História Um pai para o meu bebê - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga, V
Tags Hoseok!bottom, Jikook, Kookmin, Namjin, Sope, Taehyung!top, Taeseok, Taeyoonseok, Vhope, Yoongi!top, Yoonseok
Visualizações 289
Palavras 598
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Nudez, Sexo, Spoilers, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, espero que gostem não tenho muito tempo pra falar aqui, mas tomara que gostem

Capítulo 1 - Prólogo


Era mais um dia daqueles, que acordamos com tudo planejado, mas que conforme os acontecimentos tudo desanda. E sempre era assim o dia de Hoseok, que por mais normal que parece estar, ele sabia que nada bom sairia daquele dia.

Hoje era o dia, o dia que sua vida mudaria drasticamente. Que passaria de aspirante ficante dos melhores alunos da turma- se não escola-  a namorado.

Bom, pelo menos era o que ele achava. Mas se tratando de dois babacas como Yoongi e Taehyung, estava bem difícil ver se era realmente uma verdade.

Já fazia dois meses que os tinha conhecido, e no segundo dia Taehyung o convidou para sair, era lindo ver como tudo aquilo se transformou em um triangulo amoroso. Yoongi era o namorado de Taehyung e Hoseok sabia disso, sabia que tinha a possibilidade- essa que não lhe agradava muito- de Yoongi dar mais atenção a Taehyung e vice-versa. Mas não se importava, estava cego de amores pelos dois “bad-boys” da escola que incrivelmente conseguiam ser os melhores alunos. Hoseok era mais daqueles alunos que sabia do básico e ficava feliz por tirar a média e conseguir passar sem ser arrastado.

E com esses pensamentos arrumou-se, vestindo seu uniforme da maneira correta e deu um sorriso antes de começar a se maquiar. Não era muito de fazer isso, mas hoje era um dia especial. Bem, ao menos para ele.

Antes de sair da frente do espelho acarinhou a barriga durinha de pouco menos de um mês. Taehyung ficaria feliz e esperava que Yoongi também.

 

                                                                                                                    

Chegou na escola, meio afobado, tremia um pouco pela a ansiedade. Sentou em sua carteira e esperou os seus colegas de classe chegar. Assim que viu uma cabeleira azul aparecer, levantou-se, essa que foi seguida de um cabeleira acinzentada. Era eles dois, seus grandes amores.

Sorriu o máximo que pode e correu em direção aos dois, sorrindo grande, coisa que foi retribuída pelos mesmo.

-Podemos conversar? - Hoseok pediu

-Sim- Taehyung sorriu e ficou parado no lugar, assim como Yoongi. Hoseok fez um gesto meio tímido – Agora? - O mesmo assentiu.

Saíram os três da sala de aula e foram para um lugar mais reservado onde quase ninguém costumava ir.

-Bem... eu queria conversar sobre vocês dois, namorados- sorriu meio envergonhado e Taehyung e Yoongi travara,

-Desde quando somos namorados- indagou o Kim.

-Desde quando ele pensa que somos namorados? - Sobrepôs o Min.

Hoseok pareceu descer do pedestal, mas ainda tinha a grande notícia, isso os faria mudar de ideia.

-Bem, eu fui no medico semana passada, porque estava passando mal e essas coisas. Ele me entregou isso...- Entregou um pequeno envelope com um exame.

Os dois se juntaram e começaram a ler, e os olhos quase pularam com a afirmação no final.

P O S I T I V O.

Tudo pareceu girar para o Kim, e o Min apenas riu.

-Você pensa que é o primeiro a tentar dar esse golpe em nós dois? Sabe quantas pessoas ficamos por semana Hoseok? - Hoseok pareceu perder seu chão- Nunca iriamos querer namorar você e um golpe do baú só faz você ser mais como os outros. Um brinquedo descartável- Lágrimas teimavam em descer dos olhos amendoados.

-Quanto quer? - Hoseok abaixou a cabeça com o grito do Kim- QUANTO QUER? - Ergueu a cabeça do Jung com severidade- QUANTO QUER SUA PUTA? – Apertou o rosto pequeno do mais novo.

-E-eu n-não qu-quero n-nada- puxou o envelope das mãos de Yoongi e começou a correr.

Era como mais um de seus dias normais, mas dessa vez com uma noite melancólica.


Notas Finais


Pequeno só pra ter um gostinho de quero mais

Hoseok, meu bebezinho foi tão maltratado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...