Starlet_Blue

Starlet_Blue
Naiki-chan
Nome: Naikira
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Joinville, Santa Catarina, Brasil
Aniversário: 27 de Junho
Cadastro:

Starlet_Blue - Naiki-chan


Universo Virtual

Postado

Universo Virtual

É impressionante como consigo transformar um texto meu de 400 palavras nisso...

------------------------------------------------

Yooo pessoinhas!!! ( /*v*)/🍰

Hoje irei falar de um assunto muito comum nos dias de hoje, no qual é vivido por muitos, mas, talvez, abordados por poucos. Irei falar da relação de jovens com a Internet.
A Internet entrou em nossas vidas de tal maneira, que muitos agora, se tornaram dependentes da mesma. Não falando só de jovens mas de pessoas de todas as faixetarias.

Nos dias de hoje é comum andar pelas ruas e encontrar alguém com um celular nas mãos, e, na maioria das vezes, são jovens. E como já disse, não é somente com jovens que encontramos essa cena.
Não há idade especificada para isso, porém, nosso assunto será focado nela: a juventude.

A tecnologia nos ajuda muito, e sabendo usá-la é um bom instrumento. Mas não devemos nos enganar, ela também pode ser uma "arma fatal".
Utilizando-a de forma incorreta, ela pode tornar-se nossa inimiga; afetando tanto 'vida virtual', quanto real e pessoal.

Nos dias de hoje não há nada o que nos impossibilita, temos uma ótima ferramenta nas mãos. Não há mais desculpas para o saber e aprender, tudo o que necessitamos é de um 'click e pronto: há uma fonte de sabedoria na frente dos olhos, é só querer.

Mas assim como a Internet há seu lado bom, há seu lado ruim.
Nos não temos mais nada a nós impedir. Se quero aprender tal coisa, com o auxílio de pesquisas e esforço eu alcançarei. Não há desculpas para o não saber.

A Internet não nos impõe limites, nós mesmos que nos limitamos.
"Não tenho condições ou não sou capaz para alcançar tal objetivo". Você tem sim. Você tem meios e uma fonte de sabedoria na palma de sua mão para que possa alcançá-lo.

Ora, por que não a utilizamos para coisas boas? Por que perdemos tanto tempo com coisas desnecessárias?

O lado ruim da Internet é o mesmo do lado bom: ela NÃO nos limita.
Assim como podemos usá-la para nosso bem, podemos usá-la para causar o nosso próprio mal ou causar mal a outras pessoas.

Te pergunto quantas vezes ficou se lamentando por não ter meios para começar a caminhada rumo a seu tão esperado sonho. E quantas vezes pesquisou coisas que não te dão vantagem alguma? Coisas nojentas e sem fundamentos?

Veja bem, nós jovens nos limitamos tanto. Nos limitamos para o poder, nos limitamos ao querer e ao conseguir.
"Eu não posso, eu não quero, eu não consigo". Hey, quanta coisa errada aí meu colega! Você pode sim, você consegue sim. Basta não se limitar, basta expandir-se!

Penso que não há uma forma correta de usá-la, mas não há ninguém que nos conheça mais do que nós mesmos. Nós sabemos até onde iremos suportar, e nós também sabemos quando algo (que nós mesmo fazemos) nos fará mal.

Podemos ser facilmente afetados de diversas formas. Somos adolescentes, qual a experiência de vida que temos? Alguns pouca, outros um pouco mais...
O problema é que sempre que formos afetados iremos pensar "eu não consigo, eu não aguento, eu não sou forte". Não temos muita noção do que é passar por algo que possa nos afetar verdadeiramente, nos afetar "pra valer". E se alguns tem essa noção, sabem que algo pequeno não é motivo de tempestade em copo d'água.

Mas o adolescente se limita muito. Não é uma fase onde tudo é excessivo? Não é tudo exagerado?
Pode ser que aconteça de algo nos afetar, e isso pode afetar, principalmente nosso psicológico. Por que nós, adolescentes, estamos ficando com cabeças fracas. Estamos nos fechando para o conhecimento, passamos muito mais tempo em redes sociais quando navegamos na Internet do que fazendo alguma pesquisa para enriquecer nosso conhecimento.

Estamos deixando nossa vida de lado e vivendo um universo virtual. O que era algo a nosso auxílio, transformamos em nossa vilã.
E o alvo principal dessa protagonista e antagonista ao mesmo tempo, tende a ser adolescentes sim!

Não há mais diálogos entre as famílias.
Ouvidos que antes eram abertos aos pais agora fecharam-se voltando-se às músicas de suas playlists. Quase não há mais conversas 'olhos nos olhos'.
Quase não temos mais contato físico com parentes e amigos. Se preciso informar alguem sobre algo, envio uma mensagem, é mais fácil do que procurá-lo, certo?

Por que nós jovens estamos nos fechando tanto à realidade? Onde iremos parar se continuarmos assim, se as coisas continuarem evoluindo deste modo?
Se é que isso pode ser chamado de evolução: perda de conhecimento de uns, enquanto outros crescem cada vez mais. Sabem por que? Porque sempre estarão inovando em seus lançamentos tecnológicos, enquanto nós, iremos continuar a segui-los e nos limitando.

