1. Spirit Fanfics >
  2. Investigation Brawl - 'Brawl Stars'

História Investigation Brawl - 'Brawl Stars'


Escrita por: Ratman

Fanfic / Fanfiction Investigation Brawl - 'Brawl Stars'
Sinopse:
Abandonando sua antiga moradia, Meg segue caminho ao seu sonho: resolver os problemas; ajudar as pessoas; ser discípula de Max.

Durante os treinos, notou uma doença incomum que causou a decaída de sua treinadora, que logo, resultou no prejuízo de sua consciência.

Ao descobrir que essa queda era resultado de uma droga surreal, Meg decide investigar, e encontrar o(a) portador(a) original daquele parasita que se espalhava pela cidade.

Mesmo que fosse necessário carregar um ator nessa aventura.



(AVISO: As imagens ilustrativas que irei usar nos capítulos, NENHUMA são de minha autoria {Inclusive a Capa} )
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 1.311
Favoritos 25
Comentários 61
Listas de leitura 6
Palavras 89.917
Concluído Não
Categorias Brawl Stars
Tags Fang, Meg

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama / Tragédia, Mistério, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1
Pé na Tábua
4
137
2.210
 
2
Par de Botas
2
74
1.936
 
3
Estágio do Bullying
3
80
1.895
 
4
Faces Inversas
3
78
1.804
 
5
Panfleto Felino
3
92
3.493
 
6
O Reflexo de Ninguém
3
75
2.885
 
7
Açucarado Papai
3
71
4.386
 
8
Concha do Tesouro
1
64
4.675
 
9
Oficiais da Discórdia
2
68
3.518
 
10
Parque de Imersão
6
98
3.468
 
11
Lentes Cegas
4
60
4.156
 
12
Buzztástico
4
63
6.233
 
13
Rebeldia Quebrada
2
51
5.392
 
14
Crocodilos e Jacarés
4
48
7.273
 
15
O Reflexo do Culpado
2
42
6.594
 
16
Meu Pai saiu!
4
47
4.398
 
17
Secundaridade Profissional
4
57
4.632
 
18
Amigos com Ex
2
51
9.715
 
19
Cadê meu Pai?
3
41
6.584
 
20
Juntos e Separados
2
14
4.670

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por Natsuki64
Cadê meu Pai?
Usuário: Natsuki64
Usuário
...

Você tem noção do que acabou de fazer?

VOCÊ TEM? EU ACHO QUE NÃO. ENTÃO VAI SE F@$%©!

CARALHO, O STU MORREU, MORREU, MORREU.

Ele morreu. Ponto. E apesar de isso ter me impactado de tal forma, a descrição foi tudo. Muita dor, como deve ser. Mas... sendo um robô, não vejo como ele poderia de fato, morrer. Digo, ele levou três tiros. Não foi queimado vivo. Ao meu ver, está perfeitamente recuperável, então meio que isso não agregou muito na minha experiência. Se ele tivesse morrido de um modo mais brutal....

Sim, houve erros de português.

E a dupla de irmãs é simplesmente perfeita. Porque parecem o que são, e são o que são. Janet é egocêntrica, um pouco egoísta e muito vaidosa, mas quando o assunto é família, ela vira uma cópia do próprio pai, uma irmã coruja. E Bonnie parece uma criança, uma maravilhosa, chora, grita, esperneia, insiste, desobedece, é impulsiva e exagera, mas demonstra o amor pela família na cara dura. E para onde Janet foi, não é a real pergunta, mas para QUEM Janet foi? É isso que me deixa com a pulga atrás da orelha. E um detalhe que achei legal notar, é que Janet tem um carro, só dela. Não faz sentido ser do Stu, ele não tem pernas.

E Max... Max e Stu... Stu e Max... Só quem leu aquela história pra sacar o quanto essa amizade é essencial para o plot aqui, não é a toa que ela é mencionada em literalmente todos os capítulos que falam do caso Max. É o melhor presente que você já deu. Me faz querer um OVA só para mostrar mais deles. Não vou mentir, a tensão romântica é de meu interesse. Eu amo imaginar Max como alguém mais "ranzinza", sendo Surge o sorriso da equipe, Max a raiva, e Meg, a racionalidade, o equilíbrio entre o robô otimista e a atleta de cara fechada, mas que ainda consegue sorrir. Difícil de explicar.

