1. Spirit Fanfics >
  2. Membros >
  3. depacse

depacse

Nome: ☆ . . . 𝐆𝐀𝐁𝐘 🧚‍♀️ | 𝗉𝗌: 𝖺 𝗍𝖺𝗅 𝖽𝖾𝗌𝗉𝖺𝖼𝗂𝗍𝖺
Localização: ⌕ 𝑭𝑶𝑳𝑰𝑼𝑴 𝑻𝑬𝑴𝑷𝑼𝑺 (𝘤𝘰𝘮 𝙝𝘰𝘯𝘨𝘫𝘰𝘰𝘯g̲)
Aniversário: 22 de Fevereiro
Cadastro:
⠀⠀⠀⠀⠀⠀១ fic 𝘄𝗿𝗶𝘁𝗲𝗿 & critical 𝗿𝗲𝗮𝗱𝗲𝗿 🪐 𓂅 ʾʾ
⠀⠀⠀⠀⠀⠀ꐑֶָ֢ 𓂅 les bons 𝙢𝙤𝙢𝙚𝙣𝙩𝙨 🕰️ 𓄹 ◍
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀𝘷𝘪𝘷𝘦𝘯𝘵 encore̲ – 雲のあと ‹𝟹
⠀⠀⠀⠀⠀ᨒ 𝗺𝘂𝗹𝘁𝗶fandom! ᰋ 𝘀𝗵𝗲/𝗵𝗲𝗿 and 𝗶𝗻𝗳𝗷

Atividades

Usuário: depacse
𖥻 @loic 💫 — with you 𝙨𝙝𝙞𝙣𝙞𝙣𝙜 in my mind, 𝙚𝙫𝙚𝙧𝙮𝙩𝙝𝙞𝙣𝙜 is 𝘧𝘪𝘯𝘦 𓂃 ‹𝟹
Usuário: depacse
📚: “— Choi San. Não querem mais comprar de nós. Isso é culpa de quem, hein?

— Não sou eu quem implica com os estabelecimentos vizinhos. — Respondeu, dando de ombros — Aceite. Eu não vou sair daqui tão cedo, Jung Wooyoung. Você vai me aturar por muito tempo.”
História: Choi San, você gosta de beijinhos?
História: Choi San, você gosta de beijinhos?
Cada vez que Jung Wooyoung olhava para Choi San, se dava conta de que não combinavam nenhum pouquinho. Entre outras causas e briguinhas, isso se devia ao fato de que: Jung Wooy..
Usuário: depacse
📚: “— Você me ama, Park Seonghwa? — Ele parecia aguardar aquela resposta com a alma.

O tempo estava acabando.

— Nessa vida. Nas anteriores. Nas próximas. Nos meios-termos. Eu te amo.”
História: Fui embora, meu amor chorou
História: Fui embora, meu amor chorou
Seonghwa não dava mais tanta importância aos dias nublados e chuvosos. Havia acordado de um pesadelo e estava junto de Hongjoong. Podia ver, novamente, seus sorrisos encantadores..
Usuário: depacse
📚: “Quando a brisa fria fez as cortinas das janelas se agitarem, ouviu o vento sussurrar, com a voz inconfundível de Park Seonghwa, e chegar aos seus ouvidos, como um segredo, dizendo: Temos todo o tempo do mundo. Somos almas jovens.”
História: Espere Um Segundo! O Mundo Parou!
História: Espere Um Segundo! O Mundo Parou!
Kim Hongjoong vivia em uma cidade onde era sempre outono e jamais foi autorizado a ir além das fronteiras. Nenhuma vez lhe deram um motivo plausível para aquilo, apenas buscando ..
Usuário: depacse
📚: “O céu estava cinza. No entanto, suas nuvens formavam figuras semelhantes a pipocas. Quem sabe os planetas não estivessem, nesse mesmo momento, juntos, assistindo o destino, aquele que planejaram, fazer seu papel nessa peça amadora de teatro denominada vida?”
História: Vejo Você na Avenida do Destino
História: Vejo Você na Avenida do Destino
Em uma peça de teatro um tanto quanto amadora denominada “vida” os planetas gostam de intrometerem-se na vida de seus personagens fazendo mil e um acasos — ou, seria mais apropri..