História Ardente. - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Ardente, Demonios, Harem, Kakahina, Sasuhina
Visualizações 214
Palavras 1.441
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieeee estou se voltaaaa

Capítulo 7 - Brinquedinho.


Sasuke pov

Depois do momento grandioso com a Hinata, Kakashi e eu voltamos para o inferno bem satisfeitos. Mas ao chegar, damos de cara com o chefe, Lucifer. 

- Se divertiram muito? - Perguntou sério. 

- Ah, claro. - Respondi com uma pontada de deboche. Adorava infernizar o chefe com deboches e ironias. 

- Eu quero essa menina para mim. - Disse, fazendo Kakashi e eu nos olhar incrédulos. 

- É o quê? - Dessa vez foi Kakashi a se pronunciar. 

- O pacto que ela fez foi bem óbvio. Ela fez com vocês, mas o pedido dela foi para atrair o menino que gosta, mas também qualquer homem. - Ele sorriu vitorioso, eu odiava aquele sorriso dele.

- Mas a Hinata é nossa. - Me posicionei, não iria deixar que ele passasse por cima do contrato, até aqui no inferno temos lei. Ele não pode passar por cima do pacto feito só porque é o dono do inferno. Mas o pedido daquela morena gostosa que complicava, ela fez um pedido em que os olhares do sexo oposto caiam sobre si. Nem todos vão cair, mas uma boa parte sim. E tudo indica que a maioria vai ser os demônios em que temos que conviver. Caralho, a Hinata é minha! 

- Não posso deixar isso passar, a Hinata é uma raridade, eu vou cuidar dela também. - Isso já estava me irritando. O prateado só olhava para o chefe o fuzilando com o olhar, reprovando a atitude do idiota. 

- Não vou deixar que se aproveite da Hinata, no contrato está dizendo que ela nos pertence, então quem decidi somos nós dois. - O platinado alterou um pouco a voz.

- Não pode controlar tudo, Kakashi. Não são os únicos demônios a querer desfrutar da bela Hyuuga. - O sorriso maldoso me fez querer avançar no mesmo, mas não ia adiantar em porra nenhuma.


Hinata pov 

Abri os olhos, a luz do dia entrando em meu quarto, me levantei com certa dificuldade, a noite anterior foi bastante agitada. Já era meio dia, apaguei por um bom tempo. Fui cambaleando até o banheiro, fiz minha higiene matinal, tomei um banho, vesti uma roupa curta, uma blusinha, sem sutiã e um shortinho, estava em casa mesmo e morava sozinha. Fui direto para onde larguei minha bolsa, na sala. Peguei meu celular e havia várias ligações e mensagens da Ino e a Sakura. 

Entrei no Whatsapp e tinha mensagens do nosso grupo.

Rosadinha: Cadê você sua peituda? 😡

Loira do banheiro: Some e não avisa nada, cadê você, porra? 

Rosadinha: Não aguentou a pressão e fugiu. Bem o típico, mas não precisava fugir de nós duas. 

E entre outras mensagens enviadas pelas duas..

Hinata: Oi meninas, estou bem, desculpa ter sumido desta forma.

Em 1 minuto depois, as duas ao mesmo tempo estavam digitando. 

Rosadinha: Fiquei louca de preocupação. Já estava pra chamar a polícia. 

Loira do banheiro: Eu também, mas imaginamos que você só queria fugir da situação, mas não precisava nos ignorar. 


Se elas soubessem o que exatamente aconteceu na noite anterior, elas iriam parar de reclamar. Iriam querer saber de todos os detalhes e me chamar de depravada por perder a virgindade com dois, ainda por cima demônios.

Hinata: Tive uma noite agitada. Não deu pra falar com vocês. 

Rosadinha: Como assim? 😏 

Loira do banheiro: Hum, desembucha peituda! 😏

Hinata: Podem vir aqui?

Elas confirmaram suas vindas aqui, em uma hora depois, as duas loucas apareceram.


Abri a porta e as mesmas pularam em cima de mim me abraçando. As duas nunca perdiam essa mania. Elas entraram e se sentaram no sofá bem acomodadas.

- Agora conta! - Sakura foi a primeira a se manifestar. 

Como eu ia falar isso pra elas? Do pacto, de demônios, dos dois com quem transei ontem.. Elas não vão acreditar nesse lance todo de demônios.. Mas se é que o Itachi é um demônio, só pode. Mas Ino nem deve saber disso. 

- Eu perdi minha virgindade ontem. - Falei rapidamente, toda envergonhada. 

- O quê? - As duas abriram a boca em um perfeito "O".

- Eu sei que foi repentino, mas foi..

- E quem foi o felizardo? - Ino perguntou maliciosa. 

