História Bi Lovers - Adventure Time - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Dona Tromba, Finn, Hudson Abadder, Jake, Lady Íris, Marceline, Marshall Lee, Princesa Jujuba, Principe Chiclete, Rainha Gelada, Rei Gelado
Tags Bubbline, Finn, Hora De Aventura, Marceline, Marshall Lee, Princesa Jujuba, Principe Chiclete, Yaoi, Yuri
Visualizações 66
Palavras 2.123
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura meus fofuchos.

~DanyNamjoon

:3

Capítulo 3 - Passeio.


Fanfic / Fanfiction Bi Lovers - Adventure Time - Capítulo 3 - Passeio.

  O despertador toca e eu levanto da cama. Vou ao banheiro fazer minha higiene matinal, desço para cozinha e vejo o que tem para comer. Vejo a pizza que sobrou de ontem e esquento um pedaço.

-Bom Dia dorminhoco. - Minha irmã chega por trás.

-Bom Dia. Já arrumada?- Pergunto surpreso

-Sim e ainda estou atrasada, só esperei você acordar para sair. Agora eu já vou, tchau meu lindo.

-Que horas você vai voltar mana?

-A mesma de ontem. Não precisa se preocupar em fazer comida beleza?

-Mas e o pai? Ele não vai querer comer?

-Eu vou trazer comida pra gente beleza? Agora fui!

Ela me dá um abraço e corre para porta. Me sinto um zé ninguém vendo minha irmã indo trabalhar e eu vadiando por aí...

-Preciso arrumar um emprego...-Falo para mim mesmo.

Olho no relógio e já era 9:30 da manhã, subo para me arrumar para o encontro com Prince que estava para chegar. Visto uma regata preta, uma blusa de moletom Vermelha com capuz, uma calça preta com um tênis cano alto preto. Pego um perfume qualquer é passo. Passo um gel no cabelo e o penteio deixando ele arrumado.

Desço olho no relógio e ainda era 9:50. Pego meu celular que estava carregando e vou jogar.

Ouço alguém bater a porta e vou abrir, como eu esperava era Prince.

-Olá- Ele fala meio tímido.

-Oi, pode entrar.- Ele entra e o direciono para sala.- Bem, como eu falei não tenho dinheiro para sair.

-Tudo bem, já falei eu pago.- Ele disse em um tom de risada.

-Quer algo para tomar, uma água, um suco..?

-Não valeu... já podemos ir?

-Claro, só deixa eu pegar meu fone que está lá no meu quarto.

-Tá beleza eu espero.

Subo e abro rapidamente a porta do meu quarto e pego meu fone. Desço e o encontro novamente.

-Agora podemos ir.- Disse com uma voz de aliviado.

Abro a porta para Prince passar e logo eu também saiu trancando-a. Percebo que tem um carro estacionado em frente casa e Prince está andando em sua direção. Ele estava vestindo uma camiseta Rosa Pink com uma calça jeans bem apertadinha e um tênis tipo AllStars preto.

Vê-lo andar era como ter uma visão do paraíso, ele era como um anjo, calmo e tranquilo com uma voz totalmente suave e doce. Sua calça apertada demonstrava suas pernas bem definida, já estava praticamente ficando louco quando vejo uma garota sair do banco do motorista. Prince fala algo para ela que grita para mim.

-Ooooooiiii Marshall Lee.- Ela diz gritando e dando risadas.

-Olá...- digo totalmente sem jeito.

-Então é ele né Chicletinho...- Ela fala olhando para mim e para Prince.

Me sinto incomodado com ela o chamando de "chicletinho", como os sentimentos de amor são estranhos... parece que você quer a pessoa só para você é não quer compartilhar com mais ninguém.

- Podem entrar garotos.-Ela diz entrando no carro.

Seguro a porta para Prince entrar e logo em seguida colocamos o cinto de segurança. Olho para o mais baixo com um olhar inseguro, e ele logo percebe.

-Pode ficar calmo, minha irmã dirige super bem.- Ele diz com um super sorriso.

-Sua irmã? Não sabia que você tinha...- Digo estranhando a situação.

-Pois é.. desde ontem nem tive oportunidade de falar sobre ela. Bem o nome dela é Bonnie, ela tem 19 anos e é um tipo de pessoa que é super extrovertida uma hora e outra e muito depressiva.

-Nossa ela tem 19 anos? Minha irmã também...

-Você também tem irmã?- Ele disse mais surpreso do que eu ao saber que aquela menina é a irmã dele.

-Sim, o nome dela é Marceline e ela tem 19 anos...

-Nós vamos para onde?- Pergunto para Bonnie.

-Vocês iram para um parque por quê? O Chiclete não te falou?- Ela me olha com dúvida.

-Hããã... não que eu me lembre.

O carro vai andando até parar um um parque de diversões enorme. Descemos do carro e fomos entrar no local, não tinha muita gente por ser uma terça-feira.