Quem nunca parou para pensar e acabou lembrando de sua infância?
Ah, como brincávamos com nossos amigos... como era gostoso escutar as histórias que nossos pais tinham para nos contar!...

Ou como era bom ir passear na casa de algum parente; como era bom sentir o cheirinho daquele bolo que só a titia sabia fazer. Como era divertido brincar de pega-pega, quebra-cabeça ou um livrinho para colorir.

Como era bom quando coisas tão simples se tornavam algo tão mágico, tão importante e bom. Eram coisas tão singelas, mas tão significativas.

E hoje? Como estamos?

Hoje palavras trocadas entre amigos são digitadas ao invés de serem pronunciadas. Sem contar que para alguns a amizade acabou se desgastando pela falta de contato.
Pode se estar ao lado do melhor amigo, mas uma vez ou outra eu tenho que checar o celular, não é assim? Eu tenho que ver se chegou uma nova notificação, eu necessito pelo menos de ver a hora, não é?

E nossos pais? "Hum, esses daí? Não escuto nem seus concelhos, quem dirá escutar suas historinhas!" Não é mesmo?
Hoje em dia até mesmo os pais estão perdendo o valor. Onde iremos chegar com uma sociedade dessas?

"Os passeios em família são para os pais; eu vou emburrado com meus fones de ouvido, não vou conversar com ninguém, irei mudo e voltarei calado".
A titia foi esquecida, "ela deve estar bem". As brincadeiras perderam a graça, "um joguinho na 'net tem mais graça do que isso".

E assim cada vez mais vamos nos isolando.
Na escola meus companheiros são os fones, para me divertir jogo algum jogo no PC, e meus amigos são virtuais.

Temos muitos amigos virtuais não é mesmo? E muitas vezes é preferível uma a amizade virtual do que uma real.
Sim, é verdade. Falo por mim mesma, Starlet, não irei mentir.

Na maioria das vezes podemos nos identificar muito mais com essas pessoas de outras cidades, Estados ou até de outros Países, do que com quem está ao lado.
Isso mesmo. E muitos de nós criam um laço forte com essas pessoas, mesmo que virtualmente.

"Amizade" ou "Amor Virtual". Para alguns não importa, isso é o que faz bem no momento.
Mergulhamos nesse universo virtual, e ele é tão mágico...! Criamos essa fantasia, essa ilusão de "isso nos faz bem".

Mas isso pode acabar a qualquer momento. E quando acabar, não poderemos nos culpar, nem se lamentar, pois fomos nós mesmos criamos isso.
   
Não é irônico? Olha o que estou escrevendo, e olha o que faço!
Não é irônico como alguém que vê (por mais pouco que seja) os males e riscos que a virtualidade traz, pode viver da mesma?
Não é irônico como algo que pode nos proporcionar o bem pode nos proporcionar o mal?

Criamos nosso mundinho tão fechado, tão nosso... mas ao mesmo tempo sem fronteiras, sem limites. Não há nada que nos impeça.
Tão perto, mas também tão longe...

Estou agora me questionando de quando e como entrei nesse mundo virtual. Estou me questionando de como isso ganhou tamanha dimensão, ao ponto de arranjar pretextos para não sair dele.

Por que nos prendemos a isso, se há uma realidade que nos espera?...

Escutando: Inside Of Me - VAMPS ft. Chris Motionless
Lendo: Fanfics?
Assistindo: Não assisto.
Jogando: RPG -q.
Comendo: ultimamente? biscoito água e sal com chá -qq.
Bebendo: o chá? -qqq.
Permalink Comentários (0)

[05/12/2016] Resfriamento Global

[25/08/2016] 40 fatos

[01/08/2016] Feliz Aniversário Thi ♡

[28/07/2016] 120 Perguntas


Atualizações do Usuário

Usuário: Starlet_Blue
@Daoking bagunça? KKKKKKKKK tenho -q. SUMIDINHA? MEO ABOUR, você foi sugado por um buraco negro <///3 meo teos, meo teos ;--; faz falta sabia? Preocupa bastante também ( ' ')s2 como você está??
Usuário: Starlet_Blue
@Carnival-Master minha admiração por ela não passou, acho que foi a única coisa. E bem, não sei, não gosto do meu "antigo eu". Me arrependo de muita coisa, só isso.
Usuário: Starlet_Blue
@yuziel você faz tanta falta... :( talvez nem imagine o quanto. Você e os meninos fazem falta.
É uma pena ter um contato tão limitado com pessoas tão especiais.
Usuário: Starlet_Blue
Favoritei a categoria
Categoria: Nisekoi
Categoria: Nisekoi
Raku Ichijou é filho do líder da facção yakuza Shuei-Gumi e Chitoge Kirisaki é filha de um chefe de uma gangue rival conhecida como Colmeia. Ambos se conhecem acidentalmente e Ra..