História Stripper (Jikook) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys (BTS), Jikook
Visualizações 142
Palavras 1.929
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Comentem, eu gosto de ler os comentários e ver se vocês gostaram :)

Vamos la 💙

Capítulo 1 - Único


_________________


Primeiro de Setembro, meu querido aniversário chegou, ja disse a papai e mamãe que não queria festa e nem nada, queria sair, sozinho, ja tinha 18 anos oras, decidi chamar Taehyung, um de meus melhores amigos, e também por quem eu ja tive uma quedona, mas teria que me conforma que Taehyung namorava, e com um belo rapaz.

Mensagens on

Hyung Gostoso pah porra


Jk: Taehyung, hoje é meu aniversário como você mesmo sabe e ja ate me deu parabéns e tals...

Th: Onde quer chegar Kookie?

Jk: Bom, queria saber se você não gostaria de sair comigo hoje, so eu e você, sabe?

Th: Claro, eu so preciso avisar Yoongi, sei um lugar ótimo pra te levar, aproveitar que você, finalmente, ja é de maior, e que tal tirarmos essa sua bela virgindade senhor Jeongguk?

Jk: O que você tem contra minha virgindade Tae? Eu hein.

Th: Você é o único do grupinho que ainda é virgem, eu so quero resolver isso.

Jk: Ja que você se preocupa tanto com minha virgindade, porq não vem tirar ela?

Th: Isso foi um convite Jeongguk?

Jk: Foi.

Th: Seria um prazer da pra você, mas, eu namoro o Yoongi, e acho que ele não gostaria de saber que eu dei pro meu melhor amigo.

Jk: Vários pipipipopopo.

Th: Também te amo Kookie, estou na sua casa as nove e meia, se arrume e fique bem bonito para sair com seu hyung aqui.

Jk: Vou te esperar, tchau Hyung.

Th: Tchau Kookie, beijos no seu popozão.

Jk: Ai, credo Taehyung.

hyung Gostoso pah porra está off-line


Mensagem off

Deixei o celular de lado e olhei as horas, eram exatamente oito e vinte dois, eu tinha alguns minutos para me arrumar, e foi isso que fui fazer.

Tomei meu banho que demorou quase vinte minutos, mamãe brigou comigo por eu estar gastando água de mais, mas eu tinha que ficar bem cheirosinho poxa. Depois que terminei fui vestir minhas roupas, optei por uma calça de couro vermelho sangue e uma camiseta branca com alguns detalhes nela, coloquei meus anéis e minha corrente preferida, que ganhei de Taehyung, e fui pentear meus cabelos.

Quando me olhei no espelho sorri com o resultado.

- Eu me comia - disse pra mim mesmo enquanto me olhava no espelho.

- Eu também.

Era Taehyung 

- Pena que sou passivo - Taehyung disse enquanto se aproximava de mim - sorte de quem vai da pra você hoje.

- Oi pra você também hyung - revirei os olhos e fui o abraçar - queria mesmo era comer você - disse enquanto sentia o cheiro de meu hyung preferido - uma pena que você namora - separei o abraço.

- Qualquer dia desses eu deixo você foder minha bunda Kookie - ele riu

- Espero que sim - passei meu perfume e olhei para o, agora, ruivo - onde vamos?

Ele me olhou e sorriu.

- Supresa.

O ruivo me puxou para fora do quarto e me levou para o seu carro, logo depois ele entrou e se sentou no banco do motorista e eu ao seu lado.


[...]


Depois de alguns minutos chegamos no tal lugar onde Taehyung disse que iria me levar, e tinha uma placa onde estava escrito "Apenas maiores de dezoito" era uma casa de strippers.

- Está com sua identidade? - ele olhou para mim enquanto estacionava o carro numa vaga mais afastada e eu apenas assenti com a cabeça - então vamos.

