História You belong with me - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Drama, Romance
Visualizações 2
Palavras 1.074
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Se tiver algum erro como teve no outro, vocês me desculpem por favor. Boa leitura!

Capítulo 2 - Faça bom aproveito!


 Acordo no outro dia de manhã com uma sirena altíssima tocando, dou um pulo da cama e vou à janela ver o que ta acontecendo. Olho lá pra fora e milhares de jovens saindo do seus quartos e indo para o refeitório, acho que deve ser o café da manha, mas que merda, tem horário pra isso? Vou para o banheiro, tomo um banho pra despertar, visto uma roupa, passo uma maquiagem básica e vou tomar meu café. Chegando lá, dou de cara com uma mesa só dos monitores e quem é o primeiro que me encara? Isso mesmo, Guilherme. Eu dou um sorriso e passo a mão no cabelo, sem disfarçar que estou dando mole, ele fica indiferente e isso me deixa puta. Pego meu café, como tudo e vou embora logo, que ódio eu estou sentindo.

 Quando estou no meio do caminho, andando rápido sem olhar pra frente, esbarro com alguém, olho pra cima pra ver quem é e vejo um garoto loiro e bem atraente, logo mudo minha feição.

- OI, me desculpa estou meio aérea – dou uma risada sem graça.

- Sem problemas – ele sorri – você é nova aqui né?

- Sim, cheguei ontem e fiquei trancada no meu quarto, estava muito cansada! Como você se chama?

- Matheus, e você?

- Lívia, prazer!

- O prazer é todo meu, pode ter certeza – ele me olha de cima a baixo e eu fico nervosa – Então, você deve ta sabendo que hoje vai rolar a fogueira né? Se você tiver afim, pode vir comigo, eu passo no seu chalé e a gente vai juntos.

- Ah, eu não estava sabendo – dou uma risada – mas sim, podemos ir juntos sim, eu não conheço ninguém e seria muito chato ficar lá sozinha.

- Então ta bom, até mais tarde – ele pisca pra mim, da um sorriso e vai embora.

 Acho que vou realmente gostar desse lugar. Dou uma volta pelo acampamento e vejo Guilherme parado, é minha chance, vou ir lá.

- Oi

- Ah, oi – ele se assusta com a minha abordagem.

- Você está bem?

- Estou sim, e você, esta gostando daqui?

- É melhor do que eu imaginava – dou uma risadinha irônica – então, você vai à fogueira hoje?

- Tenho que ir né, você vai?

- Vou sim, conheci o Matheus e ele me convidou, eu nem estava sabendo.

- Ah, ta de papo com o Matheus? – ele fecha a cara e percebo um ar de irritação.

- Ele foi muito gentil comigo e como não converso com ninguém, aceitei o convite dele. Você não gosta dele?

- Nada contra. Bom aproveito então, vou indo ali.

 Ele sai andando e me deixa ali, plantada sozinha e com cara de idiota, o que esse cara tem na cabeça? Ele acha que tá falando com quem? Ah, mas ele vai ver comigo.

                                                                            ...

 Olho no relógio e vejo que já são sete horas, Matheus vai passar aqui as oito, merda, estou muito atrasada. Corro para o banheiro e começo a me arrumar. Visto um vestido florido, com um corte no decote e nas costas, um all star branco, passo uma make mais chamativa, arrumo meu cabelo, olho no espelho “quero ver se ele vai me ignorar agora”. Sento na cama e fico esperando Matheus, escuto uma batida na porta, me levanto e vou atender. Quando abro a porta, vejo a cara de surpresa de Matheus que me analisa toda

- Você ta linda – ele sorri

- Obrigada, você também esta ótimo. Vamos? – Saio do quarto e tranco a porta.

 Eu e ele vamos andando ate a fogueira, conversando e dando várias risadas. Chegando lá, dou de cara com Guilherme, que me encara, fecha a cara e desvia o olhar, fico bem brava e seguro o braço de Matheus, levando ele pra sentar perto da fogueira comigo. Fico bem próxima dele, conversando, dando risadas, dividimos vários marshmallows.

Do nada alguém me cutuca, quando olho pra ver quem é, Guilherme.

- Você pode me acompanhar? – ele fala sério

Eu me levanto, peço licença pra Matheus e sigo Guilherme, que me leva pro outro lado, afastado de todo mundo.

- Que merda é aquela que você esta fazendo?

- Ham? Você esta ficando louco? – fico assustada com o jeito que ele fala comigo.

- Você esta se insinuando toda pra ele, acha que eu não vi?

- Guilherme, o que você tem a ver com isso? Que eu saiba, eu sou uma mulher solteira e faço o que eu quiser!

Ele respira fundo e percebo que está muito bravo.

- Ok, Lívia, faz o que você quiser, pode voltar pra lá agora.

- Tchau!

Saio andando e deixo-o lá plantado, o que deu na cabeça dele pra falar assim comigo? Vou até Matheus e falo que quero ir embora, ele insiste em me levar no meu chalé e eu fico sem graça de falar que não precisa. Chegando na porta, ele me pressiona contra a mesma e fala no meu ouvido

- Eu não to aguentando mais me segurar, estou ficando louco de vontade de beijar você!

- E por que você não beija? – Não vou negar que também senti vontade, to na chuva mesmo, vou me molhar.

Ele olha nos meus olhos e vejo desejo em sua feição, ele me beija com muita vontade e chego a ficar sem ar, sinto sua respiração acelerar, ele pega na minha cintura e a aperta, quando mais nós nos beijamos, mas ele força seu corpo contra o meu e eu começo a sentir sua ereção contra a minha barriga. Paro o beijo e dou um sorriso, não vou ser tão fácil assim, quero deixar um gostinho de quero mais. Quando olho por cima dos seus ombros, vejo Guilherme parado, observando o que eu estava fazendo, logo ele vê que eu o vi e sai andando. Matheus olha pra trás pra ver o que eu tanto olho.

- O que foi?

- Nada, achei que tinha visto alguém – dou um sorriso pra disfarçar – acho que vou entrar, estou bem cansada.

- Tá bom, até amanha – ele vem pra me dar um beijo, mas eu viro o rosto e ele acaba beijando minha bochecha, vejo sua cara de quem não entendeu nada, mas ele não me questiona e vai embora. Eu entro pro meu quarto e me jogo na cama, to muito confusa com tudo, Guilherme me deixa louca, não sei  o que esse cara tem na cabeça.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...