História SHARE - As Aventuras do Coliving - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias 2PM, Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Jeon Jungkook (Jungkook), Junho, Min Yoongi (Suga), Personagens Originais, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Coliving, Coworking, Doramaislife, Eric Mum, Exo, Hetero, Huang Zitao, Jungkook, Lee Jong Suk, Lee Junho, Lee Min Ho, Matsumoto Jun, Mike D'angelo, Min Yoongi, Nadech Kugimiya, Park Bo Gum, So Ji Sub, Xiumin
Visualizações 59
Palavras 1.755
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Literatura Feminina, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá Pessoas Lindas,

Já voltei bem rapidinho para iniciarmos nossas aventuras.

Obrigada pela ajuda das lindas Lu e Barb, minhas parceiras da vez.

Se quiserem acompanhar com uma música, escolhi Fireflies - Owl City para esse CAP. Tem link nas notas finais.

Espero que gostem, e aproveitem a leitura.

Capítulo 2 - Devia prestar atenção por onde anda


Fanfic / Fanfiction SHARE - As Aventuras do Coliving - Capítulo 2 - Devia prestar atenção por onde anda

둘 - Dul

Tábita é nossa típica protagonista inocente de doramas. Roteirista de sitcons em Los Angeles, e apaixonada por dramas coreanos desde nova, foi convidada a trabalhar em uma das grandes emissoras de Seoul. Seu sonho estava se realizando. Veria em primeira mão os seus dramas favoritos tomarem vida e ainda poderia participar de um deles. A equipe de roteiro era grande e seu trabalho consistia em propor ideias e corrigir os textos feitos pelos seus Sunbaes. Não era uma tarefa fácil, mas ela não era de desistir sem tentar. Ler, escrever e assistir doramas era a sua vida. Verdade seja dita, ela se resumia a só isso. Tábita não tinha muito tato para as interações sociais, e acreditem, nunca tinha sido beijada. Clichê? Sim. Mas a vida é feita de clichês. E ela estava empolgadíssima em se mudar para o Edifício Share, pois esperava viver o seu romance de dorama em sua estadia lá. Seu contrato com a empresa era de um ano. Se não passasse no crivo de seus chefes, seria dispensada e poderia voltar para os Estados Unidos.

Quando o voo de Tábita chegou ao aeroporto de Seoul, ela decidiu dar uma volta para esticar as pernas, afinal, foram mais de 13 horas dentro do avião o voo foi longo, mas tranquilo. Dormiu uma parte e nos restante do tempo, veio assistindo aos seus doramas prediletos.  A bagagem já tinha sido enviada por transportadora e só levara roupas suficientes para uma semana. Ela passeou pelo saguão, fascinada. Seus olhos brilhavam ao fitar todas as direções possíveis.

Tábita vinha de uma cidade muito mais movimentada, mas aquele era seu sonho se realizando e estava deslumbrada. Nada poderia tirar sua felicidade, ou era isso que ela pensava.

Ao tentar admirar a vista, não reparou que estava indo de encontro com as pessoas, e só se tocou quando colidiu com uma parede, não necessariamente de concreto, mas de músculos. Ao olhar para cima, se deparou com o homem mais lindo que já havia visto. Ele era coreano, tinha certeza disso, com os cabelos puxados para o mel e olhos de um marrom ofuscante. Tábita pensou ter encontrado seu Príncipe Encantado. Mas não foi bem como imaginou.

Ela teria caído no chão se o estranho não a tivesse segurado pelo braço e alçado para firmá-la novamente no chão. E, ao invés de um “Você está bem?” com a voz sexy que ela esperava, um “Devia prestar atenção por onde anda” veio com uma voz estressada. Ainda sexy, tinha que admitir, mas aquilo a fez se encolher como um cachorrinho. Tábita pediu desculpas, que não foram aceitas ou respondidas e ela só viu o moço bem vestido em um terno completo se afastando sem nem um olhar em sua direção. Abaixou a cabeça e seguiu em direção aos táxis na saída do aeroporto.

