História Talvez, apenas você - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Elsword, Grand Chase
Personagens Add, Aisha, Anna "Rose "Testarossa, Arme, Ciel, Dio, Edel Frost, Elesis, Elsword, Eve, Lass, Lin, Lire, Luciela "Lu" R. Sourcream, Lupus Wild, Mari, Raven, Rena, Rey Von Crimson, Ronan, Sieghart, Uno, Veigas Terr, Zero Zephyrum
Tags Depressão, Drama, Romance, Shipps (pelos Meus), Siegxelesis
Visualizações 22
Palavras 2.031
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Incesto, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aaaaaaaaaaaaaaaahhh!!! que fofo

Capítulo 5 - Memorias de um imortal ( part 2)


Fanfic / Fanfiction Talvez, apenas você - Capítulo 5 - Memorias de um imortal ( part 2)

Continuando:

- Eleria... - Me sinto tão cansado que nem queria levantar.

- Hmm... Sim Ercnard huhu desculpa não queria acorda-lo com o barulho.- Ela da um belo sorriso eu tava precisando esse dia.

- Tudo bem. - Digo me apoiando em uma das minhas mãos.

Ela levanta e tras meu café da manhã.

- Sabe que não precisava me servi na cama né. Não to doentinho nem nada. - Abro um grande sorriso para ela.

- Adoro ver seu sorriso tão brilhante. - Ela diz isso passando a mão em meu rosto.

Eu queria que isso durante para sempre tão macio só queria deitar com ela e fica na cama mesmo e que o resto do dia se fode-se. Coloco meu café da mão em cima do armário e a abraço deitando-a na cama comigo.

- Ah por que acordar agora. - Falo isso a beijando e faço cosquinha nela.

Apos ter feito isso posso escutar suas levas risadas e pedindo para parar.

- Bom vou tomar meu café da manhã na cama que a senhorita me deu e forçadamente irei me levantar rsrs. - Fico rindo disso

( a sim ela era virgem ainda)

Enquanto estava tomando meu café apos acabar eu vejo ela se deitando em cima do meu colo seus cabelos vermelhos se espalhava pelas minhas pernas e eu acariciava seus cabeços e fazia cafuné nela.

- Hey Siegh que tal sairmos um pouco queria te mostrar um lugar especial. - Ela fala tão sorridente.

- Como resistir a esse pedido sorridente. Ok vamos, mas vou me arrumar primeiro.- Digo isso de ironia.

-Claro que sim né idiota! - Ela me responda fazendo uma expressão de mal humor.

Eu me levanto ela também e nos arrumamos para sair. Apos esse tempo já que ela iria me levar para um lugar especial para ela queria fazer uma surpresa sobre um pedido que queria faze-la a muito tempo.

´´ Sieghart se arruma e Eleria também ele saem de casa e fazem uma bela de uma caminha até ela chegar nesse lugar especial. Era um campo verde florido e com uma grande e torta árvore de sakura.´´

- Que belo lugar.- Digo olhando ao redor.

- Acho? - Ela corre sorridente como uma criança.

Ela se sentou debaixo da grande árvore que caia pétalas rosas no campo verde. Eu sento do lado dela e me encosto da árvore ela me abraça e me oferece a deitar no colo dela e eu deito sem ao menos tentar negar ( por que negar não é mesmo). Passamos bastante tempo ali eu cheguei a dormir, o céu escurecia e eu acordo de repente por uma voz doce me chamando

- Ercnard, Ercnard, Ercnard... - Ela me chamava sem parar.

Ela me chamava, me chama e me chamava me sacudia levemente como se fosse realmente acordar alguém mas sua voz doce não dava pra resistir.

- Diga pequenina. - De fato falar isso era verdade.

- Seu idiota não sou pequena!!- Ela fica brava.

- É sim. - Digo me levantando.

- Esta tarde Ercnard Vamos voltar para casa antes que escureça de vez. - Ela diz preucupada comigo.

Nos levantamso e por um golpe de surte a caixinha caiu e eu me lembrei de fato o que ia fazer.

- Eleria. - Digo a puxando de volta.

- Hmm... Diga.- Ela fica confusa.

Eu me acaixo e levanto a caixinha eu abro o mesmo.

- Eleria Forst que casar comigo? - Falo com medo de levar um não.

Ela me olha assustada e depois da um grande sorriso.