Ele desceu do carro e eu o acompanhei, pelo visto Taehyung ja tinha vindo ali outras vezes, porque quando chegou o segurança do local até sorriu para ele, mas fechou a cara quando me viu.

- Preocupa não Sun-he ele está comigo, fez dezoitão hoje e eu queria levar ele pra curtir um pouco - ele mostrou minha identidade e depois disso entramos.

O local tinha um cheiro exótico, vários lugares onde algumas pessoas dançavam e alguns homens jogavam dinheiro para elas, mas uma pessoa me chamou mais atenção, era um garoto, lindo, cabelos platinados que combinavam com sua roupa e máscara, ele dançava de um jeito extremamente excitante, até que seu olhar encontrou o meu, e por de baixo de sua máscara, ele sorriu e puta que pariu, que sorriso lindo, tinham pessoas o observando e jogando dinheiro para ele, entre homens e mulheres ele era o que mais chamava atenção ali.
Fui acordado de meus pensamentos com Taehyung me chamando para sentar em uma das mesas.

- Parece que gostou do Park - sorriu e pediu duas bebidas para a gente.

- Park? - perguntei para ele e ele assentiu com a cabeça e olhou para o garoto que antes estava dançando, mas agora estava conversando com outra dançarina.

- Sim, o platinado que você estava comendo com os olhos minutos atrás, Park, é assim que todos aqui o chama, todos o querem, sendo mulheres e homens, todos o desejam, mas dizem que ele não transa com ninguém, mesmo que esse seja seu trabalho, ele apenas dança.

- Entendi - o olhei novamente, e observei seu corpo, ele tinha várias curvas, curvas lindas, e tinha um bunda que olhando daqui pareceu ser deliciosa - acho que eu também comecei a deseja-lo.

- Talvez você consiga uma foda com ele, nunca se sabe - O ruivo disse e eu vi um homem se aproximando, parecia ter uns trinta e pouco anos ele parou ao lado de Taehyung.

- Olá Taehy, ja tem um tempo que não aparece aqui, senti sua falta, fiquei feliz quando Sun-he disse de sua chegada - ele sorrio para mim e Taehyung - o que te trás aqui novamente?

- Olá senhor Park - ele levantou e abraçou o mais velho, ele era o dono do local- esse é meu amigo, Jungkook, ele completou a maior idade hoje e eu achei que o trazer aqui seria uma boa.

- Ah, parabéns - ele fez uma cara surpresa e depois sorriu.

- E eu também o trouxe aqui para ver se alguns de seus garotos o ajudariam acabar com a virgindade dele - olhei para Taehyung e fechei a cara.

- Bom, meu jovem, você gostou de alguns dos meus garotos?

- Eu...

Eu iria responder que ainda não mas Taehyung me interrompeu

- Ele gostou do Park - o ruivo olhou pra mim e sorriu sacana - seu filho.


Eu odeio Kim Taehyung.


- Isso é verdade? Bom, se Jimin topar ficar com você, você seria um homem de sorte, irei falar com ele, ja volto.

O senhor Park se afastou e foi falar com seu filho, que olhou para mim e para Taehyung e mostrou seu lindo sorriso novamente, e quando fui perceber o senhor Park ja estava próximo a nossa mesa novamente.

- Não sei como, mas ele aceitou - o senhor riu - disse que gostou de você... Jungkook, não é?

- Sim - respondi meio sem jeito.

- Bom, ele está te esperando no quarto, é so subir as escadas, segundo quarto a direita - ele diz e sorri e eu assinto com a cabeça enquanto me levantava.

- Te vejo depois kookie- Taehyung disse enquanto olhava para mim com um sorriso enorme no rosto e eu ja estava subindo as escadas.

Não queria dizer, mas eu estou muito inseguro sobre isso, eu irei transar, pela primeira vez e com um desconhecido, eu nunca tinha feito isso antes, EU SOU UM VIRGEM, e vou transar com alguém que vi a minutos atrás e que nunca nem troquei uma palavra, eu sou um fodido.

