História Why do you have to kiss her? - Imagine Joshua (Seventeen) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Hong Jisoo "Joshua"
Tags Hong Jisoo, Imagine Joshua, Joshua, Seventeen
Visualizações 234
Palavras 1.911
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAAAAA
OI DE NOVO!
Era pra ter postado no dia 7 (meu aniversário), mas não deu rsrs
Estou sem tempo para falar, então espero que gostem <3
Boa leitura <3

Capítulo 1 - Ação! - Único


Fanfic / Fanfiction Why do you have to kiss her? - Imagine Joshua (Seventeen) - Capítulo 1 - Ação! - Único

O garoto de pele pálida andava entre o grande jardim de flores, todas com uma cor de rosa claro. Já ele, vestia uma roupa com o mesmo tom das plantas. Seu sorriso estava evidente em seu pequeno rosto, enquanto carregava um cesto em suas mãos. Logo após parar em baixo de uma pequena árvore, a garota apareceu com um vestido curto e com um chapéu relativamente grande, também com um largo sorriso no rosto.

-Oppa, eu te fiz esperar muito, certo? – disse fazendo um bico, sentando-se junto com ele na grama.

-Não se preocupe, Somin-ah. – sorriu docemente. – Eu também acabei de chegar.

-É uma alívio, então. – respondeu. – Oppa, eu te chamei aqui porque preciso te dizer uma coisa. – ela olhou para baixo envergonhada, fazendo o garoto ao seu lado erguer uma de suas sobrancelhas confuso.

-Pode falar. – sorriu simpático, a fazendo ficar mais nervosa ainda.

-É que eu...gosto de você, gosto faz muito tempo. – o olhou depois de um tempo, ele estava assustado, mas logo um sorriso surgiu em seus lábios.

-Eu também gosto de você, Somin-ah. – respondeu envergonhado.

Os dois então começaram a se aproximar mais e mais, a mão da garota agora estava em seu ombro, e seus olhos estavam vidrados um no outro. Assim que seus lábios se encostaram...

-CORTA!! – a mulher gritou se levantando de sua cadeira, suspiros ecoaram por todo o lugar. Já era a quinta vez que a Diretora do filme fazia aquilo. Ajeitou seus óculos escuros, cruzando os braços. – Vocês não tem emoção! – exclamou furiosa.

A garota que estava no meio das flores levantou revirando os olhos, enquanto seu colega ria baixinho ainda sentado na grama verde. Seus olhos se encontraram com a jovem Diretora, fazendo assim suspiros saírem de sua boca.

-Senhorita, a cena estava perfeita... – seu assistente disse baixinho criando coragem, a fazendo tirar os óculos com cara de tédio.

-Estava horrível! – exclamou alto, a atriz principal a xingava baixinho enquanto arrumava a maquiagem. – Estava tudo errado, não tinha sentimento, nem química! O elenco todo está errado! Quem diabos colocou esses dois juntos? – olhou para os demais, que evitaram seu olhar. – Vamos fazer uma pausa, dez minutos de descanso! – gritou, deixando o local no mesmo minuto.

Parou na pequena ponte que ficava um pouco longe do local que estavam gravando. Bufou tentando contar suas emoções.

Sabia que uma hora ou outra aquilo iria acontecer, sabia também que a ideia de trabalhar com ele era meio perigosa, mas mesmo assim, aceitou. Pois tê-lo por perto por mais tempo era a coisa que mais desejava.

-Eu vou ficar louca. – levou sua mão para a testa, fechando seus olhos sentindo a brisa fria entrando em contato com seu rosto. Depois de um tempo de olhos fechados, sentiu braços quentes rodeando sua cintura.

­­­­­­­­­­­­­­-Por que fez aquilo? Uhn? – perguntou enquanto observava a lago embaixo da ponte, em seus lábios se encontrava um pequeno sorriso.

Sua namorada não costumava deixar seus sentimentos muito amostra, seus ciúmes estava sendo uma diversão para ele.

-Eu não fiz nada, é vocês que não combinam. – jogou sua cabeça um pouco para trás, vendo seu lindo rosto. Ficaram se olhando por poucos segundos, até que finalmente deram o primeiro beijo do dia.

A jovem quase jogou seu namorado na água quando ouviu as vozes das maquiadoras fofoqueiras por perto. O garoto gargalhou quando viu sua expressão assustada olhando para todos os lados, confirmando se não tinha ninguém que podia vê-los.

