1. Spirit Fanfics >
  2. Um amor no tempo passado >
  3. Capítulo 1 - Eu morri?...

História Um amor no tempo passado - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Fanfic originalmente minha, disponivel também no Wattpad

Capítulo 1 - Capítulo 1 - Eu morri?...


Fanfic / Fanfiction Um amor no tempo passado - Capítulo 1 - Capítulo 1 - Eu morri?...

Eu sou Victoria Natsumi, moro em Nara uma cidade de Kansai. Eu sou uma estudante Universitaria de Kyōdai (Kyōto Daigaku), eu sempre saio as 05:00 da manhã para pegar o metrô e chegar em Kyoto o mais rápido possivel. Eu moro com a minha mãe e nossa gatinha Yara. Por mais que eu estude em uma das melhores universidades do Japão, na maior parte do tempo eu sou um completa inutil, fico trancada no meu quarto comendo lámen e assistindo a filmes de terror ou lendo mangá deitada na minha cama. Minha mãe odeia esse meu jeito preguiçoso, mas sempre que saio com a mesma, tento ser a mais arrumada e educada possivel!

VICTORIA, ACORDE, JÁ SÃO 05:31 -Grita a mãe da mesma atráves da porta enquanto a bate com força

Só mais 5 minutinhos, estamos em 2021, o ano acabou de começar... -Fala Victoria com a cara enfiada no travesseiro que abafava sua voz sonolenta -Espera... QUANTAS HORAS SÃO? -Pergunta Victoria gritando assustada ao se tocar com o horario

Em alguns minutos eu estou correndo até a estação de metrô o mais rápido que eu consigo, não posso simplesmente perder meu primeiro dia de aula assim, estou no 2° ano, se uma mulher de 24 anos não consegue nem chegar em sua universidade a tempo, quem dirá em um emprego, certo?

Você viu? Disseram que alguns ladrões invadiram um vagão do metrô que está indo para Kyoto -Fala um estudante de Ensino Médio a seu amigo

Parece que esse metrô chegara a 4 minutos, e a policia ainda não está nem perto. A seguranca daqui é pessima -Responde o garoto com medo

No momento em que desço as escadas da estação, logo me deparo com o metrô se apróximando, eu começo a correr em sua direção e ao ver as portas se abrirem, eu pulo dentro do mesmo. Eu me sento em um dos bancos ofegante e suada enquanto observo o horario atráves do celular

Parece que terei que ficar até tarde na faculdade, não chegarei lá antes da 1° aula, também não pretendo pular a máteria... Pelo menos eu trouxe alguns lámens, fome não irei passar -Fala Victoria fechando os olhos para poder descançar até chegar a Kyoto

Ei você ai, oque acha que está fazendo ficando tão relaxada assim? -Pergunta um homem aleatorio balançando o ombro de Victoria

Uhm... Quem caralhos é você? -Pergunta Victoria confusa com a situação

Ha, você realmente... NÓS LITERALMENTE ESTAMOS ASSALTANDO AS PESSOAS DESSE VAGÃO, COMO PODE ESTAR TÃO RELAXADA? -Pergunta o ladrão nervoso com a tranquilidade da mesma

Assaltando? Ah entendi... É para o teatro certo? Vocês são realmente muito bons, aposto que se tornarão bons atores no futuro -Responde Victoria se levantando meio sonolenta

Eu pego minha carteira e a abro pegando um pouco de dinheiro e o colocando na mão do homem, ele me olha confuso e eu sorrio para o mesmo logo me virando para os outros passageiros que estavam sentados e amarrados no chão. Eu sei oque está acontecendo aqui, eu sei que posso ser morta por essa minha reação tão fria, mas eu sinceramente não me importo muito...

