1. Spirit Fanfics >
  2. Textos sobre... >
  3. Depressão

História Textos sobre... - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


Eu tava conversando com um colega/amigo (Sr. T. Vasconcelos), e falei sobre tentar me auto mutilar, como tenho vergonha de ter feito uma marca na minha pele e como sei que é errado. Um pequeno corte, invisível, que carrego comigo. Falei, também, que me apeguei com Deus. Não de fazer orações, mas de conversar. Eu só espero que ele deixe em segredo, mas se não deixar, espero que a minha história ajude outras pessoas. Porque embora eu não tenha chegado no "vamo ver", eu tentei e isso não é nem um pouco compreensível pra minha atual "eu"(/personalidade).

Capítulo 30 - Depressão


BUM! Um tabu né? Eu acredito que as pessoas consideram, sim, depressão um tabu. Porque assim que escutamos que tal pessoa está com ela, falam logo:

"coitado! Tem que se tratar!"

A questão é que eu não considero que pessoas depressivas tem que se tratar, e sim, que precisam de ajuda.

Hoje eu descobri que um amigo está com depressão e outro está iniciando. Ele não me disse que estava com todas as palavras, mas eu percebi e fiz de tudo pra ajudar. Fora outros conhecidos que já passaram por isso.

Depressão é a doença do século.

Tá, mas você já procurou ajudar? Já procurou conversar? Passar meia hora do seu tempo ajudando o próximo?  

Porque as pessoas precisam se ajudar, a humanidade precisa se importar com o outro e não se impor perante o outro, o julgando, o maltratando. Já existe julgamento demais nesse mundo, poxa. 

E nesse momento eu só quero que eles dois se sintam amados, que eles se apeguem com Deus, mas eu não sei bem como dizer isso, eu tô trabalhando o meu jeito para conversar com eles.

Eu já tentei me auto mutilar, mas parei assim que comecei. Me dá vergonha falar isso, me dá vergonha sequer afirmar, mas é a verdade. Eu já tentei fazer mal pra mim mesma.

E por mais que sinta vergonha em falar, eu preciso, para que as pessoas que se sentem só, que sentem que não tem ninguém, saibam como é está  no fundo do poço e não saber como reagir.

Lembro que na hora, eu tava chorando muito, pensando que ninguém me amava, que o mundo tinha acabado pra mim e estaria melhor sem mim.

A verdade é que ele estaria melhor sem mim, se eu não ajudasse ninguém, se eu fosse uma babaca.  Mas eu não sou. Então sim. O mundo precisa de mim, eu que não preciso do mundo. Porque ele tá cheio de babacas,  de gente que não me merece. Mas também tá cheio de gente que me merece, de gente que eu quero ajudar e amar. Mesmo que não seja recíproco, quero fazer o bem.

Mas o mundo não acabou pra mim, pois, se eu correr atrás( independente do que digam) eu vou alcançar o que procuro. Por que, ao menos uma pessoa se importa comigo...Deus. E isso já basta.

Por isso eu não posso tentar tirar minha vida, porque ainda quero ajudar, quero fazer a diferença pra esse mundo de merda, que propaga mentiras, fofocas, baixarias que acabam com o outro. Aprendi que eu só posso contar comigo mesma, mas que preciso da ajuda do outro sim. Porque ninguém consegue fazer nada sozinho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...