Faziam quase três anos que estavam juntos, mas decidiram que seria melhor deixar seu relacionamento em segredo. Claro, com exceção de seus familiares e amigos próximos, que sabiam dos dois antes mesmo deles contarem.

-Ei, amor. – a chamou, a garota logo virou seu rosto para ele curiosa. – Ficou mesmo com ciúmes?

-Eu não estava com ciúmes, de onde você tirou isso?! – exclamou nervosa, ele cruzou os braços ainda não acreditando.  Ela olhou para baixo, colocando suas duas mãos na ponte. Arranhou a garganta antes de começar a falar. – Quer dizer...você sabe como aquela Eunbin é! – bateu suas unhas na madeira velha. – Fica dando em cima de você toda hora, e ela também me odeia! – olhou o garoto bufando, e depois voltou a olhar para o chão de madeira. – Como eu poderia não ficar assim? – disse fazendo um bico.

Seu namorado se aproximou na hora  e a abraçou forte, a fazendo assustar um pouco. Tinha grande possibilidade de alguém estar por perto e vê-los naquele jeito.

-Aigoo, meu bebezinho ciumento! – apertou suas bochechas, a fazendo rir daquele apelido extremamente brega. – Não se preocupe, vamos arranjar um jeito de não fazermos essa cena como planejado. – ela assentiu sorrindo fraco, e ele fez o mesmo.

-Mas, Oppa... – o chamou e ele sorriu, ela não costumava o chamar desse jeito. – Podemos sair quando acabarmos com tudo aqui? Faz tempos que não vamos em algum lugar juntos, e sozinhos.

Fingiu pensar um pouco, com uma das mãos em seu queixo.

-É claro que podemos, sua bobinha.

Após alguns segundos escutaram seus nomes sendo chamados. Logo se separam e cada um seguiu caminhos diferentes.

(...)

-Esqueçam, vamos deixar essa cena pra mais tarde. – disse a Diretora, as pessoas que se encontravam atrás dela finalmente deram um sorriso depois de muito tempo tentando achar um jeito daqueles dois se beijarem.

Eles claramente não entendiam por qual motivo aquela cena não estava sendo bem feita, os atores atuavam bem e até combinavam, então qual era o problema?

Eunbin também não entendi. Depois que recebeu a proposta para trabalhar em seu primeiro filme, e com seu ator preferido, treinou meses para fazer especialmente essa cena. Ela não negava de jeito nenhuma que sentia um interesse a mais por Joshua, ele sempre sendo gentil e educado, alegre e simpático, além disso, sua beleza era algo meio extraordinário. Mas ela sabia de seus suspiros e olhares apaixonados  pela Diretora, o que a deixava com mais raiva dela ainda.

Já Joshua, não se importava muito com o ciúmes de sua namorada, até achava meio fofo. Sabia que aquilo estava atrapalhando um pouco na gravação do filme, mas tinha certeza que ela não iria extrapolar muito. Ele também não poderia ficar bravo, pois iria sentir a mesma coisa se estivesse no lugar dela.

-Vou preparar seu carro. – seu assistente disse, já se preparando para sair.

-Não se preocupe, saia para beber com os outros essa noite. Posso ir sozinha. – pegou seu casaco e seus óculos.

Não conteve um pequeno sorriso em ver seu namorado perto, também se preparando para sair dali o mais rápido possível. Mas, sua felicidade logo acabou quando viu alguns homens e mulheres da produção, inclusive Eunbin, se aproximando dele. Escutou eles implorando para saírem jantar em algum lugar todos juntos. Joshua estava nervoso, pois não tinha nenhuma desculpa em mente no momento. Ele gostava de se divertir com seus amigos, mas gostava mais de ficar sozinho com sua namorada. A aflição tomou conta de seu corpo quando viu o rosto decepcionado dela, junto com seu nervosismo a gagueira veio junto, o impedindo de falar alguma coisa.

-Saíam, ele não vai poder ir junto hoje! – a voz da estilista ecoou pela pequena cabana onde estavam, fazendo todos a olharem confusos. – Temos que ver e combinar algumas coisas no meu ateliê, esqueceu? – olhou para ele.

-A-Ah, não...eu estava tentando falar isso agora mesmo! – ele a respondeu sorrindo falso, logo após algumas reclamações as pessoas que estavam ali saíram, deixando os dois sozinhos. – Obrigado, Taehee!

-Não foi nada, vi a cara tristinha dela! – sorriu, olhando para atrás vendo sua amiga.