-Olha que lugar maravilhoso- Seus olhos brilhavam demasiadamente. Olhos castanhos claro simplesmente divinos. Eu estava cada vez mais apaixonado, cada gesto que ele fazia me deixava mais besta perto dele.

-Vamos aliiii- Ele grita, eu apenas o acompanho, era um carrossel, só tinha espaço apenas para um cavalinho a dois, só que ele não estava nem aí, comprou e me arrastou pela mão até nosso cavalo, o ajudo a subir o pegando pela cintura, o melhor lugar que já toquei até hoje em toda minha vida. Nós mal tinha nos conhecidos e já estávamos daquele jeito. Acaba o tempo do brinquedo e saímos.

-Foi demais né Marshall- Ele me olha com um olhar alegre.

-Sim- Eu respondo totalmente abobeado com sua presença- Muito legal...

Fomos em vários brinquedos. Já estava dando quase 2:00 da tarde e estávamos nos preparando para irmos embora, até que passamos por uma barraca de prêmios, tínhamos que acerta 2 bolas, uma em cada copo e ganharíamos um urso gigante.

Prince tentou mas não conseguiu, pediu ajuda para mim, eu não queria decepciona-lo então me concentrei na primeira jogada e acertei. Na segunda eu errei feio. E quando eu vou jogar a terceira bola achando que vou fracassar Prince me olha com uma cara de choro, então me concentro o máximo possível e jogo.

-Santa Maria José que essa bola acerte aquele copo.- Eu disse preocupado.

A bola girou em volta da boca do copo e cai dentro.

-EEEEEEEEEEEE HUUUUUUHUUU!!!!- Prince grita.

-Obrigado Marshall, oooobaaa!- Ele corre em direção à barraca de prêmios e pega o urso.- Vamos tirar uma foto.

Ele pega seu celular e tira uma foto nossa com ele beijando o urso e eu abraçando.

-Ficou ótima!- Ele diz todo sorridente.

-Também com esse seu sorriso tudo sai perfeito..

A gente continua andando até a saída do parque, cada passo que damos sinto um silêncio tomando conta. Ele pega o celular para ligar para alguém.

-Vou ligar para minha irmã vir nos pegar tá?

-Beleza.-Afirmo.

Ele liga e chama ela. Enquanto esperamos em uma praça totalmente silenciosa, ouvia-se apenas os pássaros, o barulho das árvores e nossa respiração. Resolvo puxar conversa com ele.

-Então Prince... você já namorou?- Digo sem o menor sentido da vida.

-Não.. é que sabe... eu não sou de me envolver nessas coisas... tenho muito medo de me machucar sabe..

-Entendo, mas você ja teve interesse por alguém?

Ele se aproxima mais de mim, fazendo com que seu perfume fique mais aguçado. Coloca sua sua boca em meu ouvido e diz sussurrando:

-Sim.. mas espero que esse alguém não me decepcione.

Quando me dei conta ele já estava ajoelhado no banco olhando no fundo dos meus olhos, ele ia colocando cada vez mais próximo seu rosto do meu, até que nossos lábios se selaram de uma maneira absurdamente gostosa.

Estávamos apenas começando quando sua irmã chega e buzina para gente, ela abre o vidro do passageiro com uma cara de assustada e logo Prince percebe e pula do banco. Ele pega o urso e corre em direção ao carro como se nada tivesse acontecido e cumprimenta a irmã.

-Oiiii, Bonnie.

-Oi senhor que me dá uma surpresa a cada dia...- Ela diz em tom sarcástico.

-Licença- Digo para Bonnie.

-Fique a vontade Marshall...- Ela diz arrumando o retrovisor.

-Mana a gente vai direto para casa tá bom?- Ele diz como se ela fosse uma motorista particular.- Você se incomoda Marshall?

-Não.

-Então ta beleza.

Pegamos a estrada e em 10 minutos chegamos. A casa de Prince era enorme, mas simples ao mesmo tempo. Por fora era uma mescla de Verde claro com escuro, dando uns efeitos bem legal. Tinha 2 portões, um para carros e um menor para a entrada de pessoas. Tinha apenas 3 degraus para acessar a porta principal. Bonnie subiu e abriu a porta.

-Muito bem vocês já estão entregues, agora eu vou dar uma saidinha ali. Esperem eu voltar, nada de sair sem eu chegar ouviu Marshall Lee?- Ele disse como se fosse uma mãe botando seus filhos na linha.

-Claro Bonnie.

-Pode deixar maninha, eu não vou deixar ele sair. - Ele me olha com um olhar malicioso.

Ela dá uma olhada para nós dois e saí mandando um beijo.

-Onde fica o banheiro Prince? - Pegunto com as pernas tremendo.

-A é só subir ali e virar a direita na segunda porta.