- Eu aceito Ercnard Sieghart. - Ela parecia não saber o que expressão ela fazia além do seu sorriso.

Eu me levanto e coloco o anel em seu dedo que coube perfeitamente já que eu comprei do tamanho mais aleatório. Depois disso voltamos para casa e ela preparou o jantar e eu fui me arrumar para comer e depois dormir e ela faz a mesma coisa. Para ser sincero esse foi um dos dias mais felizes da minha vida.

Alguns meses apos o pedido de casamento:

Esse tempo nós já tínhamos preparado o casamento, esse dia seria um dia especial e o casamento foi programado no mesmo lugar que a pedi em casamento.

´´ Alguns dias depois o dia do casamento chegar e Eleria foi se vestir enquanto Sieghart esperava no altar.´´

Ela esta linda nesse vestido brando, eu espero ansioso por sua chegada no altar para que possa finalmente definitivamente ser pra sempre minha.

´´ Apos sua chegada no altar a Rainha de vermécia faz a cerimonia do casamento. Dito todas as quelas palavras (blablabla) Eles se beijaram e a noiva jogou o buque de flores vermelhas.´´

A festa começa e todos comem e se divertem muito até mesmo dançam eu esperava acabar logo pra ir para minha casa com minha noiva e poder ficar com ela na cama a noite toda aproveitando este dia. A festa acaba todos vão embora (aleluia irmão) principalmente eu.

Voltamos para casa nos arrumamos e ficamos o dia todo de bobeira eu apenas me sentia feliz.

Um tempo depois:

Com o tempo fui mandando por varias e varias missões e minha mulher estava em casa cuidando da nossa criança ( olha a camisinha cade?) Me sentia aliviado em saber que ela estava em casa bem e meu filho também. Mas eu não esperava que isso fosse de fato acontecer.

Estava numa missão meio que sem volta contra a Rainha das trevas mas para mim já não era sem volta. Ela fez algo, Alguma coisa aconteceu e eu passei despercebido? Nem mesmo eu conseguiria saber como isso foi acontecer além da imortalidade eu também adquiri forte manipulação de magia negra e isso possou muito tempo passando pela minha cabeça parecia totalmente errado ( é parecia, perecia que eu não poderia ser amada também)

´´ Passou-se sua missão que infelizmente não conseguiu completa-la e isso de fato não era ´´ruim´´ pois agora ele é um imortal e poderia fazer isso novamente sem problemas de quanto tempo levaria. De fato isso não era um dos maiores problemas o verdadeiro problema era como iria dizer isso a sua esposa e o que essa imortalidade faria com o resto da sua vida.´´

Ao chegar em casa não sabia como iria dizer se dizia ou se eu deixasse quieto e tenta-se esquecer toda essa loucura, mas não podia deixar de fato isso de lado um acontecimento terrível havia acontecido e não sera a primeira vez isso parece que vai ficar muito pior.

- Eleria. - Chamo-a para falar de fato o ocorrido.

- Sim diga? Fale mais baixo para não acordar Elder. - Ela diz se dirigindo a mim.

- Eleria eu tenho uma coisa, uma noticia meio confusa para você. - Dito isso me sinto frustrado pois agora é a hora da verdade.

- Tudo bem pode falar. - Ela me acaricia.

Eu explico para ela exatamente o que de fato aconteceu para eu ser imortal e a reação dela foi umas das reações mais confusas que eu já vi, não sabia se ela iria brigar, gritar ou se sentir mal ou triste por isso, então ela apenas deu um sorriso e me disse que estava tudo bem que não precisava ter raiva ou medo disso e que um dia poderíamos da um jeito nisso.

De fato aquilo me deixou mais tranquilo mas algo na minha cabeça dizia que isso não esta certo que algo esta muito errado e que talvez essa imortalidade não fosse me deixar. Apenas fui me arrumar para dormir, apenas quero me desligar e esquecer que isso aconteceu pelo menos hoje.

Alguns anos a frente:

O tempo se passava e não tinha resultado sobre minha imortalidade e com o tempo podia ver meu filho crescendo e crescendo já estava se tornando um verdadeiro cavaleiro e minha mulher ia adoecendo com o tempo não esperava eternidade dela mas não queria deixar ir se eu não fosse também. Talvez egoismo ou posse pode até ser mas tudo que queria era estar com ela sem me preocupar muito com o resto.

