História Supernovas - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias League Of Legends (LOL)
Personagens Ahri, Ezreal, Janna, Jinx, Lulu, Lux, Miss Fortune, Poppy, Soraka, Syndra
Tags Guardias Estelares
Visualizações 30
Palavras 4.518
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O foco principal da história são as Guardiãs, porém acrescentei alguns champions para serem meio que figurantes hehehe
Espero que gostem.

Capítulo 1 - Cheiro de estrelas


Fanfic / Fanfiction Supernovas - Capítulo 1 - Cheiro de estrelas



Luxanna acordara com o som estridente de seu despertador naquela manhã preguiçosa, e com um movimento brusco fez com que o objeto se silenciasse, convidando-a a virar-se de lado e voltar a dormir, contudo um travesseiro macio atingiu sua cabeça:
 - Hora de levantar, cabeça de chiclete! - Jinx berrou no ouvido da amiga com a qual ela dividia o quarto. 
 Lux abriu lentamente os olhos azuis e deparou-se com um emaranhado de cabelos cor de cereja bem diante de seus olhos, cobrindo uma parcela dos olhos vermelhos de sua dona: 
 - Você odeia a escola, então por que está animada, ainda mais no primeiro dia de aula? - a garota de cabelos rosa indagou, levantando-se da cama e seguindo em direção ao banheiro com o pesar do sono lentamente deixando seu corpo. 
 - Justamente porque no primeiro dia dificilmente temos aula. É o único dia do ano letivo no qual posso vagabundear em paz, estrelinha! - Jinx respondeu como se seu raciocínio fosse óbvio, ao mesmo tempo em que se despia de seu pijama, uma camiseta surrada e grande demais para seu corpo magro, revelando uma cômica calcinha de ursinhos, que contrastava perfeitamente com seu sutiã o qual aparentava esmagar seu busto. 
 Por sorte, Lux abandonou o banheiro a tempo de presenciar tal cena: 
 - Linda calcinha, Jinxie! - disse com um sorriso sapeca, logo depois fitando os seios amassados da amiga e fazendo uma careta - Me diz que não dormiu com esse negócio, por favor! 
 A ruiva deu de ombros: 
 - Dizem que isso ajuda no crescimento deles. Precisamos ser francas e admitir que nem todo mundo nasce bem dotada como você e a Janna - dito isso Jinx fez uma pausa, como se pensasse muito seriamente - Na verdade, mais como a Janna.
 Lux revirou os olhos e ignorou o comentário da amiga, abotoando naturalmente os últimos botões de sua camisa branca, porém foi surpreendida com um leve tapa em sua nádegas. Olhando séria para Jinx e com severa reprovação, a garota bufou de raiva, contudo apenas obteve um sorriso debochado: 
 - Seu traseiro continua o meu favorito, não fique com ciúmes da Janna. Ela é muito velha pra mim. 
 - Vou acordar as outras... - disse enquanto abandonava o quarto, com as bochechas rubras. 
 Havia pouco tempo que Lux dividia uma casa com Jinx, Poppy, Lulu e Janna, fato que fora facilitado pela transferência de todas as meninas para um mesmo colégio. A ideia era maluca, deixava todas muito irritadas em grande parte do dia, no entanto facilitava em suas responsabilidades de Guardiãs. 
 Lux abandonou seus pensamentos assim que aproximou-se de uma porta perfeitamente enfeitada com flores e desenhados. 
 “Hora de acordar as menores...” pensou com seus próprios botões, enquanto abria delicadamente a porta do quarto. Soltou um leve suspiro ao encontrar tanto Poppy quanto Lulu adormecidas em suas camas. A primeira havia perdido sua coberta ao longo da noite de sono e estava esparramada pela cama, enquanto a outra dormia com um sorriso delicado no rosto, abraçando firmemente Pix: 
 - Acordem, meninas! Está na hora de levantar. 
 A jovem fitou as garotinhas enquanto as mesmas despertavam e não pôde deixar de rir ao notar que, embora ambas fossem extremamente baixinhas, já ingressariam no nono ano da escola: 
 - Já está na hora? - Poppy indagou, desapontada. 
 - Sim, está - Lux respondeu firme, pois sabia o quanto a garota de cabelo azul podia ser preguiçosa. 