Agradeço e subo correndo. Meu Deus nunca agradeci tanto em ver uma privada bem na minha frente. Faço minha necessidade e saiu do banheiro. Desci as escadas e sentei em um sofá esperando onde quer que Prince tinha ido. Logo ele aparece atrás de mim apenas com uma cueca boxer rosa e uma camiseta branca.

-Bora subir para meu quarto enquanto minha irmã não chega? Tenho uns jogos bem legais.

-Okay, podemos ir então.

Chegando ao seu quarto avisto um violão e vou logo o pegando.

-Você sabe tocar?- Prince me pergunta.

-Sei sim, quando eu tinha 10 anos meu pai me ensinou.

-Pode me mostrar?

-Claro.

Afino o violão e começo a tocar a melodia mais simples que existe, parabéns para você. Ele me olhava como se tivesse vendo algo incrivelmente incrível.

-Nossa, que talento em...

-Que isso, obrigado... se não fosse meu pai eu nem saberia o que era isso.

Ele senta na cama e logo me convida. Tiro meus sapatos e minha blusa ficando apenas de regata e calça jeans. Coloco minhas pernas sobre as suas e começo a tocar novamente o violão.

-Que canção é essa?- Ele pergunta bem duvidoso.

-Nenhuma, estou tocando do aleatório.

-Talento nato é outra coisa. Eu tenho mais nem sei tocar muito bem... - Ele diz me admirando.

Percebo que ele está me olhando de cima a baixo mas disfarço fingindo nem ter notado.

-Você malha?- Prince pergunta

-O-o q-que?

-É que seus braços são bem definidos e bonitos..

-As vezes eu pego no pesado... só de vez em quando. Mais a preguiça sempre me vence.

-Eu entendo perfeitamente como é, e com quem você mora Marshall?

-Mora apenas eu minha irmã e meu pai.

-Ele trabalha de que?

-Ele é médico cirurgião.

-Nossa, grande missão a dele.

-Sim, tenho muito orgulho dele, só que eu acho que não consigo dar nem um pouco do que ele me ja me deu.

-Por que? Você parece tão correto e certinho, parece nem dar trabalho.

-Pois é não dou trabalho, só que eu também não faço nada para ajudá-lo, pareço mais um peso morto.

-Nossa que "depressividade"...

-Que horas são?- Pergunto.

-5:30 da tarde.

-Nossa, daqui a pouco minha irmã chega... será que sua irmã vai demorar muito?

-Não sei, vou mandar mensagem para ela. Em falar nisso qual seu número para te adicionar no App de mensagens instantâneas.

Digo meu número e em 5 minutos a irmã dele chega, ele veste uma calça jeans, coloca um tênis e desce assim mesmo me acompanhando até o carro.

-Você não vai vir com a gente Chicletinho?- Bonnie diz.

-Posso?

-Mais é claro.- Ela diz.

Ele entra e se senta ao meu lado pegando em minha mão. Sinto um choque percorrer meu corpo, juntamente com um calor, só que um calor bom que dava um bem-estar ma-ra-vi-lho-so.

Chegamos em casa e minha irmã estava chegando no portão.

Desço do carro e já vou abraçando-a.

-Manaaa.

-Oi senhor grudento- Ela diz acariciando minha cabeça.

-Essa é sua irmã Marshall?- Prince pergunta.

-Sim, a melhor irmã do mundo.- Digo olhando para Marcy.

-Vocês parecem gêmeos.- Diz Bonnie saindo do carro.

-Há, há, há, há, há... todos falam isso... temos 1 ano de diferença.-Marcy diz para Bonnie.

-Conhecidencia, eu e esse rosinha também somos assim. Eu sou um ano mais velho que ele.

-Querem entrar?- Marcy diz para Bonnie e Prince.

-Aceitamos- Bonnie fala.

-Não repara em como a casa está, é que não tivemos tempo pra arrumar sabe...- Marcy diz abrindo a porta.

-Vem Prince vou te mostrar meu quarto.- Digo para ele.

Nós subimos deixando Bonnie e Marcy na sala conversando.

-Você trabalha em que Marcy? - Bonnie pergunta.

-Eu faço faculdade de manhã e a tarde eu trabalho em um supermercado de repositora.

-Legal, faculdade de quê?

-Enfermagem.

-Hmmm.

O clima fica quieto entre elas.

-Aceita um suco ou uma água?-Marcy pergunta.

-Não, obrigada.

-Que isso não precisa ter vergonha não, toma aí um suquinho.

Ela põe um copo com suco de morango para Bonnie e ela.

-Obrigada- Bonnie agradece e toma um pouco de suco.- Você namora Marcy?

-Não, não costumo me preocupar muito com isso.

-Entendo.

Elas vão conversando e o tempo passando até que dá 8:13 da noite e meu pai chega. Estava chovendo e meio frio e ele estava bem molhado.

       [CONTINUA...]


Notas Finais


Bem é isso mesmo... se o capítulo saiu uma bosta é pq minha vida também tá ;-;

Obrigada por ler, até o próximo.

~DanyNanjoom.
:3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...