1. Spirit Fanfics >
  2. The Fallen Angel. >
  3. Capítulo ll

História The Fallen Angel. - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Hehehe, olha quem tá aq. Pois é...
Então eu estava vendo aqui e pensei huuuum, gosto tanto dessa história, vou continuar!
Me desculpem mesmo por não postar absolutamente nada aqui, nem nas outras fanfics, é que realmente eu não estou tento criatividade para seguir com elas.
Enfim, descidi continuar com essa pq eu gosto muito dela.
Boa leitura!

AVISO: Nos capítulos a seguir pode conter algum erro de ortografia, falta de acentos, pontos, linguagem informal etc. Me desculpo desde já e obrigada pela atenção.

~ tia Ana

Capítulo 2 - Capítulo ll


"THE FALLEN ANGEL" 

ep.02 

Afastei meus pensamentos. Ficar pensando naquela fatídico dia iria só trazer mais problemas a minha cabeça. 

O louro me pegou no colo, como uma princesinha. E me colocou deitada em um sofá velho que se encontrava naquele galpão, em um estado deplorável  empoeirado. 

Não falávamos uma única palavra se quer e como o esperado, o silêncio predominou, me deixando terrivelmente desconfortável. 

Descidi falar algo para quebrar aquele silêncio estranho. 

- O que você irá fazer? - Ashley Scoot 

- Irei fazer um curativo, então fique bem quietinha. - ??? 

Eu fiquei com a cara emburrada e cruzei meus braços fazendo um bico. Ele me olhou fixamente e abanou a cabeça negativamente. 

Sinceramente, aquela situação me estressava, eu fui perseguida, amedrontada, abusada e se sequestrada! Agora estou aqui, em um galpão velho, cheio de pó, com o pé torcido e um cara extremamente bonito porém ignorante enfaixando meu pé! Mais o que raios está havendo hoje? 

- Vem cá... Qual é o seu nome? - Ashley Scoot

- Me chamam de muitas coisas... - ???

Pronto... Geralmente, nos filmes, todos os caras que falam isso ou matam, ou roubam, ou traficam, ou faz o que tiver que fazer! Mas coisa boa não é! 

- Eu perguntei o seu nome, não o que as pessoas pensam e falam de você! Quero saber o SEU nome. - Ashley Scoot 

Boa Ashley, você é uma mulher com a língua afiada. Agora é torcer para não levar um soco! 

- Meu nome é Nathaniel. - Nathaniel 

Ele disse firme, fixando seus olhos no meu pé torcido. Quando ele aperta bem forte, espero que isso não tenha acontecido de propósito! 

- Au! - Ashley Scoot 

Ele não disse nada, apenas continuou enfaixando meu pé.

- Isso doeu tá? - Ashley Scoot

Ele parecia não ligar para nada do que eu falava. Apenas fiquei emburrada e deixei o silêncio tomar conta de novo. 


◕‿◕‿◕‿◕‿◕‿◕‿◕‿◕‿◕‿◕‿◕‿◕


Depois de um tempo ele termina, se levanta e coloca uma de suas mãos no bolso. E vai em direção a porta do galpão. 

Do bolso ele retira um maço de cigarro, colocando o mesmo na boca e o acende com um esqueiro. 

Do seus lábios ele solta uma fumaça fedida e tóxica. Sinceramente, não sei como tem pessoas que gostam disso... 

Mas ele não deixava de ser extremamente lindo, o maço de cigarro entre seus dedos o deixava mais atraente, seu cabelo loiro, cor de ouro, penteado para trás era extremamente encantador. Não conseguia tirar meus olhos dele. Como alguém tão bonito pode ser tão ignorante e frio? 

Abanei a cabeça tirando esses pensamentos da minha mente. Não queria ficar pensando em elogios para esse cara! 

Ele joga o cigarro fora e pisa no mesmo. O louro plha para mim, logo depois ele vem em minha direção. Sem jeito eu olho para qualquer lugar do galpão, e os meus olhos param em uma caixa estranha que se encontrava no canto daquele imenso lugar. 

Ele se assenta em uma cadeira, e retira do seu bolso o seu celular, e começa a teclar na tala intensivamente.

Fiquei fitando a caixa por alguns minutos e criei coragem para perguntar o que havia naquela misteriosa caixa. 

- O que tem ali dentro? - Ashley Scoot 

Eu apontei para o objeto e ele acompanhou com cuidado seus olhos os meus dedos e parou na, caixa misteriosa. 

- Não a nada. - Nathaniel 

Ele disse por fim e volto a fitar seu celular. 

Não sei, aquela caixa por alguma razão estava me chamando a atenção. Eu tinha certeza que havia algo ali e queria descobrir! 

- Posso abrir? - Ashley Scoot 

- Já falei, não tem nada lá. - Nathaniel 

- Quero ver com os meus próprios olhos. - Ashley Scoot 

Ele bufou. 

- Já disse que não a nada ali dentro! Pare de baboseira e descanse! - Nathaniel 

- Quero ver com os meus próprios olhos. - Ashley Scoot 

Ele levantou bruscamente e foi pegar a caixa. Com raiva Nathaniel soltou a caixa de perto de mim e voltou a sentar na cadeira aonde estava. 

Eu me assentei, com dificuldade, e abri a caixa vendo o conteúdo que havia lá. 

Mas... Nathaniel tinha razão, havia apenas papéis velhos, alguma tralhas e um livro... Infantil? Parecia ser um conto de fadas. 

- Como eu disse, não tinha nada. - Nathaniel 

Eu afirmei com a cabeça desapontada. 

Peguei os papéis e comecei a ler. Eram páginas de livros, dos quais já tinha lido, poesias, bem bonitas. E o papel se encontrava em um estado deplorável, estava amarelo e com um certo odor de poeira e mofo. O livro, estava conservado, era realmente um livro infantil, sempre gostei de ler, desde nova, mais nunca havia lido este. 

- Ei... Posso levar esse livro comigo? - Ashley Scoot 

- Pode. - Nathaniel 

- Quando eu terminar de ler eu lhe entrego. - Ashley Scoot 

- Fique com ele, quando eu peguei esse galpão, essas coisas já estavam aí. Não irei sentir falta mesmo. - Nathaniel 

- Ah.... É.... Ok. - Ashley Scoot 

Por ser um livro infantil ele era bem recheado, grande, e com palavras... Complexas, por assim dizer. 

Fiquei a analizar mais o seu conteúdo, e havia várias histórias incrivelmentes complexas nele, creio que isso não é para crianças! 

Voltei a me deitar e continuei a ler o livro, a cada página que eu passava eu me interessava mais e mais em saber sobre. 

Quando fui parar para ver já tinha se passado horas! 

Oh céus! Vovó! 

Eu havia me esquecido completamente dela! Como isso foi acontecer?! Ela está me esperando lá tadinha! 

Mas o meu pé, como irei caminhar até a casa da vovó?

Aghr! Maltido louro!

Brincando daquela maneira comigo. Como pôde? Isso foi cruel, como ele fez aquilo eu não sei. Mas uma coisa eu tenho certeza. 

Ele me paga! 

Continua...


Notas Finais


Óia acabou.
Daqui uns dias eu lanço mais um hehe.
Bjos galeris!

~ tia Ana


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...