 - Já tenho idade para ir ao colégio de saia? - Lulu perguntou, levantando animada da cama e fazendo carinho em Pix. 
 - Sim, Lulu. A saia que providenciamos para você está no armário, juntamente com os shorts de Poppy. Agora arrumem-se rapidinho, não queremos nos atrasar! 
 Tanto Poppy quanto Lulu pareceram satisfeitas com as informações que obteram e foram logo se arrumar. 
 O último quarto do corredor pertencia a Janna. As meninas pouca vezes ousavam invadir a calma e organizada privacidade da mais velha, e Lux ficou feliz ao notar a porta do cômodo escancarada, indicando que sua dona já despertara e, ainda mais importante, que ninguém teria que enfrentar seus olhos tempestuosos ao ser acordada. 
 Luxanna acabou encontrando-a na cozinha, diante de uma farta mesa de café-da-manhã. Ela já estava vestida, com a camisa e a saia vermelha delineando seu corpo esguio. Seus longos cachos roxos estavam presos em um rabo-de-cavalo, evidenciando seu belo rosto: 
 - Você preparou tudo isso sozinha? - Lux perguntou, perplexa. 
 - Sim - a garota respondeu com um sorriso calmo - Nós duas sabemos que cuidar de uma equipe sozinha dá muito trabalho, principalmente se for como a nossa. 
 As duas se entreolharam e começaram a rir. Pouco tempo depois Jinx apareceu, sentando-se à mesa e colocando um bolinho gigante em sua boca sem muita cerimônia: 
 - Cada dia mais bela, Janna! - a garota dos cabelos vermelhos disse, mostrando um sorriso repleto de migalhas de doce - Se continuar dessa forma, logo poderemos te vender por um ótimo preço no museu. 
 Janna ignorou a piada da amiga e pegou um biscoito da mesa. Lux fez o mesmo, porém decidiu pegar três de uma única vez. Poppy surgiu logo em seguida, com um short um pouco grande demais para suas perninhas e seu longo cabelo azul dividido em dois rabinhos, seguida de Lulu que, toda pomposa, exibia sua saia vermelha, idêntica a das garotas mais velhas, fazendo com que a mesma se sentisse especialmente adulta naquele dia: 
 - Onde pensa que vai com essa saia, pirralha? - Jinx novamente provocou uma colega de equipe. 
 Lulu sorriu, feliz por terem notado suas vestes: 
 - Lux disse que agora estou velha o suficiente para usar a saia do uniforme escolar! - a garota explicou, dando um brilhante e meigo sorriso para Lux, que inevitavelmente correspondeu com ternura. 
 Jinx levantou-se de sua cadeira, pegando um copo com suco e logo em seguida passando atrás de Lulu, bagunçando seus longos cabelos verdes: 
 - Dessa forma todos os garotinhos irão se apaixonar por você, Lulu! 
 - Você está linda, Lulu! - Janna disse, por fim, dando fim a discussão à cerca das vestes de Lulu, que ficou satisfeita com a aprovação da mais velha sobre sua nova roupa. 
  Demorou pouco até que todas estivessem saciadas e prontas para esperar o ônibus. Lulu e Poppy foram as primeiras a deixar a residência, correndo alegres pela calçada. Janna institivamente correu na direção das caçulas, querendo evitar possíveis acidentes. Lux e Jinx ficaram responsáveis por trancar a porta: 
 - Espero que nenhuma de nós destrua a escola - desabafou Lux, preocupada. 
 - Apenas relaxe, estrelinha. Se tudo der errado, podemos explodir a cabeça das pessoas para que elas se esqueçam de tudo! - Jinx
respondeu com um sorriso desajeitado, fazendo com que Lux soltasse uma gargalhada. 
 Ambas seguiram suas companheiras até o ponto de ônibus e esperaram pelo melhor que o ano poderia lhes proporcionar. 
                                                                                                                                                              *
 
  Janna apenas pôde pensar em como seu novo colégio era gigantesco assim que o viu pela primeira vez. Seus olhos liláses delinearam todo o contorno do prédio, impressionados com sua arquitetura e imponência: 
 - Vejam só quantas pessoas! - exclamou Lulu, apontando sua mão para a multidão de jovens que se encontrava diante do portão do local. 
