1. Spirit Fanfics >
  2. Não fui eu que disse que não tinha amor em SP

História Não fui eu que disse que não tinha amor em SP


Escrita por: Chihiro_

Fanfic / Fanfiction Não fui eu que disse que não tinha amor em SP
Sinopse:
— Deve ter sido dolorido para ela — repetiu.

— Ah, sim. Os pregos no corpo representam a dor — comentei, de forma genérica, voltando o olhar para Frida. Provavelmente, o rapaz agradável enjoaria de mim em alguns segundos, então eu não iria me esforçar.

— É isso que gosto nos quadros dela. Em maioria, não é difícil adivinhar o que estão dizendo — continuou ele.

— É mesmo? Acho que nunca vou entender alguns, na verdade.

— Quais, por exemplo?

Tive que encará-lo novamente. Por que ele ainda estava ali, afinal? Só podia ser tédio.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 74
Favoritos 29
Comentários 6
Listas de leitura 7
Palavras 2.126
Concluído Sim
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Corpo Livre, Drama, Frida Kahlo, Oneshot Per Month Project, Opmp, Romance

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama / Tragédia, Musical (Songfic), Romântico / Shoujo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1
Capítulo Único
6
74
2.126

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por Konda-
Capítulo Único
Usuário: Konda-
Usuário
Quando eu conheci a Jadi, ela tinha mais ou menos uns 13 anos e eu já achava tudo o que ela escrevia fantástico. Os contos sempre carregados de sentimentalismos, críticas, o jeito que cada frase era escrita e como aquilo tudo junto fazia com que a gente imaginasse e sorrisse ou chorasse da maneira mais pura possível.

Eu agradeço ao universo por ter me apresentado a ela, uma pessoa que mesmo anos mais nova do que eu me fez amadurecer em vários aspectos da minha vida. O carinho que eu construí por ela e a admiração crescem a cada dia que passa, mesmo que nós não sejamos mais tão presentes um na vida do outro (o que é uma pena, porque eu sei que ela ainda tem muito pra me ensinar).

Eu nunca duvidei que mesmo tão pequena em um mundo de gigantes, os gigantes se tornariam tão pequenos perto de você.

Obrigado por me fazer acreditar em sonhos e obrigado por continuar escrevendo <3