História Apenas uma Humana - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Alexandra Daddario, The Walking Dead
Personagens Abraham Ford, Andrea, Beth Greene, Carl Grimes, Carol Peletier, Dale Horvath, Daryl Dixon, Eugene Porter, Glenn Rhee, Hershel Greene, Lori Grimes, Maggie Greene, Merle Dixon, Michonne, Personagens Originais, Rick Grimes, Shane Walsh, Sophia Peletier
Tags Conflitos, Drama, Personagem Original, Rick, Sanidade, Shane
Visualizações 52
Palavras 1.118
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá gente!

Eu dei uma demorada básica, por que eu tive uma certa dificuldade para escrever esse capítulo, eu apaguei e mudei várias vezes, até sair do jeito que eu queria.

Essa é a primeira parte do Capítulo Algo de errado com Kate? que terá em torno de mais uma ou duas partes.

Boa leitura!

Capítulo 25 - Capítulo 24 - Algo de errado com Kate? Parte 1


Fanfic / Fanfiction Apenas uma Humana - Capítulo 25 - Capítulo 24 - Algo de errado com Kate? Parte 1

Pov’Victória  Grimes               

 Nossa querida  recém  chegada  praticamente monopolizou  minha atenção pelo resto do dia.   Eu  não sei o que eu fiz  para Kate grudar em mim igual um carrapato.   E  para piorar  ela me pediu  para   explicar  como  as coisas  funcionavam no  grupo.   Eu expliquei  as coisas brevemente  e eu  acabei  ajudando a procurar um lugar  para ela dormir  mais tarde. Depois  dei algo para ela comer e  beber. E foi  nesse breve momento                 eu consegui me livrar dela.

 

Saindo da cozinha eu fui até Emily que estava do lado de fora da varanda brincando com  Sansão.    Me sentei ao seu lado  e  soltei um  suspiro cansado. 

-   Finalmente  Kate me deixou sozinha!  -   Digo e reviro os  olhos.    -   Eu  acho que  não  fui com a cara dela. 

 

-  Mas  você acabou de conhecer  a  mulher!  -  Emily   exclama.

 

 

-  Eu  não sei.  Algo me diz que ela  não presta.   -  Comento apreensiva.   -  E  você sabe  que meu sexto sentido nunca falha.     Quando eu  sinto  que vai dar merda, normalmente dá merda.   -  Falo  e   olho   para    Emily   que revira os olhos.

 

- Vamos dar uma chance para  Kate, ela não tem mais ninguém nesse momento!  E agora  ela  pode  fazer parte do grupo e contribuir para alguma coisa.    Nós mal conhecemos  ela, portanto  não vamos ficar julgando ela.   -     Emily    fala  e  assenti a contra gosto.

 

-   Bem que seja! Eu   já disse minha  opinião  e  se   você acha que ela é digna do beneficio da dúvida  ok,   mas vamos ver   se  ela realmente é.  -    Retruco   e    puxo Sansão  para o  meu  colo.

 

-   Vick  não  me leve a mal, mas posso lhe fazer uma pergunta? -    Indaga  Emily.  Ela parece  estar um pouco  receosa.

 

-  Pergunte.   – Eu respondi.

 

-   Eu  quero saber como você  está  agora?  Digo já falamos sobre o estupro  no  dia em que cheguei, mas quero saber   se  você  ainda está bem ou  se  está triste.    -   Ela  diz  e   volto minha  atenção  para a mesma.

 

-  Olha  Emily,  eu estou lidando com isso da melhor forma que posso.    O que me aconteceu não pode ser apagado  e muito menos esquecido,   mas pode  ser superado e me deixar  mais forte.    -  Solto um suspiro triste.    -  Mas a vida sempre foi  dura, só que  nesse  mundo de merda parece que piorou.     Eu sei que esse  acontecimento me fará mais forte um dia,eu  nunca  irei  deixar  alguém  fazer aquilo comigo de novo.

 

-   Olá  garotas!   -  Kate  diz  aparecendo    de supetão.

 

Eu reviro os olhos discretamente  e esboço um sorriso amarelo  para a mesma.   -  Olá Kate!   Espero que   tenha matado  sua  fome e sede.    -  Digo  tentando ser gentil.

 

- Muito obrigada de verdade!  Eu  estou a dias comendo mal,  -  Ela me agradeceu.

 

- Então  Kate   você está gostando do lugar?  - Emily    puxa assunto. 

 

- Sim, o lugar parece   ótimo  e   todos  aqui   foram gentis na medida do possível.  – Ela  respondeu contente.

