História Unfair - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Block B, EXO, Girls' Generation, Kim Jaejoong, Super Junior, TWICE
Personagens Baekhyun, Chaeyoung, Chanyeol, Chen, D.O, Dahyun, Hero Jaejoong, Hyoyeon, Jaehyo, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jihyo, Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Jungyeon, Kai, Kim Heechul, Kim Namjoon (RM), Kim Ryeowook, Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Kyung, Lay, Lee Donghae, Lisa, Lu Han, Min Yoongi (Suga), Mina, Momo, Nayeon, P.O., Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Sana, Sehun, Seohyun, Suho, Taeil, Taeyeon, Tao, Tzuyu, U-Kwon, Xiumin, Zico
Tags Baekhyun, Personagem Original, Romance, Taehyung, Triângulo Amoroso
Visualizações 86
Palavras 2.434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hellooooooooo, im back!

Boa leitura!

Capítulo 46 - Fourty-Six



3 Dias Depois


Meus pais voltaram de viagem hoje, finalmente, apesar de estar me divertindo e amando passar esse tempo com Baekhyun, eu sinto falta de minha mãe, e de Jonghyun também, é claro. Baekhyun, Taehyung, Irene e eu preparamos um jantar para recebê-los hoje a noite, como não somos nada originais, resolvemos fazer churrasco coreano e brasileiro, nós já demos alguns beslicos nas carnes e posso garantir que estão ótimas.

Porém, algo aconteceu, minha mãe chegou bem estranha da viagem, ela estava calada, e mal comeu o nosso jantar, apenas subiu para o seu quarto e se trancou lá.

-Poxa, eu jurava que Vanessa gostaria de nosso jantar... - Irene comentou com certo tom de chateação. Estávamos na sala, enquanto nossos pais, no quarto, estava um silêncio enorme lá por cima. Irene estava sentada ao lado de Taehyung, e Baekhyun se encontrava com a cabeça deitada em meu colo.

-Com certeza aconteceu algo para ela estar assim...  - digo pensativa.  - Afinal, nosso jantar era maravilhoso.  - me gabei brincalhona. Eles riram e Baekhyun suspirou.

-O velho também chegou estranho, será que eles brigaram?  - Baekhyun cria a hipotese, agora se sentando ao meu lado.

-Talvez, mas eles são tão unidos, eu acharia meio difícil eles brigarem...  - Irene diz pensativa.

-Mas vale lembrar que brigas é algo comum em relacionamentos, não dá para fugir. - respondi e nesse momento os olhos de Baekhyun e os meus se encontram, ele deu um sorriso ladino bem discreto.

-Exato, mas as pessoas sempre acabam voltado.  - Baekhyun fala, e eu logo notei que era meio que uma resposta para oque eu disse. Cerrei os olhos.

-Podem ter situações em que ambos se cansam de tantas brigas.  - Eu disse e ele riu.

-Mas se ambos, ou algum deles, estivessem cansados, já teriam se separado há tempos!  - Baekhyun diz irônico.

-Oque não é o caso de nossos pais. Se tiverem que brigar entre vocês dois, vão fazer isso em outro lugar!  - Taehyung interrompe bufando. Nós o encaramos meio desesperados.

-Quem está brigando com quem aqui?!  - perguntei dando uma risada forçada. Taehyung e Irene sorriem.

-Quem será? - pergunta irônico.  - Sério, está tão na cara vocês dois!  - Taehyung diz e nós nos encaramos surpresos.

-Como é? Eu não sei do que...  - Baekhyun é interrompido por Taehyung.

-Você sabe sim, vocês acham que eu deixei vocês dois sozinhos em casa por nada? Se eu não soubesse desse relacionamento de vocês, eu nunca teria os deixado sozinhos.  - Taehyung respondeu. Baekhyun sorriu irônico.

-Então você sabe...  - Baekhyun diz balançando a cabeça negativamente.

-Óbvio que sim! Nós dois já sabíamos.  - Taehyung responde rindo. Eu os encarei perplexa.

-Porque nunca comentaram nada?! - perguntei cruzando os braços.

-Nós queríamos antes, mas não sabíamos como chegar em vocês falando sobre isso...  - Irene respondeu. Eu e Baekhyun ficamos em total silêncio.

-Mas saibam que apoiamos vocês dois.  - Taehyung diz sorrindo.