E voltando as teorias mirabolantes, em poucas palavras:

Alguém (Griff) está pagando outro alguém (Piper) para fazer o trabalho sujo.

Por que Meg fica pensando em Griff? Por que todos morrem com tiros? Por que Griff ainda não voltou da reunião de negócios? É um esquema de submundo. O que ele teria a ganhar matando essas pessoas, eu não sei. Tudo o que sabemos é que o caráter de Griff não é intocável, então não é uma teoria tão absurda assim. Pode ser que alguém mais seja o pagador, mas não irá tirar da minha cabeça que Piper é quem está puxando o gatilho nesta história. Eu já previ o que você vai falar sobre isso, mas minha crença se mantém firme.

E Meg... Não sei, não tive muito apreço a ela hoje. Na verdade, foi satisfatório vê-la chorar uns bocados e cair na real. Essa não é uma história feliz, posso dizer só de olhar na sua cara. E esse capítulo foi o ultimato, Meg não pode e não VAI salvar todo mundo, ela é só uma criança metida a besta, que por muita sorte, é inteligente pra burro, mas ela não é e nunca será como Max. Mais gente irá morrer, e quem é, pouco importa. Se você matasse a Janet, eu não ficaria surpreso. Dupla da Loja de Lembrancinhas? Alvos fáceis? Específicamente o Leon? Pode passar a faca. A partir de agora, esperarei qualquer coisa.

E como hoje tivemos zero participações relevantes do menino Fang, exijo que faça para ele, um capítulo solo. É uma ordem.

E bem, daqui irei.

Foi um tremendo capítulo!

Até a próxima, Homem-Rato! Te vejo no Megacofre.

Ass: StuxMax Greatest Fan.
Postado por Natsuki64
Secundaridade Profissional
Usuário: Natsuki64
Usuário
Ah, oi. Faz tempo.

Enfim, caso tenha se perguntado ´´Por que o Katsu não comentou nos outros capítulos?``, o motivo é simplesmente um desânimo descomunal. Eu li ambos capítulos pouquíssimo tempo após o lançamento de cada um, mas meus dedos simplesmente não queriam digitar minha opinião em 4.000 letras. Perdoe-me.

Agora que o motivo foi apresentado, eis a análise:

Shelly. Como você já deve ter percebido, sempre faço elogios a ela quando aparece. E dessa vez, não vai ser diferente. Mas dessa vez, o grande motivo pelo qual a adorei neste capítulo, é o simples fato de que ela simplesmente ficou muito ´´identificável``, se é que me entende. Toda a filosofia envolvida em sua aura melancólica é algo muito presente na vida real, se pararmos para pensar. ´´Eu tenho um sonho, e estou aqui e agora realizando ele, mas não me importo nem um pouco se isso não me faz feliz, pois só o que importa são aqueles ao meu redor``. Pegou a ideia? Shelly não se importa de ser vista de forma negativa, e nem de sacrificar sua vida pessoal, se ela souber que está cumprindo seu papel na sociedade: Proteger pessoas. E concordo muito com o Colt na parte de que Shelly devia cuidar mais de sí mesma. Mas quero deixar bem claro que odiei as piadas. Aquele caderninho com anotações, sei que é um elemento cômico da cena, mas não é algo que faz o meu gosto. A última vez que Colt encostou numa mulher, foi quando ele a pagou para isso. Enfim, no geral, é um capítulo que nos faz pensar na nossa realidade, no jeito que estamos levando a vida, e se isso realmente está certo. Mas quanto tempo até Shelly perceber que dentre tantas ideias de justiça, a única injustiçada é ela mesma?

Bem, agora, partindo para as teorias. A tal luva branca.

Foi dito que pertence a Buzz. Ou seja, já podemos eliminar uma penca de personagens da lista dos suspeitos. Ou não. Pois a bolha de personagens presentes na história está muito fechada. Com a exceção do Trio dos Mortos-Vivos, e do pessoal do Show de Acrobacias, o elenco é o mesmo desde o primeiro capítulo. Mas nenhum deles tem ligação com o assassinato. Mortis é o mais ´´provável`` entre todos estes sujeitos improváveis, mas mesmo assim, passa longe de ser alguém que eu considere relevante. Você está diminuindo a lista ao invés de aumentá-la, e é isso que me deixa confuso. Mas você é você. Tenho certeza de que vou quebrar a cara quando descobrir a verdade.

