1. Spirit Fanfics >
  2. Membros >
  3. bjaaz

bjaaz

bjaaz
Nome: *+.𝑜 𝑎𝑡𝑙𝑎𝑠 𝑑𝑒 𝑠𝑢𝑎 𝑣𝑖𝑎𝑗𝑒𝑚 ,𝐵𝑖𝑎..;!¡
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Praia Grande - SP
Aniversário: 23 de Agosto
Cadastro:

bjaaz


*◦.ೃ 𝖬𝖾𝗎 𝗉𝖺𝗂, 𝖽𝗂𝗀𝖺-𝗌𝖾 𝖳𝗈𝗇𝗒 𝖲𝗍𝖺𝗋𝗄 ✧⁞
➳ 𝖾 𝗈 𝗉𝖾𝗊𝗎𝖾𝗇𝗈 𝗀𝗂𝗋𝖺𝗌𝗌𝗈𝗅 𝖽𝖾 𝖯𝖾𝗍𝖾𝗋 𝖯𝖺𝗋𝗄𝖾𝗋 *ะ✰
*◦.ೃ.𝖮 𝗊𝗎𝖾 𝗀𝗎𝗂𝖺𝗋𝖺 𝗏𝗈𝖼𝖾̂𝗌 𝗇𝗈 𝗂𝗇𝖿𝗂𝗇𝗂𝗍𝗈 𝖽𝖺𝗌 𝗆𝗂𝗇𝗁𝖺𝗌 𝖽𝗈𝖻𝗋𝖺𝗌 ✧⁞ @aatlas
https://www.spiritfanfiction.com/jornais/mapeando-meus-caminhoshome-bjaaz-18173438 *ะ✰

((;:Ipseidade: nossa singularidade existencial, essência e natureza;; hel))

Postado

Escreveu ❱❱❱❱♡ 🦋 ミ৴𝘈𝘛𝘌́ 𝘘𝘜𝘌 𝘖 𝘚𝘖𝘓 𝘕𝘈̃𝘖 𝘉𝘙𝘐𝘓𝘏𝘌, 𝘈𝘊𝘌𝘕𝘋𝘌𝘙𝘌𝘔𝘖𝘚 𝘜𝘔𝘈 𝘝𝘌𝘓𝘈 𝘕𝘈 𝘌𝘚𝘊𝘜𝘙𝘐𝘋𝘈̃𝘖
— 𝑭𝑨𝑫𝑨 𝑶𝑼 𝑩𝑹𝑼𝑿𝑨? Sou as duas em uma só mulher, sou fada, sou bruxa depende qual delas eu alimentar. Sou fada sou bruxa, que encanta as rodas nas noites de luar. Sou fada sou bruxa feiticeira que teima em amar. Sou fada sou bruxa, mulher dos risos escancarados e das estrelas que brilham na escuridão, mas sou mulher, fada bruxa, sei lá... Sou fada sou bruxa que te enfeitiças num simples olhar, mas sou fada, sou bruxa, que te envio a paz, amor, alegria para seu bem estar. Sou simplesmente fada ou bruxa mulher ●●●●
Mostrar Spoiler: 𝗲́ 𝗽𝗿𝗲𝗰𝗶𝘀𝗼 𝘁𝗲𝗿 𝗰𝗮𝗼𝘀 𝗲 𝗳𝗶𝗹𝗼𝘀𝗼𝗳𝗶𝗮 𝗱𝗲𝗻𝘁𝗿𝗼 𝗱𝗲 𝘁𝗶, 𝗰𝗮𝘀𝗼 𝗻𝗮̃𝗼 𝗾𝘂𝗲𝗶𝗿𝗮 𝘀𝗲 𝗷𝘂𝗻𝘁𝗮𝗿 𝗮 𝗶𝗴𝗻𝗼𝗿𝗮̂𝗻𝗰𝗶𝗮
Escreveu ☼((☼⁑𝒂𝒏𝒋𝒐𝒔 𝒅𝒆 𝑷𝒍𝒂𝒕𝒂̃𝒐, 𝒐𝒏𝒅𝒆 𝒑𝒐𝒔𝒔𝒐 𝒕𝒐𝒓𝒏𝒂-𝒎𝒆 𝒖𝒎𝒂 𝒑𝒐𝒆𝒔𝒊𝒂
Eu posso ser para você apenas uma página em branco, quem sabe uma vírgula ou até mesmo um ponto final. Mas antes que você si expressasse, o meu coração já dizia: Sou eu, eu! A tua coleção de poesia...Mais sacra e tentadora!-,oh!, Se não sabes o que me falar, eu te convido a ler a minha vida, vêm! Ela é o endereço de todos os meus sentimentos que tenho guardado para ti. Põem os teus olhos sobre mim...eu te ensino a me amar... e se tu me consentir...escreverei para você todos os dias!
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐍𝐎𝐌𝐄 𝐂𝐎𝐌𝐏𝐋𝐄𝐓𝐎
—゚。☼ Tentei ver o mais distante sem saber voar, desprezando as asas que você me deu
▬▬゚。☼❝𝐃𝐀 𝐍𝐄́𝐕𝐎𝐀 𝐏𝐑𝐀𝐓𝐄𝐀𝐃𝐀 𝐐𝐔𝐄 𝐂𝐄𝐑𝐂𝐀 𝐀 𝐋𝐔𝐀 𝐀𝐓𝐄́ 𝐀𝐒 𝐂𝐎𝐑𝐄𝐒 𝐐𝐔𝐄 𝐏𝐀𝐈𝐑𝐀𝐌 𝐍𝐎 𝐂𝐄́𝐔● Quando as idéias pairaram naquela raro alvorecer, o mundo se enchia de inspiração, tudo se tornaria memoravelmente trágico. O sol já cantarola "olá" em Veneza para lembrar que o amanhecer se completava, a luz fazia aquela primavera mais bela, ainda havia estrelas no céu já claro, também existia um som que inundava aquele lugar, um chorinho fraco de bebê que se dissipava pelo ar. A bebê era segurada pela primeira e última vez pela mãe, logo a menininha foi passada para os braços do pai, ele sabia que aquele serzinho encontraria a luz desse mundo pela primeira vez, já estava na hora se ser nomeada e ao menos seria presenciado pelos encantos da natureza. Não têm como negar que seu pai queria-lhe presentear com um nome que marcaria esse mundo, um nome que estivesse junto a ela na suas tamanhas aventuras e desventuras, independendo dos ricos das jogadas boas e más que a pequena fizesse, a menininha já estava com seus olhos abertos, ansiosa, esperando aquilo que seria dela e ninguém tiraria. Assim Giuseppe encarava aquele pequeno embrulho em seus braços, balançava de um lado para o outro o bebê, o homem estava choroso sabendo dos males que a pequena já enfrentava, sem nem antes conhecer seu nome. O homem deixou cada gota de inspiração tomar seu corpo: "Sabe pequenina, eu estava perdido em uma névoa prateada, mas a névoa me fez ver algo colorido quando olhei para ti, eu lhe enxergo Silvermist, lhe enxergo com todas as cores da confusa névoa prateada". Como um dia foi dito pelo sopro de criatividade: Silvermist — A névoa prateada — ou como o pai preferiu — Aquela que depois do nevoeiro, encontra suas verdadeiras cores —.

▬▬゚。☼❝Das inúmeras noites em que Giuseppe contava histórias sobre os sobrenomes da garota, na esperança do sono finalmente derruba-la. Silvermist não herdou o sobrenome de sua progenitora, a prole nunca entendia o motivo, mas seu pai apenas dizia que seus sobrenomes se perderam, por isso ela ganhou: Arquimedes. Seu sobrenome do meio, Arquimedes, em homenagem ao matemático, físico, engenheiro, inventor e astrônomo grego, alguém que seu pai admirava, o significado é — Grande Pensador ou A Grande Pensadora — para aquele que decidem flutuar em pensamentos. Já seu último nome é feito dos solos italianos: Bellini. Entre uma sonoridade suave para língua agressiva italiana, carrega o significado de — Belo e tranqüilo — a suavidade que encontra em si.
Escreveu ☼𝖢𝗈𝗆𝗈 𝗏𝗈𝖼𝖾̂ 𝗈𝗎𝗌𝖺𝗋𝗂𝖺 𝗆𝖾 𝖺𝗉𝗋𝖾𝗌𝖾𝗇𝗍𝖺𝗋 𝖺𝗈 𝗆𝗎𝗇𝖽𝗈☼
— Um dia eu serei mencionada nesses livros, meu nome estará estampado em todos eles, terei orgulho em dar olhos para quem nunca pode enxergar além desse mundo, ouvidos para quem um dia não soube escutar e lábios para aqueles que ainda querem ser ouvidos. Quais serão as chances dos Deuses me calarem? Me deixe mostrar que posso ser digna de ser mencionada em suas histórias.
— Jamais ouse enterrar meu nome e jamais ouse afunda-lo sem tragédia e grandeza!
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐀𝐏𝐄𝐋𝐈𝐃𝐎𝐒+𝐀𝐅𝐈𝐍𝐒
—゚。☼ Se apaixone por mim, se apaixone por todos os meus nomes, eles me fazem se sentir amada
▬▬゚。☼❝𝐐𝐔𝐀𝐍𝐃𝐎 𝐌𝐄 𝐂𝐇𝐀𝐌𝐀𝐒 𝐃𝐄 𝐒𝐈𝐋𝐕𝐄𝐑 𝐄 𝐂𝐎𝐌𝐎 𝐒𝐄 𝐄𝐔 𝐌𝐄 𝐄𝐌𝐁𝐑𝐈𝐀𝐆𝐀𝐒𝐒𝐄 𝐄𝐌 𝐒𝐄𝐔 𝐀𝐌𝐎𝐑● Sendo uma garota de várias facetas, Silvermist se construiu com os mais diversos apelidos, acolhendo eles sempre com carinho, por isso tende a ter uma imensa ternura pelo apelido criado pelo seu pai; Silver. O que por muito tempo ela pensou se tratar de uma breve abreviação, acabou se tornando uma fonte de agradecimento da morena: Já que nunca havia tido um apelido que procurasse sua atenção ao ponto de ama-lo e agarra-lo para si. "Silver, minha pequena garotinha, você foi feita pelas mais belas cores no brilho máximo e mesmo tendo todas elas, você conquista todos com esse olhar prateado". Hoje em dia é uma forma das pessoas se conectarem a ela sem receberem olhares estranhos, a mesma tende a lançar um sorriso agradecido quando ouve seu apelido sendo usado de forma carinhosa e afetuosa.

▬▬゚。☼❝𝐕𝐎𝐂𝐄̂ 𝐌𝐄 𝐕𝐄̂ 𝐂𝐎𝐌𝐎 𝐔𝐌𝐀 𝐁𝐎𝐑𝐁𝐎𝐋𝐄𝐓𝐀? 𝐄𝐔 𝐒𝐎𝐔 𝐓𝐀̃𝐎 𝐂𝐎𝐋𝐎𝐑𝐈𝐃𝐀 𝐂𝐎𝐌𝐎 𝐔𝐌𝐀● Ao conhecer Silvermist, vai ser difícil não lembra-se do jeito belo e poético dela, a aura te enfeitiça de um jeito que te faz ver liberdade. Seu irmãozinho sempre foi quem admirou o quanto ela parecia não estar limitada aos pequenos espaços que a vida lhe trazia, a garota sempre encontrava um jeito de escapar da realidade e temores do mundo. Um dia ela fingiu que iria sair voando daquele jardim, ambos acabaram correndo pelo gramado como se não houvesse amanhã, até pularem alto e caírem, logo veio a risada: "Poxa borboletinha, você mal saiu do casulo e já iria voar para longe de mim?". Mal o irmão sabia que ele já estava de baixo das assas dela.