-Então quer dizer que vocês ficaram quietos esse tempo todo enquanto nós tomávamos o mais cuidado do mundo para que não descobrissem...sendo que vocês já sabiam de tudo?!  - Baekhyun perguntou com fogo nos olhos. Taehyung deu de ombros.

-Isso ai.  - respondeu simples. Eu só via a hora que Baekhyun agarraria o pescoço de Taehyung!

[...]

Amanheceu e eu acordei com uma ligação de Chanyeol, o mesmo me convidava para passearmos juntos, à um parque que era próximo de casa, eu obviamente aceitei. Ele disse que viria me pegar às 11 horas, e agora são 9 da manhã.

Tomei meu café da manhã e vi Jonghyun entrando na cozinha, com uma expressão vazia no rosto...

-Bom dia! - o cumprimentei animada.

-Bom dia.  - ele respondeu seco. E então foi nesse momento que confirmei que algo realmente aconteceu já que, normalmente, Jonghyun é super alegre de manhã.

-Eu nem tive tempo de perguntar, como foi a viagem?  - perguntei o encarando, analisando todas as suas expressões.

-Ah, a viagem... Foi boa.  - respondeu de forma receosa.

-Hm, que bom. É ótimo ver que você e a mamãe se dão bem!  - comentei e vi sua expressão de desânimo.

-Sim... Enfim, tenho que ir trabalhar.  - ele diz como se quisesse fugir do assunto.

-Mas você não tirou férias do seu trabalho?  - perguntei confusa.

-Ah, verdade!  - ele diz à si mesmo.

-Jonghyun, sabe que pode contar comigo para qualquer coisa.  - falo pela primeira vez, Jonghyun me encarou surpreso e então assentiu desacreditado.

Ele saiu da cozinha apressado e eu suspirei. Oque aconteceu com esses dois? Eu tenho perguntar diretamente para minha mãe! Subi as escadas e bati na porta do quarto de minha mãe, esperei um pouco até ela abrir.

-Sim, filha?  - ela perguntou e eu travei ali!

-É... Eu queria saber como foi a viagem. - respondi e ela deu um sorriso sem graça.

-Foi ótima, me diverti muito.  - ela respondeu dando um sorriso tão falso!

-Mãe, não minta para mim, eu te conheço!  - advirto e ela suspirou.

-...Tem razão, eu não consigo mentir para você... Entre. - ela diz dando espaço para que eu entrasse, e assim eu o fiz.

-Pode ir falando.  - digo a encarando, ela suspirou e me puxou para sentar na cama.

-Eu... Nem sei por onde começar! Eu comecei meu relacionamento com Jonghyun, eu vim para cá e te trouxe junto, agora você está tão apegada aos meninos e seus amigos novos... Eu me sinto tão mal!  - ela desabafa já com lágrimas nos olhos. Eu não entendi oque ela quis dizer com isso.

-Mãe, calma, diz tudo do começo.  - respondi e ela assentiu respirando fundo.

-Eu irei me separar de Jonghyun.  - ela responde firme, e eu arregalo os olhos.

-O-Oque?? - perguntei desacreditando. - Porquê?!

-Porque ele não me ama, querida! Ele não me ama!!!  - foi nesse momento em que ela desabou no choro. Eu a abracei de imediato. Eu não acredito nisso!

-Se acalme, mãe! Porque está dizendo isso?!  - perguntei confusa.

-Ele têm outra em mente...  - ela respondeu com a voz embargada.

-Como você sabe disso? - perguntei perplexa.

-Nos encontramos com ela por acaso em um restaurante que fomos, você acredita que ele não parou de olhar para ela?! Nós brigamos nessa noite, e depois continuamos discutindo, foi então que eu pude confirmar que ele não me ama.  - contou com lágrimas nos olhos.

-Mãe, não acha que foi precipitada demais? Bem, não foi certo dele ter olhado para ela de jeito que você me diz mas, me diz, porque você acha que ela é quem ele tem "em mente"?  - perguntei e ela riu debochada.

-Ele me contou que ela é uma ex, que ele teve um caso antes de mim... - ela respondeu voltando a chorar mais. Eu a abracei forte, aish...isso é mal!

-Fique calma... Mesmo que esse seja o caso, não tome decisões sem pensar antes, converse com ele antes, ele parece estar arrasado com tudo isso.  - aconselho e ela nega.

-Não! Ele não está ligando para isso, deixe-me adivinhar, ele saiu?  - perguntou irônica.

