1. Spirit Fanfics >
  2. The Crime >
  3. "...tanto quando Sina sofreu"

História The Crime - Capítulo 43


Escrita por:


Notas do Autor


Cheguei

Capítulo 43 - "...tanto quando Sina sofreu"


- O que você vai fazer com nós? – Pergunta Shiv, baixinho. Enquanto é jogada contra a parede

- Fica quietinha princesa, não quero te machucar – Diz enquanto puxa as outras meninas para dentro, é um quarto pequeno, sujo, empoeirado

- ME SOLTA SEU IMUNDO! – Grita Joalin tentando se debater – Eu quero meu namorado...

- Você já vai ver seu namorado, mas fica quietinha que vai ser melhor para você – A joga contra alguma cama dura que tem ali

- Não me joga, não me joga, não me joga – Pedia baixinho, Heyoon.

- Eu já tô entrando, sem tocar suas patas em mim – Avisa Sabina, entrando abraçada com seu tanjin

- Todas aqui – Diz finalizando de contar – Ótimo, posso começar o trabalho.

- O que vai fazer? – Pergunta Sofya, como um sussurro

- Nada que vá doer – Sorri e se aproxima de Sofya.



Com os meninos


- Me provoca mais uma vez, vai. – Diz enquanto corta a bochecha de Bailey

- Chega, você já machucou de mais ele. – Pede Noah, vendo o rosto do amigo escorrer sangue

- Pois bem, sua vez de ser machucado – Diz e tira a faca do rosto do filipino e a deposita perto da garganta do estado-unidense, o prendendo na parede.

- QUER ME MATAR, PORRA? – Grita assustado

- Se você não calar a sua boquinha, eu vou aderir essa ideia – Avisa, afundando ainda mais a faca, entre o pescoço e a bochecha.

- Pelo Amor de Deus, chega!!! – Exclama Mark, assustado com a quantidade de sangue que saia de Noah

- Chega nada, ele precisa sofrer tanto quanto Sina sofreu. – Diz com raiva nos olhos, e agora arrancando a blusa do americano e cortando seu abdômen

- A Si-na q-que man-mandou? – Pergunta Noah, com dificuldade e muita dor.

- Pois é, a sua amada que mandou fazer vocês sofrerem, só por vocês não terem mexido um músculo quando John pegou ela – Enquanto fala, distribui cortes por todo o canto do abdômen.

- Ela não é capaz disso. – Diz Charles

- Sera que não? – Retira a faca para olhar o alemão – Você realmente não conhece sua irmã?

- Eu conheço sim! – Exclama Confiante

- Então você sabe o porquê ela não consegue dormir? – Pergunta jogando Noah, fazendo-o bater suas costas no chão.

- Sim, isso é um trauma dela! – Exclama, se dando um passo para trás

- Trauma? Certeza? – Ri – Será que não foi ela que matou a priminha de vocês? – Pergunta, fazendo todos ali ficarem com um perfeito “o” na boca.

- Não! Ela não é capaz! – Diz, dando mais um passo para trás – Ela disse que foi um acidente, e eu tenho certeza!

- Como pode ter tanta certeza? Você estava lá? – Pergunta, agora prendendo Charles na parede

- Não, mas eu sei que minha irmã não foi capaz disso. – Diz com o rosto virado, já que a faca está apontada para seu rosto

- Ah e a Joalin? – Se afasta de Charles, fazendo o alemão soltar o ar que nem sabia que estava prendendo – Será mesmo que ela matou sem querer?

- Tenho certeza que sim, minha namorada não é capaz de matar ninguém! – Exclama Bailey, deitado no chão, estancando o sangue com sua blusa.

- Será mesmo? – Pergunta balançando a faca – Acho que vocês não conhecem as meninas que vocês se envolveram.

- A Any pode ser quem ela é, mas matar alguém ou machucar, ela não é capaz – Josh se pronuncia pela primeira vez

- Ah meninos, tão iludidos – Na velocidade da luz, o homem prendia o Josh na parede – Sua hora de sofrer, loirinho

- Não, por favor, não faça nada com ele! – Exclama uma voz, vindo da entrada

- Ryan Miguel, virou amiguinho deles? – Pergunta o homem, indo até o Australiano

- Vai fazer o que comigo? – Pergunta sem medo nenhum.

- Talvez, te matar? – Pergunta rindo

- Tenta a sorte, gostosão! – Diz e logo acerta um golpe em sua perna

- Vai ter que fazer melhor que isso, se quiser me parar. – Diz e tenta acertar um golpe no rosto de Ryan, mas o mesmo desvia.