▬▬゚。☼❝𝐕𝐄̂𝐌 𝐌𝐄 𝐃𝐎𝐑 𝐃𝐄 𝐂𝐀𝐁𝐄𝐂̧𝐀 𝐐𝐔𝐀𝐍𝐃𝐎 𝐅𝐀𝐋𝐀𝐒 𝐈𝐒𝐒𝐎●Em um momento que Silver preferia que fosse esquecido, surgiu um dos seus apelidos zombeteiros, ela nunca quis que coisas simples lhe afetassem tanto, principalmente se aquilo a marcasse pela vida. Alguns de seus colegas sabiam das evidências de "seu mundo hippie", a cultura que a morena sempre admirou, só não esperava que as pessoas fossem más para criar apelidos (com tons sarcásticos) para zombar dela, "Como vai hippie? É na paz e amor, ou na maconha e amor?". Mas esse dia foi um estresse e um momento para se jogar fora, esse apelido é mais um motivo de chacota e é o que irrita muito a garota, especialmente em modo sarcástico.
Escreveu ☼𝘔𝘦𝘶𝘴 𝘮𝘢𝘪𝘴 𝘣𝘦𝘭𝘰𝘴 𝘯𝘰𝘮𝘦𝘴, 𝘦𝘶 𝘰𝘴 𝘢𝘨𝘳𝘢𝘥𝘦𝘤̧𝘰☼
— Nessa vida, eu já vim ganhando muitos nomes e de repente, eles passaram a ser mais e mais nomes! Eu só espero nunca esquecer que sou Silvermist, eu espero lembrar que vou dormir sendo Silver, e acordo sendo Silver! Que meus nomes sejam admirados e jamais apedrejados, sejam facetas e pedaços de mim, me faça se sentir amada com eles e não odiada, eu quero ser lembrada por pelo menos um deles, talvez eu esteja agora sendo mencionada em um codinome!
— Quantos nomes é necessário para sermos lembrados?
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄+𝐒𝐈𝐆𝐍𝐎
—゚。☼ Eu despertei do sono encantado com minha harpa de sonho a tocar, vendo ao longe um novo acordar
▬▬゚。☼❝𝐂𝐎𝐍𝐓𝐈𝐍𝐔𝐎 𝐌𝐀𝐍𝐓𝐄𝐍𝐃𝐎 𝐀 𝐕𝐎𝐍𝐓𝐀𝐃𝐄 𝐃𝐄 𝐕𝐈𝐕𝐄𝐑 𝐃𝐄𝐍𝐓𝐑𝐎 𝐃𝐄 𝐌𝐈𝐌● A primavera trouxe lindas flores, flores ao vento na cortina da janela cores da primavera, quando se vê todas elas em seus despertar a mais extraordinária sempre será Silvermist e em meio aquele alvorecer havia uma única coisa a chamar atenção, não, não era o jeito que a primavera se perdia nas belezas italianas, eram os brilhantes olhos azulados de Silver se abrindo pela primeira vez, é uma pena saber que depois do parto a natureza da vida familiar não seria tão mansa quanto a brisa que entrava. A borboletinha sempre esteve encantada e apaixonada pela primavera, seja ela de qualquer lugar, era um daqueles momentos tocados com a doçura primaveril te implorando para dançar como as borboletas e abelhas, momentos eufóricos quase intensos, mas ao mesmo tempo a tocava com paz e silêncio, é fácil você encontra-la deitada sobe uma toalha quadriculada no bosque mais próximo, ela poderia passar a imensa tarde lá, lendo algum de seu livros e recitando poesias, apreciando a beleza primaveral e fazendo alguma coroa de flores. A morena custa acreditar que sua juventude acabou, para ela mal começou, tendo apenas 20 anos e muito para aproveitar na embriagues juvenil. Abençoada pelo exilo de Urano, ela é agraciada pelos astros com o signo Aquário, uma aquariana é bastante racional e independente e adora preservar sua liberdade, o ar está presente no seu signo, faz com que aflore seu lado mais criativo e flexível para lidar com as dificuldades do cotidiano, tendo empatia em seu coração. "A ti, AQUÁRIO, dou o conceito de futuro, para que através de ti o homem possa ver outras possibilidades. Terás a dor da solidão, pois não te permito personalizar o Meu amor. Para que possas voltar os olhares humanos em direção a novas possibilidades, Eu te concedo o dom da Liberdade, de modo que, livre, possas continuar a servir a humanidade onde quer que ela esteja".
Escreveu ☼𝖣𝖾𝗂𝗑𝖾-𝗆𝖾 𝖽𝗂𝗓𝖾𝗋, 𝖾𝗎 𝖺𝖼𝗁𝗈 𝗊𝗎𝖾 𝖿𝗂𝗇𝖺𝗅𝗆𝖾𝗇𝗍𝖾 𝖾𝗇𝗍𝖾𝗇𝖽𝗈 𝖯𝖾𝗍𝖾𝗋 𝖯𝖺𝗇☼
— Mamãe, um dia o papai me disse que você recitou uma poesia quando nasci: nascida sobre o olhar das estrelas ainda presentes no céu claro, foi referendada pela lua, crescera sobre a luz do sol e se desenvolvera sobre a magnitude dos astros. Eu anotei essa poesia, a guardo comigo perto do coração. Eu lhe desculpo por não poder vir no meu aniversário, eu entendo mamãe.
— Sim, eu ainda estou guardando esse poema, ele só está distante do meu coração!
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐍𝐀𝐒𝐂𝐈𝐎𝐍𝐀𝐋𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄
—゚。☼ Eu trilhei minhas grandes aventuras em cada lugar que fiz de meu pequeno lar
▬▬゚。☼❝𝐌𝐈𝐍𝐇𝐀𝐒 𝐑𝐀𝐈́𝐙𝐄𝐒 𝐄𝐒𝐓𝐀𝐑𝐀̃𝐎 𝐃𝐀𝐍𝐂̧𝐀𝐍𝐃𝐎 𝐍𝐎𝐒 𝐒𝐎𝐋𝐎𝐒 𝐃𝐎𝐒 𝐂𝐎𝐑𝐀𝐂̧𝐎̃𝐄𝐒 𝐃𝐎𝐒 𝐌𝐄𝐔𝐒 𝐋𝐀𝐑𝐄𝐒● Existe um paraíso na terra, um país belíssimo chamado Itália: desde que nasceu Silvermist teve a sorte de viver e crescer em um lugar profundo e admirável, estabelecendo suas primeira raízes na herança italiana, graças ao pai que carregava o sangue italiano e outras vividas raízes, ela se viu vantajosa e banhada de culturas. Cresceu em Veneza, deu seus primeiros passos nos solos mais belos da Itália, brincando entre as famosas arquiteturas da cidade, ao contrário do que muitos pensam, não teve que aprender a correr contra o tempo, a cidade era calma e enchiam seus olhos de inspiração. Quando seu pai pensou em expandir a visão de suas artes, teve um cuidado imenso em lapidar outra bela cidade, queria que sua borboletinha continuasse chamando o lar de inspiração, o lugar escolhido era um vislumbre de todas as coisas que almejava para o futuro: Nova Orleans (Louisiana). Onde a música começava cedo e continuava até o sol raiar, onde havia magia e mistérios, uma cultura rica e histórica, Silver dizia que é para lá que as pessoas vão quando precisam sonhar, se mudando aos 10 anos teve que aprender o inglês na marra, explorando a nova língua aprendida, tendo os costume de embaralhar tudo com seu sotaque italiano e ainda mantendo os dois lares no coração.
Escreveu ☼𝘏𝘢́ 𝘢𝘭𝘨𝘰 𝘯𝘢 𝘦𝘮 𝘝𝘦𝘯𝘦𝘻𝘢 𝘲𝘶𝘦 𝘣𝘳𝘪𝘭𝘩𝘢, 𝘩𝘢́ 𝘢𝘭𝘨𝘰 𝘦𝘮 𝘖𝘳𝘭𝘦𝘢𝘯𝘴 𝘲𝘶𝘦 𝘦𝘯𝘤𝘢𝘯𝘵𝘢☼
— Papai, hoje a professora me perguntou como era meu "lar", não soube direito o que responder, apenas disse que meu lar era onde as coisas de que eu gostava e admirava estavam! Depois da minha declaração, ela me disse que não tinha entendido a pergunta e eu lhe respondi que ela não entendeu minha visão, não entendeu meus valores. Papai, você me disse que lar era onde meu coração me levava e que se alguém ameaçasse meus valores era para mim lhes ensinar o verdadeiro modo de ver as coisas, acho que a professora ainda não entendeu, por isso estou na diretoria.
— Meus valores ainda são importantes, eu não me calo assim tão fácil, não mais
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐒𝐄𝐗𝐔𝐀𝐋𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄
—゚。☼ Como eu não poderia me apaixonar por algo que me fez ver o amor pela primeira vez
▬▬゚。☼❝𝐃𝐄𝐈𝐗𝐄 𝐓𝐔𝐃𝐎 𝐏𝐀𝐑𝐀 𝐓𝐑𝐀́𝐒 𝐄 𝐂𝐎𝐌𝐄𝐂𝐄 𝐀 𝐎𝐔𝐕𝐈𝐑 𝐎𝐒 𝐒𝐔𝐒𝐒𝐔𝐑𝐑𝐎𝐒 𝐃𝐎 𝐂𝐎𝐑𝐀𝐂̧𝐀̃𝐎, 𝐀𝐏𝐄𝐍𝐀𝐒 𝐀𝐌𝐄● Desde de cedo Silvermist se viu apaixonada pelo que parecia simples, mas ao olhar do mundo caótico e errado, ao se tratar do tema sexualidade nunca obteve as amarras invisíveis do mundo enrolada nela, na verdade aprender sobre sexualidade era um significado de se conhecer por completo, mas Silver sabe reconhecer que um dia já lhe faltou palavras para explicar o que lhe atraia de verdade, hoje em dia sabe enxergar sua sexualidade de forma que só seu coração e emocional entendem. A nossa borboletinha infelizmente sabe como é ser julgada e taxada como uma alucinada por ter-se encontrado de forma completa, mas mesmo assim ela gosta de contar que já se "aventurou" em incríveis histórias de romance, cada um com uma lição e com seus sabores diferentes, tendo um coraçãozinho reparado por curativos da farmácia mais próxima, coisa que não deixa de ser verdade, a morena realmente soube aproveitar para se encontrar e conhecer os tipos de "amores" que o vento lhe trazia, afinal ela já foi uma entre as várias pessoas que desconhecia o assunto sexualidade. As notas demissexuais começaram a aparecer na aba do histórico de pesquisas do Google, entre frases grifadas de seus livros e perguntas repentinas ao seu pai que lhe ajudava nessa jornada de descobrimento; notado pelos laços afetivos, emocionais e intelectuais que a garota já se mostrava atraída, atração pelas pessoas que lhe conquistavam através dessas "pequenas grandes coisas", Silver logo se apaixonou e agarrou para si, se enxergando como demissexual.
Escreveu ☼𝘔𝘪𝘯𝘩𝘢 𝘷𝘪𝘥𝘢 𝘱𝘢𝘴𝘴𝘰𝘶 𝘢 𝘴𝘦𝘳 𝘮𝘢𝘪𝘴 𝘤𝘰𝘭𝘰𝘳𝘪𝘥𝘢 𝘥𝘦𝘱𝘰𝘪𝘴 𝘲𝘶𝘦 𝘮𝘦 𝘥𝘦𝘴𝘤𝘰𝘣𝘳𝘪𝘳☼
— Entender o amor é algo novo para os homens, se conhecerem por completo é algo quase inalcançável, mas Silver eu acredito que o homem, por natureza, seja o mais tolo e alucinado dos seres vivos. Então por favor borboletinha, aprenda a voar e ver além desses meros horizontes, aprenda a amar mesmo que não aja tanto tempo para isso e se descubra a cada dia.
— Escrevo para ti, para meu futuro eu: De Silvermist para Silvermist
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐀𝐏𝐀𝐑𝐄̂𝐍𝐂𝐈𝐀
—゚。☼ Que a beleza das flores, a doçura do mel, o brilho das estrelas, envolvam Silvermist
▬▬゚。☼❝𝐃𝐄𝐈𝐗𝐄-𝐌𝐄 𝐄𝐍𝐂𝐀𝐓𝐀𝐑 𝐕𝐎𝐂𝐄̂ 𝐂𝐎𝐌 𝐀 𝐁𝐄𝐋𝐄𝐙𝐀 𝐃𝐀𝐒 𝐌𝐈𝐍𝐇𝐀𝐒 𝐂𝐎𝐑𝐄𝐒● Silvermist desfrutou da bênção de ser um reflexo claro das mais belas cores e traços de puros detalhes, desde bem pequena a moça prendia alguns olhares já entregando um futuro para sua beleza: "Cada dia seu encanto nos ilumina e se transforma!". Jamais se ignora uma beleza tão natural como a luz, mas se for apreciar sua graça, vá com olhares tímidos e cautelosos, desviando eles calmamente.