Vocês são realmente ótimos atores, todos vocês... Fique com o dinheiro, comprem bebidas quando chegarmos a Kyoto, vocês quase me fizeram acreditar que isso era um assalto de verdade -Fala Victoria com um sorriso sem emoção e um olhar tenso enquanto coloca a mão no ombro do ladrão

Vadia desgraçada -Fala o ladrão tirando a mão da garota de cima de seu ombro

Após tirar minha mão de seu ombro, ele me puxa pelo meu casaco e me dá um forte soco no rosto. Minha cabeça bate com força nos bancos e eu logo caio no chão do vagão, tudo está girando, as vozes das pessoas gritando com medo ecoavam em minha cabeça, tudo parece tão distante e estranho... É assim que eu vou morrer?

Eu olho para a frente onde se encontrava a visão da parte de baixo dos bancos e logo me deparo com sangue escorrendo pelo chão do vagão, eu fecho meus olhos lentamente e logo tudo fica escuro e silencioso... Eu sempre fui uma pessoa tão animada e ao mesmo tempo medrosa, eu normalmente não teria coragem de responde-los assim, eu não sei oque deu em mim...

Com licença, senhorita Narumi... Olá? -Ecoa uma voz feminina desconhecida próxima a Victória

...Q-Quem é você -Pergunta Victoria abrindo seus olhos lentamente e olhando a sua frente

Uma bela moça albina estava a minha frente com um vestido branco feito de voile e cetim, ao me ver acordar a mesma me dá um sorriso que aquece meu coração e me faz corar na mesma hora

Que bom que você finalmente acordou -Fala a moça desconhecida colocando a mão sobre o peito enquanto solta um leve suspiro

...Onde eu estou e quem é você -Pergunta Victoria passando a mão na cabeça graças a dor que sentiu sobre a pancada

Me desculpe, meu nome é Arim Schiffon, nós estámos entre o céu e o inferno, eu estou aqui para te guiar -Fala Arim com um sorriso tranquilizador

Então eu morri? -Pergunta Victoria com uma expressão de medo e surpresa

Bem... Na verdade você está em um coma profundo, eu estava tentando te acordar a 3 dias  -Fala Arim envergonhada

Então... Você irá me guiar para o céu ou o inferno enquanto eu ainda estou... Viva? -Pergunta Victoria confusa

Sim... NÃO, NÃO, NÃO É ISSO, e-eu não gosto de levar as pessoas para o céu ou o inferno, prefiro... Universos alternativos -Fala Arim com um sorriso convicente

Um anjo rebelde então... Desembucha vai -Fala Victoria indiferente

Você é tão grossa... Bem, como você está em coma, com certeza não saberá quando ira acordar, mas devo te dizer que, as chances de voltar ao seu mundo são 01,0% -Fala Arim brincando com seus dedos indicadores inquieta

Bom, eu ainda tenho 0,1% de chance de voltar, mas com a minha sorte eu duvido que isso aconteça -Responde Victoria soltanso um risada triste

Exatamente... Me desculpe! Bem, eu tenho uma proposta, caso você aceite, você será transportada para a Ilha Paradis, obviamente você conseguirá ler e entender tudo lá -Fala Arim

Uhm, e se eu não aceitar? -Pergunta Victoria curiosa com a ocasião

Você será mandadá para o inferno. Não em leve a mal, mas não é divertido quando as pessoas não aceitam chance de morar em outro universo -Fala Arim fazendo biquinho e virando sua cabeça em uma forma infantil enquanto cruza os braço sobre o peito

Bem, não sei oque é Ilha Paradis, onde fica e etc etc... Mas aceito sua proposta, com uma condição -Fala Victoria com um sorriso malicioso

Qualquer uma, absolutamente qualquer uma -Fala Arim animadamente

Desejo levar todos os lámens que tem na minha bolsa -Fala Victoria apontando para a sua mochila no canto do local

Okay, fechado... Foi ótimo negociar com você senhorira Victoria Narumi -Fala Arim levando sua mão em direção a Victoria que a olha com brilho nos olhos

O prazer foi todo meu senhorita Arim Schiffon -Responde Victoria pegando na mão de Arim

Após pegar na mão do anjo albino, tudo logo fica completamente escuro e silencioso novamente...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...