História The Fool - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias D.Gray-man, Persona
Tags Allen, Dgray-man, Escolar, Persona
Visualizações 13
Palavras 1.505
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Ficção, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Estamos aqui para o próximo capitulo, la vai!!!
Musica : Pray
Eu estava revendo D.Gray-man e percebi algo interessante na primeira ending que na primeira vez que assisti não percebi - talvez pq eu não gostava das end's do anime -, na primeira imagem - primeira né? acabei de assistir, cérebro, funcione - temos o Cross, Conde do Milenio e o Allen de costa usando cartola, masssss...tem uma quarta pessoinha, e eu, como alguém que leu o mangá, tenho minha suposição de quem seja...hehehe...aquele cara!

Capítulo 6 - The Wheel of Fortune Pt.3


[Em algum momento - Em algum lugar]

— Seja bem-vindo ao Velvet Room — Igor diz — Ao mesmo tempo que você cria laços com outras pessoas, seu poder cresce mais e mais a cada dia. 

— Você obteve o Arcana do Hierofante ao criar e fortalecer laços com alguém — diz Hevlaska gentilmente — Não abandone seu caminho, e sempre persiga a verdade, tão pouco deve lhe importar se o atacarem com palavras, assim poderá alcançar ordem. Use bem sua inteligência e não perca as esperanças jamais — ela materializa a carta, então registra-a no livro que carrega — Nos estaremos aguardando sua próxima visita. 

—  Então até a próxima e passar bem — despede-se Igor.

[Noite - Entrada da escola - Quatro dias atrás]

— Então, esse é o plano ? Entrar arrombando a porta ? — indaga Lavi brincando. 

— Não se faça de desentendido, Lavi — Allen ativa sua arma, então avança em passos firmes com Timcanpy ao seu lado — A proposito, aonde está sua arma ?

— Comigo, é claro.

— Sei. 

— Mas está, fique tranquilo — o rapaz toma a frente, assim avançando em direção a entrada — Se eu estiver certo então tem espaço suficiente para usa-lo de fato — ele materializa a carta, seu passo está mais acelerado, então retira da figura cravada no objeto sua arma, em seguida desmaterializando-a — Agora... Deixe-me dar uma amostra desse poder ofensivo.

Allen segue os passos de Lavi. O prédio treme e então a porta se abre com muita ventania, a visão do outro lado é igual da primeira vez em que o rapaz esteve ali, Shadows circulando o grande salão e mãos presas ao chão se contorcendo para agarrar alguma coisa. Lavi avança eufórico, usando sua arma para desviar ou destruir o que lhe impedisse de passar, seu objetivo era chegar o mais perto do centro daquele salão.

— Persona ! — ele ergue a arma na primeira oportunidade, pronto para acerta-la com tudo no chão e assim esmagar a carta — Hi Ban : Gouka Kaijin!

Lavi acerta-a, fazendo com que um circulo de fogo se formasse ao seu redor, expandindo-se e dando origem a uma enorme criatura flamejante. Aquele ser ergue-se e ao comando do rapaz percorre todo o salão queimando as Shadows em seu caminho. Enquanto a habilidade dele surge efeito Allen avança em direção as escadas, incrédulo com a destruição que aquilo causa. 

— Estou indo logo atrás — Lavi diz erguendo a arma novamente. Ele avalia o salão — Meu trabalho está feito — ele pensa alto, orgulhoso de si mesmo, então avança em direção as escadas.

O local está conservado mesmo após um ataque como aquele, os únicos resquícios de uma batalha eram as cinzas das Shadows espalhadas pelo chão. 

— Quanto você acha que falta para chegar até ela ? — Lavi sobe os degraus no mesmo ritmo que Allen.

— Talvez mais dois andares, não tenho certeza...Quando ela desapareceu nos estávamos no terceiro andar da escola — o rapaz diz pensativo — Minha maior preocupação é como vamos faze-la se lembrar. 

— Assusta-la — ele pensa alto, sem ao menos refletir antes.

— Como? — indaga preocupado.

— Assusta-la ?! — Lavi percebe o que havia dito — Quero dizer, vamos coloca-la em um beco sem saída, então atacar, ai ela irá se lembrar e nos atacar...Quero dizer, sem a parte de nos atacar, pois Lenalee nos reconhecerá e se juntará a nos. Pronto. 

— Eu sugeriria conversarmos, mas você já quer pular pra batalha. 

— Você fala como se eu amasse ver o circo pegar fogo.

— É serio que você disse isso? — Allen encara-o serio. 

— ...Escolhi mal as palavras — então retorna ao assunto — O que eu estava tentando dizer é que não teremos minima chance de dialogar. As Shadows que vimos até agora são praticamente inofensivas se comparadas com o guarda da escola. O que precisamos fazer é atacar com tudo, não deixar nenhuma abertura se não nosso inimigo pode nos matar...  

— De fato, mas não custa tentar, ela é nossa aliada e temos que evitar conflitos em que não temos vantagem.

Enquanto conversam, uma luz surge no fim da escadaria, eles estão perto.

— Agora, vamos andar logo, mal posso esperar para vê-la novamente — Lavi avança os degraus deixando o rapaz para trás. 

— Lavi, controle sua ansiedade — Allen avança, tentando alcançar o veterano.

Lavi é o primeiro a chegar, Allen logo atrás, cansado. O lugar não é tão diferente do que viram anteriormente, a unica diferença gritante é o tamanho, nem se compara ao salão em que estiveram. 

