iremos fazer um acordo senhor Swan, não interferir no relacionamento um do outro para que tudo possa dar certo? __ Perguntei para ele tentando fechar um acordo com ele para que não possamos ferrar com tudo.

__ Fechado __ Ele falou apertando minha mão estendida em sua direção, eu deixo um sorriso nascer em meu rosto com facilidade __ Bom, tenha um bom dia.

Eu sorri entrando para dentro novamente para tomar meu café e me arrumar, o dia tinha começado meio corrido e não me espantaria em souber que será o dia todo assim. Estava terminando meu café da manhã quando meu celular tocou anunciando o nome de Sam na tela com alguns corações ao lado dele.

Peguei meu telefone para atender, quando senti que tinha uma pessoa me vigiando, saio para fora da casa, olhando ao redor e atendendo ao telefone.

__ Oi, já sentiu minha falta? __ Perguntei com uma voz manhosa, ouço uma risadinha do outro lado.

__ Sempre sentirei sua falta, mas tenho algo muito sério para te falar __ Ele começou com um tom leve de voz distraído quando alguém fez um barulho despertando ele para o motivo da ligação.

Me sinto subitamente intrigada com o que ele pode estar falando tão seriamente sendo que acabei de sair de sua casa e tudo estava relativamente bem.

__ Aconteceu alguma coisa, você está bem? __ Eu perguntei olhando para todas as direções sentindo que realmente tem alguém bem perto me olhando fixamente.

__ Estou bem, só preocupado, não saia de casa tem um vampiro novo na cidade e tem sondado as redondezas de Forks __ Sam falou com uma voz preocupada camuflada de autoridade.

__ Por isso que está me vigiando? Por que não entra aqui em casa? __ Eu sussurro de maneira manhosa, já que não posso ir a aula irei ficar em casa.

__ Como assim? Estou aqui em na La Push Bella __ Ele falou um pouco espantado com minha pergunta.

Eu olhei para os lados, tentando não parecer muito fora do natural, caminho até a porta.

__ Bella? Isabella, me responde __ Ele falou preocupado em grande nível.

__ Tem alguém aqui, tem alguém me vigiando, eu achei que era você Sam, quando eu sentia estar sendo vigiada era somente você e agora não é __ Falei entrando para dentro de casa, trancando a porta com toda a força e fechando as janelas.

__ Droga, fica dentro da sua casa, fecha tudo estou indo para aí __ Sam falou antes de desligar o celular, com certeza para correr.

Eu respiro junto algumas vezes, sinto que dessa vez não é uma pessoa amigável me observando, porque tenho a nítida sensação de que essa pessoa está bem perto da casa agora, eu caminho pelas escadas para fechar tudo no andar de cima, se for o vampiro que anda rondando Forks ele pode voar até o segundo andar. Meus pés me fizeram cair duas vezes na escada, o pânico subindo meu corpo, não é motivo de desespero, mas eu sou um imã gigante para desastres.

Quando eu cheguei no meu quarto para fechar a janela que Edward costumava a entrar por ela, vejo um vulto lá dentro, me escondo no outro lado da porta tampando meus lábios para espantar o grito, levemente piso para olhar mais dentro do comido.

Um homem negro parado no meio do meu quarto analisando cada parte dele, suas roupas me lembram rapidamente de quem se trata, Laurent está aqui na minha casa, o que diabos ele quer na porcaria da minha casa, eu corro para o andar de baixo abrindo a porta rapidamente para dar no quintal da minha casa. Eu pensei estar um pouco livre agora, preciso sair daqui o mais rápido que eu conseguir.

Foi quando estava quase colocando a chave para abrir meu carro que um pânico tomou conta do meu corpo ao sentir um corpo bem atrás do meu, mas diferente de um lobo não emana calor.

__ Veja só se não é Isabella, eu passei na casa dos Cullen para dar um oi e não os encontrei __ Laurent falou com uma falsa preocupação ao encostas no meu carro.

__ Eles não estão mais na cidade, sairam duas semanas, problemas com a imortalidade não envelhecem __ Eu falei tentando ganhar um pouco de tempo, Sam é um lobo e sua velocidade deve ser próxima a de um vampiro para poder caçar ele.

__ Então te deixaram sozinha? Mesmo sabendo de todo perigo que você corre por estar sozinha __ Ele falou tocando meu rosto com sua mão gelada, eu dou um passo para trás desejando que a casa do meu pai tivesse vizinhos.