Cheguei no quarto pouco tempo depois e la estava ele, o garoto apelidado por Park, ele tinha um sorriso doce no rosto.

- Oi, você deve ser Jungkook, não é? - ele se aproximou de mim e colocou as mãos em meus ombros - meu pai disse algumas coisas para mim, é verdade que você ainda é virgem? - nesse momento eu corei e ele sorriu - tudo bem, eu irei cuidar de você - ele disse calmo, ainda tinha a máscara em seu rosto.

Ele pegou minhas mãos e as colocou em sua cintura.

- Não precisa ter medo de me tocar, eu gosto - ele disse e sorriu- você é lindo Jungkook - ele passou a mão em minha bochecha - vamos começar.

Ele finalmente retirou a máscara e eu pude ver como seu rosto era lindo, ele tinha as bochechas gordinhas e isso me encantou.

- Eu não quero te obrigar a transar comigo Park - eu finalmente falei algo, depois de todo aquele tempo que eu estava no quarto.

Ele riu e trancou a porta enquanto começava a retirar suas vestes, que não passavam de uma blusa de cor metalica e uma box da mesma cor

- Jimin, meu nome é Jimin, Park Jimin, sou filho do dono daqui, deve ter percebido - ele me empurrou na cama que havia no quarto e se colocou por cima de mim, para especificar, onde se encotrava meu membro - eu irei transar com você por que eu quero, ninguém está me obrigando a isso.

Ele começou a rebolar e não demorou muito para eu ter uma ereção entre minhas pernas

Ele gemeu, isso me fez sorrir.

- Quantos anos você tem Jungkook? - ele fechou os olhinhos e voltou a rebolar, era fofo - você parece ser novinho.

- Fiz dezoito hoje - segurei na sua cintura e a apertei - e você?

- vinte e um - ele retirou minha camisa e passou as unhas por meu abdômen - me fode logo, Jungkook, quero sentir seu pau.

Jimin saiu de cima de mim apenas para eu retirar minha calça e minha box, ja Jimin havia se levantado e pegado uma camisinha e um lubrificante em uma das gavetas que tinha no criado-mudo.

- Tudo o que tem que fazer é relaxar - ele passou um pouco de lubrificante em sua mão e passou em meu membro - é um pouco gelado.

Ja eu o observava, ele estava sendo bem cuidadoso, enquanto eu so pensava em foder aquela bela bundona.

Ele se virou e ficou de quatro na cama, eu vi como sua entrada era rosadinha, ele passou o lubrificante em todo sua entrada e logo se penetrou com seus próprios dedos e gemeu alto e manhoso, tudo na minha frente, enquanto ele tentava se firmar com seus braços.

- Deixa que eu faço isso por você - peguei o lubrificante e passei em meus dedos, diferentes dos seus meus dedos eram maiores então foi bem mais fundo dentro de si, ai que senti sua entrada se contraindo e apertando mais meus dedos e ele continuava a gemer.

Depois de um tempo a gente ja havia pulado a parte dos dedos, ele ja está alargado e eu o estocava rápido e fundo, seus gemidos viraram minha musica preferida, enquanto eu o fodia ele pedia mais e mais, seu interior se contraiu e apertou mais meu membro e ai senti, ele havia gozado, eu continuei os movimentos até gozar também ele estava exausto e eu não estava diferente, seus cabelos grudados em sua testa, Jimin era uma obra de arte e eu seu fiel admirador.


[...]


Depois de vestir minha roupa e ele também saímos os dois do quarto com um belo sorriso no rosto, Taehyung disse que ja havia pago pelos serviços de Jimin, e Jimin havia pedido meu número, disse que gostou de mim e que queria manter contato, e talvez sair outras vezes, para tomar um café ou comer um lanche, esse foi meu melhor aniversário e talvez ter vindo aqui foi uma das minhas melhores escolhas.


__________________



Notas Finais


Dão um ♡ se gostou.
:)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...