1. Spirit Fanfics >
  2. Sweet but psycho- San, Ateez >
  3. Fifth chapter

História Sweet but psycho- San, Ateez - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem a demora meus amores! eu juro que não foi proposital! após o Ano novo minhas aulas voltaram junto com provas..

Me falem sinceramente como está a fanfic..eu não estou muito confiante sobre ela.

Capítulo 5 - Fifth chapter


Fanfic / Fanfiction Sweet but psycho- San, Ateez - Capítulo 5 - Fifth chapter

Não podia mentir que estava mega curiosa sobre o garoto ao qual parecia cada vez mais interessante, dei de ombros me levantando da cama vendo que a dor ao qual sentia antes havia aliviado. 

 

Soltei um suspiro me aproximando da bancada ao qual pertencia a San e olhei em volta vendo se o caminho estava livre, o móvel aparentava estar mais que normal, bufei abrindo o mesmo ao qual me arrependi ao ver revistar eróticas dentro da gaveta.

 

-Ok eu não vou me perguntar o porquê de ter aqui isso mas tudo bem, cada um com seus belos fetiches não é mesmo?

 

Sussurrei sentindo uma respiração em meu pescoço ao qual olhei rapidamente para trás gritando e recebendo um olhar confuso.

 

-Ue, não sabia que gostavas desse tipo de revistas.

 

Sussurrou San retirando o objeto mencionado dentro da gaveta logo se sentando na cama olhando a página frontal como se tivesse a ver uma revista de perfumes ou de qualquer coisa, parecia que não dava nem se quer a mínima com o que tinha em mãos, suspirei profundamente e me levantei recompondo-me e cruzo meus braços tossindo falso para receber a atenção do maior ao qual me olhou de relance e voltou a olhar a revista dando de ombros.

 

-Quem é você hein?!

 

Questionei sem paciência vendo o mesmo me olhar confuso.

 

-Ué, Choi San, prazer?

 

Respondeu indiferente dando pequenas risadas em seguida.

 

-Não é isso! penso que você guarda algum segredo ao qual não é muito amigável!meus sonhos concordam comigo.

 

O mesmo largou a revista desmanchando o sorriso e logo se levantou colocando ambas mãos em seus bolsos olhando em meu rosto fixamente e coçou a nuca pensativo.

 

-Ué? a visita do seu namorado deve realmente ter lhe feito mal, fico completamente agradecido que você sonhe comigo aliás, é um bom avanço querida.

 

Respondeu me olhando fixamente e eu logo bufei agarrando na gola de sua blusa o puxando contra mim escutando um arfar escapar dos lábios do garoto pelo susto ao qual riu minimamente em seguida.

 

-San eu estou falando sério! 

 

Escuto o mesmo suspirar e logo sinto agressivamente o contacto da gélida parede contra minhas costas ao qual fez com que eu arregalasse os olhos, o ar do garoto estava estranho, estava me deixando fraca e sedenta ao maior.

 

-Eu também estou falando sério.

 

Sussurrou punhando sua perna entre as minhas e logo escuto sua risada irónica. Oque foi essa sensação, na verdade oque ela é? porque o olhar do garoto era tão obscuro, tão sedutor, parecia que por uns leves momentos havia sentindo que meu corpo estava sendo controlado por Choi San, por seu olhar.

 

-San..pare com isso..me solte agora..

 

Após tal comentário observo o mesmo sorrir e selar meu pescoço me puxando para um abraço ao qual me deixou minimamente confusa, mas afinal o que tinha Choi San, retribui o abraço receosa enquanto conseguia sentir novamente a respiração do garoto em minha nuca ao qual meu corpo não conseguia se controlar em ficar completamente estático.

 

-Eu sou normal, não tenho nada a esconder, gatinha.

 

Sussurra baixo e logo suspiro sentindo umas mãos sobre meu quadril ao qual as retirei da área rapidamente, me afastei observando o mesmo humedecer seus lábios e seguidamente cerro meus punhos e me retiro do cómodo sem deixar ambos falar qualquer tipo de coisa, pois teria certeza que um de nós falaria uma merda.

 

¥••••In class••••¥

 

Parecia que as horas não passavam, eu ainda estava na quarta aula, só de pensar que teria ainda mais quatro me deixa meramente estressada, eu apontava com cuidado os apontamentos da aula mesmo não tendo tempo suficiente de os terminar, pouso minhas mãos em meu rosto logo olhando em direção a Song Mingi, um dos amigos de San se não me engano, meu olhar é retribuído logo pelo mesmo ao qual sorriu adorávelmente e não contive em sorrir de volta voltando a olhar meu caderno, ok? com certeza não existe algo mais aleatório do que o que eu fiz agora?

 

-Senhor? posso ir no banheiro?

 

Questionei ai meu professor que lá deixou mesmo resmungando ao dizer que podia muito bem ter ido na merda do banheiro no intervalo mas nem ligo, apenas queria um arzinho, nem que seja um pouco!

 

Sinto uma mão segurar meu pulso e eu revirei meus olhos imaginando quem poderia ser.

 

-Olha San eu sinceramente não posso brin..

 

Paro na hora em que vejo Hanjeul não com uma boa cara, engulo seco tentando me livrar de suas mãos ao qual foi em vão.

 

-Tu não devias estar na sala,vadia?!

 

Questionou mal humorado e logo cerrei meus punhos rindo com sua frase e dei de ombros negando com a cabeça.

 

-Onde eu estou, Onde eu vou, Onde devia estar não te diz respeito nenhum, afinal, meu querido, eu não sou nada além de um objeto teu, não tenho motivos para te dar justificações sobre isso.

 

Sussurro confiante recebendo um tapa em meu rosto ao qual pousei a mão no local resmungando e deixando escapar algumas lágrimas que insistiram cair.

 

“Ele já te fez tanto mal.”

 

Abro meus olhos após escutar tal frase em minha mente, a frase ao qual foi dita em meu pesadelo..

 

“Mate o seu namorado”

 

Engasgo pela falta de ar momentânea que meus pensamentos haviam trazido e logo olho o rosto do garoto algo que segurou meus cabelos me puxando fazendo com que eu caisse em cima de seu corpo, o maior riu alto negando com a cabeça pousando suas mãos em minhas nádegas.

 

-Já querendo nessas horas?..

 

Suspiro profundamente escutando a risada alta e irónica do garoto ao qual podia sentir minhas veias se queimarem pelo ódio que estava sentindo, olhei rapidamente para seu rosto e o soquei vendo o garoto ir repentinamente contra a parede.

 

-SUA..

 

No momento em que o mesmo iria me bater sinto meu corpo sendo puxado para que saisse da direção ao qual apanharia, quando iria agradecer ao suposto herói arregalo os olhos ao observar a roupa escura, cheia de correntes ao qual aquela “gangue” usava em meu pesadelo, olhei rapidamente para trás assim que escuto um gemido de dor, meu ar havia sumido ao ver que era o garoto ao qual me influenciava matar meu namorado em meu pesadelo, aquele que sentiu raiva..e acabou sendo ele a matar o Hanjul?

 

-Pera..calma..

 

O mesmo havia socado a barriga de meu namorado e logo colocou um dedo sob seus lábios cobertos pela grande máscara preta indaguando um “shh” em minha direção e saiu andando.

 

-Quem são vocês!

 

Questionei olhando para trás vendo que o outro garoto que estava aqui havia sumido.

 

Oque aconteceu nessa escola?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...