Mas não temos, a casa é solitária no meio de um campo coberto por árvores, vizinhos somente daqui a um quilômetro que nem mesmo se eu desejasse chegaria a tempo de me salvar.

__ Eu não quis ir, tenho uma vida aqui, meu pai e tudo que uma vida humana pode fornecer, além do mais não estamos mais juntos, eu tenho uma vida agora e gostaria de ficar longe de tudo que representa o mundo de vocês, então vá embora, não é bem vindo em Forks ou nas redondezas __ Eu falei tentando abrir a porta do carro, mas então sua mão segurou a porta causando um leve amassado.

__ Se tivesse falando assim com James, teria tornando a coisa muito mais interessante e eu teria entrando na briga, gosto de presas selvagem __ Ele falou se aproximando mostrando um sorriso com seus dentes afiados como navalhas.

__ Não tenho o porque estar falando com você educadamente, da última vez que nos falamos veio trazer a notícia de que iriam me matar, então vá embora Laurent, seu lugar não é aqui __ Eu falei tentando me afastar de seu corpo, mas ele continua me encuralando como um gato a um pobre rato.

__ Você é bem petulante para quem está tão indefesa, vim trazer outra pessoa notícia para você, Victoria está atrás de você, ela quer te matar __ Laurent falou me olhando serenamente nos olhos como se suas palavras não fossem nada.

__ Por que raios uma vampira se daria ao trabalho de me procurar para me matar, ela que vá caçar o que fazer com a vida dela __ Falei andando para longe dele que pela terceira vez me encurralou.

__ Você se esqueceu de James? De como mataram o companheiro dela? Nada mais justo do que te matar para igualar a situação __ Ele falou como se sua fala fosse cheia de justiça, não resisto a revidar com meus olhos em um deboche.

__ Eu não sou a companheira de Edward, nunca fui então peça para essa vadia ir atrás dele e me deixar em paz, igualar a situação é o escambau ela vai pentear macaco __ Eu falei tentando empurrar ele para longe, apesar de saber que isso não funciona.

__ Isso não importa para ela, ela te quer e você é seu alvo, claro que Victoria iria ficar zangada se eu matar você, mas seu cheiro é irresistível __ Laurent falou tentando encostar seu rosto perto do meu pescoço.

__ Se afaste de mim, não tente me tocar __ Eu falei tentando novamente escapar correr para longe e ser impedida novamente.

__ Eu prometo que farei tudo muito rápido Bella, ela pretende te torturar, eu não só quero que seu delicioso cheiro se torne um delicioso gosto __ Ele falou pegando uma mecha do meu cabelo para expor meu pescoço.

__ Não se atreva a me tocar, eu estou te avisando Laurent, posso não estar protegida pelos Cullen, mas ainda tenho protetores __ Eu falei empurrando ele e puxando meus cabelos da sua mão, ele riu.

__ Quem seu pai que tem uma arma? __ Ele debochou me olhando rindo como se fosse uma grande piada.

Foi então que ele se virou para floresta, seu rosto parecia de alguém extremamente assustado, eu olhei naquela direção vendo lobos emergindo das sombras.

__ Não é possível, eles não existem mais __ Laurent falou dando um passo para trás, eu olhei para ele agora que o jogo se inverteu.

__ Eu disse que eu tenho quem me proteja Laurent, bom pessoa esse é o vampiro que entrou pela reserva e estava rondando pela nossa terra, Laurent esse é o seu fim __ Eu falei apresentando eles para que se conheçam, um lobo imenso e preto caminhou na frente sendo acompanhado por mais dois.

Laurent correu na direção oposta quando um enorme lobo saiu detrás da minha casa o atacando, ele pareceu ter sido pego desprevenido, eu fechei meus olhos ao ouvir o primeiro grito de Laurent, me encolho no chão chateada pelo que aconteceu, me deixo cair no chão ao ver os outros lobos passarem por mim e irem naquela direção. Somente mais um grito agudo foi ouvido antes de um silêncio mortal, eu abro meus olhos.

__ Feche os olhos Bella __ Sam falou berrando para mim, eu fechei automaticamente.

Fiquei um minuto tentada a abrir meus olhos, quando vejo ele na minha frente, Sam me puxou para seu corpo com todo carinho, seus braços me envolveram.