▬▬゚。☼❝ Silvermist se diverte dizendo que é uma tela de pintura brincando com suas próprias cores: As cascatas castanhas são onduladas como as ondas do mar revolto, oscilam entre um céu outonal e vão de encontro com as madeiras de uma árvore em pleno verão. Ela se acostumou a deixa-los soltos, se embaraçando por ai com o vento, as vezes se diverte fazendo alguns penteados malucos deixando seu rosto mais amostra. O rosto parece ter sido desenhado, as bochechas são marcadas assim como maxilar. Sua pele foi beijada pelo sol e banhada na areia, de forma que consegue mostrar seus traços ferozes e enaltece seu bronzeado, demonstra simplicidade no natural. Suas orbes se apresentam através de expressões, igualmente animadas, trágicas e dramáticas. Espelham o céu em profunda tempestade, que ao serem tocadas pela luz, se mostram claras e vividas, mostrando seu verdadeiro azul. Teu olhar? É como um mistério que logo se transforma em euforia, como se dissessem "Vou gritar e me libertar".

▬▬゚。☼❝ Os lábios se mostram em um formato de coração, levemente carnudos sem nenhum tipo de exagero, a coloração normalmente esta no natural, rosados e malados; graças algum gloss de marca barata. O sorriso chega sorrateiro, quase como se formasse através da risada, mas ai que está, é tão característico e cartunesco que é facilmente lembrando e difícil de ser esquecido. Um timbre sereno que se explode em uma orquestra, é assim que seria descrito, a voz é realmente apreciada, seja em um sussurro baixo ou até mesmo em uma canção brega de karaokê, sem falar no seu típico jeito de fala, tendo o "R" e o "S" arrastado, causando cócegas em ouvidos alheios que não estão acostumados com tamanho sotaque italiano. Um belo corpo ganhado com sua aceitação, as primeiras aceitações foram sua altura e peso, um tanto quanto baixa, estando nos seus um metro e cinqüenta sete, pesando cinqüenta quilos, não que isso seja tão importante, afinal, é tão banal. Existem belas curvas pelo seu corpo, coisa que ela demorou para enxergar, uma cintura fina, parecendo ser magra, mas tem suas gordurinhas a mais ali, seu quadril é largo, dando uma bela silhueta através das roupas, o busto é mediano. De fato ela é uma peça rara, em meio a padrões e tratamentos de estética, coisa que já passou por sua cabeça antes de percebe que seu corpo é como uma escultura.
☼☼☼ Pastinha no Pinterest, a conheça estranho: Click
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐏𝐀𝐑𝐄𝐍𝐓𝐄𝐒𝐂𝐎 𝐃𝐈𝐕𝐈𝐍𝐎
—゚。☼ Ouvi o vento surrar seus nomes todas as noites, todos eles eram citados, menos mãe
▬▬゚。☼❝𝐏𝐄𝐍𝐒𝐄𝐈 𝐒𝐄𝐍𝐓𝐈𝐑 𝐎 𝐌𝐈́𝐒𝐓𝐈𝐂𝐎 𝐄𝐌 𝐌𝐈𝐌, 𝐏𝐄𝐍𝐒𝐄𝐈 𝐎𝐔𝐕𝐈-𝐋𝐎 𝐄 𝐌𝐄 𝐑𝐀𝐒𝐆𝐀𝐑 𝐏𝐎𝐑 𝐂𝐎𝐌𝐏𝐋𝐄𝐓𝐎● Sua mãe Hécate é conhecida como a Deusa dos encantamentos, Deusa dos caminhos e Deusa das Bruxas, simboliza o sagrado feminino e têm um grande papel na cultura Wicca. A Deusa Hécate passou a ser reconhecida de maneira misteriosa, ou seja, pela feitiçaria, magia e encantamentos, necromancia, bruxaria e pelo seu profundo conhecimento de ervas e plantas venenosas. Além disso, ela é também uma Deusa Tríplice, ou seja, é representada com três corpos ou três cabeças humanas. A Deusa Hécate representa o caos, a harmonia e as potencialidades do feminino primordial, desse modo, sua forma tríplice também simboliza os 3 níveis de entendimento: o céu, terra e o mundo subterrâneo. Além disso, a Deusa Tríplice mostra o conhecimento do passado, para compreender o presente e prever o futuro. A mulher que lhe traz as fases da lua, representa o símbolo feminino e suas fases de maneira encantadora.
Escreveu ☼☾☾☼: 𝖥𝗂𝗅𝗁𝗈𝗌 𝖽𝖺 𝗇𝖾́𝗏𝗈𝖺, 𝖿𝗂𝗅𝗁𝗈𝗌 𝖽𝗈 𝖾𝗇𝖼𝖺𝗇𝗍𝗈𝗌 𝖽𝗈 𝗆𝗎𝗇𝖽𝗈
❝Eu sou a deusa da névoa. Sou responsável por guardar o véu que separa o mundo dos deuses do mundo dos mortais. Meus filhos aprendem a usar a Névoa em proveito próprio, a criar ilusões ou a influenciar a mente dos mortais. E você também pode fazer, Silvermist, se quiser ajudar seus amigos❞
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐇𝐀𝐁𝐈𝐋𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄𝐒
—゚。☼ Reconheço a mancha na essência quando me tranquilizo com as suas crenças
▬▬゚。☼❝𝐀𝐃𝐈𝐕𝐈𝐍𝐇𝐀𝐂̧𝐀̃𝐎⁑ A prole de Hécate carrega o dom da adivinhação ou divinação, podendo ele ser em forma de profecia, previsão, intuição, palpite e pressentimento. A garota sempre teve devaneios sobre o mundo, acreditava que tal poder era extraordinário, especialmente dentro de Nova Orleans — lugar onde você consegue as respostas — e sempre buscou aprender sobre. O que começou como pequenas intuições e pressentimentos, passou a se manifestar através dela como uma clarividência e se alastrou por imagens pintadas de alguns quadros que ela fazia, pequenos sinais de um poder que parecia se intensificar dentro dela.

▬▬゚。☼❝𝐂𝐎𝐍𝐓𝐑𝐎𝐋𝐄 𝐃𝐄 𝐀𝐔𝐑𝐀⁑ O controle de aura espiritualmente falando, se trata de uma forma empática de enxergar as pessoas, seja seu inimigo ou não. Silver têm essa visão muito presente em sua vida, pode até mesmo dizer se a índole daquela é pessoa é boa ou má, consegue sentir os sentimentos e até mesmo molda-los, mas só conseguindo transforma-los em calmaria e alivio por um breve tempo. As auras se apresentam em cores diferentes ao olhares, como se fosse uma energia em volta dessas pessoas, a prole infelizmente não pode controlar a sua aura, somente a dos outros.

▬▬゚。☼❝𝐂𝐎𝐍𝐓𝐑𝐎𝐋𝐄 𝐃𝐀 𝐍𝐄́𝐕𝐎𝐀⁑ A prole têm o controle da névoa prateada, autoridade divina sobre essa fumaça branca, uma coluna rodopiante pura que a envolvera e protegera aqueles que estiverem com ela, aos inimigos a névoa cria formas, medos e ilusões, a névoa prateada é traiçoeira para perder caminhos, confundir os inimigos e os fazerem alucinar.

▬▬゚。☼❝𝐈𝐋𝐔𝐒𝐈𝐎𝐍𝐈𝐒𝐌𝐎⁑ As proles de Hécate desenvolvem o ilusionismo de forma astuta assim como a mãe Deusa dos caminhos — é um poder dos atributos que lhe estão a vista — sendo ele usado como uma façanha traiçoeira. Invadido a mente e os outros sensores de um inimigo, os fazendo ver, ouvirem, tocarem e sentirem coisas que não estão no mundo físico, apenas na cabeça e sentidos do inimigo. O ilusionismo pode nem sempre funcionar contra todos, especialmente aqueles que têm suas mentes trancadas e imaginação inativa. Com treinos esse poder pode servir como o arcano da morte ou símbolo da morte, fazendo os inimigos verem suas diversas mortes e se perderem no desespero.

▬▬゚。☼❝𝐌𝐀́𝐆𝐈𝐀 𝐄 𝐇𝐄𝐑𝐁𝐀𝐋𝐈𝐒𝐌𝐎⁑ Sempre presentes em uma prole de Hécate, está a magia e o conhecimento do Herbalismo. O conhecimento e conexão com a natureza de Hécate são passados para as filhas, e dai vêm a curiosidade no profundo conhecimento de ervas e plantas venenosas, Silver demonstrou o interesse desde cedo ao saber dos florais, um medicamento natural que a ajudou em uma fase difícil. A magia se desdobra pela natureza íntima de Silver, seja por mudanças hormonais e sentimentos, esse seu dom não foi tão explorado pela garota, além do sentimento de tê-la, mas não conseguir usa-la.