Até ficou um pouco abalada com o encontrão sofrido minutos antes, mas sua tristeza foi momentânea e passou ao vislumbrar a cidade em seu esplendor de luzes. Estava no início da noite e o céu era de um roxo azulado fantástico. Quando o táxi parou em frente ao Edifício SHARE, novamente seu vislumbre a fez ficar parada em frente ao prédio com as malas ao seu redor. O taxista a despertou quando disse que a ajudaria a levar a bagagem até o saguão. Ela agradeceu e lhe deu uma gorjeta pela ajuda.

No lobby, se deparou com uma grande recepção onde havia duas pessoas, um homem muito bonito que parecia ser um vigia ou segurança, e uma recepcionista. Apresentou-se, informando que estava se mudando para o prédio e que tinha acabado de chegar de viagem. A moça, muito simpática, se apresentou como Dani e informou que se precisasse de algo, ela estaria durante a semana, em horário comercial, à disposição. O homem também se apresentou como So Ji Sub e deu as boas vindas ao edifício, e disse que poderia chamá-lo de JI Sub. Tábita sempre foi muito tímida, mas estava se sentindo muito bem acolhida. Eles a informaram que na parte da noite teria outros dois colaboradores para a segurança e recepção. Dani pediu que ela aguardasse um instante, pois o síndico do Share viria recebê-la. Uma porta atrás da recepção foi aberta e o Sr. Jongdae, com quem já havia conversado, apareceu e sorriu para ela.

 

— Srta Tábita, seja bem vinda ao Edifício Share. — Ele disse, estendendo a mão para cumprimentá-la.

— Obrigada pela recepção Sr. Kim — Tábita respondeu retribuindo o aperto.

— Pode me chamar de Chen. É como todos aqui me conhecem. Vou acompanhá-la até seu apartamento e faremos um pequeno tour pelas acomodações. Siga-me, por favor.  Deixe-me ajudá-la com sua mala — Chen prosseguiu solícito.

— Não é necessário — Rebateu Tábita, meio tímida.

— Pode ser que não, mas eu insisto — ele sorriu.

Wow, Tábita ficou fascinada com seu sorriso. Era muito grande e cheio de dentes e sua voz era grave e alta, trazendo um clima divertido e descontraído.

Seguiram até o 5º andar, onde ele lhe apresentou o apartamento 509, mais afastado dos elevadores. A porta era travada sempre que fechada por fora, só podendo ser aberta com a senha que ela ganhou em uma das cartilhas de Boas Vindas, e poderia mudá-la mais tarde. Eles entraram e ela deixou a mala e a mochila no meio do quarto, girando o corpo para observar tudo. Era muito bonito e espaçoso.

Chen começou lhe entregando um folheto de regras de convivência e números para reservas de salas e horários das áreas comuns. Ela os agarrou e lhe garantiu que leria mais tarde.

— Vamos? Vou te mostrar os andares com as áreas comuns.

Tábita só assentiu com a cabeça e seguiu o síndico.

Voltaram para o Térreo, onde havia as salas de Co-Working. Uma parte da fachada do prédio era de vidro com vista para um parque do outro lado da rua. Era possível visualizar algumas mesas de trabalho, como em uma cafeteria e várias salas e corredores.

— Aqui você terá uma área comum de trabalho. Como muitos dos moradores são profissionais autônomos ou com trabalhos independentes e remotos, esse espaço pode facilmente ser compartilhado. Nesse corredor você terá salas de reuniões de vários tamanhos e algumas salas menores privadas. Estas podem ser reservadas conforme a necessidade de se receber algum cliente. As reservas são feitas pela pagina do Edifício Share, nesse endereço.  — Chen diz apontando um dos folhetos na mão de Tábita. — Aqui também tem instruções de como proceder.

Enquanto Tábita olhava o folheto em sua mão, o celular de Chen tocou e ele pediu licença para atender.

— Desculpe Tábita, surgiu uma situação que terei que lidar. Em geral quem faz o Tour é minha assistente, mas ela está de folga hoje. Vou te levar até o 2º andar. Imagino que você esteja com fome. Depois, de lá você pode retornar ao seu apartamento e descansar se preferir, ou dar uma olhada por aí. Mais tarde ou amanhã eu venho tirar as suas dúvidas.

