1. Spirit Fanfics >
  2. Teu Semblante >
  3. Tiro Cego

História Teu Semblante - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Olá vocês ai do outro lado da tela.
Chegamos ao Cap 5, o mais introspectivo de todos, sem perder o humor.
espero que gostem.

Erros gramaticais considere como liberdade poética.

Capítulo 5 - Tiro Cego


33 horas e 21 minutos para o prazo

 

Quem está me chamando ? Não, não quero abrir os olhos, me deixa. Eu só quero dormir… não, sério, me deixa dormir, se eu acordar… se eu acordar tudo terá sido só um sonho. 

Tá bom, venceu.

Onde eu tô? Guto !? Eu e você, nós não…?

— Difícil hein Lica. Eu tô atrasado para a Igreja, deixei a chave da porta na cozinha. Quando sair é para trancar.

Mas do que ele está falando ? Não foi tudo um sonho?

 — Ah não esquece que tem que alugar um carro grande, se  não o corpo não cabe. 

Poderia jurar que minha cabeça dói por ressaca, seria mais fácil de lidar. Um comprimido, muita água ou apenas caindo ainda mais nas bebidas. Talvez a nicotina para acalmar e tentar fugir em meio da fumaça. 

Um corpo, o corpo dela. Não foi tudo um sonho, ela realmente vai voltar e eu vou ter que trazê-la de volta?  Minha Samantha vai voltar...

— Não queria te assustar.

... E isso me assusta.

— Você não me assusta.

— Eu sei que o que pedi  é demais, é arriscado e perigoso…

— Sam, para, tá tudo bem, a gente vai lá e rouba seu corpo. Tá tranquilo.

Mesmo? Como posso trazer a vida para alguém se não consigo sentir a própria vida. Eu me puxo e  empurro em meio a inércia, acabando na eclosão de desejos sem um rumo, sem um sentido além do caos em cada centímetro. Vi e ouvi dela que não conseguiria, não podia mudar o mundo. Ouvi de outros lugares o mesmo, inconstante e incapaz, são os adjetivos que carimbaram em minhas costas.

Poderia fechar essa porta e continuar andando, andando sem o peso abismal em meus ombros. O peso de saber que se eu tocar estarei estragando o que vier, um ciclo senil. 

Não quero estragar a Samantha. 

Eu sei que tenho um lado obscuro, só não queria que tivesse visto-o tantas vezes. Sou um retrato que meu pai revelou, o dissimulado, falso, indecoroso, que deixou  seus vestígios em minhas veias e não consigo lutar contra isso.

Não vou mentir, eu já quis tanto deixar de existir. 

Já errei mais de cem vezes, pedi perdão e voltei a repetir. Mas ao te ver pude encontrar um mundo novo que conseguia estar e ser, sem precisar de máscaras, era como um sopro de ar. 

Consigo vê-la me olhando do alto, mas será que ela também me vê? Ver além das etiquetas, dos rótulos, da herança, do rascunho do que eu acho que sou.  


 

 

— Ela consegue te ver daqui ? — Bruna e Samantha acompanhavam do alto o caminho que a Heloisa fazia após o aluguel do carro. — Essa conexão entre vocês duas é algo que nunca vi gente. 

Pensando no que responderia, sentiu algo rolando  em seu rosto, mesmo não tendo qualquer sinapse que pudesse gerar nenhum tato, tocou a face recolhendo uma lágrima que escorria solitária. 

 

28 horas e 43 minutos para o prazo

Era uma festa de adolescentes, temática anos 80, todo mundo dançando quando ela aparece, se infiltrando, se aproximando, me beijando. Um beijo rápido, sem sentimento ou desejo, apenas a descontração do momento. De tão inesperado me deixou rindo quando saiu. Foi ali que a chave virou e tudo mudou. 

— Alguém me chamou quando estava no espelho.

— Como assim? — O espanto era notório, assim como o meu também. — Os portais são individuais, é simplesmente impossível isso acontecer. 

— Mas chamou de “Sammy” ainda.

— Não menina,  tá viajando, vocês humanos são meio tantam das ideias. 

— Ué, não é aquele papo de “criados na imagem e semelhança''? 

— Iih, vocês são feitos de barro, se oriente. Nós temos um ditado que todo humano é burro até que se prove o contrario, e adivinha?  

— Vocês são péssimos Deuses… — me enrolei como um caracol avistando a cidade e uma vida que já não tenho mais certeza se quero correr de volta a ela...  

— Samantha. Sinto que você está hesitante desde ontem.