 Janna sentiu um leve aperto no peito e por instinto olhou para Lux, que parecia dividir a mesma expressão preocupada que tomava conta do semblante da mais velha. Com tantas pessoas observando-as, qualquer descuido poderia resultar em desastres. Todas deveriam tomar cuidados extras para não revelarem seus segredos: 
 - Hora de descer e arrasar, meninas! - Jinx bradou, levantando-se empolgada do banco que dividia com a amiga Lux e agarrando de modo decidido sua mochila, ação que foi seguida pelas mais jovens e logo depois por Lux e Janna. 
 Apesar de suas preocupações, Janna permitiu-se um pouco de diversão logo que ouviu os risos de empolgação de suas companheiras. Sabia que, por mais adversa que fosse a situação, estaria sempre bem acompanhada. 
 Lentamente desceu do ônibus e para sua tristeza notou que era alvo do olhar de uns três garotos que aparentavam ter sua idade e estavam encostados em uma parede, como se estivessem avaliando todas as garotas que chegavam. Um deles, no entanto chamou sua atenção, com olhos quase negros, assim como seu cabelo que caía um pouco abaixo dos ombros. 
 “Talvez isso seja interessante...” pensou consigo mesma, dando um sorriso tímido na direção do rapaz, que correspondeu com uma piscadela e começou a andar em sua direção, porém foi interrompido pela aparição repentina de Lulu e Poppy ao seu lado: 
 - Janna, nos perdemos de Lux e Jinx - Lulu disse, quase chorosa. 
 A mais velha deu um riso abafado, não querendo envergonhar as meninas, e as abraçou logo em seguida: 
 - Vocês ficarão bem comigo - disse brevemente, pois foi interrompida pelo estrondo dos portões do colégio sendo abertos e pela multidão de jovens se empurrando para arrumarem passagem. 
 A garota dos cabelos roxos lutou para sair da bagunça que estava ao seu redor, livrando tanto a si mesma quanto as caçulas. Quando a multidão finalmente havia entrado, conseguiu avistar ao longe Lux e Jinx: 
 - Aí estão vocês! Vamos lá, ouvi dizer que tem uma palestra de apresentação com os alunos - Lux disse animada, puxando Janna pelas mãos. 
 A palestra aconteceria no ginásio, onde dezenas de crianças e adolescentes se amontoavam em arquibancadas, analisando minunciosamente todos ao seu redor, os quais eventualmente seriam seus amigos ou inimigos, assim como os professores que estavam perfeitamente alinhados na quadra, conversando entre si, sorrindo para alguns alunos e fazendo caretas de desgosto para outros, lamentando a insistência de suas presenças.
 Por fim todo o ruído do recinto foi cessado assim que um homem muito alto e forte, com um bigode castanho bem desenhado que constrastava com uma careca brilhante tomou em suas mãos o microfone e começou a falar com um sorriso gigantesco:
 - Bom dia, queridos alunos! Sejam muito bem vindos ao primeiro dia de aula. Para aqueles que não me conhecem, sou o Diretor Braum, responsável pela criação e administração dessa instituição - após sua fala diplomática, deu uma pausa e mais um sorriso - Para aqueles que me conhecem, saibam que voltei das férias mais rigoroso e que dessa vez não hesitarei em arremessar alguns encrenqueiros para fora das salas de aula!
 Os risos gerais que o comentário de Braum geraram induziu Janna, como todas as suas companheiras, a pensarem apenas que o diretor do colégio era menos barra pesada do que seus músculos sugeriam:
 - Agora, passarei a palavra para os professores. Vocês devem ter notado que muitos deles são novos no cargo, assim como em idade. Depois de muito analisar, assumi que o aprendizado seria mais convidativo com professores jovens e com pensamentos e vivências que se assemelhassem aos seus, contudo nem todos foram substituídos, portanto o sofrimento em algumas matérias será mantido - grande parte dos alunos soltou um choroso murmurinho de reprovação, voltado principalmente a um homem velho e raquítico, de aparência carrancuda; antes que a situação ficasse descontrolada, Braum retomou sua fala - Pois bem, passo a palavra aos professores.