- Poxa, achei que o homão da porra seria forte, e não um fracote. – Ri enquanto desvia dos socos. – Vamos, Faça melhor. – Pede com deboche

- Acho que você deveria ter ficado quietinho – Diz e ataca a faca no bravo do Ryan, fazendo o mesmo soltar um grito de dor – Agora voltamos a nossa programação normal. – Diz e volta a se aproximar do canadense

- Isso não vai ficar assim! – Exclama Ryan, enquanto acerta uma frigideira na cabeça do homem, fazendo-o desmaiar. – Até que a frigideira da Sabina é útil. – Diz rodando a mesma

- Da onde isso surgiu? – Pergunta Mark, ajudando Noah a se levantar

- Sabina deixou comigo, antes de ser pega – Da de ombros

- E pra que a Sabina ia dar uma frigideira para um psicopata?! – Diz Charles incrédulo

- Sabina é uma gênia, puta merda – Diz Josh, ajudando Bailey a estancar o sangue

- Eu vou tirar o corpo dele daqui, se virem aí – Diz Ryan, arrastando o corpo – Ah falta uma coisa – Pega a faca e acerta seu peito – Agora sim. – Volta a arrastar o corpo.

- Meu Deus, quem diria que um psicopata salvaria a gente – Diz Lamar, com Noah entre seu ombro e ombro de Charles.

- Temos que salvar as meninas – Diz Mark

- Não vai ser necessário, elas sabem se virar – Diz Ryan, batendo as mãos para tirar o pó – Agora vamos, antes que alguém apareça

- Vamos – Diz Bailey e saem pela porta, procurando uma saída

- Para onde vamos? Nem sei como cheguei aqui! – Pergunta Josh confuso, olhando para os lados

- Tem uma porta ali – Noah aponta – Vamos.

- Onde vocês pensam que vão? – Uma voz surge atrás deles, fazendo-os parar

- Errr, fugir? – Diz Noah, tentando se virar

- Ah mas não vão mesmo! – Exclama batendo palma, fazendo surgir homens na frente dos garotos

- Ah caralho, de novo? – Pergunta Bailey

- Claro, culpa do Noah! – Diz Josh, revirando os olhos

- Anotei o nome de um – Diz a mesma pessoa que parou eles.

- Cala Boca Josh, ele tá anotando nossos nomes! – Exclama Bailey.

- Vai tomar no seu cu, Bailey – Diz Josh, passando a mão pelo cabelo

- Vocês são muito idiotas, seus jamantas de patas – Diz Krystian, revirando os olhos

- Jamanta de pata é você Krystian! – Exclama Lamar – Você tava calado até agora, enquanto NÓS SOFRIAMOS!

- E eu tenho culpa de vocês serem justo os que são escolhidos? Não, não tenho. – Responde a sua própria pergunta

- Gente, pelo amor de deus, chega! – Exclama Charles, vendo os homens rirem

- CALA A BOCA CHARLES! – Grita todos, fazendo o alemão se encolher.

- Vocês são panacas, só falta o Mark se entregar agora – Diz Lamar

- Cala a sua boca, britânico! – Exclama Mark, batendo na parede

- OU, A PAREDE TEM NADA A VER NÃO! – Grita Ryan

- Ala, Ryan voltou a ser doente – Diz Bailey

- Mas o doente, quase salvou nossas vidas – Diz Andrey

- Cala a boca Andrey, por culpa dele estamos aqui, ainda. – Diz Noah

- Chega, acho que já anotei o nomes de todos, agora vamos – Faz um sinal e os homens seguram os braços dos garotos

- Ei, tá me machucando – Diz Bailey, batendo na mão do cara

- Virou mulher – Diz rindo

- Eu to todo machucado, cuidado comigo – Pede Noah, com cara de dor.

- Ah larga a mão de ser frouxo, vamos – Aperta mais o braço de Jacob e o arrasta para um quarto, diferente.

- O que eu fiz para merecer isso senhor? – Pergunta Charles, assim que chega no quarto, junto com os de mais – Eu podia estar lá em casa tomando meu Toddy e cuidando da minha irmã. – Suspira

- Ah cala a boca, Charles. – Fala Noah

- Se a culpada não fosse sua irmã, não estaríamos aqui! – Exclama Bailey, sentando no chão, já que estavam só os 8 em um quarto trancado

- É sério que vocês acham mesmo que foi minha irmã? – Pergunta Charles, agora em um tom de decepção

- Claro, se ela matou a própria prima, porque não mataria a própria filha e ainda colocaria nós aqui? – Pegunta Noah, com a mão na bochecha, por ainda estar sangrando

- Porque minha irmã está sofrendo? Porque minha irmã sempre é a que sofre? Porque minha irmã é sempre a mais culpada? – Charles se levanta – Será que vocês ainda não entenderam que nós somos o mais importante para Sina? Ela dar a vida dela, a virgindade dela pela nossa salvação não foi o suficiente, sério? – Bate na parede

- Não não foi, porque isso pode ter passado apenas por uma encenação. – Diz Noah

- Urrea será que você nunca vai entender? – Se vira para o mesmo – Nunca vai entender que ela te ama e se pudesse trocaria de lugar com você? Nunca? – Suspira, e senta no chão, deixando as lágrimas caírem

- Charles... – Andrey o chama, e o alemão levanta a cabeça – Eu acredito em você.

- Obrigado. – Sorri fraco e volta a deixar as Lágrimas lhe dominar.


Notas Finais


Bom dia!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...