- A questão não foi só um felizardo. - Eu estava completamente constrangida.

- Como assim? Hinata, você é uma safada. Se fazia de santa, mas é uma completa de uma tarada. - Sakura disse, dando umas risadinhas debochadas.

- Estou passada. Nem eu nunca fiz com mais de um. - Ino confessou, ainda boquiaberta com o que acabou de escutar. 

Isso estava me fazendo me sentir a pior das safadas. 

- Você não gostava do Naruto? Agora transou com dois? - Saky questionou.

- Eu gosto do Naruto, mas no beijo que ele me deu, eu não senti nada. - Confessei, abaixei a cabeça.

- O Naruto sempre foi um Baka. Lerdo demais. Não sei como fui sentir atração por ele. - Ino confessou. - Ele tem muito jeito de criança. 

- Mas você não respondeu a pergunta.. Com quem você transou ontem? - A rosada não iria deixar isso barato. Acho melhor não comentar sobre o pacto e nem nada, deixar isso apenas entre eles e eu. Falar só do sexo mesmo. 

- K-Kakashi e S-Sasuke. - Só de lembrar desses cretinos, eu já começava a gaguejar e me sentir diferente. 

- Meu Kami. - As duas falaram ao mesmo tempo, mais boquiabertas ainda.

- Que safada, pegou o irmão do Itachi. - Ino deu uma risadinha. - Adoooro! 

- E aquele prateado é um gatinho. - Sakura murmurou, os olhares maliciosos me fitando. - Agora entendemos o porque deles terem ido embora depois que você sumiu. Eles foram pra passar o rodo em você. 

Ino começou a rir do comentário da rosada, eu só poderia está feito um tomate de tão vermelha. 

- Eles fodem bem? - Ino perguntou, curiosa. Essas meninas! Me matam de vergonha. 

- Eles são ótimos. - Mesmo com vergonha, eu não podia mentir em relação a isso.

- E vai ter a próxima? - Saky não parava.

- Eu não sei. Foi um pecado perder com dois, repetir a dose, acho que não. - Cutucava o dedo um no outro, a cabeça baixa, que nervoso. Quem eu queria enganar? Esses demônios não iriam me deixar em paz, eu teria que está sempre a disposição deles.

- Arrasada que você aguentou dois na sua primeira vez. - A loira riu. - Talvez um dia eu tente, mas apenas o Itachi já dar conta. - Espero que a loira não se apaixone por um demônio, é um caminho sem volta. 


Depois de tantos comentários sobre o ocorrido, risadas e tal, já era fim de tarde. As duas me chamaram para sair, mas eu pedi que fosse apenas nós três, as duas assentiram sem problema.

Decidimos ir a uma lanchonete, as duas acabaram vestidas com roupas minhas. Sakura usava um vestido branco soltinho até as coxas, com alças finas e rasteirinha dourada, a qual ela veio para minha casa. Ino optou por usar um vestido preto também soltinho que chegava na metade das coxas, não gostava muito de roupa muito justa, a mesma usava uma rasteirinha preta pra combinar. E eu usava um vestido azul bebê da mesma altura que as outras e uma rasteirinha prata. As três foram belas para a lanchonete. Ao chegar lá, damos de cara com Gaara, e outros dois amigos. 

- Gaara? - Sakura ficou alegre em ver o ficante. 

- Oi Saky. - Ele se levantou e deu um selinho rápido na rosada. Deu um beijo na bochecha da Ino rápido e ao me cumprimentar, sem que minhas amigas notassem, os olhos do ruivo de verdes, passou por um brilho rápido vermelho. Então Gaara também é um demônio? Por Kami, só aparecem demônios. Espero que os outros dois também não sejam.

Ele chegou bem perto de mim e parecia que tudo ao nosso redor havia paralisado, como se ele tivesse parado o tempo por uns instantes. Chegou perto do meu ouvido e sussurrou:

- Eu quero você, Hyuuga. Não me importa o pacto que você fez. Você de mim não escapa. Eu vou te foder toda! - Suas palavras fizeram meu corpo se arrepiar, a Sakura estava bem ao nosso lado, mesmo paralisada, era falta de respeito, mas para um demônio, nada disso importava. Eu não consegui dizer uma única palavra, apenas senti meu corpo tremer. De repente tudo voltou ao normal e minhas amigas puderam se locomover sem todo esse truque. A minha vontade de ficar ali já havia ido embora, eu não quero ser mais um brinquedinho de um demônio, não mesmo.




Notas Finais


Eitaaaaa Gaara 😏😏😏
Tio Lu querendo pegar a Hina kkkk, só não vou dizer agora quem é, um pouco a frente eu digo 😈 Sasuke e Kakashi vão ficar pistola kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...