Talvez não fosse somente meu ser transparente, como meus pensamentos também. Durante alguns momentos tive a certeza, a certeza de voltar e começar uma nova vida. Porém  entendo que não seria algo novo e sim uma continuidade. 

Eu quero voltar para aquilo? 

Havia uma época em que nada me prendia, nada me incomodava, nada poderia me desmontar. Sentia como se pudesse colocar o mundo embaixo do braço e sair, tinha voz, tinha presença. Mas aos poucos tudo foi se esvaindo. 

O que antes tinha graça, fechou a cara, o que era diversão virou obrigação e os planos mudaram se tornando mais pés no chão. Quando dei por mim já estava presa em um ciclo, onde as responsabilidades falavam mais alto, as expectativas destruídas e os sonhos se dissiparam no ar. 

A vida pede e repete o mesmo refrão da canção que ninguém aguenta mais ouvir.

Não existe escolha quando te jogam ao que chamamos de vida após os 16, transformei o prazer em trabalho, o sonhos em trabalho e o amor em trabalho também. Há uma ferida de cada lugar em que arrancaram um pouco do sorriso leve que eu sabia dar,  

Como um labirinto a céu aberto, do alto dos meus vinte e quatro eu estive perdida, procurando atalhos e mesmo nesse momento ainda não sei por onde ir.  

Em meio aos becos a Lica sempre estava lá, jurando ser meu guia, estando mais perdida ainda. Me vendo como a razão e juízo que eu também não tinha, construindo pedestais que nunca subi. Só desejava ser aquele reflexo que os olhos dela tinham quando estava próxima a sua respiração da minha. 

 

20 horas e 04 minutos para o prazo

— Trouxe o kit completo, tem botas, pás, lanternas,  carrinho de construção, lona plástica e também trouxe um cheirinho em spray, vai que vem aquele fedor de decomposição… — dentro do espelho Samantha soltou um sonoro “hey”.

— O carro já ta la embaixo e durante a tarde encontrei uma das entradas que a câmera é só de faxada. A única parte ruim é que o jazigo fica bem mais adiante — pontuou a morena enquanto recebia o par de botas das mãos do amigo.

— Então o plano ta pronto, a gente só vai deixar o espelho… agora a pergunta que não quer calar. Lica, você tomou banho hoje ?

— Não — prontamente puxou a gola do moletom para sentir o cheiro. — A gente vai se sujar em terra — continuou a se justificar enquanto o rapaz a encarava de cima para baixo gesticulando negativamente com a  cabeça afirmando que ela estava toda sebosa. 

— Jura Sam, você namora com alguém que nem toma banho ?

Guto olhava para o espelho completamente incrédulo, enquanto a Samantha ria da cara de indignação  que Lica mantinha explicando que não fazia sentido se banhar. Contra vontade depois  de receber várias piadas dos dois, rumou em direção ao quarto do amigo  avisando que iria pegar as roupas dele para usar. 

Entrou sem pedir licença e passou a buscar roupas básicas, mantendo as reclamações enfáticas.  

— Veio para me ver tomar banho, é?  — exclamou ao sentir a presença da ondulada em suas costas achando graça de toda a situação. 

— Não tem nada de novidade, convenhamos. 

— Nem meu piercing no mamilo ? — Virou-se encarando-a mordendo os próprios lábios, Sam fez um muxoxo.

— Sabe que eu sou um fantasma né, posso atravessar objetos, roupas…

— Que safada… agora preciso mesmo de um piercing — trocaram sorrisos antes de sobrar apenas o som do vento batendo na janela.  — Vai dar certo, o que vamos fazer, não é ?

— Sim sim, pelo menos foi o que os Deuses do Divino me falaram…

Lica soltou um logo suspiro com os olhos fechados, antes de vislumbrar no fundo daqueles olhos translúcidos. 

— Espero que dê certo, tem que dar certo. Samantha, sério...

— Lica…

— Vamos te trazer de volta, Samantha Lambertini Gutierrez — rumou ao outro cômodo deixando uma Samantha petrificada, sem ação.


Notas Finais


Não sei em que bato primeiro e vocês ?
Comentário de que a Samantha morreu sem responder o pedido de casamento e agora a Lica ta só achando que falta dois filhos e mais um gato, é isso mesmo ? kkkkk

Se quiser pistas do que está por vir, aqui vai playlist com as músicas que possuem títulos dos capítulos
https://open.spotify.com/playlist/3g0LI3gaXDpyQ2MUhfIiMb?si=31C8RYhWQMCu8_Ae_El6XA

Se quiser ler a fic no kindle, eu ensino aqui:
https://twitter.com/Opsella_/status/1355209933134966785


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...