__ Eu achei que era o meu fim, Laurent é patético, mas não deixa de ser muito mais forte e rápido do que eu __ Falei me sentido segura no seus braços, Sam beijou minha testa com carinho.

__ Ele teve o que mereceu Bella, esse verme não vai mais tentar te matar, está segura agora __ Jacob falou vindo em minha direção, eu saio dos braços de Sam para o abraçar.

__ Obrigada por vir me ajudar, você sabe que é meu melhor amigo __ Eu faço carinho em seus cabelos com carinho, ele sorriu para mim.

__ Assim fico ofendido, afinal fui eu que arranquei o braço dele quando ele tentou fugir __ Paul falou cruzando os braços escorado na minha picape.

Eu saio dos braços de Jacob e abraço carinhosamente também Paul, ele inspira meu perfume de maneira nada convencional.

__ Muito obrigada senhor macho alfa __ Falei tanto leves tapas em suas costas, ele soltou uma risadinha.

__ Macho ele até que biologicamente é, mas alfa está bem longe de ser __ Embry falou rindo vindo em minha direção, eu abraço ele também que estava pedindo um abraço __Quem realmente é o nosso alfa é o seu companheiro, nosso beta é o Jacob.

Eu me virei para meu companheiro, corro para seus braços novamente me apertando dentro dele.

__ Será meio difícil agora Sam, sua companheira está em Forks e nos temos que proteger a reserva, como vamos nos dividir? __ Paul falou descruzando seus braços e vindo em nossa direção.

__ Daremos nosso jeito, Bella não irá ficar desprotegida enquanto temos mais um problema __ Ele falou beijando meu pescoço.

__ Estão falando de Victoria não é mesmo? A vampira que quer me matar __ Eu perguntei para ele que em olhou com os olhos arregalados.

__ A ruiva quer te matar? Por que raios os vampiros agora decidiram que você é o bilhete sorteado de Forks? __ Sam falou estressado saindo de perto do meu corpo por causa de seus tremores, eu sei que ele está bravo agora.

__ Edward me deixou eles de presente de despedida, aquele babaca me abandonou mesmo sabendo que eles provavelmente viram atrás de mim, vampiros também tem companheiros e Edward matou o da ruiva e agora ela quer pagar na mesma moeda.

Depois disso passei um tempo explicado tudo para eles, como funciona esse negócio de companheiros vampiros e como foi a morte de James que antes tinha sido bem resumida na fogueira, Sam por diversas vezes me interrompeu falando que eu estava totalmente fora de mim, confiar em um vampiro nunca é o certo. Na verdade realmente não é certo, mas acabamos tendo uma pequena discussão, eu sou mais impositiva agora, impondo minhas vontades também em não seguindo cegamente as de outras pessoas.

Quando todos os lobos foram embora menos Sam, ficamos encarando um ao outro sem dizer absolutamente nada, por um curto período de tempo.

__ Não quero te magoar Bella, mas sua irresponsabilidade chegou ao nível de quase te matar, você tem que entender que eu não falo assim para te machucar e sim porque quero que fique segura __ Sam falou se ajoelhado a minha frente, esse se tornou meio que a forma dele de me falar que estará sempre aqui.

__ Eu sei Sam, também não queria gritar daquela forma, mas já fui martirizada demais por causa dele, não quero ter que ficar ouvindo que eu fui uma tonta a cada segundo, eu estava em um relacionamento abusivo com uma pessoa que tem as características de um agressor? Está sim, mas por favor me deixa esquecer isso, não quero ter que parar minha vida novamente para analisar esse meu passado __ Falei tocando seu rosto, é incrível como podemos dividir emoções.

Agora sinto que ele está bastante orgulhoso de mim, como se estivesse encantado com minhas palavras e admirando minha determinação em deixar o passado exatamente onde ele está no passado. Eu me inclino em sua direção colocando meus joelhos no chão também, buscando seus lábios com os meus.

Nosso beijo assim como os outros que trocamos tem uma deliciosa mistura de paixão e carinho, as pegadas gostosas indicam nosso desejo e as carícias nosso amor compartilhado.

__ Acho que acumulei tudo novamente, antes de sentir o vampiro nas redondezas estava em casa tentando convencer minha mãe que minha mudança não será algo ruim, além do mais já paguei pela casa __ Ele falou me puxando para nos sentarmos no sofá a nossa frente.

__ Já? Nossa foi tão rápido o processo de compra, pensei que isso iria demorar um pouco __ Eu falei me arrumando para ficar com meu corpo escorado em seu peitoral.