Chen disse tudo meio rápido demais, deixando Tábita confusa. Mas ela o seguiu até o elevador e saiu quando as portas se abriram no 2º andar, se despedindo do Sr. Jongdae.

O elevador abria em um saguão com portas duplas em cada lado. Foi em direção ao barulho de conversas e se deparou com algumas pessoas sentadas comendo e conversando. Tábita ficou parada na porta observando tudo, morrendo de vergonha de abordar alguém.

Monica estava preparando um lanche quando viu a moça parada e perdida na porta. Não se conteve e foi falar com ela.

— Oi. Posso te ajudar? — Monica disse em Inglês, e isso fez um sorriso grande se abrir no rosto de Tábita.

— Oi, estou me mudando hoje. Chen estava me apresentando o prédio, mas teve que resolver algum problema e me deixou aqui.

— É, imagino que está corrido para ele. Michele, sua assistente, pegou folga e ele não costuma ficar sozinho por aqui. Sou Monica, muito prazer — Ela continua, a abraçando.

Tábita se assusta um pouco com a intimidade, e não consegue evitar em perguntar.

— Você é de onde?

Ela sorri abertamente quando diz que é brasileira, causando mais um grande sorriso em Tábita.

— Nossa, que legal! Eu também. Na verdade, vim de Los Angeles, mas nasci e cresci no Brasil. A propósito, sou Tábita.

Monica fica encantada com a empolgação da moça nova. Era sempre legal quando novos moradores chegavam. Todos assim um pouco perdidos, como ela mesma estava a uns três meses atrás.

— Venha, vou te apresentar o pessoal. — disse Monica, puxando Tábita pela mão.

A veterana chama a atenção de todos que estavam mais próximos.

— Ei, pessoal, temos uma nova vizinha. Essa é a Tábita. — Ela aponta para a moça ao seu lado. — Te apresento Alle, Bárbara, Baekhyun, Vanessa, Bo Gum — Monica gesticula para cada um na mesa, que retribuem com vários “muito prazer” e “seja bem vinda”. E então, Monica vira para trás —, e aquele ali é o JunHo.

Tábita acompanha com o olhar o movimento de Monica e trava naquele momento.

— JunHo, venha conhecer nossa nova vizinha.

O homem vindo em sua direção era o ser maravilhoso no qual ela esbarrou mais cedo no aeroporto e que foi extremamente rude com ela. Tábita se lembrou disso, mas não conseguiu ficar com raiva, apenas babar naquele homem lindo.

Ao se aproximar das duas, deu um abraço de lado e um beijo no rosto de Monica e se virou para a novata.

— Vejam só, se não é a moça deslumbrada de mais cedo. — Ele cumprimenta debochado.

— Vocês já se conhecem? — Monica perguntou, intercalando o olhar entre os dois, achando engraçado o jeito “deslumbrado” de Tábita como JunHo havia descrito.

— JunHo, não provoque a moça — Alle fala da mesa, e é acompanhada por risadinhas.

— Ué, eu não fiz nada. — O homem responde se fazendo de inocente.

Tábita estava vermelha por se ver no centro da atenção de todos.

— Tábita, JunHo. JunHo, Tábita. — Monica termina as apresentações.

— Prazer Tabs.  Achei que teria que te chamar de menina deslumbrada para sempre. JunHo disse rindo enquanto esticava a mão para ela.

Esse momento fora tenso, Tábita já estava começando a ficar com raiva do rapaz mal-educado, que esbarrou com ela no aeroporto e ainda fazia chacota de sua pessoa em frente a estranhos.  Ela olha para a mão estendida e depois para ele. O que fazer? Parecia simples, mas lembrem-se, nossa mente nunca trabalha em Modo Easy.

 

Tábita será uma bela menina educada que vai cumprimentar o rapaz e deixar o inicio do ranço morrer ou vai mostrar suas verdadeiras cores e seu gênio difícil?


Notas Finais


Obrigada a vocês que chegaram até aqui. Espero que tenham gostado.

E aí...o que vocês acham que a moça vai fazer??? rsrsrs

Link da música - Fireflies - Owl City
https://youtu.be/MBlFbd2qUJQ

Até a próxima. Bjos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...