 Dito isso, o microfone do diretor passou rapidamente a uma mulher de cabelos negros e curtos que estava ao seu lado, com porte sério, saia lápis e uma cachecol enrolado em seu pescoço:
 - Bom dia a todos. Sou Fiora e terei o prazer de ajudar o Diretor Braum na admininstração do colégio como coordenadora - seu sotaque puxado indicava que ela era estrangeira, assim como sua postura indicava que ela seria bem menos flexível que o Diretor. Seu discurso foi seco e pouco atraente, fazendo com que Jinx revirasse sua cara com muito tédio.
 O próximo professor a se apresentar parecia ainda pior que a coordenadora Fiora, e Janna logo notou que o homem era o alvo dos cochichos de reprovação que pouco antes haviam ensurdecido o ginásio:
 - Espero que estejam tão insatisfeitos quanto eu por estarem aqui. Meu nome é Singed, serei o professor de química de vocês.
 O diretor Braum lançou um olhar de reprovação para o professor de química, mas logo em seguida riu, fazendo com que Singed risse também, deixando sua apresentação extremamente ambígua: seria ele um carrasco ou um brincalhão?
 O próximo professor a se apresentar parecia mais simpático e analisava tudo com um sorriso levemente convencido nos lábios. Sua face era coberta por uma espessa barba morena, seu cabelo era liso e penteado para trás, e suas sobrancelhas eram grossas como taturanas. Vestia uma calça jeans comum, uma camiseta branca e um casaco preto de couro. Pegou o microfone sorrindo novamente e começou a falar:
 - E aí, seus moleques! Sou o professor Graves e darei as melhores e mais inesquecíveis aulas de história que vocês já tiveram o prazer de assistir!
 Uma grande parte dos alunos deram gritos de aprovação e torcida ao ouvirem as palavras do professor, que deu uma piscadela e fez reverências enquanto dava o microfone a uma mulher alta que estava ao seu lado:
 - Bom dia, sou Ashe e serei a professora de geografia. Espero que possamos nos conhecer bem ao longo do ano letivo! - a mulher disse com um sorriso simpático, enquanto colocava uma mecha de seu cabelo cor de platina atrás da orelha. Vestia uma regata azul com um decote generoso e detalhes em dourado com uma calça preta agarrada ao corpo. Nos pés avistava-se botas de salto fino. 
 - Espero poder realmente conhecer ela bem...- um garoto sussurrou atrás de Lux e suas companheiras, que deram careta de reprovação, embora concordassem que sua professora era realmente atraente.
 Aos poucos todos os professores foram apresentados. Camille lecionaria matemática, Illaoi era professora de educação física, Zyra de biologia, Jhin cuidaria das aulas de literatura, Leona ensinaria sociologia, Tryndamere filosofia e, por fim, Zilean daria aulas de inglês. Ao fim das apresentações dos professores, todos os alunos foram liberados para conhecerem suas salas e seus horários, tal como as atividades extracurriculares disponíveis:
 - Quero entrar no clube de desenhos! - Lulu disse animada às suas companheiras.
 - E eu quero entrar no time de futebol! - Poppy afirmou com tanta animação quanto sua amiga de cabelos verdes.
 - Eu quero entrar no clube de destruir o crânio do professor de química! - Jinx ironizou, fazendo uma arminha com os dedos e a apontando para a direção do professor Singed.
 Lux revirou os olhos, e disse com um sorriso esperançoso:
 - Às vezes ele é apenas brincalhão, Jinx.
 A garota dos cabelos cor de cereja olhou para Lux com olhar pesaroso, e colocando a mão sobre seus ombros disse:
 - Você é ingênua demais para esse mundo, cabelo de chiclete! 
 - Ao menos eles parecem ser bem competentes - Janna disse, atraindo o olhar de todas as suas amigas. Constantemente era censurada por ser demasiadamente formal e imparcial, características que havia aprendido com o passar dos anos e experiências anteriores bem amargas. Contudo sentia-se culpada por não conseguir ser positiva como Lux, engraçada como Poppy e Lulu, ou até mesmo petulante como Jinx.