Taehee era uma das poucas pessoas que sabiam do namoro, na verdade foi ela que apresentou os dois. Ela os ajudava a escapar de algumas coisas as vezes, ou os lembrava de alguma data importante. Se não fosse por ela, Joshua teria seu aniversário passado em branco, pois sua namorada só lembra do natal e olha lá.

-Tenho que ir agora, me liguem depois. – disse ela, arrumando sua jaqueta e pegando seu celular no bolso. – Até mais, Jisoo.

-Até. – olhou para frente, vendo que ela já tinha ido para o carro.


(...)

-Para onde você quer ir? – ele perguntou enquanto dirigida atento a estrada. Ela se encontrava deitada em seu ombro, com os olhos quase fechados.

-Pra qualquer lugar. – respondeu sonolenta. Ele riu a olhando, estava quase caindo no sono.

Ele tinha certeza que ela havia ficado a noite toda acordada pensando naquela maldita cena de beijo.

-Pode dormir um pouco. – essa foi a última palavra que ela escutou, antes de praticamente desmaiar no banco do carro.

(...)

A garota abriu seus um por um, percebendo que estava deitada na cama do quarto de seu namorado. Se levantou um pouco triste, pois queria ter saído com ele.

Depois de abrir a porta do quarto, o encontrou de costas fazendo alguma coisa no balcão da cozinha. Se aproximou lentamente, o abraçando por trás.

-O que está fazendo?

-Nosso jantar. – sorriu em ela fez uma expressão chateada. – Que foi, docinho?

-Desculpa por ter dormido! – olhou para cima, ele negou com a cabeça deixando suas coisas no balcão.

-Por que está se desculpando? – apertou suas bochechas. – Sabe que eu gosto de te ver dormindo bem, sei que não conseguiu nem pregar os olhos de noite também. – ela suspirou. – E pra mim não importa onde estamos, estar com você já é o suficiente.

Ela o abraçou forte, lhe dando um beijo logo depois, o fazendo encostar seu corpo no balcão.

Depois de mais alguns beijos se separaram, se abraçando novamente.

-Ei, amor, eu estava pensando... – ela começou, o olhando. – Já fazem quase três anos que estamos juntos... – ele assentiu. – Não seria melhor contar agora?

Ele ficou em silêncio por alguns segundos, antes de responde-la.

-Pra mim, tudo bem! – sorriu e ela também.

-Contaremos, amanhã.

(...)

Chegaram no estúdio provisório. Haviam passado a noite inteiro juntos, assistindo filmes e comendo inúmeras besteiras. Os dois estavam animados para contarem para todos sobre o namoro, mas ao mesmo tempo estavam nervosos.

Estavam no meio do jardim quando decidiram falar, o que foi uma surpresa para todos. Quem diria que o ator gentil e doce iria namorar com a Diretora brava e emburrada.

Eunbin não teve uma reação muito boa, apenas fechou a cara enquanto xingava a jovem Diretora baixinho em um canto afastado de todos.

Taehee estava feliz pelo casal que agora não precisaria se esconder, mas preocupada com os fãs de Jisoo. Nunca se sabe o tipo de gente que esse mundo tem.

Os dois não pararam de sorrir em nenhum segundo, suas mãos ainda estavam juntas. Olhavam da pequena ponte de madeira o casal de dublês ensaiando a cena de beijo.

-Falei que tudo ia acabar bem. – ele disse orgulhoso, a fazendo rir.

-Me perguntou o que você iria fazer se estivesse no meu lugar. Provavelmente iria ficar nervoso sem saber o que falar e iria se demitir. – ele cruzou os braços incrédulo. – Estou mentindo?

-Provavelmente, não. - colocou seu braço em volta de seu pescoço. – É bom fazer isso sem se preocupar com nada, não é? – ela assentiu.

O silêncio foi cortado pelos gritos histéricos e choros vindos da entrada, logo os seguranças apareceram tentando conter as inúmeras fãs.

-O que faremos agora? – perguntou meio assustado.

-Você já fez filmes de aventura, certo? – pegou em sua mão. – Você corria bastante, não é? – ele assentiu, vendo as garotas se aproximando mais e mais, arrastando os seguranças juntos. – Então vamos lá, Joshua, agora você vai ter que correr junto comigo até um lugar seguro, entendeu?

Balançou a cabeça nervoso.

-Ação!

 

 


Notas Finais


Ownttt
O que acharam?
Eu não achei mt bom, principalmente esse final ;-;
Vou ver se ainda mudo algumas coisas.
Mas de qualquer forma, espero que tenham gostado e desculpe pelos erros :)



Beijos com Yoongi <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...