E quero deixar marcada minha insatisfação quanto ao fato da Lola ter feito o que fez com meu mano Fang. Ele não merecia! Além de ser algo muito curioso, que eu realmente não esperava nesse tipo de personagem, é triste imaginar a cena.

Dois erros de português encontrados. Muito fraco.

Enfim, eis o fim da análise. Capítulo impecável, como sempre. Acabei de pensar ´´A palavra impecável tem origem na palavra pecado?``

Pesquisei no Google, e minha conclusão é incerta. Sou um incompetente.

Até a próxima, eu acho

Ass: Aquele que perdeu o ânimo de fazer o que gosta.
Postado por Natsuki64
Lentes Cegas
Usuário: Natsuki64
Usuário
Já fazem 84 anos...

Enfim, depois de longos meses, aqui está você, para nos agraciar com a tão esperada continuação desta aclamada história!

E não poderia esperar menos de seu "retorno". Já começamos pela Jacky, o que já fez do capítulo 200% melhor. Mas a presença dela aqui, é nada perante sua descrição. Algo mudou. Não mais o visor rosa, agora, um legítimo óculos a lá... Carl. As latas de sprays. O amadurecimento. Deixando de ser uma garota que apenas destrói e xinga, para ser alguém que ainda destrói, ainda xinga, mas agora, carrega o peso de sustentar tudo aquilo nas costas depois que ele se foi. Se viu ocupando o seu lugar, percebendo a tamanha falta que ele fazia para que o lugar não viesse abaixo. Se já gostava dela antes, agora, idolatro! Lindo! Perfeito! E sem falar na mudança em Dyna. Caso não tenha ficado claro, suas fics anteriores são o parâmetro. Antes um velho humilde e de bom coração, para um... velho que gosta de detonar coisas. Seria a deterioração mental atingindo em cheio nosso querido Dyna?

Mas chega de falar deles! O foco são as descobertas deste capítulo!

Tomando por parte a mudança em Jacky, podemos concluir que esteve mais ligada ao mundo do que antes. Provavelmente sabe mais do que disse, mas não quis que viesse a tona. Mas não acho que se importa muito. Acredito que o único motivo de ter guardado aquele jornal, é porque foi ali onde a morte do Carl foi anunciada. Sem maiores envolvimentos com outras coisas.

E não, o atirador das minas não é o mesmo do teatro, tenho certeza! Sei que sua cabecinha pensante está querendo que pensemos o contrário, mas não enganará este leitor astuto!  Sei que com o tempo, acabou complicando o plot inicial (Ratman tendo ideias curtas e depois escrevendo 20/30 capítulos) e pensou em muito mais a acrescentar.

Gostaria que especificasse melhor a localização das minas. É no meio da cidade, do deserto? Isso pode influênciar minhas futuras teorias.

Detalhe para o quarto mundano de Jacky. O pôster do Chitãozinho e do Chororó é o de menos! Não tenho dúvida que os remédios são anti-depressivos! Coitada da minha Jacky, mas completamente plausível, devido a situação (podem também ser remédio e para o Dyna). Estou ansioso para descobrir qual localidade a dupla de "heróis" vai visitar agora, pois realmente, não tenho pista alguma.

E foco nos oficiais de Polícia. Tendo dois bobões como oficiais (Shelly um pouco menos incompetente que Colt, este que esta possivelmente infectado também) é de surpreender um total de zero pessoas que tanta desgraça acontece. Cadê o resto? Sei que nenhum outro Brawler tem relação direta com "justiça" mas qual é? Dê uma ajuda a eles! Eles podem ser de grande valia para a história, sei disso! Sei lá, bota o Rico para ajudar os caras! (Ricochet moment) (!)

Assim como o Stunt Show trio, espero que a... hum... dupla das minas volte a aparecer posteriormente.

E ficarei de olho no cronograma! Já ansioso pelo próximo.

Mas o mais bombástico é certamente a mensagem nas notas! Como assim Willow está vindo?! (Ratman vendo o novo Brawler que lançou e tentando desesperadamente  enfiar no meio de uma história já pensada pela metade sem estragar tudo 😀)

E bom, por hoje é isso!

1.000.000.000/1.000.000.000

Te vejo dia 30! (Ou talvez não...)

Até mais!

Assinado: Kaminari MEIA-QUATRO (Você sempre escreve meia-nove 💀)
Postado por Natsuki64
Parque de Imersão
Usuário: Natsuki64
Usuário
Olá!