— Talvez eu devesse guardar isso pra depois — o veterano desmaterializa a arma quando sente-se impedido de passar devido a altura do teto em comparação ao martelo de guerra — Chegamos, sem contar esse deve faltar apenas um. 

— Sim, vamos continuar então.

O lugar está um pouco vazio, as mãos não estão tão agitadas quanto antes. Lavi e Allen se revezam para atacar, quando se precisa eliminar uma Shadow errante o veterano serve de isca para que o rapaz avance e destrua-a, e as mãos, quando muito próximas uma das outras, são destruídas com um ataque lateral de Lavi.

Eles possuem uma boa ideia das táticas que lhes podem ser uteis, então prosseguem confiantes. 

—  Agora — Allen faz um sinal. 

O veterano avança contra um grupo de Shadows, elas o tentam segurar, mas Lavi desvia e desfere um chute potente para afastar aquela que tenta derruba-lo, mantendo o equilíbrio ele consegue escapar utilizando um impulso para retornar. Enquanto isso Allen aguarda o sinal.

— Agora — ele passa ao seu lado correndo, e atrás um grupo médio lhe persegue. 

Eles tocam as mão como se trocassem um bastão simbólico. Allen avança com a arma ativada e assim realiza um corte nas primeiras da frente, gira o corpo ao se abaixar efetuando um corte na altura da cintura no segundo grupo, então finaliza retalhando os últimos com um movimento de baixo pra cima na vertical em seguida direita e esquerda na horizontal. 

— Vamos avançar Lavi, é nossa chance ! — Allen alerta, visualizando a escada um pouco mais a frente, então prossegue. 

— Certo ! — Lavi está atrás, mas logo se aproxima correndo. 

Os dois encaram a escada, então começam a subi-la. Durante o trajeto eles não trocam uma única palavra, assim preservando o silêncio. Após alguns lances eles já conseguem visualizar o próximo andar, então aumentam o ritmo até enfim chegar.

— Certo...certo, eu preciso de um segundo — Lavi se senta, ofegante.

— Eu deveria ter trazido algo — Allen se lamente, seu estômago ronca.

— Água já é o bastante. 

— Timcanpy...Me diga que trouxe algo  — o rapaz aborta o Golem, balançando-o entristecidamente — Timcanpy...

— Allen, recomponha-se — Lavi está desidratado e cansado, mas ele tenta se desviar dos pensamento que lhe atrapalham chamando atenção do rapaz — Há um grupo de Shadows perto daquela sala — assim indica a direção.

O rapaz se virá, a porta é de madeira e possui uma placa verde, chamativa, assim perceberam, em cima e um grupo pequeno de shadows circulado por ali.

— Seria melhor se eu fosse — Lavi olha discretamente para a palma de sua mão, então respira fundo e fecha-a em um punho — Vamos logo sair daqui, estou cansado desse lugar — e levanta-se.

— Na verdade eu já estou indo — Allen da um passo a frente e avalia a situação — São...uma, duas, três — ele olha para os lados e aparenta não haver mais nenhuma Shadow por ali — Certo. É só isso.

Seu braço se transforma, a Innocence é ativa enquanto avança, agora rapidamente, em direção a elas. 

— Creio que seja tudo por hoje — o veterano murmura para si mesmo enquanto se levanta, e assim começa a andar rumo a porta, mantendo uma distância segura. 

Allen sente seu corpo pesado e sua energia baixa, quase tomba, mas resisti e continua. As Shadows percebem sua presença e avançam, o rapaz corresponde esticando bem as garras, pronto para alcança-las, assim agarrando-as ferozmente, destruindo-as com a força aplicada no processo.

— Bom trabalho Allen ! — Lavi acelera o passo, então alcança o rapaz que está mais a frente, parabenizando-o em seguida — Cara, vamos, a sala está ao nosso alcance — o veterano se aproxima dela, e comemora por estar destrancada. 

— S-sim — ele concorda meio sonolento. 

— O conselho estudantil ! Que lugar maravilhoso — o veterano celebra, energético, puxando o rapaz pra dentro. Ele fecha a sala — Agora observe Allen ! — Lavi abre a porta e do outro lado, a saída.

— O lado de fora, ainda bem — ele diz contente — Eu não aguento mais, preciso jantar o quanto antes — o rapaz sai da sala agradecido.

— Mas espere, se nos encontramos essa sala, então quer dizer que estamos próximos. Ou seja, realmente só existia três andares até o chefe?! — Lavi diz empolgado. 

— Creio que sim — ele para, então ajeita sua postura.

— Ótimo! Amanhã esteja aqui, eu conto contigo.

— Sim, sim — Allen responde-o, então sente um fraqueza momentânea — E-eu..preciso...voltar para casa...

— Allen? Não é pra tanto, não me diga que vai morrer por causa da fome...Você não vai morrer não né?!

— Ha-ha, até parece — ele tenta se concentrar, seu corpo está pesado, mal consegue se manter em pé, Allen sabia que isso aconteceria em algum momento, mas não naquele. 

— Ei...ei!

Quando Allen está para cair sem energia, Timcanpy tenta segura-lo para amortecer a queda, deixando Lavi sem saber o que fazer. 

 


Notas Finais


O conselho estudantil é tipo uma '' safe room '', ficou estranho a forma como coloquei, mas não consegui pensar em algo melhor...desculpa . _.
...é, também tentei ''fazer'' um baton pass, mas não ficou lá essas coisa
Musica : Drop Pop Candy (o cover em ingles de JubyPhonic)
Até a próxima > w<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...