 Lux notou o constrangimento de sua companheira, embora esta tentasse ao máximo disfarçar, por trás de seu semblante inssondável, e decidiu mudar de assunto:
 - Acho que devemos procuras nossas salas, não é? Podemos começar procurando a de Poppy e Lulu. Será melhor conhecermos onde vamos ficar o resto do ano, e logo depois vamos atrás dos nossos armários. Por sorte eles ficam pertinho um do outro. E ainda por cima podemos conhecer o espaço da escola e os clubes de atividades - Lux começou a tagarelar, como era de costume, eaté ser interrompida por Jinx, como também era de costume:
 - Vou até o inferno com você, só para te ver quietinha, Lux!
 Lux soltou uma risada e, junto com suas companheiras, deixou o ginásio, dando de cara com um belo gramado, com flores e árvores com frutos:
 - Não sabia que tínhamos um jardim... - ponderou Lulu, maravilhada com a diversidade natural do local.
 - Devem ser ótimas para escalar! - completou Poppy.
 - Esse é nosso pátio, mas vocês podem chamá-lo de jardim e também podem subir nas árvores, desde que não causem muito tumulto - uma voz masculina muito bonita disse atrás das garotas, fazendo com que todas dessem um pulo e olhassem assustadas, encontrando um garoto alto e forte, com cabelos bem loiros, rodeados com algumas mechas avermelhadas, olhar travesso e sorriso simpático, ao lado de uma jovem não tão extrovertida de cabelos cor de vinho e orelhas felpudas brotando em cima de sua cabeça
 - Vocês tem pés de galinha! - Lulu deu um gritinho de empolgação, apontando para os pés esquisitos de seus novos companheiros.
 - Lulu! Que grosseria - Lux reeprendeu a garotinha, que não se intimidou muito com a bronca, fazendo com o que o rapaz desconhecido risse.
 - A senhorita tem orelhas de ratinho e nem por isso fico gritando para todo mundo sobre isso - o garoto respondeu, puxando delicadamente uma das orelhas de Lulu, fazendo com que a garota corasse - Muito prazer, senhoritas. Meu nome é Rakan, e essa beldade ranzinza ao meu lado é Xayah, minha namorada. Ouvi dizer que são novatas, é verdade?
 - Sim, nos estabelecemos na cidade faz pouco tempo - Lux respondeu, feliz por Rakan não ter se insultado com o comentário de Lulu.
 - Isso é incrível! Espero que gostem do colégio. Têm muitas pessoas incríveis para conhecer, e algumas nem tão incríveis assim, para ser sincero. Se precisarem de alguma ajuda, ou de algum grupo de pessoas lindas e legais, podem se juntar a nós na hora do intervalo - dito isso, Rakan deu uma piscadinha e se virou, indo embora com a namorada, que limitou-se a dizer um breve "tchau".
 - Lulu nem ao certo chegou ao colégio com essa saia e já conquistou um cara comprometido! - Jinx caçoou da mais jovem, que apenas soltou um risinho - Aproveite, Lulu, já que gosta tanto de animais, pode facilmente gostar de um cara metade passarinho.
 Lux colocou a mão na boca de Jinx, interrompendo sua conversa com Lulu com os olhos azuis desesperados:
 - De qualquer maneira acho que a Lulu é muito NOVA para arrumar algum tipo de namorado, principalmente se esse menino já tiver namorada!
 Lulu deu de ombros e garantiu a todas de modo cômico que pretendia focar em seus estudos antes de procurar o tipo de distração que um namorado poderia oferecer. Poppy a encarou confusa, parecendo não entender a maturidade de sua amiga.
 Para a surpresa das meninas, suas salas se encontravam em um único corredor, començando com o Ensino Fundamental e terminando com o último ano do Ensino Médio, o que foi um alívio, visto que elas não estariam tão distantes, embora estivessem em salas distintas. Pensando nisso, Janna franziu o cenho, desgostando da ideia de ter que ficar sozinha em sua sala de aula, uma vez que era a mais velha da turma. Lulu e Poppy estariam juntas, assim como Jinx e Lux, contudo ela permaneceria sem nenhum amigo próximo, o que a obrigaria a, mais cedo ou mais tarde, procurar algum que tornasse suas manhãs mais suportáveis.