Cá estou eu de novo, e deveras animado! Finalmente a espera chegou ao fim!


Mans antes de tudo, perdoe-me pela cobrança em demasia, caro amigo. Eu deveria ter sido mais solidário e paciente. Esperarei o próximo com mais calma.


Mas desculpas a parte, vamos para o capítulo!


Desde os primórdios, Ratman sabe muito bem como escrever um bom personagem. O mais incrível disso, é que você constrói estas personalidades marcantes e únicas, apenas com algumas linhas de voz! É isso que tanto admiro em vossa pessoa. Você faz cada personagem, não importa o quão genérico ou estereotipado, como Bull, Dyna ou Bibi, por exemplo, únicos e encantadores! Janet, Bonnie e Stu... são três belíssimas maravilhas da construção de personagem. Especialmente, as interações das irmãs, com Bonnie, inocente, e Janet, debochada, mas que demonstra afeto a irmã com palavras. Simplesmente perfeito. E destaco a personalidade de Janet. Como se ela estivesse acima das pessoas. Porém, estando mesmo, ou não, tem infindável segurança sobre tal aspecto. Irritante na vida real. Ótimo nas histórias.


Mas indo para o que realmente importa, um capítulo centrado requer concentração extra. Informo que de minha pessoa, Stu é deveras suspeito. Quando você introduziu aquele trechinho sobre "Honesto: Como ser, devo ser?" Parei pra pensar. O comportamento de Stu frente as perguntas de Meg é despretencioso, apresenta falta de interesse em colaborar. Por isso, digo que Stu não "Esqueceu". Ele tem na ponta da língua o que Meg quer saber. Ele só não quer dizer. Partindo da briga de Stu e Max citada por Janet, concluo que Stu só não quer ficar desenterrando o que aconteceu. Talvez, esteja ciente que aquilo foi seu último contato com a heroína na vida, e quer partir pra outra, antes que morra chorando. Por que eu acho isso? É o que eu faria no lugar dele. Claro, é só uma teoria, e não descarto a possibilidade de real esquecimento. Terei de esperar para saber.

E mano, ok. Quando Janet e Meg conversavam mais pro fim do capítulo (Esqueci o nome de onde estavam. Era o vestiário?), eu jurei que você faria da Acrobata a terceira integrante do trio. Meu coração gelou. Pensei "Ratman realmente vai fazer isto com minha pessoa?! D:<" Mas felizmente, era um engano meu. Minha campanha pro-Amber continuará! E pensar que achei que você faria isso só porque a Janet mencionou que gostaria de ajudar o Stu... esta história está acabando com minha capacidade cerebral! Espero chegar inteiro ao fim para podermos continuar bolando teorias.


E falando em terorias: Griff: deverás suspeito.
É o tipo asqueroso, que diz só com o olhar "Seguinte irmão, 500 pila, ou eu não conto quem comeu seu Danoninho". O pior tipo de ganacioso.
Que o dono do Starr Park tem culpa no cartório, disso não tenho dúvidas. Mas o complicado é saber em qual dos casos ele está envolvido. Afinal, dinheiro define Griff, e pode estar muito bem envolvido com pesquisas suspeitas, desaparecimentos e homicídios. Bem que dizem que dinheiro move as pessoas. Eu suponho meramente, para o caso Teatro e caso Nita, que Griff pagou "alguém" para fazer o que fez, por "X" motivos. Por que ele pagou alguém para sequestrar uma criança? Não faço ideia. Mas a teoria do assassino de aluguel (Cof, cof, Piper), é bem mais plausível, creio eu. Ricaços sempre estão querendo "Eliminar obstáculos", se é que me entende. Mas o motivo dele querer financiar a pesquisa e desenvolvimento de um parasita mortal para depois soltá-lo, não me parece nada sensata. A invasão de aliens parasitas por parte de Eve, é bem mais absurda, mas mesmo assim, tem seu sentido. Talvez os parasitas sejam obra de Byron. O que talvez diminuísse a probabilidade de sua participação em crimes com Piper. Com um simples experimento que deu errado, e saiu do controle. Talvez seja proposital. Byron também tem cara de velho rico. Velhos não estão nem ai, e foda-se.

Bom, por hoje é isso!

Tenha um bom dia/tarde/noite!

Ótimo capítulo!