▬▬゚。☼❝𝐀𝐒 𝐓𝐑𝐄̂𝐒 𝐅𝐀𝐂𝐄𝐒⁑ As três faces são um mistério, as proles carregam 3 rostos distintos como a mãe: Donzela, mãe e senhora. É capaz de alterar sua personalidade para a de uma de seus três rostos, podendo passar por uma pessoa inocente e tímida com o rosto da virgem; podendo ser uma prole super protetora e carinhosa de personalidade forte com o rosto da mãe e como uma prole sabia e casca grossa com o rosto da velha senhora. As habilidades quando treinadas servem como uma bússola do tempo, podendo enxergar o passado de uma pessoa quando entrar em contato como toque da prole.
Escreveu ☼☾☾☼⁑𝖲𝗂𝗍𝖾𝗌 𝗊𝗎𝖾 𝖺𝗃𝗎𝖽𝖺𝗋𝖺𝗆
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐏𝐑𝐎𝐅𝐈𝐒𝐒𝐀̃𝐎 & 𝐅𝐀𝐂𝐔𝐋𝐃𝐀𝐃𝐄
—゚。☼ Eu faço e irei fazer aquilo que sempre amei, aquilo que admiro e que carrego paixão
▬▬゚。☼❝𝐍𝐀̃𝐎 𝐓𝐄𝐍𝐇𝐎 𝐌𝐀𝐈𝐒 𝐏𝐑𝐄𝐒𝐒𝐀 𝐃𝐄 𝐑𝐄𝐀𝐋𝐈𝐙𝐀𝐑 𝐌𝐄𝐔𝐒 𝐒𝐎𝐍𝐇𝐎𝐒, 𝐄𝐋𝐄𝐒 𝐕𝐀̃𝐎 𝐀𝐂𝐎𝐍𝐓𝐄𝐂𝐄𝐑● Onde um dos sonhos de Silvermist acabaram se tornando realidade. A garota está no segundo ano de seu curso de literatura na Loyola University New Orleans e a mesma é quem arca com qualquer custo do seu curso, por mais que o pai tivesse decidido bancar seu ensino universitário, ela mesma decidiu tentar uma bolsa, conseguindo 70%. Assumindo suas despesas, venho os trabalhos e salários, Silver têm uma lista dos inúmeros trabalhos que já fez, atualmente ela trabalha como uma "artista" vendendo seus quadros no instagram (@childbellini) coisa que muitas pessoas pensam ser uma extensão da marca do seu pai — Pinturas Bellini — mas é apenas o talento dela oferecido as pessoas. Também têm uma segunda fonte de renda que é a loja de discos (Where does jazz live?), uma das lojas mais conhecidas e procuradas de Nova Orlens, ela trabalha como funcionária, tendo uma carga horária de apenas quatro horas. Há espaço também em sua agenda para trabalhos voluntários sem fins lucrativos, apenas para ajudar.
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐏𝐄𝐑𝐒𝐎𝐍𝐀𝐋𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄
—゚。☼ A sua poesia transborda como o mar, dança na areia ao silenciar de todos que a lêem
Escreveu ☼((☼⁑𝖴𝗆 𝗉𝖾𝗊𝗎𝖾𝗇𝗈 𝗋𝖾𝗌𝗎𝗆𝗈 𝗋𝖺𝗌𝗀𝖺𝖽𝗈
Ela é o Eu-Lírico da estória, arrisca tudo para ser vista como uma tola, é virtuosa adorando explorar as coisas com suas mãos e seus olhos, é amena como uma mistério, uma aventureira que perturba as expectativas tradicionais mostrando que tudo pode pode ser novo, basta você ser ruim de memória.
▬▬゚。☼❝𝐀 𝐋𝐔𝐙 𝐃𝐄 𝐒𝐄𝐔𝐒 𝐎𝐋𝐇𝐎𝐒 𝐅𝐀𝐙 𝐏𝐀𝐑𝐄𝐂𝐄𝐑 𝐐𝐔𝐄 𝐄𝐒𝐓𝐀𝐌𝐎𝐒 𝐃𝐀𝐍𝐂̧𝐀𝐍𝐃𝐎 𝐀𝐎 𝐋𝐔𝐀𝐑● Sua imensidão se transmite como o espírito do Eu-lírico, tudo que a garota faz agora emana para fora e afeta todos ao seu redor, a postura nasce de algo indomável que se permiti viver, pode fazer seu coração brilhar e irradiar doçuras da vida ou transmitir uma onda teatral de ansiedade. Silvermist é a clareza do expressivo, sua respiração pode espalhar amor ou encher o quarto de depressão, seu olhar pode acordar a felicidade daqueles que não a enxergam, a luz de seu fitar fará com que todos pensem estarem dançando sobe o luar, suas palavras podem inspirar a liberdade e vontade de determinação, cada ação que essa garota fizer pode abrir os corações e as mentes daqueles que se permitem ser tocados por ela. Um coração inteiramente espontâneo e liberto das amarras do mundo, consciente vivaz e pronto para dar cores a onde ninguém mais vê, seu jeitinho vem como um vendaval, misturado com emoções, sensações, jeitos e sorrisos, a realidade de algo inusitado só querendo se ver livre e voar junto ao vento, o que a tornar impertinente ao olhar das pessoas; ela grita para ser ouvida, ela canta em meio a quietude e silêncio surdo, ela é sua própria música por isso dança sem uma melodia, ela brilha quando há escuridão, chora para demonstrar, não vê fraqueza nisso, vê coragem e ela faz as pessoas sentirem, sentirem todos aqueles sentimentos árduos. Seus traços são defeituosos, nem sempre ela irá transmitir calmaria e alivio, ela mesma não entende a intensidade daquilo que mora dentro dela, mas é compreensiva ao notar quando afeta aqueles que não gostariam de ser afetados, mesmo que algo lhe faça mal, ela não permitira que isso passe e faça mau aos outros, por isso sua empatia se alastra e ajuda a perceber que pode estar sendo inconveniente.

▬▬゚。☼❝𝐎𝐑𝐀𝐒 𝐄́ 𝐁𝐎𝐑𝐁𝐎𝐋𝐄𝐓𝐀, 𝐎𝐑𝐀𝐒 𝐄́ 𝐏𝐀́𝐒𝐒𝐀𝐑𝐎, 𝐎𝐑𝐀𝐒 𝐄́ 𝐀́𝐆𝐔𝐈𝐀, 𝐌𝐀𝐒 𝐒𝐄𝐌𝐏𝐑𝐄 𝐄𝐒𝐓𝐀́ 𝐕𝐎𝐀𝐍𝐃𝐎● Uma tola apaixonada pelo próprio jeito comunicativo de ser, tendo uma alma inspiradora e aconselhável, sempre terá uma reflexão ou frase de livro na ponta da língua para lhe agraciar de forma simpática. Silvermist se projeta através do entusiasmo, sua expressão normalmente carrega um sorriso cartunesco e amável, cheio de encanto social, ela é agraciada pelo jeito extrovertido de ser, conversar com as pessoas e tenta ao máximo envolver seu ouvinte, não têm medo de ser taxada como um tagarela, pois ela é mesmo e sabe disso, também reconhece que a quietude pode ser a melhor das escolhas dependendo da pessoa que esta falando, mas a presença dela ainda continuara irradiando quem ela é, mesmo que não esteja se comunicando com palavras. Alguns tendem a enxergar como uma borboletinha social que aprendeu a voar e nunca mais ousou parar, nem mesmo quando o vendaval é forte de mais, as vezes as pessoas podem não notar, mas ela mesma se cansa de voar e escolhe descansar, pois têm suas horas de isolamento também. A garota é facilmente reconhecida como uma pessoa que aprendeu a ser vigorosa e que não deixa as coisas lhe abaterem facilmente, também carrega uma virtude enorme, adora explorar as coisas com suas mãos e seus olhos, tocando e examinando o mundo a sua volta com racionalismo tranqüilo e uma espiritualidade curiosa, esbanja a própria vitalidade dando assas a quem não pode voar e ver o mundo como ela, gosta de mostrar que o mundo ainda está vivo e ele é lindo para se explorar. O único sentimento puro que irá nutrir por ela será a admiração, admiração pela contagiante energia que a garota carrega com muita ambição e autenticidade, seus assuntos nunca morrem, tudo vira um novo dialogo, ela não vai deixar você desanimar, refletira a beleza nas coisas mínimas e não temera os risco de parecer uma tola, ela é uma tola sonhadora que faz as pessoas dançarem e se alegrarem. Reagindo mais a emoção do que a razão, às vezes extrapola limites, ela não percebe que seus gestos podem ser ameaçadores, ela gosta do calor humano então; abraça, costuma falar muito próximo e têm a necessidade de tocar com intimidade quando embarca em uma conversa, se torna invasiva e algumas pessoas tendem se distanciar ao perceber o comportamento muito afetivo.

▬▬゚。☼❝𝐄𝐋𝐀 𝐒𝐄 𝐂𝐎𝐍𝐄𝐂𝐓𝐀 𝐂𝐎𝐌 𝐀 𝐂𝐎𝐑𝐀𝐆𝐄𝐌 𝐄 𝐃𝐄𝐒𝐏𝐄𝐑𝐓𝐀 𝐂𝐑𝐈𝐀𝐓𝐈𝐕𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄● Com coragem para se aventurar em seu mundo criativo, Silvermist é uma aventureira que gosta de perturbar as expectativas tradicionais com experiências de beleza e comportamento, sente a necessidade de ser reconhecida como uma romântica que se inspira através das conexões com as pessoas, desventuras vividas e idéias mirabolantes. Ela quer saber se os outros desejam e ousam sonhar sem ter medo de serem vistos como loucos, pois ela não tem esse medo, sua imaginação é capaz e intensamente ativa, dando um aspecto hiperativo, mas ao mesmo tempo transmitindo uma sensação de sabedoria e inspiração para aqueles que precisam, afinal a garota é atraída pelas belas filosofias e genialidades da vida. Transcende através da profundeza de seus pensamentos e perspectiva alheias, isso a deixa com uma facilidade para reinterpretar quaisquer pensamentos, opiniões e valores diferentes dos seus. A garota não teme a curiosidade, quando quer aprender algo ela simplesmente vai atrás dos meios de conseguir, felizmente isso traz uma sintonia com os meios de observação dela, como dito os olhares hiperativos sempre procuram saídas para situações estressantes: seja de um dia monótono ou algo que a coloque em perigo, sendo pautada como uma observadora da vida e pronta para achar uma saída dentre detalhes que os demais não encontram. Nunca recorre a força bruta para conseguir as coisas, e sim procura ludibriar as situações, conquistando ou influenciando com sua dinâmica de ser. Muitas vezes seus devaneios a deixam imersa e longa da realidade, sendo pautada como "pés fora da terra" ou "balão voador", o que pode não ser muito agradável para aqueles que preferem escutar do que serem ouvidos, mas ela se sabe se desculpar por estar sendo ignorante quando nota o desconforto da pessoa pela breve inquietação dela.