-Não tenho certeza... Porque? - perguntei e ela riu.

-Deve ter ido se encontrar com a outra!  - ela respondeu se pondo à chorar mais.

-Não pense assim, mãe!  - digo dando tapinhas em seu ombro.  - Você lembra como ela é?  - perguntei curiosa.

-Ela é bonita... Muito bonita, parecia ser bem mais nova que eu, tinha cabelos castanhos não tão longos, era magra, alta, e como eu disse, muito bonita.  - respondeu embargada.

-E o nome dela?  - perguntei, estava disposta à saber mais sobre ela e Jonghyun.

-Dara... Sandara Park!  - respondeu pensativa. Eu assenti.

-Hm, mãe, eu te peço, pense direito sobre isso, não tome decisões precipitadas, você ama o Jonghyun e eu tenho certeza que ele também, porque se esse não fosse o caso duvido que o mesmo nos deixaria morar aqui!  - digo e ela assentiu receosa.

-Eu estou tão chateada... Não sei se conseguirei pensar direito!  - ela diz suspirando.

-Então descanse um pouco, dormiu bem essa noite?  - perguntei e ela negou.

-Eu nem dormi.  - respondeu e eu arregalei os olhos.

-Como você pode?! Vá descansar agora!  - mandei perplexa. Ela sorriu.

-Trocamos de lugar agora, mãe?  - ela perguntou irônica. Eu ri.

-Sim, agora vai dormir, filha!  - respondi me levantando e fechando as cortinas das janelas, deixando tudo escurinho.

-Pode deixar.  - ela responde enxugando as lágrimas, abrindo um sorriso. Eu sai do quarto e dei um breve sorriso, farei o máximo para ajudá-la nisso.

-Tenho que descobrir mais sobre essa mulher...  - disse à mim mesma, me referindo à Sandara. Eu estava com raiva, mas não podia fazer nada sem pensar direitinho antes...

-Está falando sozinha?  - ouvi a voz de Taehyung do meu lado e então dei um pulo, de susto. -  Foi mal!  - ele gargalhava.

-Tudo bem... Ah, Tae, quer me ajudar numa coisa muito legal? - perguntei irônica. Ele me olhou confuso.

-Oque poderia ser essa "coisa legal"? É legal mesmo? - ele perguntou curioso.

-Temos que achar informações sobre uma mulher. Conhece alguém chamada Sandara Park?  - perguntei e ele pensa um pouco.

-Acho que não, porquê? É sobre ela que iremos achar informações?  - ele perguntou e eu sorri.

-Então você vai me ajudar??  - perguntei sorrindo boba. Ele assentiu e eu comemorei.

-Ebaaa!!! Sim, é sobre ela. Oque acha de irmos hoje à cidade onde nossos pais viajaram? - perguntei e ele arregala os olhos.

-Espera, isso tem haver com eles terem chegado sérios daquele jeito?  - perguntou curioso, eu assenti.  - Ótimo, estava curioso para saber mais.  - nós rimos.  - Mas oque essa mulher tem haver? 

-Parece que seu pai teve um caso com ela, antes de minha mãe. - respondi e ele faz uma expressão confusa.

-Tem certeza? Depois que nossa mãe nos deixou, ele nunca mais se envolveu com ninguém!  - ele respondeu me fazendo ficar muito confusa.

-Sério? Então ele pode ter tido um caso escondido de vocês.  -  respondi e ele faz uma expressão debochada.

-Mesmo que ele quisesse, não seria possível, nós iríamos ter descobrido, nosso pai sempre nos conta tudo. - Taehyung respondeu.

-Pelo jeito não "tudo".  - respondi e ele cruzou os braços desacreditado.

-Bem, de qualquer jeito, nós partiremos às 16 horas, tudo bem para você?  - perguntou e eu assenti. Não era tão longe onde eles foram, era no máximo 1 hora de viagem.

[...]

Deu 11 horas e eu já estava pronta para sair com Chanyeol, eu ouvi a campainha tocando e sai, me deparando com ele, com um sorriso enorme.

-Olá!  - digo sorrindo.  - Vamos?

-Claro, pode entrar.  - ele diz apontando para seu carro. Eu assenti e entrei logo em seguida. Baekhyun não estava em casa hoje, ele havia saído com Xiumin, para não sei onde!  - Então, como está sendo seu dia até agora?  - ele perguntou assim que entrou no carro. Eu suspirei.

