História Eco - Capítulo 51


Escrita por:

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Aldo Domenzaín, Alicia Ferreira, Erasmo Padilla, Fernando Mendiola, Julieta Solís de Padilla, Letícia "Lety" Padilha Solís, Márcia Vilarroel, Omar Carvarral, Personagens Originais, Tomás Moura Gutiérrez
Tags A Feia Mais Bela, Drama, Ellynblu, Evelli Vieira, Ferlety, Lfmb, Mundo Blu, Romance
Visualizações 110
Palavras 1.749
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 51 - Erros


Fanfic / Fanfiction Eco - Capítulo 51 - Erros

Letícia acordou sentindo um leve peso em sua barriga e suspirou abrindo os olhos, viu Fernando deitado em cima de sua barriga ainda dormindo e o acariciou nos cabelos de leve para não acorda-lo. Depois de um tempo ele abriu os olhos a olhando.

- Bom dia amor - Sussurrou.

- Bom dia - Sussurrou, ele beijou a barriga dela.

- Bom dia princesa - Ele se arrumou na cama e aproximou o rosto do de Letícia a beijando com calma, a abraço - Como dormiu?

- Bem amor e você?

- Melhor impossível.

- Dormiu todo atravessado na cama - Disse acariciando o rosto dele.

- Mas foi uma boa noite - A beijou novamente - Temos um assunto pendente senhora Mendiola.

- Não me lembro de nenhum assunto - Se fez de desentendida.

- Eu sim, me lembro muito bem - A beijou novamente, passou os beijos para o pescoço dela, enquanto deslizava as mãos até a coxa dela apertando-a com leveza. Ele se afastou e a olhou nos olhos - Amo você minha Lety - Sussurrou.

- Te amo mais - Sussurrou de volta sentindo-o sugar a pele de seu pescoço, ela ofegou dando espaço para os beijos dele e o apertou no braço, sentiu uma leve mordida no ombro e logo o corpo tremer em antecipação.

- Te quero tanto meu amor - Ele voltou a sussurrar, a puxou mais para si e a mordeu no queixo, Letícia gemeu manhosa, logo sentiu o corpo dele se afastar do seu, abriu os olhos lentamente vendo-o tirar a camisa e voltar a ficar por cima si, ele a beijou com mais desejo que antes.

...

O quartel se arrumou em frente a mesa de Marta.

- Eu adorei o jantar.

- Sim, a comida estava uma delícia - Disse Marta - Mas o que foi mais lindo, foi o seu Fernando falando da Lety.

- Eu também achei, o papito é tudo de bom.

- Sim, quem diria, não é? - Disse Sarah.

-Sim, a Lety teve sorte - Disse Joana.

- Ele também teve - Disse Lola. Márcia saiu elevador junto a Alice.

- Nunca vi o seu Fernando daquela forma, tão atencioso, tão apaixonado - Disse Paula Maria, Márcia respirou fundo, começando a se irritar - Eles ficam maravilhosos juntos.

- E os beijos, os olhares - Disse Joana - Só o jeito que se olham já dá pra perceber que se amam.

- Vocês não tem o que fazer? - Elas olharam assustadas para Márcia que as olhava de forma séria.

- Bom dia dona Márcia - Disse Lola.

- Perguntei se vocês não tem o que fazer - Letícia e Fernando saíram do elevador.

- O que está acontecendo aqui?

- Aí Fernando, ainda bem que chegou, essas fofoqueiras que não trabalham, só ficam de papo, falando da vida dos outros.

- E você não deveria está no seu lugar ali? - Letícia perguntou séria - Se não quiser decair de posto mais uma vez sugiro que volte para a recepção, pois o seu próximo posto será depois dos portões, ou seja, na rua - As meninas riram.

- Eu já estava indo, Lety.

- Não, não Alice, você está indo, próxima vez que tiver algo direcionado a esse setor use o telefone, tenho certeza que ele você sabe usar - Alice olhou para Márcia que estava em silêncio - Ainda estou te vendo aqui? O que quer? Convite para um café na presidência?

- Não, com licença - Disse e se virou indo para o elevador.

- Meninas ao trabalho, deixem para conversar em outra hora, quando não tiverem nada pra fazer.

- Sim Lety.

- Bom dia meu quartel - Fernando disse sorrindo, as meninas sorriram de volta.

- Bom dia seu Fernando.

- Paula Maria, minha agenda, por favor.

- Eu levo agora mesmo Lety - Letícia afirmou e Fernando a olhou.

- Respira, pega leve, amor.

- Ao trabalho Mendiola - Disse séria, ele a olhou assustado e depois sorriu.

- Se continuar falando assim irei trabalhar na presidência com você - Disse erguendo as sobrancelhas, ela riu.

- Tenho que ver algumas coisas com o Thomas, depois nos falamos.

- Tudo bem, amor - A beijou, fazendo o quartel suspitar e Márcia a ir para a sala irritada - Te amo.

- Eu mais.

- Que mentira - Ela riu - Depois irei visita-la.

- Mal posso esperar.

- Nem eu - A beijou - Sarah, a minha agenda - Disse indo para a vice-precidencia.

- É pra já senhor.

- Lola, o Thomas chegou?

- Sim Lety.

- Diga que eu estou esperando.

- Agora mesmo - Disse pegando o telefone, Letícia seguiu para a presidência sendo seguida por Paula Maria.

...

- Precisava ver como ela está se sentindo dona de tudo, Teresinha - Disse indo de um lado para o outro.

- Eu imagino.

- Ela fica com aquele ar de superioridade caminhando pela empresa.

