História Thabie- Provavelmente amor... - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Depois das Onze
Personagens Personagens Originais
Visualizações 24
Palavras 1.198
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eaii gente tudo bom??
Agora vcs estão felizes né dois capítulos em um dia só, os caras se puxam né hahah, isso se chama felicidade por ser aniversário da Gabie ❤😍
Boa leitura...

Capítulo 21 - Estou de volta...


Fanfic / Fanfiction Thabie- Provavelmente amor... - Capítulo 21 - Estou de volta...

POV Lelê

- Tá bem? Quer alguma coisa?_ Débora falou segurando minha mão.

- Estou bem...eu acho!_ falei olhando pela janela do avião.

- Tem certeza?_ ela falou apertando minha mão.

- Eu não sei...sei lá sabe, é estranho estar de volta!_ falei ainda olhando o horizonte, amo voar é tão bom estar aqui no alto.

- É estranho estar denovo?_ ela falou se deixando em meu ombro.

- É sim...já se passaram cinco anos mas mesmo assim a Gabie ainda mexe comigo, eu não sei...odeio isso, me sinto tao...tão impossibilitada de fazer alguma coisa em relação a isso, eu prometi para mim mesma que não iria deixar mais ninguém me fazer de trouxa ou me magoar mas mesmo assim esse sentimento por ela ainda está aqui._ Falei virando minha atenção para ela, depois de um tempo você aprende a se abrir, principalmente com uma amiga igual a Débora, ela abandonou tudo e foi morar comigo em Vancouver, ela é demais, ela acabou se tornando meu porto seguro, ela me ajudou tanto nesses últimos cinco anos, que não sei nem como agradecer a ela.

 Logo que desembarcamos do avião pude ver Thali e Rafa com um cartão bem grande, eles são demais eu continuei falando com Thali mas não com Gabie, sabia bem pouca coisa dela depois que sai do Brasil, eu so sabia o que aparecia na internet ou oque Thali e Rafa comentavam em nossas conversas.

- Vocês são demais!_ falei me aproximando deles e sorrindo já com os olhos cheios de lágrimas, como é bom estar de volta.

- Sentimos sua falta;_ Thali falou me Abraçando.- Mas que é essa pequena aqui!_ Thali falou se abaixando e pegando na mão da pequena Melissa, minha filha minha linda pequena, sim eu tive uma filha, um tempo depois que voltei conheci o pai dela na Comic Com em Nova York, mas essa é uma história para outro dia.

- Da ou filha! Lembra da Thali? Você falaca com ela pela wed canal!_ falei sorrindo enquanto Melissa se escondia ainda mais pelas minhas pernas, acabei pegando ela no colo, ela é tão fofa minha filha.

- Vem cá tia vem!_ Débora falou pegando ela no colo enquanto eu levava as malas para o carro do Rafa.

- Hein! eu vou indo se não perco o avião!_ Débora me falou colocando a Melissa no chão e me dando um abraço.

Quando chegar em Curitiba avisa!_ falei logo que me afastei do abraço, ela só concordou com a cabeça, e saiu correndo novamente para dentro do aeroporto.

- Eai!? Bora!_ Rafa falou chamando minha atenção.

- Bora! Vem filha!_ falei esticando a mão para ela e colocando ela dentro do carro.

- Mel você está com quantos anos?_ Thali falou assim que entrou no carro ao lado de Mel.

- Cato!_ Mel falou, aí como ela é fofa, a cada dia que se passa me apaixono ainda mais pela minha filha, ela tem quatro anos, e desde que ela entrou na minha vida ela me mudou, isso é bom eu deixei de ser a Alessandra que eu era que fazia tudo no impulso e não se abria com ninguém.

- Tudo isso mel! Nossa que legal_ Thali falou abrindo um sorriso.

- Mel com tá pra Thali oque você aprendeu!_ falei toda empolgada porque minha pequena aprendeu a tocar violão.

- A toca guitar! Ela falou balançando as mãos, para ela ainda é um pouco difícil falar o português mas ela aprende rápido, as vezes ela fala o português melhor que eu mesma, mas as vezes também é difícil para ela.

