1. Spirit Fanfics >
  2. The Four Halstead: Season 4 >
  3. Paz

História The Four Halstead: Season 4 - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Paz


O despertador toca alto o bastante para que toda a casa ouça,  Cassy vira em sua cama relutante em acordar,  com apenas um olho aberto ela vasculha seu quarto em busca da fonte do desprezível som, mas não encontra nada. O barulho no entanto não para.

Cassy vê o movimento de algo entrando em seu quarto e logo uma cabeça com cabelo escuro aparece em seu campo de visão. Elliot pula na cama, sentando-se sobre os joelhos e encarou a mãe,  o rosto inchado por ter acabado de acordar, seus olhos denunciavam que ele ainda estava com sono e zangado por ter sido acordado.

— Mamãe  — o menino pediu balançando o braço dela — o barulho não para — ele choramingou esfregando os olhos.

Cassi não podia resistir a aquele garoto, puxando o para seus braços, ela o abraçou por alguns segundos antes de sua paciência com o despertador de Will acabar de vez.  Deixando o menino em seu quarto a morena caminhou pela casa até o quarto de hóspede onde encontrou a cama arrumada e vazia, ela foi até a cabeceira e localizou o irritante aparelho telefônico e o desligou. Olhando ao redor ela rapidamente percebeu que o local estava vazio, olhando para a tela do celular ela viu a hora, apesar de extremamente irritante, o barulho foi útil ou ela é Elliot ainda estavam dormindo e iriam se atrasar para a escola e novo trabalho.

Com o aparelho em mãos ela retornou ao quarto e mandou o filho se arrumar para escola, enquanto ela mesmo se arrumava. Meia hora depois e apenas cinco minutos atrasados os Montenegro saem de casa, após deixar o garoto no colégio Cassy passou no hospital onde deixou o celular com Maggie a enfermeira chefe.

~~~


Quando o sol bateu contra o rosto de Natalie, ela se virou na cama se aconchegou mais ao corpo ao seu lado, demorou alguns segundos até ela despertar o bastante para perceber que seu filho Owen está no quarto. Levantando o rosto ela mora o menino que por sua vez apenas encarava o homem deitado ao seu lado, e foi então que ela finalmente percebeu que seu filho de três anos acordou e viu o seu namorado na cama com ela.

— Bom dia querido — Natalie disse saindo da cama e indo até o garoto — está com fome meu amor?

A menção a comida despertou o garoto que voltou a agir como se não tivesse acabado de flagrar sua mãe com um homem na cama. Natalie mandou o menino para fora antes de voltar para acordar o na namorado.

Depois de alimentar os dois homens e a si mesma, e deixar o pequeno na creche Natalie e Will foram pro trabalho, o ruivo ainda confuso em como não acordou mais cedo como sempre fazia e foi para a própria casa, ou na sua atual condição a casa de Cassy onde estava hospedado enquanto seu apartamento sofria dedetização.

Ao pisar no hospital ele descobriu o seu motivo,  quando Maggie entregou o celular e um belo e amoroso recado de Cassy, que claramente poderia se entender — caso a conhecesse bem —  que aquilo era uma ameaça,  pois apesar de todo o amor que ela tinha pela família e amigos apenas duas pessoas podem a acordar sem medo de morrer, seu filho Elliot e sua mãe Mirna, todo o resto do mundo fazia isso por sua própria conta e risco. Will ficou surpreso por receber o celular inteiro e não despedaçado ou que ela não até tenha  esperado ele chegar para jogar o aparelho em sua cara, coisas que ela faria se ainda fossem adolescentes.

~~~


— Vamos logo Jay — Erin apressou o marido que estava no banheiro.

Erin aproveitava o café da manhã que Jay havia preparado antes de entrar no banho, apesar de se sentir gigante com a barriga de oito meses ela se negava a ficar em casa descansando e não se importava em o quanto ela iria comer, principalmente os doces que a irmã de Cassy lhe dava todos os meses, ela amava aqueles doces e não pretendia parar de comê-los.

Ainda assim, não queria chegar atrasada no trabalho porque seu marido estava parecendo uma noiva se arrumando no banheiro,  ou talvez ela esteja meio sem paciência ultimamente, Erin achava difícil diferenciar os sentimentos dela dos causados pelos hormônios da gravidez, sua maior felicidade é que os enjoos matinais desapareceram no meio do segundo trimestre.

— Ainda temos tempo — ele respondeu aparecendo em suas costas a abraçando e beijando seu pescoço.

— Por mais que eu quisesse — ela disse inclinando a cabeça para o lado — Você está errado, e nós estamos atrasados.

Jay não poderia se importar menos com ter que ir trabalhar estando com Erin em seus braços, e a cada dia se apaixonava mais pela esposa, apesar da reclamação de estar gorda que ela às vezes fazia, ela estava a cada dia mais linda e maravilhosa, e mal podia esperar para ter seu filho ou filha em seus braços.

Chegando a delegacia Erin pode ver o olhar indignado de Trudy Platt e Kim Burgess a encarando, ambas ainda meio chateadas pelo casal ter decidido não saber o sexo do bebê sendo assim ninguém saberia até a criança nascer o que parece ter atrapalhado as duas na hora de comprar seus presentes para mimar o novo membro da família Halstead.

Jay também sabia da frustração que o mistério causava nas duas colegas por conta de Mouse e Will que também insistiam em arrancar essa informação deles e por isso o moreno segue em frente apenas com um "Bom dia" para Burgess e Trudy. Enquanto destranca a porta que restringia a entrada a área da Inteligência, Jay viu o humor de Erin mudar da água pro vinho, por mais que quisesse não se meter no assunto que irritava a esposa era meio impossível se manter distante e indiferente enquanto Erin tece sua teia de teorias sobre Amélia Barton, uma mulher que apareceu a pouco mais de um mês e que parece ter conquistado o coração de Hank Voight,  e a pura desconfiança de Erin e Cassy que vez ou outra aparece para — segundo o moreno —  tentar enlouquecer Jay.