 Após encontrarem suas salas, Lux sugeriu que todas fossem procurar seus armários, que para o desconforto de todas ficava bem longe do corredor das salas de aula, em outro espaço do colégio. Depois de alguns minutos tentando se encontrar em meio a imensidão do local, as garotas enfim conseguiram achar os armários que, de modo não muito empolgante, ocupavam um grande corredor e tinham numeração extremamente pequena:
 - Bem, acho que devemos procurar os nossos - Lux anunciou o óbvio, começando sua implacável busca - Só temos que achar o número 1402 e seus quatro consecutivos. Não deve ser tão difícil. Esse aqui já é o 1389 - disse sorrindo e apoiando o corpo no armário, sendo logo em seguida bruscamente interrompida por uma garota alta e seus quatro companheiros
 - Você sabe que esse é o meu armário, não é? - perguntou de maneira pouco educada e amistosa.
 - Ah, sim, me desculpe por isso... - Lux gaguejou, sentindo-se intimidada - Eu estava procurando o nosso e entã...
 Foi interrompida novamente pela garota:
 - Realmente não me importo com sua história, desde que saia da frente do meu armário, e de preferência dos outros também, pois pertencem aos meus amigos.
 - Ahn...certo. Me desculpe novamente, não queria ter entrado no seu caminho dessa forma - Lux então recompôs sua postura e sorriu - Eu sou Luxanna, mas podem me chamar de Lux. Essas são minhas amigas, Poppy, Jinx, Lulu e Janna. Somos novas aqui!
 A garota briguenta analisou cada uma com olhar minuncioso e arrogante. Lulu e Poppy acenaram contentes, enquanto Janna e Jinx a encaravam com a mesma expressão de desinteresse:
 - Que gracinha... Eu sou a Ahri, mas vocês provavelmente descobririam sozinhas. Esses são meus amigos, Ezreal, Syndra, Miss Fortune e Soraka.
 Ezreal era o único garoto no grupo, e sorriu ao ser apresentado. Tinha cabelos loiros bagunçados e olhos azuis. Miss Fortune era alta e com um belo corpo e um belo cabelo ruivo, porém uma cara muito antipática. Soraka parecia tímida e deu apenas um breve sorriso e Lulu não pôde deixar de notar que a garota tinha orelhas como a dela, além de cascos de cavalo e uma bela cabeleira verda água. Ahri, de longe, era a abelha rainha do grupo. Seus cabelos eram longos e tinham cor de pêssego, seu corpo e postura eram notáveis, porém não chamavam tanta atenção quanto as nove caudas de raposa que saíam do seu tronco, fofas e arrumadas, assim como suas orelhas. Por fim, Syndra tinha cabelos roxos e uma expressão malvada.
 - Agora que nos apresentamos, espero não vê-la nunca mais - Ahri disse, virando-se para ir embora e propositalmente esbarrando as nove caudas na cara de Lux, que mesmo assim se despediu alegremente.
 Jinx fitou a comitiva afastando-se e fez som de quem ia vomitar:
 - Nunca odiei alguém tanto assim na minha vida. Que garota ridícula! Dá vontade de fazer um grande nó com aquelas nove caudas!
 Lux concordou com um suspiro pesaroso:
 - Elas parecem bem malvadas, mas Soraka e Ezreal parecem razoáveis.
 - Gostei de Soraka, ela tem cascos de cavalo e um cabelo comprido para fazer tranças! - Lulu opinou, com um sorriso fascinado - E ela tem cheiro de estrela!
 - Ok, ok, tampinha! Acho que alguém comeu muito açúcar no café da manhã - Jinx interrompeu, batendo sua mão na cabecinha de Lulu - Aliás, Janna, qual foi o problema daquela Syndra contigo? Achei que ela ia tacar um armário na sua cara.
 Janna olhou horrorizada para Jinx, perdendo a cor lentamente:
 - Eu não sei. Nunca a vi antes - Janna respondeu, por fim, um pouco mais afetada do que de costume - Penso que apenas não gostou de mim.
 - Duvido que elas sejam capazes de gostar de alguém, afinal - Lux disse com um sorriso triste - Mas não vamos nos abalar por isso! É nosso primeiro dia, devemos conhecer pessoas legais também, como Rakan e...bem, talvez Xayah. Acho que devemos entrar em nossas salas de aula e conhecer nossos colegas, não acham?
