História The Stalker! (jjk x pjm) Jikook - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangatan, Bangtan Boys (BTS), Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Yaoi
Visualizações 49
Palavras 1.227
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Chapter 7


Fanfic / Fanfiction The Stalker! (jjk x pjm) Jikook - Capítulo 7 - Chapter 7

Jimin Pov's

 Eu gostaria de perguntar porque eu, porque ele parece deixar uma brecha quando está comigo. Porque não Jihyun que é seu amigo a mais tempo. Não que eu não queira que ele se abra comigo, não sei ao certo, mas desde o início me sinto conectado a ele tipo aquelas pessoas que você conhece e parece que sempre fizeram parte da sua vida, sabe?

 E assim como ele deixa essa pequena brecha comigo eu faço o mesmo, quase deixando transbordar o meu verdadeiro eu. Mas assim quando me dou por conta eu o puxo de volta.

 Então tudo que faço agora é o abraçar de volta com força e digo que tudo vai ficar bem.

-Kook, de agora em diante você sempre me terá ao seu lado então me deixe tomar conta de você. Não precisa suportar tudo você é novo demais para ter que enfrentar tudo sozinho.- Digo suavemente enquanto passo minhas mãos por suas costas.

-Hyung, eu não posso falar tudo. Mas posso tentar não te deixar tanto no escuro.

  E assim ele me contou, me contou sobre Jin que é seu terapeuta a anos e que agora é mais como um amigo, irmão e de certa forma pai, contou que Jin sempre foi uma figura constante em sua vida,confiável. Mas que também por ser seu médico ele devia agir como tal as vezes e essa era a parte que fazia ele querer correr e por isso as vezes ele desaparecia e não ia a terapia.

  Me contou que ele fala de mim o tempo todo, apesar de eu não conseguir imaginar ele falando o tempo todo. Disse que em sua consulta falou que ele havia encontrado outra pessoa em quem confiar e que assim sendo Jin falou que gostaria de me conhecer.

  Me contou que seu irmão Yoongi vinha o infernizando para apresentar o tal de Jiminnie, gostaria que ele se lembrasse que sou 10 anos mais velho e não gosto de ser chamado de Jimminie, apesar de no fundo achar que ele faz de proposito para me irritar.

-Mas Hyung não se deixe levar,  só porque eu sou um amor de pessoa não significa que Yoongi também é. Ele é mais novo mas me dá medo, quando estamos juntos até parece que ele é o mais velho.- Ele diz fingindo estar assustado

-Parece que você é próximo do seu irmão, eu adoraria o conhecer. Já Seokjin não tive uma boa impressão dele, mas tudo bem. Você pode convidar ambos para jantar aqui em casa.

Ele sorri, e por um instante eu esqueço de tudo. O que está acontecendo comigo.

-HAHAHAHA, PARA DE ME CUTUCAR.- Grito com lágrimas nos olhos.

-Desculpa, mas você parecia em outro mundo por um momento Minnie.

Olho torto para ele.

-Ok, Ok. Desculpe, Hyung. Bom vou tomar banho, preciso de um longo banho depois do dia de hoje.

 Estava trabalhando em meu último capítulo quando escuto algo vibrar uma, duas, três vezes. Até que vejo o celular de Jungkook no sofá e vou até ele, tem três ligações perdidas e uma única mensagem.

"Venha, agora mesmo garoto, você sabe o que fazer. Não me faça perder meu tempo."

 O remetente dizia pai, não quero que Jungkook vá. Tenho um mal pressentimento. Mas sinto que não cabe a mim esconder dele.

 Vou até o banheiro, mas ele parece ter terminado de tomar banho então me encaminho para o quarto.

  Assim que abro a porta quase caio para trás, Jungkook está só de calça de moletom e passando a toalha nos cabelos úmidos pelo banho.

  Jungkook não parece um aluno do Ensino Médio, já tinha tido esse pensamento por ter visto o quão maduro ele é. Mas agora vejo que seu corpo também está em outro nível, ele tem braços bem definidos e um tanquinho de dar inveja apesar de nunca o ter visto se exercitando.  Sinto meu rosto queimar e reparo que ele está sorrindo, droga acho que encarei ele por tempo demais e saio correndo e vou direto para o meu quarto.
Tento recobrar o meu fôlego.

  Sinto meu coração disparado, porque eu fugi ou porque é que me sinto tão envergonhado não deveria ter sido nada demais. Deus, o que tem de errado comigo. Ele é uma criança, melhor amigo de meu irmão. Deve ter sido só a surpresa, vamos lá Park Jimin não foi nada demais.

  Vou para a cozinha pegar uma garrafa de água, e repasso a cena em minha mente e lembro do sorriso estampado em seu rosto, o que foi aquele sorriso. Pareceu um sorriso sacana, deve ser minha imaginação. Estou vivendo dentro dos meu livros.

-Hyung.- Ele diz se aproximando demais, e tocando em meu rosto.

-Jimin seu rosto está queimando e você está todo vermelho, aconteceu alguma coisa?- Ele pergunta em um tom divertido.

Esse garoto, não vale nada. Me afasto dele e vou até o balcão e pego seu telefone.

-Quase que me esqueço seu telefone estava tocando e seu pai te mandou uma mensagem, Kook eu preferia que você não f- Ele me interrompe e pega o telefone de minha mão e vejo seu corpo enrijecer e nisso ele sai porta a fora sem dizer mais nada.

  O que foi isso? Droga, porque ele foi até aquele homem. Eu achei que ele estava viajando, pelo visto deve ter voltado.   

  Jungkook não voltou naquela noite e nem apareceu nos próximos dias também. Jihyun falou que ele não foi a escola também. Senti que podia morrer de preocupação perguntei se ele tinha o número do irmão ou se ele sabia onde ele morava, mas ele não sabia também.

  O que eu posso fazer, fui tentar a sorte e pesquisei o seguinte nome no google Kim Seokjin. Encontrei o endereço de seu consultório e sai de casa correndo.

  Chegando ao consultório de Jin sou informado que ele estava em uma sessão e eu teria que esperar por uma hora o fim da sessão, fiquei sentando na recepção aflito.

Assim que terminou e ele apareceu na sala e me avistou ele ficou surpreso, mas logo seu rosto ficou sério.

-Jimin, não é mesmo? Está tudo bem, aconteceu algo com Jungkook?- Ele fala sem parar

-Seokjin, isso é o que eu gostaria de saber. Você por um acaso sabe o endereço dele ou número do irmão dele?

-Jimin, tecnicamente isso é informação privada e eu não posso te fornecer isso.

-Jin, eu tenho um mal pressentimento. Você sabe ele tem praticamente morado comigo e com o meu irmão, mas ele não aparece faz uns dias depois de ter recebido uma mensagem do pai, sinceramente ele não parecia muito feliz na mensagem. 

Digo tudo de uma vez quase perdendo o fôlego, mas me sinto desesperado.

-Além do mais Jin, da última vez que ele foi para casa ele voltou todo arrebentado para a minha casa.

-Jimin, eu não posso falar disso aqui. Não aqui no consultório, me passe seu endereço e vou para a sua casa assim que meu horário terminar.- Ele me olha de forma compreensiva e tenta me tranquilizar. 

-Tudo bem, desculpe interromper seu trabalho. Vou te esperar em minha casa então, até.

 Felizmente Jihyun estava no trabalho pois eu não queria que ele escutasse minha conversa com Jin, não quero que ele se preocupe.

Escuto a campainha tocar, vou até a porta.

-Pode entrar, Jin.





 


Notas Finais


Eu tento revisar, mas quanto mais eu leio mais erros eu acho. Impressionante!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...