Rafa parou o carro em frente ao meu antigo apartamento, me deu um arrepio de ver ele ali do mesmo jeito de quando eu fui embora, oque me faz me pergunta oque o síndico faz com o dinheiro desse lugar.

- Vem filha!_ falei tirando a mel do carro que já estava caindo de sono.

- Quer que eu pegue ela?_ Thali falou esticando os braços, então dei minha pequena para ela e ajudei Rafa com as malas, subimos e fomos em direção ao meu apartamento, logo que entrei estava tudo escuro e silencioso oque não é novidade mesmo depois de cinco anos Ana continua a mesma, tirando o fato de que agora ela iria se casar, me dá até um orgulho de pensar que ela criou juizo.

-SURPRESA!!!!_ ouvi uma gritaria assim que abri a porta.

- acho que estou tento um Djavu!_ falei sorrindo de nervosa, estão todos ali Ana e seu noivo, Luxca e Vitória, eles finalmente se cansaram e pararam de brigar tanto, e outra agora eles tem o pequeno Davi que tem cinco anos, Vitória ficou grávida dele um tempo depois que fui embora, então eu sou tua né!, Victor e Cadu ali juntos, o casal fofo, Maria e Dets, não elas continuam na mesma, Dets solteira e Maria quase noiva.

- Sentimos sua falta!_ Vitória vem em minha direção.

- Eu também sinto falta de vocês!_ falei lhe dando um abraço, e todos vieram e fizeram o mesmo, foi tão bem ver eles novamente e saber que não mudou muita coisa.

Depois que todos foram embora eu finalmente pude descansar, Melissa estava dormindo e eu iria fazer o mesmo, já eram quase 23:30 quando minha campainha tocou, é estranho não ter mais Ana ali para atender a porta, me levantei e fui em direção a porta, do jeito que eu estava mesmo, de blusão e de chinela, quando abri a porta me assustei com quem estava do outro lado, meus olhos não podiam acredita nisso, Gabriela Fernandes estava ali na minha frente, parecia que está até mesmo quando ela apareceu aqui em casa da primeira vez e eu levei um tapa, oque me faz lembrar que eu nunca soube porque eu levei um tapa.

- Gabie!?_ falei meio surpresa, ela estava linda como sempre, como é possível depois de tudo que aconteceu depois dessa tantos anos eu ainda sentir algo por ela? Trouxa que se chama ne.

- Oi! A Thali me disse que você voltou, queria te ver!_ ela falou meio sem jeito e me fazendo corar, aí que ódio disso, depois de tanto tempo agora ela quer me ver? Sério isso.

- Pois é voltei hoje! Entre por favor!_ falei abrindo mais a porta e vendo ela entrar pela minha casa.

- Como está?_ ela falou se sentando no sofá e eu fiz o mesmo.

- Estou bem, e você?_ falei parece conversa de WhatsApp aqui agora então.

- estou bem, você voltou pra ficar?_ ela falou se encontrando no sofá.

- Sim, eu Achei melhor a vida lá tava muito corrida não tinha tempo pra nada e nem para a Meli.._ fui interrompida com Melissa com os olhos cheios de lágrimas.

- Oque foi meu amor?_ falei.me levantando e indo até ela 

- Pesadelo!_ ela falou esfregando os olhos, aí que fofura vontade de morder 

- Vem com a Mamãe_ falei pegando ela no colo e voltando para o sofá.

- Você teve uma filha!?_ ela falou surpresa.

- Pois é! Essa é a Melissa ela tem quatro anos!_ falei tantando molstrala ora Gabie, mas ela já estava dormindo agarada em minha blusa.

- Se que fofa, parece com você!_ Gabie falou toda sorrindente.- Então você casou._ ela falou novamente jásem a alegria nos olhos.

- Não, o pai dela e eu não nos casamos!_ falei meio sem jeito.



Notas Finais


E foi isso aii galerinha
Nossa cinco anos já hein, muito tempo hahaha
A Lelê tem uma filha 😍😍❤
A Gabie ainda gosta da Lelê?
Espero que tenham gostado desse capítulo um beijo e até a próxima ❤
Sigam no Instagram: @cantinho_depois_das_11 @para_sempre_gabie @para_sempre_thali @little.fernandes


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...