-Cheio, mas por enquanto não me envolvi em nada sério. - respondi fazendo nós dois rirmos. Chanyeol deu partida no carro e foi questão de minutos para chegarmos no parque, como eu disse, não era tão longe de casa assim.

Nós começamos a caminha lado a lado, sorridentes, compramos um sorvete para cada um e batemos papo. Mas um barulho com vozes conhecidas me chamou atenção, à minha frente estavam Sana, Lay, Sehun, Rosé, Chen, Jiho, Hyuna, Kihyun e Yeri, quando eles me viram, sorriram e se aproximaram.

-YAH! Porque você foi embora daquele jeito?!  - Sana perguntou se aproximando e aumentando o tom.  - Eu fiquei preocupada!  - disse me abraçando, eu retribui o abraço.

-Desculpa, eu só não estava com a cabeça no lugar!  - respondi rindo sem graça.

-Eu te perdoo, sua idiota! Não faça mais isso, ok? -  perguntou e eu assenti. Logo em seguida vêm Rosé me abraçando forte, que senti como se meus ossos estivessem se quebrando!

-Me perdoa, Nicole! Eu não deveria ter feito aquele tipo de pergunta, você acabou chorando e indo embora por minha causa, eu sei que você ficou com raiva de mim e tem toda a razão, mas me perdoa!  - Rosé diz e eu me surpreendo.

-Calma, Rosé, eu não fiquei com raiva de você! Não se preocupe.  -  respondi sincera.  - E quem disse que eu estava chorando?  - perguntei curiosa, eu me lembro que não chorei na frente deles!

-Jura?? Ahhh que bom! Eu estava preocupada. Quem me disse foi Baekhyun, ele mal olhou nas nossas caras quando voltou para pegar suas coisas...  -  ela respondeu e eu a encarei surpresa.

-Sério isso?  - perguntei os encarando, todos concordaram.

-Sim, ele apenas entrou na casa, e pegou sua mochila. Mas ai, eu fui falar com ele, mas ele me deu uma resposta que até me traumatizou!  - Sana respondeu fingindo tristeza.  -  Eu perguntei se estava tudo bem com você, e ele respondeu um "Estar bem? Depois de uma pergunta de merda daquela você acha que ela está bem? Sinceramente, deveria repensar sobre sua amizade com Nicole."  - ela imitou a voz dele, ou pelo menos tentou. Eu ri.

-É verdade. Sabe oque ele disse à Chanyeol?  - Yeri perguntou e eu neguei. Chanyeol fechou a cara naquele momento. - Disse que não era para te convidar se as festinhas acabassem dessa forma.  - ela diz. Isso vindo do Baekhyun não me surpreendeu!

-Yah, Nicole, você e o Baekhyun têm algo?  - Hyuna perguntou curiosa. Eu corei na hora!

-Hyuna! Como que você pergunta uma coisa dessas?! Eles são irmãos! - Jiho diz envergonhado pela sua irmã.

-Mas eu soube que eles não são irmãos de sangue, então eles podem se pegar à vontade, idiota!  - essa afirmação de Hyuna me fez corar ainda mais.

-Aish, isso é tão errado.  - Jiho comenta negando com a cabeça.

-Fica quieto, pirralho! Nicole, você não me respondeu.  - ela me encarou maliciosa.

-Ele é apenas meu irmão, não temos nada.  - sorrio sem graça. Ela assentiu desacreditando, provavelmente.

-Bem, vamos aproveitar essa tarde? Estamos todos juntos novamente, vai ser legal sairmos por ai.  -  Chanyeol indaga.

-Claro, foi pra isso que viemos aqui.  - Kihyun respondeu nos fazendo rir.


[...]


Já era fim de tarde quando retornamos para nossas casas, eu e meus amigos passeamos por vários lugares e no horário de almoço, nos enchemos de besteiras!

Chegando em casa, a primeira coisa que vi foi uma garota de cabelos castanhos e ondulados sentada no sofá enquanto Taehyung e Baekhyun estavam levantados.

Quem é ela? Talvez, uma amiga deles?

Os olhos da garota foram em minha direção, eu sentia o clima tenso no ar, ainda mais agora que ela me encarava de uma forma como se quisesse me matar!

-Olha só, parece que atração principal chegou! - a garota disse em tom alto e debochado. Eu reconhecia sua voz de algum lugar...

...



Notas Finais


Se preparem que ai vem fogo!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...