História Um pequeno amor? - Imagine Jackson Wang Got7. - Capítulo 62


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark
Tags Bambam, Got7, Jackson, Jaebum, Jinyoung, Mark
Visualizações 190
Palavras 966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 62 - Começo


Fanfic / Fanfiction Um pequeno amor? - Imagine Jackson Wang Got7. - Capítulo 62 - Começo

C o m e ç o

Capítulo 62

~Sra.Tartaruga


 Eu:

 - Merda...

 Mark:

 - Há não S/n...

 Eu:

 - Me ajuda a levantar!

 Mark me ajudou a levantar. Eu o mandei abrir a porta, vestiu-se rapidamente e tentei fazer o mesmo com um pouco de dificuldade, quando acabei, peguei minha muleta e fui até a sala.

 Jackson:

 - Que demora...

 Eu:

 - Estava no banheiro, você sabe que eu tenho um pouco de dificuldade.

 Jackson:

 - Vocês estão de cabelos moldados...

 Eu:

 - Mark queria entrar para me ajudar então eu acabei jogando água nele (mestre da mentira).

 Jackson:

 - Ah.

 Eu:

 - Jackson... casa -Disse meio manhosa

 Mark:

 - Até mais... -Tossiu.

 Eu:

 - Mark, pegue minha bolsa...

 Eu distrair o Jackson um pouco, para que Mark pegasse o dinheiro da minha bolsa. logo ele a me deu e fui para casa.

 Jackson:

 - O que você foi fazer lá? -Disse me ajudando sentar no sofá.

 Eu:

 - Agora tem que ter um motivo para ver um amigo? Como soube que eu estava lá?

 Jackson:

 - Imaginei... eu estava com saudade de você... então voltei para casa cedo...

 Eu:

 - O JinYoung não quis lamber seu cu doce então ele te mandou para casa?

 Jackson:

 - S/n!

 Eu:

 - Só estou falando a verdade!

 Jackson:

 - Então S/n -Aproximou-se de mim e tentou beijar minha boca.

 Eu:

 - Não, estou cansada, tenha uma boa tarde.

 Peguei minha muleta (se faz de veía na frente do Jackson mas na frente dos outros machos...) e subí as escadas, Jackson queria me ajudar mais não deixei. Fui para meu quarto e deitei na cama, esperei alguns minutos, então escutei a porta se fechando, acho que o Jackson foi embora. Peguei algumas malas que estavam ali e coloquei minhas roupas dentro, a escondi em baixo da cama e sai, fui para uma esquina. Liguei para Taeyang, logo ele apareceu de moto e fui com ele. Levou-me até um prédio abandonado, lá tinha algumas pessoas.

 Taeyang:

 - Então S/n, cigarro, drogas ou bebidas?

 Eu:

 - Sua vida.

 Moça:

 - Ela tem um ótimo senso de humor.

 Taeyang:

 - Como vai sua vida com o Jackson? A Sakura não lhe atrapalha mais?

 Eu:

 - Ela está ótima e não lhe interessa -Sentei-me no chão, perto da parede- Traga um cigarro para mim!

 Taeyang:

 - Já volto.

 Fiquei sentada esperando ele, até que aquele moça daquele dia veio até mim e disse:

 - Cuidado, ele ainda trabalha para Sakura...

 Eu:

 - Bom saber... mas como posso confiar em você? Você também pode trabalhar para ela e ela pode ter lhe pagado para dizer isso

 Moça:

 - Esperta... mas eu a odeio... ela matou o cara da minha vida... a Sakura vai pagar com a sua própria vida...

 Eu:

 - Hum... por qual motivo você está me falando isso?

 Moça:

 - Eu posso lhe ajudar, eu sei de muitas coisas sobre ela... meu nome é Elizabeth.

 Eu:

 - O que sabe sobre ela?

 Elizabeth:

 - Eu era sua melhor amiga, eu era de sua classe, mas ela me fez isso, esse monstro e matou meus sentimentos...

 Taeyang:

 - Toma S/n.

 Peguei o cigarro que Taeyang me ofereceu, coloquei na boca e o acendi.

 Eu:

 - É verdade que você já fez programa Taeyang?

 Taeyang:

 - Ei, da onde você tirou isso?

 Eu:

 - Foi só uma pergunta...

 Elizabeth:

 - Já fez, eu já tive seus serviços.

 Eu:

 - Interesante...

 Taeyang:

 - Minha vida não é interessante para vocês... deixem-me!

Elizabeth:

 - Ele também já roubou um banco.

 Eu:

 - E ninguém descobriu que foi você?

 Taeyang:

 - O dinheiro paga muitas coisas.

 Elizabeth:

 - Já matou muitas pessoas.

 Taeyang:

 - Isso não entra, vamos parar de falar da minha vida.

 Eu:

 - 190 (Número da polícia. É que eu não sei se nós outros estados o número muda)

 Taeyang:

 - O que?

 Eu:

 - Nada não... é uma gíria brasileira para pessoas legais.

 Taeyang:

 - Claro.

 Eu:

 - É... eu vou voltar para o Brasil...

 Taeyang:

 - Que? Não! Por qual motivo?

 Eu:

 - Não vou ficar com o Jackson... então não tem como eu ficar aqui...

 Taeyang:

 - É-É você pode ficar aqui em casa, eu tenho um apartamento, minha mãe me deu, mas nunca morei lá.

 Eu:

 - Não sei...

 Taeyang:

 - Por favor... eu conheço muitas pessoas, e você é talentosa, vai arrumar um emprego, se sabe que eu não tenho como te sustentar e você não aceitaria.

 Eu:

 - Aceitaria sim.

 Taeyang:

 - -Riu-... Você aceita?

 Eu:

 - Claro! Eu preciso ficar aqui, Obrigado Taeyang... mas eu não quero fazer alarme...

 Taeyang:

 - A noite, quando o Jackson dormir, você manda uma mensagem para mim, aí eu lhe pego.

 Eu:

 - Obrigado... acho melhor eu ir, vou deixar o Jackson cansando, até mais Taeyang!

 Do jeito que eu planejei, agora é só esperar...




  〇 Na empresa:

 Taeyang Levou-me até a empresa do Jackson, fui até sua sala e infelizmente encontrei a Sakura de novo, ela está muito quieta pro meu gosto. Bom, voltando, fui para sala do Jackson fingindo que estava chorando.

 Eu:

 - Jackson...

 Jackson:

 - O que foi S/n?

 Ele se levantou de sua cadeira e foi até mim, jogou minha muleta no chão, colocou em seus braços e me sentou no sofá que avia ali.

 Jackson:

 - O que foi meu amor?

 Eu:

 - Desculpas... eu sou uma má mulher para você...

 Jackson:

 - Como assim? Você é uma ótima mulher de sim!

 Eu:

 - V-Você saiu do trabalho... veio até mim... perdeu dinheiro com isso... e-e eu...

 Jackson:

 - S/n, depois que isso aconteceu com você, dinheiro para mim não é mais nada.

 Eu:

 - Me desculpas...

 Jackson:

 - Não tenho o que desculpar.

 Eu:

 - Então deixe me redimir -Disse beijando seu pescoço (S/n sua puta).



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...