▬▬゚。☼❝𝐃𝐀 𝐈𝐍𝐓𝐄𝐍𝐒𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄 𝐒𝐄 𝐍𝐀𝐒𝐂𝐄 𝐀 𝐂𝐀𝐋𝐌𝐀𝐑𝐈𝐀 𝐄 𝐒𝐄 𝐏𝐄𝐑𝐃𝐄 𝐎 𝐌𝐄𝐃𝐎 𝐃𝐄 𝐄𝐒𝐏𝐄𝐑𝐀𝐑● Graças à ansiedade que a cerca, a garota está aprendendo a ser cautelosa com a intensidade de seus sentimentos, ela se permite sentir todos eles, se permite chorar na frente dos outros, se permite rir, se permite se angustiar e permite se apaixonar. Tornou-se admirável por defender seus princípios, por respeitar seus limites e dar tempo ao tempo. É preciso entender que a garota transborda também, muitas vezes se afoga por conta disso, mas não se preocupe, é natural, a paciência dela jurou solenemente estar ali para ajuda-la quando isso acontecesse, ela logo se reinventa das explosões sentimentalistas necessárias. Também entende que cada pessoa tem seu tempo e nunca ousa empurrar ninguém para fora de suas conchas, com cautela e aos poucos ela faz isso. Ela é a dona do seu próprio destino e capitã de sua alma, ela se guia em uma jornada para alcançar a calmaria e não pense que ela é alguém precisando de atenção, na verdade ela admira a solidão, gosta de sua companhia e sabe que se atenção esta nela: é porque conseguiu tocar aquelas pessoas de alguma forma.
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐇𝐈𝐒𝐓𝐎́𝐑𝐈𝐀 𝐄 𝐌𝐄𝐌𝐎́𝐑𝐈𝐀𝐒
Escreveu ❪‧ะ´┊☼❝𝐄𝐔 𝐒𝐄𝐑𝐄𝐈 𝐓𝐀̃𝐎 𝐅𝐎𝐑𝐓𝐄 𝐐𝐔𝐀𝐍𝐓𝐎 𝐎 𝐌𝐀𝐑 𝐑𝐄𝐕𝐎𝐋𝐓𝐎
Lembre-se de viver. Mantenha vivo dentro de si o desejo pela vida, em meio a tantas oportunidades de morte. Em meio as glórias e conquistas de sua vida, lembre-se que tudo é fugaz, passa, vai, não permanece nem permanecerá, apenas passará. Logo, o hoje é o que temos, o ontem é uma lembrança e o amanhã uma possibilidade. Pense, planeje, sonhe com o amanhã, mantendo os pés firmes no hoje.
— Viva intensamente, pois o tempo foge, passa rápido e nem notamos sua passagem
—゚。☼ Onde o romance desabrocha e de repente murcha
▬▬゚。☼❝𝑶 𝑨𝑴𝑶𝑹 𝐅𝐀𝐋𝐀 𝑬 𝑨 𝑽𝑶𝒁 𝑫𝑶𝑺 𝑫𝑬𝑼𝑺𝑬𝑺 𝑫𝑬𝑰𝑿𝑨 𝑶 𝑪𝑬́𝑼 𝑬𝑴𝑩𝑹𝑰𝑨𝑮𝑨𝑫𝑶 𝑫𝑬 𝑯𝑨𝑹𝑴𝑶𝑵𝑰𝑨● Os tempos daquele romance ficaram para trás, se eternizaram em velhos quadros e não voltariam nem se Giuseppe implorasse. Um ainda jovem astrônomo que se perguntava estar no caminho certo, o homem que se via perdido no mundo dos astros e da física, ele claramente pedia ajuda e ansiava por novos motivos para se inspirar, estava atrás de um empurrãozinho para alcançar novos objetivos. O céu italiano era perfeito para os seus estudos, mesmo com o semblante cansado ele ainda se propunha trabalhar todos os dias, embora seu irmão Vincenzo pedisse para o mesmo tirar uma noite para descansar, Giuseppe era teimoso e negava qualquer calmaria. Por motivos estressantes ele não conseguia se concentrar em seu trabalho, olhava para janela e via uma lua cheia perfeita para ser observada por um telescópio, ouvia a música clássica de Veneza que era tocada lá fora, naquele momento ele havia percebido que talvez fosse melhor o descanso, percebeu a exaustão e a falta de energia. Com uma escolha sábia, ele pegou o caderno da mesa, uma caneta preta e seu telescópio, saiu para tomar um ar e reviver suas expectativas mortas. O homem se sentou no gramado, se pôs a refletir e logo se viu desenhando, coisa que não fazia a muito tempo, seus olhos estavam presos no caderno, eram desviados apenas para detalhar pequenas coisas em sua pequena "arte". Giuseppe ficou um tempo sentido as coisas ao seu redor, sentia o vento, olhava a água dos canais de Veneza, reparava no céu como nunca antes, percebia o quanto perdia ao não focar em coisas que gostava, com um suspiro ele desviou o olhar para o seu redor, notou uma mulher perto de uma árvore, ela refletia encanto como o céu, o homem suspirou com tamanha beleza, era como olhar o luar e ver cores pela primeira vez. Ele queria eternizar aquela moça e então começou a desenha-la, traço por traço, ele viu inspiração como nunca antes, cada segundo enchia seu peito de alegria, somente observando ele se sentia apaixonado, mas ao olhar de novo mulher havia sumido, quase desistente de continuar seu desenho, ele sentiu uma mão em seu ombro.
Escreveu ☼☾☾☼⁑𝖮𝗌 𝖼𝖺𝗆𝗂𝗇𝗁𝗈𝗌 𝗌𝖾 𝗂𝗅𝗎𝗆𝗂𝗇𝖺𝗋𝖺𝗆 𝗉𝖾𝗅𝖺 𝗉𝗋𝗂𝗆𝖾𝗂𝗋𝖺 𝗏𝖾𝗓
O homem sentiu uma mão delicada pousar em seu ombro, por um momento era como se um choque se alastresse pelo seu corpo, ao olhar para mão por um segundos, sentiu um carinho enorme, subiu seu olhar para a mesma moça que fitava a alguns minutos atrás, ao olhar de perto se viu apaixonado, seu coração palpitava tão rápido, o homem havia perdido a falava.

— Posso me sentar ao seu lado? — Uma voz angelical e misteriosa, era como um música para os ouvidos de Giuseppe, ele apenas balançou cabeça, seu mundo estava tão distante que nem conseguiu falar. Ele notou a mulher se sentando ao seu lado e encarando o céu acima deles, viu um sorrisinho se formar no rosto dela antes da misteriosa mulher encarar ele — Alguém já lhe disse que encara é feio? Senhor...?

— Me desculpe senhorita, eu não queria...Droga, quer dizer, Giuseppe Belinni e mil perdões...Eu não queria parecer mau educado! — O homem tentava se desculpar com um rosto vermelho de vergonha, a mulher apenas soltou uma risada e estendeu a mão para ele apertar.
▬▬゚。☼❝𝐃𝐈𝐙𝐄𝐌 𝐐𝐔𝐄 𝐍𝐎𝐈𝐓𝐄 𝐄́ 𝐔𝐌𝐀 𝐂𝐑𝐈𝐀𝐍𝐂̧𝐀, 𝐄𝐒𝐒𝐀 𝐍𝐎𝐈𝐓𝐄 𝐏𝐎𝐃𝐄 𝐒𝐄𝐑 𝐄𝐓𝐄𝐑𝐍𝐀● A paixão se alastrou por aquele final de noite, a madrugada mau começava e as conversas já eram longas, nem parecia que estavam ali sentados na grama por horas, mas estavam bem acompanhados com a presença um do outro. O homem já havia feito três desenhos da mulher, ela disse que queria ser vista pelos diferentes olhares dele, Giuseppe contou para ela sobre muitas coisas, inclusive sua paixão trancada pela arte, coisa que a mulher não entendeu, ela literalmente queria lhe convencer que a arte era o caminho dele. Durante o resto da "noite" aquilo ficava martelando em sua cabeça, esse era o caminho dele. Conter um sorriso parecia difícil para aquele romance que ambos haviam vivido, qualquer pessoa em seu lugar não pensaria duas vezes antes de optar por um noite de prazeres e uma dose de afeto emocional, mas Giuseppe sabia que aquilo estava só começando. O homem estava pintando sua doce Hécate ou senhorita dos caminhos como chamava, ela realmente havia feito ele se abrir a novas possibilidades, estavam a duas semanas se encontrando e se "conhecendo", Giuseppe havia finalmente encontrando um tempo para descansar e estava aliviado com isso, uma pequena paixão que parecia que iria durar para sempre, ele até mesmo queria que fosse assim. Por que não aproveitar de todas maneiras, o libido em uma noite calorosa havia crescido, outra noite longa e sedutora, estava prestes a durar para sempre em suas memórias, mas ao acordar foi tudo diferente, sem nenhum bilhete, sem nenhuma resposta, nada. Era difícil acreditar que aquela doçura que ele viveu havia partido, sem mais nem menos, os dias se passaram, depois meses, os dois amantes simplesmente não existiam mais, e ele nem sabia o que poderia ter feito de errado ou se ela fosse voltar depois de tanto tempo.

▬▬゚。☼❝𝐌𝐈𝐍𝐇𝐀 𝐃𝐎𝐂𝐄 𝐒𝐈𝐋𝐕𝐄𝐑𝐌𝐈𝐒𝐓, 𝐍𝐀̃𝐎 𝐂𝐇𝐎𝐑𝐄, 𝐄𝐒𝐒𝐄 𝐌𝐔𝐍𝐃𝐎 𝐄́ 𝐁𝐄𝐋𝐎, 𝐌𝐀𝐒 𝐂𝐑𝐔𝐄𝐋● Os meses se passaram, mas Giuseppe ainda estava abalado com o acontecimento, as tinta secavam e descascavam, parecia uma memória que iria se perdendo, se desbotando e lentamente o afastando. O homem se conteve, ele até mesmo deixou a astronomia para trás, ainda amando aquele universo, mas o deixando ir e então se ergueu aos poucos, lá estava ele deixando o orgulho de lado, começou do zero novo planos para sua futura exposição de quadros, dado o nome de "Senhorita dos caminhos", mas faltava uma ultima peça ali, um ultimo quadro. Naquela madrugada ele havia recebido uma telefonema de um hospital, seu coração parecia saltar pela boca ao ouvir a seguinte frase "sua filha está aqui, uma mulher implorou para você vir busca-la" ele pensava ser uma brincadeira de muito mau gosto, mas a curiosidade estava falando mais alto, ele se pôs para fora da cama, derrubando tudo ao seu redor, o desespero e ansiedade tomava conta de seu ser. As mãos suadas mostravam seu medo, ele respirou fundo ao entrar no hospital, o silêncio daquele amanhecer o penetrava de forma tensa, ao olhar a bebê no colo da médica não conseguiu segurar o suspiro e o sorriso, aquele ser tão vunerável e frágil não sabia nem da metade das coisas que estavam acontecendo, ele a segurou com tanto receio, estava perdido e sem saber o que fazer. A médica também havia deixado uma carta em sua mão, um bilhete na verdade: Faça dela, a dissipação das suas nevoas para um caminho de cores. Sua mente se iluminou, voltou a olhar para bebê em seus braços e notou pela primeira veze seus olhos prateados, ele havia encontrado esperança e última peça que faltava.
—゚。☼ Soletrar o que é a vida é a coisa mais complicada que você vai tentar fazer
▬▬゚。☼❝𝑺𝑬𝑼𝑺 𝑷𝑹𝑰𝑴𝑬𝑰𝑹𝑶𝑺 𝑷𝑨𝑺𝑺𝑶𝑺 𝑺𝑬𝑹𝑨̃𝑶 𝑪𝑶𝑴𝑷𝑳𝑰𝑪𝑨𝑫𝑶𝑺, 𝑴𝑨𝑺 𝑵𝑨̃𝑶 𝑫𝑬𝑺𝑰𝑺𝑻𝑨● Um pai de primeira viagem, a bebê sempre estava com um semblante calmo, especialmente nas horas de trabalho de Giuseppe, coisa que o impressionou, ele ligava músicas tranquilas para ajudar no sono da filha enquanto trabalhava. No entanto as noites para ele pareciam ser longas, choros de cólica eram sempre ouvidos, ele fazia de tudo para acalmar a pequenina, de fato as coisas iriam ser difíceis, ele não tinha apoio, além do irmão que estava viajando e tentava dar algumas dicas. Enquanto isso o homem fazia seu nome na arte italiana, abriu o "Pinturas Bellini" e conseguiu uma nova fonte de renda, estava se tornando um grande pintor e podemos acrescentar um ótimo pai solteiro a lista, ele amava aquele pequeno brotinho de amor. Seus primeiros passos foram observados pelos olhos atentos do pai e a câmera de vídeo, ele estava tão feliz com aquilo, ela até mesmo caiu ao tentar pular, mas logo se desdobrou em risadas de ambas as partes e lá estava ela tentando se levantar em continuar. Seu pai chorou ao ver a cena repetida na câmera, sabia que a vida não era tão mansa quanto aqueles momentos. A pequena Silver se divertia naquele pequeno lugar chamado casa, coisa que aprendeu a falar rápido, era um lugar perfeito para plantar suas raízes.