__ Na verdade demorou um pouco sim, estava negociando com o vendedor a cerca de três meses, até que finalmente chegamos em um consenso de valor __ Ele falou beijando minha cabeça com carinho, eu fechei meus olhos ao ouvir sua voz em um tom doce novamente.

__ Sua mãe ainda não aceitou, mesmo você tendo investido nisso a algum tempo? __ Questiono para meu namorado que continuou com suas carícias em meu corpo.

__ Acho que ela tem medo que isso nos afaste, depois que meu pai sumiu ficamos somente ela e eu nessa luta diária, então quando completei quatorze anos arrumei meu primeiro trabalho, depois abri minha própria loja de artesanato indígena __ Ele falou um pouco orgulhoso de si mesmo por sua conquista, eu me virei em seus braços com carinho.

__ Isso significa que você já tem como me sustentar, então podemos nos casar? __ Falei bem perto de seus lábios, com minha mão segurando sua cabeça.

Ele riu gostosamente antes de me roubar um beijo carinhoso e lento.

__ Me casaria com você hoje menos, mas temos muita coisa para arrumar antes desse dia, como eliminar aquela mulher, convencer seu pai que eu sou um bom rapaz, preparar o casamento __ Ele falou enumerando as coisas levantando meus dedos.

__ Sei disso, também sei que temos somente dois dias de namoro, mas sinto uma incrível necessidade de estar perto de você __ Falou enquanto deixo beijos estrelados em seu pescoço arrancando boas risadas.

__ Sinto essa necessidade também Bella, muito mais agora que sei que corre perigo, mas temos algumas coisas para organizar __ Ele falou beijando meu pescoço também me fazendo sentir uma corrente de eletricidade por cada parte do meu corpo.

__ Falei com meu pai hoje, disse que iria te apresentar como meu namorado, ele disse que se me magoar iria atirar em você __ Afirmo olhando para meu amado, rodeio seu corpo com minhas pernas sentando sobre seu quadril.

__ Se eu fizer isso, eu mesmo entrego a arma na mão dele, quero ter um bom relacionamento, sem complicações só tive um assim até o dia da nossa separação que foi tenso para dizer o mínimo __ Sam falou tocando meu quadril com carinho alisando de cima a baixo o meu tronco.

__ As vezes te acho tão intenso, responsável que chega a me assustar __ Falei olhando seus belos olhos verdes, ele sorriu me olhando __ Seus olhos você puxou do seu pai?

__ Não, meu pai tinha olhos castanhos escuros como todos os Quileutes, puxei a família da minha mãe __ Ele falou mostrando um pouco de incômodo através de nossa ligação.

Eu toquei seu rosto contornado seus lábios com meia dedos. Ele se ergueu colocando nossos corpos bem juntos.

__ Você não deveria ser tão branca sendo filha de Charlie, isso seria por causa da sua mãe? __ Ele me questionou me observando com cuidado.

__ Tenho traços albinos, então não se espante se nossos filhos forem os primeiros índios caras pálidas da tribo __ Brinquei com ele que riu gostosamente para minha piada.

__ Não seria uma coisa de outro mundo, além do mais para isso acontecer eles teriam que se parecer com a mãe deles, o que para mim seria maravilhoso __ Ele suspirou profundamente me olhando enquanto tem seu rosto bem próximo ao meu corpo.

__ Porque você me mima dessa forma? Saiba que eu tenho uma péssima fama de ser a princesinha de um castelo perfeito __ Eu falei beijando seu rosto com carinho novamente, eu virei seu rosto beijando o seu rosto.

__ Efeito colateral do meu imprinting, sou praticamente incapaz de te tratar de forma errada, mas nos adaptamos as personalidade delas de acordo com a lenda, se elas não gostam de elogios não elogiamos, se ela não gosta de praia não saímos.

__ Isso parece errado, ser submisso as minhas vontades, não quero que nosso relacionamento seja assim __ Simplesmente o pensamento de fazer Sam submisso as minhas vontades me deixa desconcertada, eu não quero ser a parte abusiva de um relacionamento.

__ Então basta respeitar quando eu disser que eu não quero alguma coisa, porque se você insistir provavelmente irei ceder somente para te ver feliz __ Ele falou com a voz tranquila, eu confirmei com a cabeça.

__ Prometo que suas vontades também seram prioridades no nosso relacionamento.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...