Apesar do mal humor temporário de Erin o dia se seguiu muito tranquilo sem qualquer coisa de grande importância então todos passaram o dia coletando pistas de casos ainda abertos e escrevendo relatórios. No fim do turno eles estavam todos cansados do trabalho burocrático.

— Vamos Erin — Kim disse ajudando-a a se levantar — hoje é a noite das garotas.

— Quer dizer que vocês vão tentar me subornar para descobrir o sexo do bebê?  — ela questionou sorrindo.

— Mas é claro — ela confirmou rindo.

Jay mal teve tempo de beijar e se despedir da esposa antes que Burgess a tirasse dali.

~~~


— Quem fala "lambisgoia" em 2019 ? — Jay perguntou rindo da cara zangada de Cassy.

Como "A noite das Garotas" que ocorria uma vez a cada dois meses se resumia em uma noite em que ele tem que ficar longe da esposa por causa das amigas curiosas dela, ele geralmente passava  no Molly's com os amigos do trabalho,  mas nessa noite ele foi para a casa de Cassy onde o irmão está hospedado. Jay, Mouse e Will foram chamados por ela para segundo a mesma criarem o plano "Desmascarando uma Lambisgoia" e só o nome já criava discussão e curiosidade nos três homens.

— É que eu passei o dia falando com a minha mãe e ela repetiu muito essa palavra — ela explicou bebendo um pouco de cerveja.

— Quem irritou sua mãe a tal ponto?— Will perguntando receoso. Senhora Mirna não é um poço de calma e amor porém normalmente não xinga ou ofende ninguém para as filhas.

— Uma colega de trabalho da Khya ou algo assim — ela disse dando de ombro — mas não mudem de assunto.

— Porque está interessada no "romance" do nosso chefe? — Mouse questionou apontando de si para Jay — sinceramente não estou muito disposto a seguir qualquer plano que envolva a vida pessoal de Hank Voight.

— Conheço Amélia Barton ela é uma golpista que conquista homens viúvos que tenham crianças pequenas — a morena cruzou os braços.

— É por isso que me pediu para checar os antecedentes dela? — Jay questionou surpreso. Principalmente por a mulher não  ter nenhum antecedente.

— E você  checou ? — Will olhou para o irmão antes de tocar um ponto entre os olhos balançando a cabeça em sinal de desaprovação.

— Ela não tem antecedentes, eu sei disso os homens acham que ela é o amor da vida deles, ou seja, são idiotas apaixonados — ela diz batendo o pé no ritmo da música baixa que tocava ao fundo da conversa — E você senhor Will — ela apontou zangada para o ruivo — a próxima vez que esquecer seu celular com o despertador ativado aqui em casa ele vai aprender a nadar no esgoto.

Will apenas concordou, nada disposto a discutir com a amiga.

Amélia Barton surgiu do nada, quase literalmente, na delegacia pedindo ajuda dos patrulheiros para o carro roubado, mas então ela colocou seus olhos sobre o Sargento Hank Voight e como um passe de mágica ficou atraída por ele. Não que o homem fosse feio ou algo negativo, porém uma mulher como Barton não estaria tão encantada por um policial à toa. E os instintos de Cassy Montenegro diziam que algo estava muito errado.

Jay engoliu sua bebida observando calado sua amiga de infância destrinchar as redes sociais da mulher que surgiu a quarenta dias e já caiu na lista negra de Cassy e de Erin. Lindsay também tinha lhe dito que não confiava muito na desconhecida, mas por algum motivo Voight pareceu alheio a preocupação da filha adotiva naquela noite quando levou Amélia  para jantar.

Cassy xingou alto o bastante para fazer Jay prestar atenção nela, ele arqueou uma sobrancelha quando notou uma certa raiva aflorar nos olhos da amiga.

— O que diabos Alisson está fazendo em Chicago?

Jay encolheu os ombros desviando o olhar enquanto fala:

— Talvez esteja só visitando

— Claro e me perguntou se eu posso te avisar da presença dela para que, um aperto de mão? — Cassy rosna.

A morena tem um ódio meio mortal contra Alisson, a ex-esposa de Jay. Isso por uma história muito antiga, mas que ainda fazia a morena borbulhar de raiva

— Me diz que você assinou a porcaria dos papéis do divórcio Jay.

— Eu assinei, duas semanas depois do casamento eu já te disse isso.

Apesar da tentativa de tranquilizar a amiga, Cassy ainda estava tensa. Talvez seja porque Alisson deu em cima tanto de Jay quanto de Mouse, em épocas bem diferentes, entretanto foi na época que Cassy era super apaixonada por Mouse.

O único motivo pelo qual a morena não chutou a bunda do amigo depois dele se embebedar e casar a Alisson é porque foi na mesma noite que a própria Cassy ficou meio bêbada e foi para cama com Greg.

— Resolva isso logo, não quero que ela apareça atrás de mim te procurando.

— Vou resolver — ele falou se levantando — já tá ficando tarde e eu to morto então boa noite.

—Imagino que seu cansaço irá diminuir quando você ver sua esposa — Mouse diz finalizando sua segunda e última cerveja. O moreno fechou a cara e Will desviou o olhar.

— Boa noite — Cassy diz quando os dois homens passam pela porta. Agarrando o braço de Jay ela puxa o para baixo forçando-o a encará-la nos olhos — Falo sério sobre Alisson, resolva antes que ela crie problemas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...