Sacrifícios são feitos todos os dias e não sera de fato que isso iria mudar...

Durante muito tempo Eclipse Duel veio incomodar e essa guerra não iria acabar sem alguns sacrifícios eu já sabia disso mas não imaginava ser tão infeliz por isso. Apos muito tempo não só eu como minha mulher foi selecionada para guerra como cavaleira de Serdin Eleria Frost ela não poderia ficar de fora e ao invés de ajudar eu fiz com que a pessoa que amava desse sua vida pela minha.

´´ Soldados ao redor do mundo foram selecionados para essa guerra todos sabiam que Eclipse Duel não iria deixar quieto até que levasse tudo de grande valor das vidas mortais. Sua gerra causou um grande caos por todo lugar fazendo aquilo que a Rainha das trevas não conseguiu fazer de grande sucesso.´´

Todos saíram feridos outros até mortos eu não podia deixar aquilo tomar o mundo inteiro e foi ai que a ficha caiu talvez se fosse a frente eu teria sido menos quebrado. Apos um grande ataque que iria sofrer por ter deixado minha guarda baixa não fui eu que cai.

- Eleria... - Pude ver minha mulher morrer na minha frente.

Como isso foi triste nunca esperava isso de pessoas mortais mas acredite isso realmente aconteceu.

- Esta tudo bem Siegh nos veremos novamente um dia. - Ela diz com tanta dificuldade e tranquilidade com aquele grande sorriso que se pois a sumir pra sempre da minha vida.

Ela depois disso caiu morta no chão eu não podia deixar barato eu apenas o ataquei sem pensar duas vezes minha irresponsabilidade fez com que a pessoa que eu amava sumisse sem mesmo nem pensar como seria o final dessa grande destruição.

´´  Sieghart e Duel acabaram causando grande estrado a todo mundo mais Sieghart saiu ´´vitorioso´´ dessa batalha apos o desaparecimento de Duel e assim recebeu o título de destruidor.´´

Talvez ela saiba talvez nunca deixei claro o quanto ela faria falta em minha nova vida e talvez ela tivesse seu destino selado a dor talvez, talvez , talvez suposições me fazem ser um grande idiota por que ser um imortal se nunca sabe de fato de alguma coisa?

´´ Ao voltar para casa seu filho ao ver seu pai sozinho já deveria saber a resposta mas fez a pergunta mesmo assim. Ao passar do tempo sieghart viu seu filho crescer, crescer e crescer se tornar um grande cavaleiro e um grande homem também isso tudo antes dele desaparecer.´´

Um tempo depois até sua situação atual:

Apenas não queria perder ela, apenas não queria que ela desaparecesse, Elesis me lembra aquele brilhante sorriso a pessoa que eu tanto amava, eu desapareci por grande tempo da vida das pessoas ao meu redor mas não quero mais deixa-la ir, não quero perde-la> Eu prometi protege-la e é isso que quero fazer eu vou protege-la custe a minha vida apenas não quero perde-la como perdi Eleria.

´´ A batalha de Elesis e Lin contra o mago sombrio fez com que Elesis sumisse por um tempo em que só podia ouvir o barulho de sua espada e com isso ela escondia o grande segredo de ter guardado o el negro com ela ( de fato ninguém tava nem ai e nem perceberam isso).´´

Agora:

Essas coisas invadem minha mente sem ao menos um pingo de consideração ao meu coração.

- Siegh.- Ouso a voz de Elesis me chamar.

- Sim?- Falo totalmente confuso com sua presença.

- Aqui, você não entrou então não vi tomar muito seu tempo.- Ela diz me trazendo uma bandeja de comida.

- Não deveria estar na enfermaria?- Pergunto a ela depois daquela pequena situação ( pequena)

- É podemos se dizer que estou melhor e que agora estou preenchendo um monte de papelada. - Diz ela se levantando.- Espero que goste foi a Lin que fez.- Fala ela saindo.

- Obrigado. - Me impressiono com sua atitude

Talvez nem tudo seja tão diferente hoje ainda vejo aquela carinha de anjo ser alguém gentil mesmo mal humorada sempre.

Assim acaba o dia de todos.

 


Notas Finais


Oh minha criatividade não tava legal eu dei o nome do filho dele de Elder ponto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...