Ass: Katsu-Kami
Postado por Natsuki64
Oficiais da Discórdia
Usuário: Natsuki64
Usuário
Ou mai gódi, um novo capítulo!

Você demorou um pouco mais do que eu esperava, estava começando a ficar preocupado com sua pessoa... Espero que esteja tudo bem com você, meu caro.

E perdão por demorar a entregar meu comentário. Os estudos estão sugando todo o meu tempo...

Mas sem mais delongas, vamos para a análise!

Como de costume, elogiarei a qualidade do capítulo. Sempre envolvente, com várias pistas de coisas que podem nem ser verdade para minha cachola desvendar! Emocionante.

O primeiro ponto é que desta vez, o corretor não foi nem um pouco obediente. Os erros envolviam principalmente, concordância gramatical. Algo que sinceramente, me incomoda um pouco.

E mais uma vez, me diverti muito. Assim como em ´´My Snowtel``, e ´´My Collection`` (Você gosta mesmo de um título em inglês, não?) Shelly, como sempre, curta, grossa, impaciente e realista. Não posso descrever como os diálogos entre Fang, Meg e Shelly, foram extremamente cativantes de se ler. A forma como você representa nossa oficial de cabelos roxos passa fortemente a impressão de alguém que sempre está dando 110% de sí no trabalho, algo que gosto muito. Se fosse para listar os personagens que mais tenho ânimo em ler se forem escritos por você, eles são Shelly, Jacky e Darryl.

Um capítulo deverás centrado, sem muita movimentação de lá pra cá, expeculações, etc.

Mas quero chamar atenção para dois pontos que julguei extremamente suspeitos.

Buzz colaborando excessivamente com as investigações, e Colt indo para a esquerda sendo que a farmácia estava a direita.

Primeiramente, se eu fosse um assassino, antes e após eu cometer meu crime, criaria um cenário na qual eu, sem muitos problemas, pudesse incriminar outro alguém. E quando as investigações começassem, me certificaria de apontar, de maneira sutil, pistas, vestigios, o que quer que fosse, que apontassem para quem eu tenha escolhido para incriminar. Buzz é o diretor do teatro? Sim, ele é. Mas isso só reforça ainda mais as conexões dele com Lola, o que criaria um leque maior de motivos para fazer o que fez. Ainda suspeito de Piper (E possivelmente, Byron, como cúmplice) mas Buzz agora entra na minha lista negra.

E quanto a Colt, ele não é culpado de nada. Muito pelo contrário. Ele é uma vítima.

Partindo de que: Temos parasitas que prejudicam diretamente diversas funções corporais, espalhados por ai, e que Colt, sentia dores de cabeça, mas não procurou saná-las assim que pôde, me leva a crer que: Colt também está com um parasita. E provavelmente, pegou ele durante sua ida até a casa de Fang fazer o convite a Shelly, ou a caminho da casa de Meg. Digo isto, pois é evidente que Max é mais forte e resistente do que Colt em todos os aspectos mensuráveis, fazendo com que Colt tenha sintomas mais imediatos, e Max, mais tardios. E devido a seu senço de orientação abalado, me leva a acreditar também, que eles podem tomar o controle da mente humana. E quando Colt mencionou seus remédios, no subconsciente dele, ele estava na verdade mencionando, o lugar da qual os parasitas vieram. Por que o parasita iria querer atrair Colt até seu ´´covil``? Não faço ideia. Talvez queiram fazer experimentos no seu corpo? dissecar o homem? Tenho a leve impressão de que o Cherife é daqueles personagens de alívio cômico que morrem alguma hora. Não sou fã dele de qualquer forma, então pode passar a régua nele sem muitos problemas para minha cabecinha. Mas não ouse fazer isto com Max!!!!!!! (Esta teoria, inclusive, me faz crer ainda mais em Eve como suspeita pelos parasitas. Invasão alienígena a caminho? Starr Force na história? COLETTE NAVEGADORA APARECENDO???!!!!)

E mais uma vez, sem Amber. Terei de continuar esperando pacientemente.

E retomando o que eu disse sobre ´´Controle mental``, isto também poderia explicar o comportamento estranho de Max em relação a Stu. Ou talvez, ela tenha descoberto que eles estavam no seu corpo, e procurou apenas, se afastar, caso ela viesse a falecer.

Enfim, muitas teorias

Tchau, a até a próxima!