- E o Fernando?

- Fica achando tudo lindo, sorrindo pra lá e pra cá - Disse se sentando.

- Esse menino está a me saindo um perfeito cego.

- Não a suporto, Teresinha, não a suporto.

- Eu também não minha querida, mas precisamos manter a calma, viraremos esse jogo, disso pode ter certeza.

- Espero que sim, não vou aguentar essa mulher por muito tempo, ela me dá nos nervos.

- Já falei para se tranquilizar, isso não ficará assim por muito tempo.

- E por quanto tempo terei que aguentar?

- Eu não sei querida, mas precisa ter paciência, não podemos fazer nada mal feito, não podemos ser culpadas por nada.

- Tudo bem, eu vou tentar.

- Seja tranquila e tente se aproximar, mas não se ofereça, lembre-se disso.

- Ta, tudo bem, agora preciso trabalhar, até mais.

- Até - Márcia desligou o telefone e encarou um ponto vazio da sala.

...

Letícia olhou para Thomas e se arrumou na cadeira.

- Não esquece Thomas, quero ver o balancete de todas as projeções dos últimos anos, quanto a empresa ganhou e perdeu, o quanto crescemos e o quanto podemos gastar sem precisar mexer no capital da empresa.

- Tudo bem, eu comecei a analisar as pastas que você mandou me entregar e vi alguns erros, mas não foram de agora Lety.

- Como assim?

- A erros na contabilidade, que está desde que o seu Fernando assumiu a empresa, a pessoa que cuidava da contabilidade da empresa, escondeu muito bem todas as falhas que a empresa sofreu e acredite, elas não estão tão escondidas assim.

- Quero ver esses cálculos.

- Eu irei buscar.

- Tudo bem - Thomas se levantou e saiu da sala, Letícia pegou o telefone.

- Sarah, Fernando está na sala dele?

- Não Lety, ele está no estúdio com o seu Luigi e o seu Omar.

- Ligue para lá, por favor, e diga que eu preciso que ele venha rápido até aqui.

- Tudo bem.

- Obrigada - Ela apertou o botão - Paula Maria?

- Sim Lety?

- Traga, por favor, um copo com água e veja se tem bolo de chocolate com coco na copa, estou com desejo.

- Agora mesmo.

- Obrigada - Disse e desligou.

...

Fernando passou pelo quartel em disparada, fazendo com que elas olhassem assustadas pra ele. Assim que ele entrou na presidência se aproximou de Letícia, sem perceber a presença de Thomas.

- Meu amor, você está bem? E nossa filha? Meu Deus, melhor irmos para o hospital, vem, eu te ajudo, levanta com cuidado - Dizia tudo rapidamente.

- Amor, calma... - Disse olhando-o e acariciando o rosto dele - Senta e respira... Isso - Sentou no colo dele - Mais calmo?

- Não está passando mal?

- Não amor.

- E o que aconteceu?

- Thomas achou erros nas contas da empresa.

- Não quitamos realmente as dívidas? Aí meu Deus, eu preciso ligar para o banco.

- Fernando respira - Disse o olhando e tirando o telefone da mão dele - A dívida foi sim liquidada, mas o que o Thomas achou foi muito antes do embargo, logo quando você se tornou presidente e quem sabe até mesmo antes.

- Como assim?

- Há alguns furos na contabilidade da empresa, alguns de valores bem altos, isso junto aos investimentos errados que você e o seu Omar fizeram, complicou as coisas causando o embargo e de tão alta taxa.

- E as falhas não estão tão bem escondidas - Disse Thomas, só então Fernando percebeu sua presença - Qualquer pessoa pode ver o erro que os dados apresentam - A porta da sala se abriu.

- A Paula Maria disse que eu poderia entrar.

- Claro seu Humberto, fique a vontade.

- Papai? Não sabia que viria.

- Fui em que pediu para que ele viesse, amor - Disse olhando para Fernando.

- Sim e eu quero muito saber o que houve - Disse se sentando, cumprimentou Thomas.

- Então seu Humberto, como disse na ligação, Thomas descobriu imperfeições na contabilidade da empresa e precisamos saber quem fez esse trabalho, pois em nenhum momento foi relatado retiradas de dinheiro da empresa, as que causaram o embargo, nós sabemos que foi por causa das decisões erradas do Fernando e do seu Omar, mas essa retirada, nós não sabemos, o que eu tenho em mente é que a pessoa que trabalhava na contabilidade da empresa, está por trás disso.

- Quem trabalhava na contabilidade da empresa era o Munhoz. Mas depois que o Fernando assumiu a empresa, ele ficou pouco tempo aqui, foi pego fazendo falsos trabalhos com a empresa e foi demitido no mesmo seguinte.

- Talvez ele tenha usado esse falso negócio para desviar dinheiro da empresa.

- Sim amor, você tem razão - Disse Fernando enquanto a acariciva na barriga - Mas não sabemos onde ele está, depois que foi despedido, não tivemos mais notícias dele.

- Podemos procura-lo, o Ramon entende muito bem de informática e pode pesquisar sobre ele.

- Sim, a Letícia tem razão, além de tudo tenho contatos, os mesmo que nos alertaram sobre os trabalhos ilícitos que o Munhoz estava fazendo, eles podem ter alguma informação - Disse Humberto, ouviram batidas na porta e logo ela se abriu.

- Aqui está Lety - Disse Paula Maria entrando junto a uma copeira, ela os serviu e saiu da sala.

- Obrigada Paula Maria e chame o Ramon, por favor.

- Está bem, com licença.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...