História Os Ultimos Nephillin's - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Foi mal a Demora, eu esqueci de que eu escrevia histórias.

Capítulo 7 - Mais um trabalho.


                     #Kuoh#

Dante.

Havia se passado um mês eu acho, talves mais, eu estava voltando pra Devil May Cry, após um dia relativamente produtivo, matiu uma porra de aranha gigante em cima de um prédio e me sujei todo com uma merda de gosma preta.

Andando por alguns minutos eu chego na Devil May Cry e entro sendo recebido por Reynalle, agora que ela está comigo,  ela "lansou a Braba" e renegou os Anjos caídos,  ele falou que cansou dessa porra de acabar com os demônios e essas merdas aí,  e agora, bom agora ela mora comigo.

Reynalle -- Meu Deus, Dante! O que houe com suas roupas ? -- ela me pergunta saindo da cozinha com um avental.

-- apenas,  mais um trabalho , concluído. -- digo e tiro meu casaco vendo a situação do mesmo. -- ahhrrr... bem ,vou tomar um banho. -- digo indo em direção as escadas.

Reynalle -- faça isso, quando sair do banho eu preciso falar com você -- ela diz eu apenas confirmo com a cabeça.

Tomo um banho rapido e visto uma bermuda jeans azul escuro rasgada e desço para o primeiro andar, para comer algo.

Encontro Reynalle sentada no sofá vendo Televisão, eu apenas a ignorei e fui na cozinha voltando depois com um pizza.

-- o que quer falar ? -- pergunto me apoiando na mesa perto da Televisão.

Reynalle -- Não sei se você percebeu,  mas-

-- estamos sendo vigiados -- eu a corto e mordo a pizza.

Reynalle -- exatamente, eu estava em dúvida de quem está nos vigiando,  mas hoje, eu achei nos fundo da Loja um circulo mágico ,do Clã Gremory. -- ela rermina me olhando.

-- eu suspeitei disso, mas essa energia é diferente da magia da Ruiva, e se fosse a dela, Akeno perceberia, e ela não me avisou nada o que me leva a acreditar que ela não percebeu. -- eu disse simples e direto.

Reynalle -- exatamente...-- ela disse de maneira nervosa. -- acho que pode ser de outro membro do Clã Gremory.

-- e quem seria além da Rias?  -- pergunto desinteressado.

-- não sei, mas a Família dela é poderosa, o seu irmão mais velho é um dos 4 maou's. -- ela disse ainda mais nervosa.

-- e...? -- esperei ela continuar,  e ela me olhou como se eu fosse idiota -- eu não ligo , se ele é mal ,ou bom, ou meio termo ,ou a porra que for, se ele me irritar eu meto uma bala na cabeça dele. -- falei de forma superior e arrogante, mas afinal é a mais pura verdade.

Reynalle -- você não tem medo de encontrar alguém mais forte que você? -- ela me perguntou.

-- não. Eu não ligo, com a motivação certa eu faço qualquer coisa, Mundus Destruiu minha família, e em resposta eu expludi seu filho, deixei um buraco bem grande na barriga de sua "namorada" e Cortei ele em dois -- digo me aproximando dela com um olhar sério e um sorriso de canto.-- e falando agora eu acho que foi até que pouco.

Reynalle -- você sabe ser assutador quando quer....-- ela diz me olhando levemente temerosa e logo se recompõe -- vou terminar o Jantar, Akeno disse que se conseguir se livrar da Ruiva e do pervertido ela vem hoje. -- disse a morena enquanto ia até a cozinha.

-- hehehehe...interessante... -- digo já planejando milhões de putarias pra mais tarde.

         #manhã seguinte#

Eu acordei com o barulho da porta abrindo, eu olhei pro meu peito e vi Akeno e Reynalle,  ambas deitadas sobre mim, sai da cama com bastante cuidado e decidi termiando de abotoar minha bermuda, encontrando Phineas, sentado no sofá lendo um jornal em sua forma humana.

Phineas -- Bom dia ,Dante. Vejo pelas marcas que a noite foi boa -- ele diz sem tirar os olhos do jornal.

-- você nem imagina,  devia tentar uma hora ou outra. -- eu digo indo até a cozinha e voltando com uma garrafa de água.

Phineas -- Obrigado pelo Conselho. Enfim,  imagino que já saiba o porque da minha presença tão cedo. -- ele disse fechando o jornal e me olhando.

-- espero que seja um bom preço. -- digo o olhando .

Phineas -- 30.000.000 Yens , é dinheiro o bastante?  -- ele pergunta em tom debochado.

-- qual é e onde é o trabalho ? -- pergunto me apoiando na mesa com um sorriso de canto no rosto.

Phineas -- você deve ir à outra cidade nas redondezas, deve proteger Kunou, filha da Lider dos Youkais. -- ele diz explicando.

-- Beleza,  legal, Da hora. Mas eu tenho uma pergunta -- eu digo e ele sinaliza para eu comtinuar -- o que caralhos são Youkais ? 

Phineas solta um suspiro e olha pra mim -- são demônios que são bem diferentes da senhorita Himajema, eles são híbridos,  como você,  mas no caso deles aoenas em aparencia, eles se parecem com híbridos de humanos e animais.

-- foda, gostei,  quando devo estar lá? -- pegunto tentando não prolongar o assunto to doido lra ver esses caras.

Phineas -- esteja lá antes de sexta, vá até a casa da Senhorita Yasaka, ela é a cliente, e a Lider dos Youkais, ela lhe explicará melhor.

-- Yasaka. Vou me lembrar do nome -- digo de forma pensativa , e me ponho a subir pro quarto de novo. -- para ela estar atrás de mim, ela provavelmente está tendo problemas com um Demônio,  vou resolver isso rápido e voltar pra cá, Me aguardem Yasaka e Kunou.



                 #Fim do cap#


Notas Finais


Deixem suas opiniões nos comentários.
e os próximos 2 capítulos vão sed pra explicar essa treta da Yasaka , mas vão ter ação, e relaxem vai ter muita treta.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...