▬▬゚。☼❝𝐎 𝐓𝐄𝐌𝐏𝐎 𝐏𝐀𝐒𝐒𝐀 𝐄 𝐀𝐒 𝐏𝐄𝐑𝐆𝐔𝐍𝐓𝐀𝐒 𝐀𝐏𝐀𝐑𝐄𝐂𝐄𝐌, 𝐌𝐀𝐒 𝐍𝐀̃𝐎 𝐌𝐈𝐍𝐓𝐀 𝐏𝐀𝐑𝐀 𝐄𝐋𝐀● Os passos ficaram mais rápidos, as risadinhas cresceram e se tornaram ainda mais presentes pela casa, a sintonia entre pai e filha estava sedo um encanto, um vínculo extraordinário, ambos viviam seus autos e baixos, conforme o tempo se passavam, as rotinas mudavam e com isso vinha novos aprendizados e pequenos problemas. Giuseppe valorizava muito a aprendizagem e os sonhos da filha, mesmo a garota chegando apenas aos seus cinco aninhos, já era uma garota com vários ensinamentos, o pai sempre reservava pelo menos duas horas de leitura por dia, assim como também a fazia se interessar pela arte, a deixava "brincando" com suas tintas e telas, prevendo um futuro incrível para filha. A menininha de fato crescia com graça e uma mente curiosa, foram diversas noites em que a mesma pegou o pai se amontoando em lágrimas com um bilhetinho em suas mãos, ao chegar perto do pai e abraçar suas pernas, notava escrito uma assinatura: Hécate. Ela também já havia observado os amiguinhos da creche serem levados por suas mães, ouvia os coleguinhas perguntando sobre o paradeiro da sua mãe, ela mesma não entendia isso, ainda não tinha esse conhecimento. Essas perguntinhas estavam batendo em sua cabecinha, uma criança de cinco anos, quase seis, preocupada em saber essa parte da história, mas que criança se preocuparia com isso? Silvermist tomava coragem para encarar seu pai e perguntar, coisa que um dia chegou. A pergunta veio na hora da pintura, ela foi tão simples em perguntar, mas Giuseppe não reagiu bem, derrubou seus pinceis e se pôs a chorar, ele simplesmente desmoronou na frente da filha, a menininha somente correu para abraça-lo, ele nem sabia como encarar a filha e começar a contar, apenas pediu para ela ir se limpar que amanhã falavam disso. A noite para o homem foi longa, ele tentava formular alguma reflexão, alguma resposta cautelosa, nem conseguiu pregar o olho direito, com todas as incertezas uma ideia veio e daí surgiu uma mentira. Na manhã seguinte pediu para filha escrever uma carta para mãe pois ele mandaria para ela e assim sua pequena teria respostas, ele inventou uma mentira para acobertar todos os males que Silver sentiria na vida com a falta da figura materna, uma irresponsabilidade que nem mesmo seu irmão concordou, mas o homem foi firme e prometeu que a progenitora sempre a responderia, em formas de cartas, cartões de aniversário ou presentes, a garotinha acreditou em todo o mundo de mentira que o pai havia inventado.
Escreveu ☼☾☾☼⁑𝖴𝗆𝖺 𝖻𝖾𝗅𝖺 𝗆𝖾𝗇𝗍𝗂𝗋𝖺 𝖼𝗈𝗇𝗍𝖺𝖽𝖺 𝗉𝖺𝗋𝖺 𝗇𝖺̃𝗈 𝗁𝖺𝗏𝖾𝗋 𝖿𝖾𝗋𝗂𝖽𝖺𝗌
Querida mamãe
Papai me disse para escrever uma carta para você, cá estou eu. Eu gostaria de te conhecer, papai me disse que você era linda, mas ele sempre chora quando tento falar de você, eu não sei bem como me expressar expressar ainda, não sei que perguntas fazer e me desculpe qualquer erro, o papai vai revisar antes de mostrar...Mandar a carta! Esses dias meus amigos vieram me perguntaram perguntar de você...Mamãe você me deixou aqui? Deixou o papai? Tenho tantas perguntas, só não sei perguntar ainda, poderia esperar eu crescer para perguntar? Você é bonita, não tenho fotos, mas eu vi os quadros na galeria que o papai fez para você, eu sou igual a você? Mamãe, não chore se ler essa carta, não faça igual o papai. Eu tenho visto umas coisas estranhas também, papai disse que era apenas parte da minha imaginação...Obrigada por ler mamãe!
Com amor: Silvermist
▬▬゚。☼❝𝐕𝐎𝐂𝐄̂ 𝐄́ 𝐔𝐌𝐀 𝐀́𝐑𝐕𝐎𝐑𝐄 𝐀𝐈𝐍𝐃𝐀 𝐏𝐄𝐐𝐔𝐄𝐍𝐀 𝐄𝐌 𝐔𝐌𝐀 𝐑𝐔𝐀 𝐃𝐎 𝐅𝐔𝐍𝐃𝐀𝐌𝐄𝐍𝐓𝐀𝐋● Cartas iam e voltavam, a menininha cresceu sendo absorvida por mentiras, seu pai fazia questão de responder cada pergunta, mesmo que fosse em lágrimas, ela amava escrever para sua "mãe", a visão que a pequenina criava era admirável, sempre contava todos os segredos para mulher, contudo as surpresas nunca eram escondidas direito, mas a menininha tentava criar um verdadeiro vinculo com a mulher mais velha. Silver se viu em um mundo confortável, seus oito anos haviam chegado de mansinho e com isso venho um cartão de aniversário, a garota morria de amores, pulava para lá e para cá, seu pai a olhava com um semblante culpado, mas um sorrisinho veio ao lembrar que sua pequena estava feliz, continuo fazendo a decoração o bolo. Naquele dia ela fez um pedido ao soprar a velinha, fazia um tempo que estava pedindo por isso, ela contou mentalmente 1,2 e 3, soprou as velas e pediu um irmãozinho. Naquela noite ao ajudar o pai a desfazer as coisas da festinha, pediu licença para escrever para sua mãe e contar as maravilhosas coisas que aconteceram, ela começou pela linda festa, disse como pai era atrapalhado na cozinha e que refez o bolo duas vezes, contou sobre os amiguinhos presentes e como sentia falta do tio naquela festa, contou que ele estava viajando, contou que sua vida em casa era solitária quando o pai saia para apresentar as obras na galeria, contou o seu pedido também. A pequenina foi dormir e deixou a carta no quarto do pai, na madrugada ele leu e seus olhos se encheram de ansiedade, ele poderia adotar alguém para fazer companhia a filha, quem sabe um irmãozinho tiraria o tempo dela de escrever as cartas nunca enviadas, apenas guardadas no fundo do guarda-roupa. Na manhã seguinte os dois foram em um orfanato, Silver falava com todas as crianças, ela até pediu para o pai adotar todos, mas ele não permitiu, havia um garotinho, ele estava escondido atrás de uma estante, não parecia interessado em brincar com todos, mas Silver viu nos olhos do menininho que aquele era seu irmão, ela tentou pegar ele no colo e leva-lo para o seu pai, mas apenas segurou sua mãozinha e saiu dali, foi parada pelo pai que dizia ter que preencher os papéis da adoção e que ela não poderia simplesmente sair dali com ele. É uma memoria feliz e engraçada.

▬▬゚。☼❝𝐀𝐒 𝐌𝐔𝐃𝐀𝐍𝐂̧𝐀𝐒 𝐒𝐀̃𝐎 𝐂𝐎𝐌𝐎 𝐔𝐌𝐀 𝐁𝐑𝐈𝐒𝐀 𝐃𝐄 𝐀𝐑 𝐅𝐑𝐄𝐒𝐂𝐎● Os dois irmãos estavam mais unidos do que nunca, a casa se enchia de alegria e união, era possível ver que Silvermist tentava ser uma ótima irmã mais velha. Graça as grandes mudanças da vida, a garotinha havia ouvido seu pai falar no telefone que estava preparando uma surpresa, ela já sentia que seria algo grande, ouvindo mais um pouco ela se deu de cara com a palavra mudança. Aos 10 anos venho a grande virada da vida, seu pai havia tomado a decisão com motivos de: expandir para novos horizontes e criar uma nova afiliação para "Pinturas Bellini". Lapidar um novo lugar não foi fácil, Giuseppe queria um lugar enxercado de cultura, ao observar Silvermist e Sirius dançando a música clássica de jazz ele soube exatamente para onde iria. Bem-vindos a Nova Orleans, a segunda casa de Silver, aquela cidade trouxe novos conhecimentos e mistérios, ela havia-se conectado como lugar de um jeito incrível, futuramente essa cidade a ajudaria com o desconhecido lado da história dela.

▬▬゚。☼❝𝐍𝐀̃𝐎 𝐂𝐇𝐎𝐑𝐄 𝐏𝐎𝐑 𝐅𝐀𝐕𝐎𝐑 𝐏𝐄𝐐𝐔𝐄𝐍𝐀, 𝐎 𝐌𝐔𝐍𝐃𝐎 𝐍𝐀̃𝐎 𝐓𝐄 𝐀𝐁𝐀𝐍𝐃𝐎𝐍𝐎𝐔 𝐒𝐈𝐋𝐕𝐄𝐑● Assim como um brotinho nascendo da terra, nasce as tristezas e os péssimos momentos da vida, de todas as angústias aqui se encontram o começo de um desmoronamento. A casa pela primeira vez estava devastada e sem vida, aos 14 anos a noticia da morte de seu tio Vincenzo a deixou aos prantos, nem conseguia sair do quarto dinheiro, quase não fala com ninguém, ela apenas estava buscando dar tempo ao tempo, ainda tentava engolir e digerir essa fase péssima que estava vivendo. Quando ela finalmente conseguiu sair do seu casulo, inventou de fazer uma poema para recitar no dia do funeral de Vincenzo, ela foi atrás de algumas caixas que estava no quarto do pai, bagunçou todas elas para encontrar o que queria, mas acabou dando de cara com uma mentira cultivada. Ali bem na sua frente, estavam todas as cartas que havia escrito na esperança da mãe responder, estavam rascunhos do que escrever e responder para Silver, acho que aquilo simplesmente terminou de a despedaçar, as lagrimas escorriam pelo seu rosto, mas seu rosto não esboça nenhum sentimento, embora seu coração sentisse uma pontada enorme, Silvermist nem ao menos tinha vontade de confrontar o pai, ela apenas deixou tudo bagunçado e voltou a se trancar no quarto, Giuseppe uma hora ou outra iria descobrir que a filha sabia de sua grande bola de neve de mentiras. Naquele ano, aos 14 anos, Silvermist se trancou do mundo, tentou desistir dele várias vezes, se aprofundou em uma solidão que nunca havia conhecido até então, a garota borboleta havia sido diagnosticada com depressão, uma parte dela que um dia foi todo um mundo, agora era um fundo sem fundo, o que um dia foi multidão havia-se tornado estranheza e solidão.
—゚。☼ Um mundo inteiro te espera lá fora, abra a porta, feche os olhos e pule
▬▬゚。☼❝𝐀𝐂𝐎𝐍𝐓𝐄𝐂̧𝐀 𝐎 𝐐𝐔𝐄 𝐀𝐂𝐎𝐍𝐓𝐄𝐂𝐄𝐑, 𝐄𝐋𝐀 𝐕𝐀𝐈 𝐒𝐄𝐑 𝐌𝐀𝐍𝐓𝐄𝐑 𝐕𝐈𝐕𝐀● Foram dois anos perturbadores e nevoados até chegar aos dezesseis anos. A morena começava um novo tratamento para se ajudar, estava começando a aprender se perdoa e perdoa os outros, ela conseguiu perceber que o seu medo a afastava das pessoas que tentavam reconstruir seus cacos, ela notou que deixou o tempo correr e nem ao menos aproveitou. Foram várias pessoas que passaram por sua vida, várias delas a ajudaram entender que aquilo que ela passava não era nem um ponto final, o destino tentou colocar um ponto final, ela olhou e colocou uma vírgula, ele quis mostrar as respostas para ela, mas a morena mudou as perguntas, ele pois uma exclamação, ela retrucou com uma interrogação, ela segui, ele não a alcançou, então Silver mudou, ele ficou igual. Assim ela viveu de novo, a depressão havia morrido no passado, a garota aprendeu a colocar vírgulas onde encontrava pontos por ai. Aos dezesseis anos ela venceu uma de suas dores e fraquezas, conseguiu se manter firme em uma luta que demorou para acabar.

