História A Guerra dos Mortos-Vivos (Interativa) - Capítulo 3


Escrita por: e SaatieW

Visualizações 22
Palavras 567
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Capinha feita pelo meu primão, SaatieW <3
Seu lindu

Capítulo 3 - Primeiro mini cap.


Fanfic / Fanfiction A Guerra dos Mortos-Vivos (Interativa) - Capítulo 3 - Primeiro mini cap.

 O dia está nublado para os dois Reinos. Ambos se aconchegam em fogueiras, com muitas bebidas quentes para acompanhá-los.

 Aeron, que agora se encontra em sua vila, se senta para ajudar as chamas que esforçava-se ao máximo para aquecer cinco pessoas ao meio do monte, onde há uma cabana a qual todos praticamente moram.

 Os cincos estão absolutamente quietos, olhando para o céu cinzento, com uma única pergunta em mente: “Howaito está bem, certo?”.

 Já faz três anos desde os últimos confrontos deles contra Alexander I, que resultou na ida de Howaito como escravo e no evacuamento das vilas, mas a saudade pelo garoto ainda permanecia acesa no peito de todos os próximos dele. Principalmente em Alexandra.

 -Olha, neve! - a garota exclamou animada, levantando-se espontaneamente do tronco ao qual se sentava, apontando para o céu com um sorriso ao rosto. - Ele está bem, certo? Isso é sinal dele!

 -Alex…

 Emily ia dizendo que não fazia muito sentido, porém hesitou. Pois também não faria sentido ela não ter esperanças para com isso. E se for mesmo um sinal de Howaito? Ela deveria ignorar? Deveria simplesmente desistir de alguém que não desistiu deles no momento mais massacrante que todos tiveram “recentemente”?

 -Você tem razão, é neve. Ele deve estar bem - a mulher diz sorrindo, olhando para todos que, agora, a observam desconfiados. - Ele está bem.

 -Deveríamos mandar um sinal para ele de volta. Que tal, Aeron? Você pode...rugir?

 -Rugir? - o homem deu uma pausa para repensar, mas o olhar de reprovação de todos o fez finalmente negar e tentar encontrar algo melhor. - Hum...espera, tenho uma outra ideia - ele se levanta, indo para mais perto do fogo, enquanto todos o observam atentos.

 Aeron, após uma pausa olhando para o céu,aperta os punhos com força, e ao respirar profundamente, suas runas em seu peitoral e em sua barriga brilham em um tom vermelho claro tão intenso que se pode ver através de suas vestes facilmente, e não só isso, seus olhos também estavam brilhando com as mesmas intensidades. Sendo assim, chamas e mais chamas começaram a sair de sua pele, se espalhando pelo céu medonho como faíscas brilhantes.

 -Parece a noite das luzes! - Caleb se levanta boquiaberto.

Este está encantado com tanta beleza dos poderes da natureza. E ele não é o único.

Dean se aproxima rapidamente, e com um impulso com suas mão ao vácuo, um vento forte e friorento espalha as faíscas para bem mais longe, em direção ao norte, onde se encontra o Reino de Alexander I.

 E depois de alguns momentos de apreciação das faíscas sendo acobertadas pelas medonhas e acinzentadas névoas pelo ar, eles se sentaram novamente, aconchegando-se sobre as chamas da fogueira, a qual Aeron fez-se intensificar, abraçando sua irmã com força.

 -Ele vai ver, e vai gostar… - Alex sussurra, se esquentando nos braços de seu irmão.

 E assim, todos voltaram a observar o céu, que agora se mostra mais calmo do que antes, pois o fogo e o vento de Aeron e Dean, fez ele ficar mais limpo das gigantescas nuvens acinzentadas.

 -Ele vai ver… e vai voltar.

 Aeron solta um forte suspiro, desejando que tudo dê certo em breve, pedindo para Deus que cuide de todos dali, principalmente de Howaito que se encontra distante, e acima de tudo, acorrentado pela morte do mais medonho Rei, Alexander I.


 [...]


         “Sim, eles ainda lembram de mim.”



 



Notas Finais


Hellouuuuu, guuys!
Tá aí um dos mini cap. (vou chamar assim pq n tive a mínima ideia de como deveria chamar, e n acho q isso seja questão de colocar um titulo e pah...ANYWAY) que andei escrevendo esses dias atrás com o objetivo de mostrar um pouquinho só (só um tiquin mesmo) de um dia muito especial para esses personagens, cujo se distanciaram de um grande amigo, sem obter respostas alguma, tendo somente uma coisa em mente: "morto" e "escravo".
Mas, cá entre nós, todos nós sabemos que ele está vivo, certo? (Ou será q é só uma pegadinha minha? (͡° ͜ʖ ͡°) )


Eu vou encerrando por aqui, porque amanhã começa cedo para mim, mas está aí e espero que gostem e curtam ao menos um pouquinho.
Desculpem-me por qualquer errinho, e já sabe né? Qualquer crítica construtiva tô aceitando!
Kissus de Cookies e até a próxima >~< sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...