 Lulu e Poppy concordaram de prontidão, correndo para a sua sala:
 - Elas terão menos dificuldades que nós - Janna disse, sorrindo - Desejem-me sorte em minha sala.
 - Se esforce para fazer amigos - Lux sugeriu, dando tapinhas nos ombros de Janna, cena que beirava o ridículo, visto a diferença de altura entre as duas.
 A mais velha assentiu com a cabeça, caminhando até sua sala e deixando Lux e Jinx caminharem até a sua, que estava cheia de adolescentes barulhentos e inquietos. As garotas timidamente escolheram cadeiras do fundo para sentar, e ali permaneceram, até que foram interrompidas por um garoto de pele negra e cabelo branco:
 - E aí, sou o Ekko! Quem são vocês?
 Jinx tomou a frente e disse com determinação:
 - Sou a Jinx e essa é minha amiga Lux!
 - Legal, bem-vindas, novatas! Muito provavelmente sou o cara mais legal da sala. Posso apresentar alguns amigos para vocês!
 Lux e Jinx concordaram e foram introduzidas em uma roda de meninos e meninas. Draven era forte, alto e muito convencido e, segundo o mesmo, era irmão de Darius, um garoto que deveria estudar na sala de Janna. Karma também tinha pele escura e parecia ser simpática e muito calma, segundo os amigos gostava de meditar o dia todo. Riven era forte, determinada e tinha um corte de cabelo muito legal. Viktor era antenado com a tecnologia, Taliyah era divertida e Sona era quieta, mas Jinx e Luz só descobriram mais tarde que a garota era muda.
 - Essas são as pessoas bacanas da sala, exceto o Draven, que pode ser bem chato de vez em quando - Ekko disse, levando um tapinha de Draven.
 Lux ficou feliz por, enfim, conhecer pessoas legais e inclusive começou a conversar com seus novos amigos, como Jinx, porém essa mantinha uma atenção especial em Ekko, o que mais tarde Lux teria que apontar em alguma piada. Estava convencida de que quase todos em sua sala eram incríveis, tirando uma garota de cabelo negro que fora apontada como falsa, e um rapaz de roupas esquisitas e cabelo loiro e longo que era apenas estranho. Porém sua lista de pessoas a evitar apenas aumentou assim que avistou Soraka e Ezreal entrando pela porta, com olhares perdidos.
 Ao ver a garota, Ezreal imediatamente se dirigiu a ela, seguido por Soraka:
 - Ei, Lux, certo? - perguntou com um sorriso simpático.
 - Sim, isso mesmo - Lux respondeu de forma seca, deixando o rapaz sem jeito.
 - Ahr...me desculpe pelo o que aconteceu mais cedo, Ahri consegue ser bem chata quando quer.
 - Eu notei. Ela está nessa sala também? - Lux perguntou mais interessada do que pretendia parecer.
 - Não, ela e as outras garotas estão um ano na nossa frente.
 "Pobre Janna" pensou Lux, sentindo muito pela companheira.
 - Espero que eu consiga causar uma melhor impressão em você e em suas amigas - Ezreal retomou a palavra, dando outro sorriso na direção de Lux, que dessa vez correspondeu com vontade.
 - Tenho certeza que conseguirá - Lux respondeu, já convencida de que Ezreal era diferente das garotas insuportáveis que ela conhecera antes - Aliás, essas carteiras estão desocupadas, podem se sentar aqui.
 Soraka e Ezreal agradeceram e sentaram-se diante de Lux:
 - Minha amiga, a baixinha de cabelos verdes, adorou você - a menina comentou com Soraka, que deu um sorriso terno.
 - Ela parece ser bem especial - comentou.
 Lux se encheu de orgulho ao falar de Lulu:
 - Ela é bastante! É um doce, gosta de ler, gosta de desenhar e parece sempre saber exatamente tudo o que está acontecendo, é bem sensitiva. É uma pena que tenha dificuldades em fazer amigos, pois vive sempre em seu próprio mundinho, e ás vezes ele é meio esquisito.
 - Com certeza será uma estrela brilhante - Soraka deixou escapar, intrigando Lux com seu comentário. 


Notas Finais


Deixem nos comentários suas opiniões, suspeitas e também os shipps que mais adoram hehehe
Beijiinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...