▬▬゚。☼❝𝐄𝐋𝐀 𝐀𝐏𝐑𝐄𝐍𝐃𝐄𝐔 𝐀 𝐕𝐈𝐕𝐄𝐑 𝐃𝐄 𝐍𝐎𝐕𝐎, 𝐄𝐋𝐀 𝐕𝐈𝐑𝐎𝐔 𝐔𝐌𝐀 𝐁𝐎𝐑𝐁𝐎𝐋𝐄𝐓𝐀 𝐄 𝐕𝐎𝐎𝐔● Aqui são carregadas de todas as memórias boas que Silver teve até atualmente. Como dito a borboleta havia saído do casulo, aquilo tudo que acontecia envolta dela era algo maior, o mundo lhe dava pistas que o diferente a abraçava de todas as maneiras possíveis. Silvermist realizou muitos sonhos durante os últimos anos, aprendeu a se reconstruir e se revigorar, conseguiu fazer muitas coisas que um dia foi apaixonada, se destacou na leitura e com isso veio o sonho de cursar a literatura, voltou a se dedicar a arte, pintando todas as visões que tinha, escrevendo suas mágoas e as torando poesia. Atualmente ela vem criando vários planos, está em busca de um apartamento para ela, vêm dando tempo de lazer para criar novos passatempos e muito mais. Sua formação do ensino médio também foi esplêndida, ela recitou um discurso que escreveu em seus momentos difíceis enquanto lutava contra depressão, o vídeo está guardado na galeria de fotos do seu celular, ela sempre da uma olhadinha nesse vídeo quando sente a tristeza invadindo seu ser.
Escreveu ☼☾☾☼⁑𝖤𝗎 𝖽𝖾𝗌𝖼𝗈𝖻𝗋𝗂 𝗊𝗎𝖾 𝗈 𝗆𝖾𝖽𝗈 𝖾́ 𝗎𝗆 𝗌𝗎𝗉𝖾𝗋𝗉𝗈𝖽𝖾𝗋
— Ouçam, eu sei que todos estamos com medo agora, medo do que vai acontecer ou do que está acontecendo. Mas ter medo é bom, porque ninguém disse para nós...Que o medo é um superpoder. O medo pode-te fazer mais forte, mais rápido e mais inteligente. E um dia, todos nós vamos ficar com muito medo...Mas vai estar tudo bem, porque somos fortes. O medo não tem que nos fazer ser cruéis e covardes. O medo nos faz gentis, corajosos e cheios de compaixão. Não há problema em temer, temer é humano, aprender a não temer também é humano. Então ouçam, sempre vamos ter medo de algo, mesmo que aprendemos a esconde-lo, esses medos continuaram ali. Ele será seu companheiro e seu lembrete que o mundo não te abandonou. O verdadeiro covarde é aquele que rejeita seus medos e se finge de corajoso para não chorar na frente de todos. O medo nos uni, nos leva para casa e nos faz descansar. Temer é ter coragem!
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐅𝐀𝐌𝐈𝐋𝐈𝐀
—゚。☼
▬▬゚。☼❝ ●


Escreveu ☼((☼⁑ 𝐌𝐚𝐧𝐭𝐞𝐫 𝐦𝐞 𝐯𝐢𝐯𝐚 𝐩𝐚𝐫𝐞𝐜𝐞 𝐬𝐨𝐧𝐨𝐫𝐨 𝐞 𝐭𝐫𝐚́𝐠𝐢𝐜𝐨
Há um mundo fora da minha porta, eu não o conheço mais, eu vou ficar aqui agora, eu vou ficar aqui agora, fecho as cortinas, apago as luzes, um monte de escuridão em minha mente, vai me derrubar, vai me derrubar, todas as estradas que estive antes, s mesmos erros sempre me fazem tremer. E todos os sinais que uma vez ignorei, na minha negação, eu não queria enfrentá-los, eu posso ver claramente agora, que a chuva vá embora, eu aceito todas as coisas que não posso mudar, longe estão as nuvens escuras, o amanhecer chegou, e será um dia brilhante, brilhante e ensolarado nada vai me derrubar
—゚。☼ Tentei trancar aquilo que me fazia especial, fui tola em não mostrar meus encantos
▬▬゚。☼❝𝐒𝐄𝐌𝐏𝐑𝐄 𝐒𝐄𝐍𝐓𝐈 𝐈𝐒𝐒𝐎, 𝐈𝐒𝐒𝐎 𝐐𝐔𝐄 𝐄𝐒𝐓𝐀𝐕𝐀 𝐃𝐄𝐍𝐓𝐑𝐎 𝐃𝐄 𝐌𝐈𝐌, 𝐄𝐒𝐒𝐀 𝐄𝐍𝐄𝐑𝐆𝐈𝐀● Algo sempre parecia crescer dentro dela, florescia de tempos em tempos, ela nunca conseguiu entender o que era aquilo que expandia em seu ser. Seu primeiro contato com o extraordinário, foi há muito tempo, Silver era uma garotinha de apenas seis anos de idade, mas já existia manifestações de suas habilidades acontecendo; O controle de aura. A sua visão ficou turva, a pequena Silver abaixou a cabeça por alguns minutos e ao erguer a cabeça se deparou com milhares de cores, cores que rondavam cada um de seus coleguinhas da escola, ela começou a rir e se alegrar com aquilo, os chama de "espíritos do arco-íris", ela até contou para a professora, que disse que ela tinha uma imaginação muito fértil, a Silvermist pequena não entendeu e apenas continuou admirando aquelas auras, sem consegui decifrar o que sentia, ela mesma estava com o sentimentos confusos por receber uma carga muito sorte, mas isso a cansou, afinal ela era muito nova e o controle de aura era muito forte. A garota ao crescer notou outra coisa, seus pressentimentos, era algo normalmente forte e ela considerava eles como palpites assertivos, mas o que ela não percebia, era que isso também estava desabrochando de forma intensa, só notou ao pintar uma cena, uma cena que considerava ser apenas um devaneio ou sonho, mas ao prestar atenção percebeu aquela mesma cena acontecendo em sua frente, os sentimentos de déjà vu passaram a se alastrar pela sua vida, ela mesma começou a se considerar louca e por um tempo até os desconsiderou e os negou. Mas acho que ela passou os enxergar como uma coisa extraordinária, especialmente depois da mudança para uma cidade tão mágica.
Escreveu ☼☾☾☼:𝗎𝗆𝖺 𝗉𝖾𝗊𝗎𝖾𝗇𝖺 𝗋𝖾𝖼𝗈𝗋𝖽𝖺𝖼̧𝖺̃𝗈
— Papai, você não consegue ver? Olhe, são tão lindos! — A garotinha falava enquanto andava segurando a mão de seu pai, ela pulava e apontava para as pessoas, carregava um sorriso enorme no rosto ao olhar para todos ali presentes

— Filha, o que exatamente você vê? E não aponte assim, é feio apontar! — Giuseppe pedia para ela responder, se abaixando para ficar da altura de sua filha, continuava segurando a mão dela

— O senhor não enxerga? Os espíritos coloridos, você também tem um, é amarelo, mas eles podem mudar de cor também! — A garotinha falou de forma simples, logo soltou a mão do seu pai e continuou andando, deixou Giuseppe abismado com o que tinha ouvido, encarava a filha com admiração pela criatividade que ela esboça ali, não acreditando no que foi respondido.
—゚。☼ Quando eu abrir meus olhos, eu enxerguei uma espantosa beleza nesse mundo, ele não pode morrer
▬▬゚。☼❝𝐂𝐎𝐌𝐎 𝐏𝐎𝐃𝐄𝐌 𝐍𝐀̃𝐎 𝐄𝐍𝐗𝐄𝐑𝐆𝐀𝐑 𝐐𝐔𝐄 𝐎 𝐌𝐔𝐍𝐃𝐎 𝐉𝐀́ 𝐏𝐄𝐃𝐈𝐀 𝐒𝐎𝐂𝐎𝐑𝐑𝐎 𝐀 𝐓𝐄𝐌𝐏𝐎𝐒● A garota sempre esteve em busca de inspiração, então ela achou um ótimo motivo para se inspirar, algo que faria sua marca, algo que poderia mostrar ao mundo o que é vida de verdade. Ela sempre se importou com sua passagem por esse mundo, ela não só viu caos nele, como aprendeu todos os desastres que já passaram por aqui, acho que Silver aceitaria lutar por algo que acredita melhor o mundo, dar tempo a ele, ensinar que talvez pudesse muda-lo de algum jeito. Claro, assegurar que sua família continue viva e respirando é um dos motivos também, já perdeu algumas pessoas que ama e amou, mas deixar esse mundo e ignora-lo como muitas pessoas fazem, não estar nos seus planos.
Escreveu ☼☾☾☼:𝘌́ 𝘱𝘰𝘳 𝘵𝘰𝘥𝘢𝘴 𝘢𝘴 𝘷𝘪𝘥𝘢𝘴 𝘲𝘶𝘦 𝘢𝘲𝘶𝘪 𝘮𝘰𝘳𝘢𝘮 𝘦 𝘦𝘴𝘤𝘰𝘭𝘩𝘦𝘮 𝘳𝘦𝘱𝘪𝘳𝘢𝘳
— Desde de cedo eu aprendi que não temos tempo para aprender nada nesse mundo, sabe de uma coisa? Eu já tentei desistir dele várias vezes, eu já vi tanta destruição, tanto ódio, tantos males, eu nem sei como o mundo agüenta tudo isso! As pessoas diariamente se preocupam mais com coisas sem vidas e nem enxergam a beleza no que esta vivendo e respirando aqui, se preocupam em estarem vivas sem nem ao menos conhecer o que é vida! Se estou fazendo isso, é porque eu quero aprender com o tempo que me resta, quero abrir meus olhos pois eu sei que existe grandeza aqui, quero ter certeza que todos possam respirar mais uma vez, todos os que vivem e prezam por isso, eu quero ver isso crescer e não penso em desistir tão fácil. Eu posso não estar mudando as pessoas gananciosas e sem vidas, mas eu vou estar-me mudando e salvando o nosso verdadeiro lar de ser morto mais uma vez, vou estar me inspirando a continuar e vou tentar abrir os olhos de quem não consegue ver.
—゚。☼ Meus valores são uma piada para você? Confiança é a base de tudo
▬▬゚。☼❝𝐐𝐔𝐀𝐍𝐃𝐎 𝐍𝐀̃𝐎 𝐄𝐗𝐈𝐒𝐓𝐄 𝐂𝐎𝐍𝐅𝐈𝐀𝐍𝐂̧𝐀, 𝐀𝐒 𝐂𝐎𝐈𝐒𝐀𝐒 𝐓𝐄𝐍𝐃𝐄𝐌 𝐀 𝐃𝐀𝐑 𝐄𝐑𝐑𝐀𝐃𝐎● Silver nunca começaria uma parceria se fosse para desistir dela na metade e apunhala-la pelas costas, a verdade é que ela mantém sua ética e moral bem ao seu lado, não desiste de seus valores por nada, ao menos que isso machuque alguém que ame e então talvez ela irá bolar um plano para ludibriar a situação. Mas jamais trairia os Deuses depois de prometer ajuda.


Escreveu ☼((☼⁑ 𝐒𝐞 𝐯𝐨𝐜𝐞̂ 𝐝𝐞𝐬𝐞𝐣𝐚𝐫 𝐟𝐢𝐜𝐚𝐫 𝐞 𝐦𝐞 𝐜𝐨𝐧𝐡𝐞𝐜𝐞𝐫
Parece empatia entender todos os lados, mas eu estou apenas tentando me encontrar através dos olhos de outras pessoas, então me mostre o que fazer para resetar este meu coração como eu me perdoo por perder tanto tempo? Acorde arregace as mangas, há uma reação em cadeia em seu coração, é a sua memória muscular lembrando quem você é, levante-se e apaixone-se de novo e de novo e de novo, declare guerra à gravidade há tantas coisas pelas quais vale a pena lutar, você verá. Um pouco de cada vez, eu me sinto mais viva, eu deixo a balança pender e sinto tudo que você sente.