 

- Bem eu adoraria ficar e  aproveitar o  bate-papo, mas  eu irei dar um  banho em  Sansão,  já que o mesmo  está  imundo desde sempre.   -     Eu  me levanto  junto  com Sansão.

 

Não espero as duas me falarem nada e saio  dali rapidamente indo até o quintal.  Onde  havia  um  balde de água.   Eu  peguei  alguns produtos  para  cachorro que por sorte tinha na fazenda e    usei  para dar  banho  no  Sansão.

 

-  È meu querido, aproveita enquanto pode.   -  Digo  enxaguando ele.

 

Quando terminei levei  Sansão  até  uma cerca e o deixei na corrente. Era perigoso largar ele solto  por  ai, por causa  dos  mortos.   Então eu  havia pedido  a  Hershel se poderia usar o celeiro, mas ele  não deixou.  Portanto Sansão só podia correr livre com algum acompanhante, eu  não queria perder meu cachorro de  jeito nenhum.

 

(...)

 

Caminho até  Shane que  estava limpando as armas.  Eu me aproximei do mesmo  me sentando na mesa de madeira ao seu lado.  

 

-  Shane   você está bem , mesmo?   -    Perguntei e  ele suspirou.

 

- Eu vou  ficar.   – Foi tudo o que ele respondeu.

 

- Posso ajudar nisso?   -  Questionei pegando uma das armas. 

 

- Claro.   – Ele  responde.

 

- Mas, você  tem que me  mostrar como  se faz.   -  Digo pegando  minha  Glock.

 

Depois de  Shane demonstrar como se faz, eu comecei a fazer   tudo por conta própria.    Eu estava distraída limpando um das armas, quando ele me chamou a atenção.

 

-   Sobre o pedido que  você me fez sobre treinar  você,   quando quer  começar?   - Ele me perguntou.

 

-  O mais rápido possível.  -  Respondi  parando  para encara-lo.    -  Eu preciso saber me defender o quanto antes. 

 

 

-  Eu percebi que  você   não gostou da  tal Kate.  -  Shane comentou.  

 

-   È tão nítido assim? -  Perguntei.  

 

- Não diria nítido, mas eu te conheço muito bem, para  saber que  sua  gentileza com ela era forçada.   -    Ele  diz e  dou de ombros.

 

- Bem é verdade.  -  Confesso.  – Eu não gosto e muito menos confio nela. 

 

 

-  Eu não te julgo,  nos dias de  hoje as pessoas  não são mais o que eram.  -    Shane  diz e eu me lembro do que  Emily me disse. 

 

-   Bem pelo menos  você   não    me julga.   -   Falo  e  olho para  o mesmo. -   Tem algo de errado com Kate,   eu  só não sei o que é. 

 

-   E   o que você    vai  fazer sobre isso?   - Ele me  questionou.

 

- Eu  vou  investigar e descobrir o que puder sobre ela.   -  Respondo. 

 

- Só toma cuidado por que se  você estiver certa, ela pode representar  um perigo.   -     Ele me alertou.

 

- E é por isso que preciso saber me defender melhor, o  quanto antes.   -    Comento.

 

- Assim que eu estiver melhor do tornozelo, nós começamos.   -   Shane  diz  e eu sorrio para ele satisfeita.

 

- Eu tenho que ir agora. – Falo me levantando.    Eu dou um  beijo em  Shane e volto rapidamente para dentro da casa.

 

 

 Quando vejo    Kate sentada  cabisbaixa na mesa. Como  passo  número na minha investigação,  eu precisava   ganhar  a confiança dela.   -   Algum problema Kate?   -  Perguntei fingindo preocupação. 

 

 

- Eu só tenho saudade do meu irmão.  -   Ela me disse  parecendo triste.    -   Ele me ajudou  tanto  quando o mundo virou   essa  bagunça, estávamos até em um grupo, mas ele morreu  e  eu sai  para tentar a sorte  sozinha, eu não queria  sentir a perda de mais  ninguém.  -   Kate parecia estar sendo sincera  e  então começou  a chorar.

 

Eu me senti um pedaço de merda por estar sendo tão cruel com ela secretamente.  Talvez eu devesse seguir de verdade o conselho da  Emily e dar uma chance para ela,  eu irei pensar  se  devo  ou não  fazer isso.


Notas Finais


Então o que acharam?
Algum de vocês desconfiam de alguma coisa? Hum.....
Comentem ai e me diga, comentários e favoritos estão sempre me motivando :)
Espero que tenham gostado! :)
Muitos beijos de luz e abraços <3 ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...