Escreveu ☼((☼⁑ 𝐀 𝐚𝐧𝐬𝐢𝐞𝐝𝐚𝐝𝐞 𝐦𝐞 𝐜𝐨𝐫𝐫𝐨́𝐢 𝐩𝐨𝐫 𝐜𝐨𝐦𝐩𝐥𝐞𝐭𝐨
Provei do amor no gosto do ar, o destino finalmente saciou sua pança pois viu o tecido de tudo que há, falando com a duende que tirava uma panca, eu fiquei plena, plena, plena, plena, plena, plena, plena, amo muito tudo isso que agora eu estou vendo. Só passei a viver depois que tirei minha venda, não é sorteio ou acaso é sorte, se a carta que me escolhe é o arcano da morte, tecendo os fios da vida sem medo da partida, um pântano de lama colorida e espessa inundou minha caverna fria, trouxe a caveira pisando em cabeças e seu amor que recrio. Só passei a viver depois que tirei minha venda.
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐏𝐋𝐀𝐘𝐋𝐈𝐒𝐓 𝐒𝐈𝐋𝐕𝐄𝐑
*•.♡ᴄʟɪᴄᴋ ɴᴀ ɪᴍᴀɢᴇᴍ°⋆☽
♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐋𝐈𝐌𝐈𝐓𝐀𝐂̧𝐎̃𝐄𝐒 & 𝐃𝐎𝐄𝐍𝐂̧𝐀𝐒
—゚。☼ Respiro fundo para não morrer afogada nesses mares de fraquezas
▬▬゚。☼❝𝐀𝐍𝐒𝐈𝐄𝐃𝐀𝐃𝐄⁑ Ah dona ansiedade é um nó que se alastra em Silver como um redemoinho causando caos dentro do seu ser e levando consigo toda sua essência. Sua ansiedade se desdobra em uma emoção caracterizada por um estado desagradável de agitação interior, muitas vezes acompanhada de comportamento nervoso, como o de se embalar de trás para a frente. Silvermist foi diagnosticada com ansiedade após sua primeira crise aos 9 anos de idade, desde então ela busca melhorar e manter a ansiedade sobe controle e evitando suas crises.

▬▬゚。☼❝𝐇𝐈𝐏𝐎𝐆𝐋𝐈𝐂𝐄𝐌𝐈𝐀⁑ Desde dos seus sete anos a hipoglicemia esteve presente em sua vida. Hipoglicemia é uma condição em que a taxa de redução dos níveis de glicose (açúcar) no sangue ocorre. Como a glicose é a principal fonte de energia do organismo, a ocorrência de hipoglicemia produz sinais e sintomas típicos, tais como fraqueza, suores, tremores e outros, que só desaparecem se o nível sanguíneo de glicose for corrigido. Silver sempre têm um docinho consigo para corrigir seus níveis de açúcar.
Escreveu ☼☾☾☼:𝖣𝗂𝖺𝗌 𝖽𝗂𝖿𝗂𝖼𝖾𝗂𝗌: 𝖽𝖾𝗉𝗋𝖾𝗌𝗌𝖺̃𝗈
☼☼Querido poço de depressão escrito☼☼
Eu ainda lhe sinto presente em mim, mas você parece ter-me esquecido. Um dia você fez minhas palavras serem regadas com lágrimas e fertilizadas por sofrimento mental. De todas aquelas angústias que passei, você me fez ausente. Mas o engraçado é: Eu me senti inspirada por ti depressão, o que me leva crer que o sofrimento é necessário para nos fortalecer, por mais incompreensível que ele seja, você deixou as tempestades brandas. Eu lhe calei quando senti a presença da vida novamente, eu me reconstruir e percebi que amava esse mundo, ama o sol, a lua, a natureza e até mesmo as pessoas. Eu agradeço a ti depressão profunda, minha eu de 14 anos também.

♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐆𝐎𝐒𝐓𝐎𝐒 & 𝐃𝐄𝐒𝐆𝐎𝐒𝐓𝐎𝐒
—゚。☼ Você acha que já conhece o meu coração, a tantas coisas neles
ꕤ ꕤ ꕤ𝑮𝑶𝑺𝑻𝑶𝑺⁑ Filosofia; pintura; músicas; jazz; poemas; literatura; fazer florais; desenhar; cantar; conhecer coisas novas; aventuras; laranja e amarelo; borboletas; café; festas; bebidas alcoólicas; filmes antigos; ler; observar o céu e natureza; manifestações por causas ativistas; ativismo; feminismo; animais; pôr do sol; caminhar; mar; rir e sorrisos; conchas; natureza; praia; florestas; areia; disco de vinil; citar metáforas e grandes filósofos; dançar; livros; diversão; sair com os amigos; girassol e rosas; humanas; pulseiras; artesanato; ukulele; revolucionaríssimo; maconha; viajar; doações; independência; atitude; liberdade; senti o vento no rosto; esforço; honestidade; coragem e bravura
ꕤ ꕤ ꕤ𝑫𝑬𝑺𝑮𝑶𝑺𝑻𝑶𝑺⁑ Ignorância; pesadelos; machismo; superioridade e ego alto; ser ignorada; a subestimarem; frescura; vitimismo; demonstrar medo; bullying; ofensas; desorganização; poluição; racismo; homofobia; silêncio; ser controlada; hospitais; julgamentos precipitados; grosseria grátis; humilhação; falsidade; fanatismo; preconceito; frio; abuso físico e psicológico; desigualdade; a ignorarem; fingir que nada esta acontecendo; mentiras; sedentarismo; pressão; maltrato aos animais; maltrato a natureza; queimadas; capitalismo; bloqueio criativo; não aproveitar seu tempo

♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐌𝐄𝐃𝐎𝐒 & 𝐓𝐑𝐀𝐔𝐌𝐀𝐒
—゚。☼ A vida é um risco de medos que vamos correr, feche seus olhos e pule
▬▬゚。☼❝𝐔𝐌 𝐃𝐈𝐀 𝐄𝐔 𝐏𝐄𝐑𝐂𝐄𝐁𝐈 𝐐𝐔𝐄 𝐍𝐎𝐒𝐒𝐎𝐒 𝐌𝐄𝐃𝐎𝐒 𝐒𝐀̃𝐎 𝐍𝐎𝐒𝐒𝐎𝐒 𝐌𝐀𝐈𝐎𝐑𝐄𝐒 𝐒𝐔𝐏𝐄𝐑 𝐏𝐎𝐃𝐄𝐑𝐄𝐒● Alguns medos — restantes — da jovem, se tornaram parte de uma ferida ainda aberta, os barulhos que a faziam ficar zonza e correr para o quarto do pai na infância, um estrondo atrás do outro, cada trovão provocava suas lágrimas e pavor, o barulho batia em seus ouvidos sensíveis a fazendo ir para baixo das cobertas buscando segurança e abafar a barulhenta trovoada, o brilho intenso dos relâmpagos invadia sua janela — através dos vidros — mas já era o suficiente para faze-la correr. Hoje em dia, assim que a chuva começar a aumentar, ela tenta colocar os fones para abafar o barulho, tendo o medo dos barulhos controlados: Astrofobia.

▬▬゚。☼❝𝐀 𝐂𝐔𝐑𝐀 𝐃𝐎𝐒 𝐌𝐄𝐔𝐒 𝐌𝐄𝐃𝐎𝐒 𝐄́ 𝐀𝐏𝐑𝐄𝐍𝐃𝐄𝐑 𝐓𝐄𝐌𝐄-𝐋𝐎𝐒● O último de seus medos foi vivenciado a sete anos atrás. Sua visão estava turva e seu corpo parecia pesar, se sentia prestes a desmaiar, isso despertou um gatilho de desespero em sua mente — ela nunca havia desmaiado antes — Silver se segurava para não cair e não apagar. Desde daquele dia, ela guardou o desmaio como um medo, detesta a idéia da fraqueza e fragilidade, apagada estaria a mercê das maldades do mundo, sabe sentir quando seu corpo não a responde e entra em pânico ao pensar em desmaiar: Astenofobia

♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎♒︎𝐇𝐎𝐁𝐁𝐈𝐄𝐒 & 𝐌𝐀𝐍𝐈𝐀𝐒
▬▬゚。☼❝𝐇𝐎𝐎𝐁𝐈𝐄𝐒● Em busca de se conectar com o conhecimento e com a sua própria escrita, Silvermist apreciou seu primeiro hobbie desde muito nova; a leitura. O primeiro livro que leu, foi O Pequeno Príncipe, um dos seus favoritos ao lado de Dom Quixote, começou a embarcar na literatura com influência do tio e logo desenvolveu o segundo hobbie; escrever. A escrita se tornou sua melhor amiga, desde frases motivacionais e reflexivas, até as cartas que "mandava" para a mãe, sempre teve um apreço por melhorar o palavreado e vocabulário. Um simples jeito de distrai-la se mostrou um dom para muitos, especialmente um dom passado de pai para filha; a pintura. Havia achado um jeito de expressar seus sentimentos sem ser por palavras, sempre teve na sua casa telas e telas acompanhadas de diversas tintas coloridas, provavelmente as pessoas que a conhecem apreciam sua arte, já que a mesma têm um instagram só para demonstrar o talento e fazer vendas. Outra coisa que se fez presente em sua vida após a mudança, foi a música e artesanato, Nova Orleans lhe mostrou como tocar um saxofone de forma clássica e a ensinou fazer filtros dos sonhos e pulseiras. Contudo seus hobbies finalizam em florais, florais de Bach, um medicamento natural que a mesma estudou com uma das moças que a ajudava em uma fase difícil de sua vida, ela lhe mostrou que a natureza pode ser o melhor remédio de maneira místicas.

▬▬゚。☼❝𝐌𝐀𝐍𝐈𝐀𝐒● Com o tempo se passando e sua percepção com a destruição do mundo se aflorando, logo veio o hábito de reciclagem, a garota logo promoveu novos jeitos ecológico de fazer as coisas, ao começar pelo lixo, ela deixava bilhetinhos com desenhos escrito "O monstro da lixeira adora lixo, mas aquilo que for reciclável não é comida para ele", também começou a prestar atenção nas roupas que usava, começou a valorizar pequenas impressas, impressas nacionais e impressas de mulheres. Suas manias são bem perceptíveis, desde o nariz torcendo quando está incomodada com algo, as mãos tremendo quando sua ansiedade desperta, seus sorrisos bobos ao lembrar de algo engraçado, os estalos da língua no céu-da-boca quando está pensando em algo e o passo apressado quando quer descobrir o que fazer. Uma última coisa a se destacar são os acúmulos de alarmes, ela têm um alarme para cada coisa, isso pois ela é muito esquecida e sem os alarmes vira uma confusão.
☼☼Eu concordo com os termos, cuide bem da Silver☼☼

Permalink Comentários (19)

[08/09/2020] ((.;;Cabelos de fogo, como brasas no inverno;;swm))

[17/07/2020] (.;;Carta de desculpas))

[19/10/2019] ((.;;Presa em ondas salgadas))

[02/06/2019] (.;; Me jogue no espaço e irei flutuar)


Atualizações do Usuário

Usuário: bjaaz
@isntfendi kkkkkkk, é aquela coisa, aprendemos com os erros
Usuário: bjaaz
@hansvalentino Beni, tu merece demais, inclusive eu vi ao vivo Hel nascer, deu aquele orgulho
Usuário: bjaaz
@isntfendi DESSA VEZ EU NÃO ESQUECI, ainda coloquei os dois links
Usuário: bjaaz
@mxngekyou Eu prevejo as crianças falarem "X9 morre cedo"
Usuário: bjaaz
Favoritei a história
História: Moça d'água
História: Moça d'água
O céu. O vento. O mar. A lua. A mulher. O caos. Era um todo. "Ficou mais um tempo observando e sentido tudo ao seu redor. Sentindo o vento, o mar, a lua. Tudo. Não sabia quan..